1. Spirit Fanfics >
  2. Depois dos Felizes para Sempre >
  3. Bebê Bennett

História Depois dos Felizes para Sempre - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi pessoal!
Sejam bem vindos! :)

Capítulo 1 - Bebê Bennett


Fanfic / Fanfiction Depois dos Felizes para Sempre - Capítulo 1 - Bebê Bennett

Catherine era uma garota de sorte. Tinha tudo o que sempre sonhou. Um emprego estável que a permitia fazer compras na Chanel, um marido que a amava e agora um lindo bebezinho na barriga. Sentia-se nas nuvens. Quem a visse andando saltitante pelas ruas de Nova York certamente a acharia uma idiota. Mas ela não ligava, acabara de receber o teste pelo qual esperou ansiosamente durante dias. O tão sonhado bebê Bennett estava a caminho.

Mal esperava a hora de contar a Ryan. Sabia que era o seu sonho ser pai. E talvez, aquele bebê fosse a chave para o fim da crise do seu casamento, sim... Tudo se resolveria. Tocou seu ventre imaginando-se daqui há alguns meses, com seu pequeno bebê nos braços sentindo seu doce cheirinho. Ela já o amava tanto!

Chegou em casa já ligando para o restaurante italiano preferido dos dois, aquela noite merecia algo especial. Afinal, o sonho do casal havia se tornado real, nada no mundo poderia estragar aquilo. Eles voltariam a se entender e tudo se encaixaria novamente. Catherine pediu um verdadeiro banquete que seria entregue as 20h, e subiu para se aprontar. Ela sentia-se feliz e realizada, como nunca houvera antes.

 

Ryan chegou do trabalho por volta da 21h, encontrando uma Catherine adormecida no sofá. Ele sabia que estava encrencado ao notar a belíssima mesa posta na varanda. Droga, pensou. Sua esposa deveria estar uma fera com ele, sentiu uma pontada de culpa atravessar seu peito. Tinha ficado até depois do expediente assinando papeladas e depois havia ido tomar um chope com um amigo de trabalho. No fundo ele sabia que estava evitando voltar para casa. Seu casamento já não era o mesmo, amava Catherine, disso não tinha dúvidas. Mas as coisas haviam esfriado entre os dois, talvez tivessem casado cedo demais ou a famosa crise dos cinco anos tivesse chegado mais cedo. Ele não sabia, sentia-se confuso. Afrouxou a gravata, encarando o belo rosto de sua mulher, tinha uma expressão serena, porém com um vinco no meio da testa, como costumava ter quando estava insatisfeita com algo. Ficou receoso de acordá-la, estava tarde para brigas. Com cuidado, rodeou seus braços em volta dela e a levou para o quarto, ouvindo um pequeno resmungo ao coloca-la na cama. Cobriu seu corpo com o lençol e a fitou uma última vez antes de ir para o banho.

Catherine acordou no dia seguinte sentindo a cama vazia ao seu lado. Ryan já havia saído? Sem falar sobre o que aconteceu na noite anterior? Ela sentia-se frustrada, havia feito tantos planos para aquela noite e ele simplesmente não apareceu. Nenhuma ligação ou mensagem. Havia passado a noite mais especial de sua vida sozinha, seus olhos ardiam, mas ela não se permitiu chorar, talvez ele tivesse uma explicação, talvez.

Ouviu a porta do banheiro abrir e um Ryan de toalha e cabelo molhado parado a sua frente. Ela quase esqueceu que estava brava com ele. Mas logo seus pensamentos voltaram a noite anterior, decidindo que não iria o perdoar tão facilmente.

Cruzou os braços sobre o peito estreitando os olhos sobre ele.

– Há algum problema com o seu celular, Ryan?

Ele se aproximou, sentando na ponta da cama.

– Eu acabei ficando sem bateria, querida. Desculpe.

Catherine ainda não estava satisfeita com a resposta. Ele havia chegado em casa muito tarde, além do previsto.

– Ficou preso no trabalho ou resolveu esticar a noite longe de casa?

Ela odiava esse papel, de esposa desconfiada e ciumenta. Havia crescido vendo sua mãe agir assim, sempre com cobranças e incertezas. E sempre prometera a si mesma que não seria igual, que seu casamento seria diferente. Mas talvez estivesse na genética. Seu lado racional gritava em sua mente, Ryan não é seu pai, Ryan não é seu pai.

Ele nunca seria.

– Eu resolvi adiantar algumas papeladas e acabei perdendo a hora. – Ele respondeu, aproximando-se mais dela – Marc apareceu no final e me convidou para um chope e eu acabei indo. Desculpe não ter avisado.

Trocada por um chope, ela quase riu. Havia esperado horas por ele, preparado aquilo tudo, e até depilado as pernas nas pressas, e o maldito estava tomando chope com os amigos! Talvez fossem os hormônios da gravidez já fazendo efeito, mas ela estava com vontade de arrancar cada fiozinho de cabelo perfeito de Ryan e xingá-lo de todos os nomes possíveis. Mas respirou fundo, e levantou-se da cama.

– Onde você vai? – Perguntou ele, encarando-a confuso. – Você ainda não me contou qual era a grande novidade.  

– Outra hora, Ryan.

Ela respondeu e bateu a porta do banheiro.

Ryan afundou a cabeça no travesseiro irritado. Odiava quando ela fugia, mas sabia que havia a magoado de alguma forma. Talvez Cathe tivesse feito aquele jantar para resolver as coisas entre eles. Uma bandeira de paz, quem sabe. E ele havia estragado tudo.

Ele já estava ficando bom nisso.

 

 


Notas Finais


Alguém sobreviveu até aqui?
E ai, gostaram? Odiaram? Me deixem saber, até a próxima, beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...