História Depois do Depois das Onze - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Depois das Onze
Tags Dd11
Visualizações 140
Palavras 860
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 33 - Até que enfim


Fanfic / Fanfiction Depois do Depois das Onze - Capítulo 33 - Até que enfim

*Thali on*

Vamos caminhando devagar e conversando, Manu e Laura estavam de mãos dadas um pouco a nossa frente, ela falavam sobre algo e sorriam, e isso me dava uma paz tão grande.

-Mamãe eu posso pegar o maior sorvete de chocolate aue tiver?! A Laura fala.

-E eu vou querer o de morango.. A Manu diz também.

-Claro que sim, hoje pode. Digo e elas comemoram.

Olho pra tia Juci, pois ela estava calada a um tempinho.

-Está tudo bem?! Pergunto.

-Sim, é só que bateu saudades. Tia Juci fala e uma lágrima escorre. Manu que eu pensei que não tinha ouvido, volta correndo e abraça a vó.

-Não fica triste vovó, a gente tá aqui com você, e a mamãe também, bem aqui.. Ela aponta para onde o coração se localiza. -Pra sempre!!

-Você tá certa, vamos lá. Tia Juci fala secando as lagrimas. -Tô doida por um sorvete também!!

Continuamos o caminho, mas percebo algo diferente, Manu ficou um pouco mais calada. Olhei pra tia Juci e notei que ela também tinha percebido a mudança de Manu, mas prefirimos não dizer nada.

Chegando a sorveteria as mebinas abriram um sorrisão, foram logo pedindo, e elas se deliciaram com tanto sorvete, por fim eu já estava cansada demais.

-Acho que já deu a hora de ir pra casa né?! Tô cansada. Digo.

-Aaah não, você disse que a gente ia na praçinha. Laura diz manhosa.

-Bem que podiamos deixar pra amanhã né?! Digo.

-A não tiiia.. Manu fala. Me rendo.

Assim que elas terminam, a gente vai, chegando na praça elas começam a correr.

-So tomem cuidado viu, e não vão pra rua. Digo e elas voltam a correr.

Fico sentada em um dos bancos, conversando comctia Juci sobre coisas aleatórias. Passado alguns minutos elas voltam.

-Tô cansada mamãe. Laura diz se sentando no meu colo.

-Mas já?! Querem ir pra casa? Pergunto.

-Ah não, vamos ficar mais um pouquinho. Manu fala. E Laura esconde o rosto contra meu peito.

-Só mais uns 10 minutinhos hem Manu. Digo isso e ela se senta no chão.

-Não vai brincar? Tia Juci pergunta.

-Só quero olhar um pouquinho. Manu diz observando tudo, com um brilho no olhar, como se fosse a primeira vez que estivesse vendo tudo.

Olha pra tia Juci e ela me olha, e a gente sorri. Laura permanecia em silêncio. E passado um tempo Manu se levanta e começa a encarar o outro lado da rua..

-Manu??? Chamo mais ela nao me olha.


*Gabie on*

Quando saímos da padaria, durante a caminha ela me contava um pouco sobre minha história, e por mais que eu tentasse não conseguia lembrar. Estavamos passando por uma praça, e avistei várias familias, e senti um aperto no peito, por não me lembrar da minha!

Continuei olhando e vizualizei um menina ruiva, a encarei por alguns segundos e ela me olhou também, eu a conhecia, ou talvez não, ela era parecida demais com a menina da foto que o tal Carlos me mostrou, mas a essa altura eu já sabia que ele era um mentiroso, então.. Desviei meu olhar e segui, por alguns segubdos apenas..

-MAAAAMÃÃÃEEEEEEE!!!!! Ouço um grito, "mamãe?" volto a olhar e vizualizo aquela menininha, sim a ruivinha, ela vinha correndo em minha direção. Olhei para os lados e avistei alguns carro..

-HEEY NÃOO VEEM!! Gritei mas ela parecia não ouvir, com lagrimas nos olhos ela vinham de braços abertos. Uma mulher aue estava próximo dela antes dela começar a correr, colocou uma menina que estava em seu colo no chão e tentou correr em direçaão a ela..

-Maanuelaa veem aquii.. A morena disse.

A pequena correu e desceu da calçada, e no meio da rua ela parou pois viu aue um carro se aproximava, e eu não sabia o que fazer, mas tinha que fazer algoo. Corri e a puxei para mim, antes que o carro a atingisse, sei aue tropecei em algo, agrrada aquela menina, e mais uma vez tudo se apagou..


*Thali on*

Foi em questão de segundos, aconteceu rápido demais, a Manu simplesmente se levantou e saiu correndo gritando por alguém aue ela achava ser sua mãe, a minha Gabie. Meu coração disparou, tentei alcançar elas mas ela entrou na rua rápido demais, e quando vi o carro se aproximar dela, senti que iria perder ela, mas não, uma mulher do outro lado a puxou, e as duas cairam deitadas proximas a calçada.

Peguei a mão de Laura e apoiei a tia Jjci que tremia, atravessamos e neste momento, varias pessoas se aproximavam.

Quando cheguei perto, Manu cobria o rosto da mulher com seu cabelo.

-Mamãee acordaa, mamãee... Ela dizia acariciando o rosto da mulher.

-Tiia liga pra emergencia, a Manu tá bem. Digo.

Nisso tento pegar a Manu, mas ela me afastava,

-Mee solta titiaaa! Mamãee acordaaa... Ela diziia em meio ao choro.

-Manuu chegaa... Digo isso e arranjo forças não sei de onde e a tira de cima da mulher.

E quando eu a olhoo, eu não podia acrediitar..

-Gabie! GAABIIE.... Me abaixo imediatamente, era ela, minha Gabie, toco em seu rostoo.. Tia Juci se aproxima e todas choramos. Alguns minutos depois a ambulância chega, e eu vou juntoo..

-Cuida das meninas, vou pro hospital com ela. Digo.

-Queeeroo ir. Manu fala. -Poor favor titia!!!!

Não resisto aquela carinha, e eles me deixam leva-lá.. Vamos na ambulância, segurando a mão da Gabie e mesmo preocupada sorria, pois minha Gabie estava ali..


Notas Finais


Desculpa os erros no português, eu não consigo corrigir as palavras aqui.. 💔
Obs.: Sei que o capítulo ficou bem ruim, mas tentarei melhorar.. Bjuh'
Insta👉 @thabievidiquiricas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...