História Depressive Boy - Chanbaek LongFic - Capítulo 28


Escrita por:

Postado
Categorias 4Minute, A (ACE), Bangtan Boys (BTS), CL (Chaelin Lee), EXO, Lee Min Ho
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Hyun A, Kai, Kris Wu, Lay, Lee Chaelin "CL", Lee Min Ho, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Automutilação, Depressão, Romance
Visualizações 75
Palavras 1.466
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aviso : Este capitulo contem hot e palavras de baixo calão.

Capítulo 28 - Capítulo 26 - Xiuchen


Chen P.O.V

Eu estou um pouco nervoso, hoje eu irei ter o meu primeiro encontro com Xiumin, e tenho medo de que ele não se sinta a vontade comigo.

Sai de minha casa e passei em uma floricultura, onde comprei um bouquet de rosas vermelhas e brancas. Entrei em meu carro e guardei as flores no banco de tras, e voltei a dirigir em direção a casa de Xiumin.

(...)

Assim que cheguei lá, peguei o bouquet de flores e sai do carro, batendo na porta de sua casa.

Sorri ao vê-lo, estava tão lindo que eu quase berrei. Ele vestia uma calça preta rasgada no joelho, uma blusa branca que batia nas suas coxas com o nome: I'm not afraid e uma jaqueta de couro tambem preta. Dei um sorriso e mostrei-lhe as flores, o mais novo (vai ser novo, pq não consigo imaginar essa coisa fofa mais velho que o Chen) me abraçou fortemente e beijou minha bochecha.

一 Eu nunca recebi flores! - Ele deu um sorriso fofo e cheirou as rosas, então rapidamente entrou em sua casa e colocou as rosas em um jarro, e logo depois veio até mim.

一 Podemos ir? - Perguntou e eu assenti, abrindo a porta do carro para que ele entrasse. Eu nunca fui um cara muito romantico, e tambem não sei muito bem em qual lugar uma pessoa no primeiro encontro, até porque sou um homem muito festeiro, e isso esta sendo muito novo para mim. Depois de algumas pesquisas, decidi leva-lo em um restaurante simples, ja que ele me falou que não era o tipo de pessoa muito luxuosa e que gostava de coisas simples.

(...)

Desci do carro e fui até o menor, abrindo a porta do carro para o mesmo que deu um sorriso ao ver como um lugar tão simples conseguia ser tão bonito.

Lhe estendi a mão e o rapaz logo a segurou, e assim entramos no restaurante. Depois de tanto enrolar, decidimos nos sentar em um lugar que tinha a visão para a cidade de Seul, e essa vista deixaria nosso encontro um pouco mais romantico.

O garçom chegou até nós e perguntou oque queriamos, mas percebi que os olhos dele ficaram vidrados no Xiumin, se eu fiquei com ciumes? Não claro que deu. Eu apenas quero me levantar dessa cadeira e meter um murro bem no meio da cara dele.

一 Ok, ja que fizemos os nossos pedidos você pode ir agora, ta bom? Obrigado. - Falei com raiva e o garçom se curvou, se desculpando e saindo dali, mas sem antes dar um sorrisinho para o meu... Para o Xiumin.

一 Por que falou daquele jeito com ele? - Perguntou o mais novo quando o garçom saiu dali.

一 Ele estava flertando com você? Não viu o jeito que ele te olhava? Não seja bobo, não se deixe levar pelos sorrisos simpaticos das pessoas. - Falei demonstrando mesmo que eu estava com ciumes.

一 Own meu Deus! Não acredito que você esta com ciumes! - Começou a rir da minha cara e eu revirei os meus olhos, negando com a cabeça.

O garçom voltou e trouxe o nosso pedido, deixou os pratos sobre a mesa e como percebeu o jeito que eu o encarava saiu sem nem olhar para Xiumin.

一 Estou indo no banheiro, ok? Ja volto... - Falei para o menor e caminhei até o banheiro, fiz os meus liquidos corrompidos e lavei as minhas mãos, me olhei no espelho algumas vezes e sai do banheiro, mas me escondi assim que vi aquele garçom lá, conversando com o Min. O garçom acariciava as mãos de Xiumin, e eu percebia que o mais novo tentava se livrar de seu toque, mas assim que vim aquele filho de uma puta apertando as coxas dele meu sangue ferveu e eu não me segurei, fui correndo até la e sem pensar duas vezes dei um soco na cara daquele miseravel.

一 VOCÊ NÃO TEM NADA PARA FAZER NÃO? - Gritei olhando pra sua cara, o rapaz tambem me deu um soco, que cortou o cantinho da minha boca.

一 Desculpa mas não me segurei. Ele é tão gostoso você não acha? - Falou debochado e eu lhe dei outro soco na cara, o filho de uma desgraça fez o mesmo.

