História Depois do Recomeço - Negan segunda temporada de Depois do - Capítulo 51


Escrita por:

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Negan, Personagens Originais
Tags Bellamy, Bellamy Blake, Carl Grimes, Daryl Dixon, Hot, Jeffrey Dean Morgan, Negan, Sexo, Smut, The Walking Dead, Twd
Visualizações 145
Palavras 1.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 51 - Capítulo 49 - FINAL ALTERNATIVO


- Emma, acorda! - sou chacoalhada por Jasper e abro os olhos, tentando focar em seu rosto - Precisamos ir... as coisas pioraram. Não podemos mais ficar.

Negan

Essa é a primeira coisa que me vem a cabeça. Negan... Nick. Uma bebezinha. Nina. Lydia... Em seguida uma enxurrada de flashes do sonho. O sonho mais real que tive. Eu ainda podia sentir o toque quente das mãos dele em minha pele... mas porque eu sonhei isso com uma pessoa que nunca vi?

Eu lembrava de cada detalhe do sonho, desde o começo. 

Me perco de Jasper. Um cara loiro me acha... Jax? Isso, esse era o nome dele. Eu reencontro Jasper e... Negan. O Santuário. Eu o amo. Ele me ama. Ele morre. Eu descubro que estou grávida... Nick. Bellamy? Eu fico com um cara chamado Bellamy? Negan volta para mim... Sussuradores? Conseguimos vencê-los e estamos finalmente seguros. Uma praia... Nina, Nick. Meu Deus... parecia um filme na minha cabeça.

Quem é Negan? Porque é tão real?

- Emma!? - Jasper gritou, jogando a mochila ao meu lado - Se mexe, temos que ir agora.

Nós estávamos na casa de Jasper. Exatamente como aconteceu no sonho. Olhei para fora da janela e tudo estava um caos. Fazia uma semana que tudo tinha virado um inferno. Nos estávamos indo para encontrar meus pais na Carolina do Sul. Mas isso não ia acontecer. Não conseguiríamos chegar até eles.

Abastecemos o carro com gasolina e toda comida que conseguimos. Jasper estava uma pilha, nervoso e louco.

- Vamos pela interestadual, saímos daqui e dirigimos até seus pais - ele disse, conforme acelerava o carro. E apontava para o mapa em cima do painel. 

Eu não ai conseguir reencontrá-los porque não vamos conseguir sair do estado. 

- A interestadual está bloqueada. Ninguém vai passar porque a polícia bloqueou o quilômetro 184 por conta dos assaltantos - digo automaticamente.

- Alertamos que a interestadual está fechada, as autoridades bloquearam o quilômetro 184 devido aos saques que aconteceram pela quantidade de veículos que estão engarrafados tentando sair do estado - o locutor fala no rádio. 

Jasper virou para mim e eu podia jurar que o pescoço dele se deslocaria.

- Como você sabia disso? Esquece - ele balançou a cabeça, apertando mais as mãos no volante.

Como eu sabia? Eu sonhei com isso, eu ouvi isso no meu sonho. Eu lembrava cada detalhe como se tivesse acontecido. Jasper perde uma das mãos. Jasper se casou com Lauren... 

- Você conhece alguma Lauren? - eu perguntei para Jasper, que me olhou como se eu fosse louca.

- Não.

Eu tava realmente cogitando isso ser real? Cogitando encontrar um cara que eu nunca vi, ser em meus sonhos? Eu tinha rosto e um nome. Negan.

Um sonho tão real que quando eu lembrava me causava arrepios. E esse sentimento, como se tivesse faltando alguma coisa... alguém. Estou ficando louca.

Nosso cérebro não pode criar rostos. Ele só reproduz o que já vimos.

Eu devo ter visto esse cara por aí alguma vez na vida. Eu não criei ele na minha cabeça. Se eu tivesse ido visto jamais esqueceria. 

1 MÊS DEPOIS

Estávamos saindo da Carolina do Sul. Tudo o que víamos era morte e destruição. Não havia mais governo nem exército. Apenas um exército de mortos vivos vagando e matando. Ontem eu e Jasper matamos nosso primeiro caminhante. Exatamente como eu sabia que seria. No posto de gasolina, quando eu abri a porta do banheiro e dois partiram para cima de mim. Eu matei um e Jasper outro. Exatamente como no meu sonho.

