História Depois De Você - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Danielle Campbell, Justin Bieber
Personagens Danielle Campbell, Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 1.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 36 - Minha de novo


Gabriel dormiu aproximadamente três horas, e Anna gastou quase uma pensando em que resposta daria a ele quando o visse depois que o mesmo acordasse, ela pensou em tantas possibilidades, tantos jeitos diferentes que poderiam acabar essa história que nem ela mesmo poderia contar ou até mesmo nomea-las, então depois de muito pensar enfim ela subiu para então dar a ele uma resposta..

(POV GABRIEL UCKERMANN)

Me mexi despertando e senti algo estranho, como se tivesse alguém me observando, abri meus olhos lentamente e dei de cara com aquele par de olhos azuis que tanto me encanta, sorri feito bobo diante daquela cena e eu sei o quanto isso pareceu Gay, coc9ei meus olhos para ter certeza de que aquilo não era uma miragem e realmente não era, eu estava deitado de lado assim como ela, estávamos de frente um para o outro e ela sorria, eu já contei o quanto eu amo esse maldito sorriso?.

-Está aí à muito tempo? -Perguntei a olhando.

-É, eu tô. -Ela respondeu e sorriu novamente.

-Por que não me acordou? Aconteceu alguma coisa? -Perguntei preocupado.

-Não, não aconteceu nada, eu só queria dar a resposta sobre aquilo que conversamos mais cedo, e bom, eu não te acordei porque você parecia cansado da viagem e não é um assunto de extrema urgência. -Ela explicou e eu estava um tanto preocupado, sabia sobre o que era o assunto e não fazia idéia de qual seria sua resposta.

-Tudo bem, pode falar então. -Pedi e me sentei no colchão, ela se sentou também e eu pude vê-la umedecendo os lábios com a língua para começar a falar, ela ficou uns instantes quieta ao ver de perto mesmo com a pouca luz do quarto que eu estava sem camisa.

-Eu concordo com você, sei que estamos passando por sérios problemas agora, tem esse lance da Selena com o pai dela e também agora essa gente atrás de mim, más isso não pode me impedir de viver, sei o quanto isso pode ser perigoso, sei que não posso morrer por ter três filhos pra criar más se é loucura tentar entrar em um relacionamento agora então podem me chamar de louca porque é isso que eu quero. -Ela disse sem rodeios e o meu peito se encheu de felicidade.

-Ta falando sério? -Eu perguntei animado.

-Sim meu amor, vamos tentar de novo? -Ela perguntou e eu nada respondi, apenas a beijei, de uma forma diferente, tinha tanto amor e paixão nesse beijo quanto teve nos outros, só que dessa vez tinha algo a mais, talvez por agora ser oficial, ela era minha de novo.

A abracei forte quando afastei meus lábios dos dela, ela retribuiu o abraço na mesma intensidade, depois de um tempo a olhei e ela riu.

-O que foi? -Perguntei confuso.

-Nada, só que você reagiu melhor do que eu esperava, devia ter agido assim aquele dia na banheira. -Ela se lembrou.

-A não meu amor, não vamos voltar com esse assunto tudo bem? Agora, pode esperar um pouco até eu tomar um banho? -Perguntei e ela concordou balançando a cabeça positivamente.

-Tudo bem, só não demora eu estou faminta. -Ela pediu e eu lhe dei um selinho, depois me levantei, peguei minha toalha e fui para o banheiro, mal podia acreditar no que acabara de acontecer.

(Autora Narrando)

Minutos depois quando Biel saiu do banho, Anna estava de bruços no colchão conversando com Bia por uma ligação de video chamada, ele riu vendo como ela conversava com Bia contando o motivo por ter ido com ele para o Canadá, ele negou com a cabeça, pegou suas roupas e voltou para o banheiro, afinal não iria se vestir com Bia tendo risco de vê-lo nu.

-Achei que nossa localização fosse um segredo. -Ele disse já vestido e de volta ao quarto, ele disse em um tom mais alto para que Bia também pudesse ouvir.

-Querido entre Anna e eu não tem segredos, eu sou um túmulo, todos os segredos dela estão guardados comigo. -Bia disse se gabando e Biel mostrou a língua pra ela.

-Vocês se amam meu Deus. -Anna disse, os dois viviam se alfinetando más Anna sabia que eram apenas brincadeiras.

-Deus me livre. -Biel brincou e Bia revirou os olhos, Biel se deitou ao lado de Anna de bruços também e mostrou a língua para Bia, Anna apenas ria dos dois.

-Deus me livre digo eu, e para de mostrar essa língua horrorosa pra mim. -Bia pediu.

-A língua horrorosa que você adoraria que passeasse por certos lugares em seu corpo. -Ele se gabou.

-Ai coitado, nesse caso eu prefiro uma língua feminina. -Ela brincou.

-Vocês são podres, olha o assunto. -Anna questionou rindo más foi ignorada.

-Eu duvido que alguma dessas mulheres que você pega tenha toda a habilidade que eu tenho. -Ele se gabou novamente.

-Falou o profissional do sexo. -Bia foi irônica.

-Confessa querida, não é errado querer o Justin, todas querem. -Ele falou como se fosse óbvio.

-Meu bem eu não quero sua mixaria. -Bia disse rindo.

-Não é mixaria meu bem, ta muito longe disso e a Anna sabe perfeitamente não é meu amor? -Ele perguntou e deu um selinho em Anna que retribuiu, depois os dois caíram na risada ao verem a cara que Bia fez ao ver a cena.

-"Meu amor"? Como assim "meu amor"? Gente eu tô perdida, Analú me explica isso garota! -Bia ordenou e Biel riu mais com o desespero dela. -Isso não tem graça! -Bia reclamou brava.

-Ué, eu achei que vocês não tivessem segredos. -Biel a provocou e Bia fez cara feia.

-Não provoca ela. -Anna pediu. - Amiga eu ia te contar só não tinha dado tempo ainda. -Justificou .

-Otimo, então conta agora. -Pediu Bia.

-É que é muita coisa. -Anna alertou.

-Eu tenho tempo..

-Más nós não somos à toa querida, outro dia ela te conta. -Disse Biel cortando Bia, ele tomou o celular da mão de Anna e desligou a chamada.

-Biel! -Anna o repreendeu.

-O que foi? -Ele perguntou e deixou o celular dela encima do criado-mudo.

-Ela vai ficar brava comigo. -Ela disse e se levantou.

-Não vai não, vamos lá fazer algo para comermos que agora eu também estou faminto. -Ele disse e se levantou.

-Ta legal. -Ela disse e os dois desceram para a cozinha.

-Vamos ver o que tem aqui. -Ele disse mexendo nos armários.

-Sabe, eu tô com vontade de comer pizza. -Ela disse enquanto lavava as mãos na pia.

-Então é o seu dia de sorte. -Ele disse e ela virou para olha-lo enquanto secava as mãos com um pano.

-Vamos pedir pizza? -Ela perguntou e ele tinha um sorriso nos lábios de quem estava prestes a aprontar.

-Não.. -Ele respondeu.

-Vamos sair para comer em uma pizzaria então? -Ela tentou novamente.

-Também não.

-Então o que? -Ela perguntou confusa e ele botou encima da mesa um saco de farinha de trigo e uma embalagem de molho de tomate. -Por que eu acho que isso não vai dar certo? -Ela perguntou e ele riu.

CONTINUA..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...