História Depressão - Capítulo 40


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Depressão
Visualizações 26
Palavras 702
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 40 - Fantasma ?


Fanfic / Fanfiction Depressão - Capítulo 40 - Fantasma ?

Hoje eu sai da escola mais cedo, eu disse para minha mãe que havia sido dispensado por causa que minhas últimas aulas eram vagas, e, bem, de certa forma não é mentira, mas meio que me alto dispensei, simplesmente não queria mais estar lá, pulei a janela e voltei para casa, peguei uma lave chuva no caminho mas, sei lá, okay.

Mas meio que deu ter pulado a janela não é algo interessante, eu acho, mas, meio que, sei lá, fiz isso porquê de novo não me vi bem enquadrado na sala de aula, sei lá, eu me dou mais ou menos bem lá agora, é legal as vezes, eu converso com as pessoas, geralmente me sinto meio desfocado perante isso mas é legal ouvir e aprender algumas coisas novas, tipo, hoje eu coloquei uma música para tocar na aula, era alguma do Lil peep, eu acho, e eu, Marcos e o Francisco, são alguns caras que gostam bastante de música, e nós conversamos, e foi legal, depois disso eu voltei para o meu lugar, e o João, outra pessoa da minha sala, um colega meu, legal, as vezes, olhou para mim e me perguntou porque que eu sentava perto dele e do pessoal da frente, e na verdade há alguns, como problema de visão que tenho, por exemplo, mas também porque as vezes eu apenas quero ficar num canto quieto, sim, é muito legal conversar, mas estou na escola, e, por algum acaso, desde que fui para frente, apesar de rodeado por uma pequena panelinha cujo não participo, meu desempenho aumentou, mas, do nada, o João me disse para eu ir para outro lugar, eu não fazia parte daquele grupo e não era bem vindo ali, e que, na verdade, eu apenas estava ocupando o lugar de um aluno que queria sentat ali e também estava estragando tudo aquilo, eu fingi não me importar muito e continuei ali, mas fiquei pensando, todos que me rodeiam aonde eu sento nunca me fizeram nada de muito bom, um deles sempre reclama que eu tiro foto dele, apesar deu sempre tirar de todos os alunos e ser algo bem legal, as vezes, e geralmente agradece a isso com alguns socos e tapas, aleatórios, contínuos, outro vive falando mau de mim, próximo ou não, geralmente em conversas privadas e curtas com o mesmo, ele dita que sou um maluco, doente, maniaco suicida, e me apelidou carinhosamente de Hannah Baker, o outro, João, as vezes ele é legal, quase nunca na verdade, mas conversamos sobre jogos ou desenhos de vez enquando, apesar deu sempre falar demais sobre os animes, já que sempre leio os mangas e as novels, e ele acaba se irritando de repente e me cala com xingamentos e socos, e ele é um pouco forte, as vezes eu tenho vontade de revidar neles, mas acho que pode vir a ser mais saudável apenas guardar-me.

Eu gosto de falar, muito, tal como gosto de ouvir, e me lembro de alguns dias atrás quando estava conversando com eles e uma aluna disse que eu era uma maquina de merda de falar, sei lá, normal, eu acho, não que eu fale coisas desprezíveis, eu acho, mas talvez eu realmente fale bastante.

Bem, quando ele me falou isso me lembrei de uma vez que, acho que já lhe. contei, eu sai com ele e alguns falsos amigos e fomos tomar açaí, e eu fui embora, de repente, os motivos foram praticamente os mesmos da aula de hoje, me senti deslocado, e no dua seguinte a isso a primeira pessoa do grupo que falou comigo foi ele, João, que disse que eu sou apenas um merdinha depressivo que quer atenção e por isso se corta, e foi algo bem chato também.

Antes deu sair fiquei no meu antigo lugar, e mesmo sendo uma aula vaga e eu estando perto de meus colegas, não aconteceu nada, eu era basicamente um fantasma, utópico, inútil, não conversavam ou interagiam comigo, tal eu como eles, e vi, outra vez, que são realmente raros os momentos que me encaixo em algum grupo ou conversar, apesar de não serem momentos valiosos, já que o que tomam esse lugar são aqueles que recebo insultos e agressões, normal, amável, talvez. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...