一 CHEGA! PAREM COM ISSO AGORA! - Falou Xiumin que encarava aquela cena com lagrimas nos olhos. 一 Vamos embora, Chen. - Ele implorou, e depois de eu ter pago tudo e conversado com o gerente, fui embora com o mais novo.

一 Me desculpa por ter feito o nosso primeiro encontro ser assim, eu só não suportei ver aquele desgraçado assediando você... - Falei sentindo as lagrimas escorrerem por minhas bochechas, enquanto o mais novo cuidava dos machucados.

一 Esta tudo bem, eu sei que você fez isso na intenção de me proteger. - O mais novo me falou e eu dei um sorriso minimo. 一 Mas com violência nada se resolve, apenas piora a situação. Você é muito temperamental, devia ser um pouco mais tranquilo, assim igual eu. - Deu aquela gargalhada fofa que eu amo e eu não consegui me segurar, como ele estava em pé e eu sentado, foi mais facil, o puxei para o meu colo e juntei os nossos labios, o mais novo se sentou bem em cima do meu Chenzinho jr, e soltou o algodão que estava em sua mão. Passei meus braços em volta de sua cintura e continuei o beijo, que ficava cada vez mais intenso. Eu queria muito fazer amor com ele, mas essa noite não podemos passar de beijos.

一 Chen... Eu estou... Excitado. - Separei o beijo ao ouvir ele falar aquilo e encarei o seu rosto corado.

一 Por que esta envergonhado? É normal ficar excitado, querido. - Dei um sorriso e deixei um selinho em seus belos labios.

一 O-o que eu faço? Eu estou com vergonha de me aliviar com você aqui. - Falou abaixando a cabeça.

一 Eu posso te ajudar a fazer isso, pode ser? - Perguntei sorrindo e o menor assentiu ainda com seu rosto avermelhado.

Tirei suas roupas e sorri ao ver o seu corpo daquele jeito, eu fiquei excitado só de olhar a saúde dele. Sabe aquilo que eu disse? Esquece. Não vou conseguir ficar sem passar essa noite amando ele.

Vi o seu membro ereto e passei minha mão ao redor dele, começando a masturba-lo lentamente e chupar a cabecinha do mesmo, enquanto ouvia os seus gemidos manhosos. Aumentei a velocidade dos movimentos e logo o menor se desmanchou na minha mão.

一 E- eu quero te masturbar tambem... - Pediu me olhando e eu assenti sorrindo. Levantei-me e retirei minhas roupas, fiquei sentando em sua frente e o menor envolveu sua mão no meu pau, começando a massagea-lo e chupa-lo lentamente, e de acordo com os meus gemidos ele aumentava a velocidade.

Minutos depois ja estavamos fazendo amor, eu fui muito delicado com ele, porque era sua primeira vez e ele me falou que foi a melhor noite de sua vida e que queria fazer isso mais vezes.

一 Eu queria fazer Uma coisa tambem... - Ele me olhou manhoso e com vergonha.

一 O que você quer fazer, bebe? - Perguntei o olhando.

一 Eu queria ser ativo tambem. - Falou e escondeu o seu rosto. Pensei um pouco e o olhei, assentindo.

一 Tudo bem.. Mas olha, é minha primeira vez sendo passivo, então seja carinhoso. - Pedi e ele sorriu, me colocando de quatro e colocando a cabecinha de seu pau em minha entrada que se contraia ao sentir seu pau entrando em mim, soltei um suspiro e logo ele entrou em mim por inteiro, me fazendo gemer alto e morder os labios. No começo senti um desconforto enorme, mas depois foi ficando prazeroso e até parecia que ele ja era bom nisso, porque pra ele que teve a primeira vez sendo passivo e ativo esta muito atrevidinho para o meu gostoso.

Ele começou a estocar o seu pau em mim bem rapido, enquanto eu gemia alto e me movimentava a procura de mais contato, quando estava próximo ao apice, pedi para que fosse mais rapido, e ele logo o fez, e assim ele gozou dentro de mim e eu gostei para caralho.

一 Que delicia! Espero ter mais noites assim tambem. - Falei o olhando e sorri, voltando a beija-lo. Depois de muito tempo nos beijando, decidimos tomar um banho e ir dormir, pois essa noite alem de ser boa em algumas partes, foi bem cansativa.

一 Boa noite, durma bem. - Susurrei para o mais novo e lhe dei um selinho.

一 Boa noite. - Sorriu para mim e se aconchegou em meu peitoral, e assim adormeceu.

¥•Eu vou ser o homem, você vai ser a garota Siga minhas ordens, e obedeça cada palavra minha Mexa essa bunda para mim, deixe-me ver seu trabalho Garotinho, esta noite, os papéis são invertidos [EXO - Call Me Daddy]•¥


Notas Finais


Espero que tenham gostado! :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...