Passou um mês e eu ainda lembrava daquele sonho. Daquele cara. Cada detalhe estava gravado na minha mente. Negan. 

No sonho, ele disse que, assim como eu, ele morava na Carolina do Norte, mas vagou até chegar na Virgínia. Acabamos de passar a fronteira e entramos na Virgínia. Onde eu o conheci.

Mas eu só o conheci porque me perdi de Jasper, e eu não deixaria isso acontecer. Eu olhava para as mãos dele e um arrepio corria gelado pela minha espinha. Eu nunca o deixaria se ferir. Eu tinha que encontrar esse cara antes. Meu Deus, eu estou pirando.

- Você ouviu? - Jasper perguntou e eu sacudi a cabeça. Minha mente estava em outro lugar, particularmente em uma loucura que eu estava cogitando ser real.

- Desculpe. Eu não ouvi.

- Pega as garrafas pra gente encher com água - ele disse de novo - O que você tem? Você não pode ficar distraída assim, Emma. 

- Eu acho que eu tô pirando - eu disse mais para mim mesma, mas ele ouviu.

- Vai dar tudo certo - ele garantiu, com uma fé inabalável em seus olhos. Ainda havia água na torneira e eu enchi todas as garrafas que tínhamos recolhido, as guardando dentro da mochila e jogando no acento traseiro do carro.

- Vamos para o sul. Uma vez meus pais queriam comprar uma casa de campo fora do estado e os melhores preços ficavam no sul da Virgínia. Temos que ficar longe dessas pessoas.

- Não. Vamos para o leste - eu disse.

E se eu estava errada e estávamos desviando do caminho certo?

Jasper confiou em mim e seguimos caminho. Na nossa terceira parada no percurso, ouvimos um barulho e esquivamos por entre dois prédios.

Foi quando eu o vi. A princípio achei que não era; sua barba e seu cabelo estavam mais compridos e ele estava sujo. Mas quando ele virou de perfil, eu não tive dúvidas. Era ele. Estava agachado, tirando gasolina de um carro. Era ele. Eu avancei, mas Jasper me puxou de volta.

- Você ficou maluca? Onde pensa que vai? - ele estava com os olhos arregalados.

- Vou falar com ele.

- O quê? Você nem o conhece - ele sussurrou, me impedindo de novo - Você não pode ir lá, você nem o conhece. Ele tá com um rifle nas costas, Emma, pelo amor de Deus! - Jasper sussurrou, me segurando.

- Ele não vai fazer nada.

Eu tinha certeza que não me machucaria. Ele podia não me conhecer, mas eu o conhecia. 

E se fosse tudo um sonho?

Eu ia te procurar até achar.

Eu sai de onde estava escondida, ignorando os protestos de Jasper. O homem - Negan - continuou tirando a gasolina do carro. Achei que estava em silêncio até que ele se virou de repente, apontando o rifle diretamente para mim.

Quase não vi sua expressão debaixo de tanta barba e cabelos desgrenhados, mas grandes olhos escuros se arregalaram para mim. Eu fiquei parada há pés de distância dele, forçando minha boca a falar.

- Eu sei que vai parecer loucura, mas eu... - eu não consegui terminar de falar quando sua voz sussurrada e surpresa me cortou. 

- Emma?

 

______________

Eu não ia postar esse final alternativo, mas eu gostei tanto que não resisti.

Foi um final que na verdade foi um começo para a história do Negan e da Emma, uma oportidade para ter sido diferente desde o começo. 

Agora fica da imaginação de vcs pensar como teria sido. Será que eles iam procurar o grupo do Rick, será que o Negan ia se tornar líder e comandar o Santuário de uma forma diferente?

A única coisa que tenho certeza é: eles estariam juntos ❤

ps.: pra quem não pegou o espírito, o Negan e a Emma tiveram o mesmo sonho. É meio louco eu sei, mas é o meu jeitinho ksksk

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...