História Depressive;; minsung - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias (G)I-DLE, Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Hyun Bin, HyunA, ITZY, IU, Jay Park, Red Velvet, Stray Kids, TWICE
Personagens Bang Chan, Byun Baek-hyun (Baekhyun), Chaeryeong, Chaeyoung, Dahyun, Do Kyung-soo (D.O), Han Ji-sung, Huang Zitao (Tao), Hwang Hyun-jin, Hyun Bin, HyunA, Irene, Jay Park, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jeongyeon, Jihyo, Jisoo, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Seung-min, Kim Taehyung (V), Kim Woo-jin, Lee Felix, Lee Ji-eun "IU", Lee Min-ho, Lia, Lisa, Lu Han (Luhan), Min Yoongi (Suga), Mina, Minnie, Miyeon, Momo, Nayeon, Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Ryujin, Sana, Seo Chang-bin, Seulgi, Shuhua, Soojin, Soyeon, Tzuyu, Wendy, Wu Yifan (Kris Wu), Yang Jeong-in, Yeji, Yeri, Yuqi, Zhang Yixing (Lay)
Visualizações 29
Palavras 867
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - OO1- "Isn't okay"


Lee Minho, monday on School.

Lá estava eu.. lágrimas insistiam em cair, o motivo era essa vida difícil que levava, desde que minha mãe se afastou um pouco, meu pai está estranho comigo, não sei por que... Não conseguia pensar em nada a não ser os xingamentos sem motivo que meu pai falava. Sai finalmente desse inferno de pensamentos assim que minha única melhor amiga se sentou ao meu lado.

Ryujin- Minho? Está tudo bem?- a de cabelo rosa me perguntou com uma feição preocupada.

- hum? A-ah, claro, nem te vi chegar!- limpei as lágrimas e forcei um sorriso

Ryujin- claro! Você estava de cabeça baixa e chorando, por que Minho? Você é meu melhor amigo, pode me contar qualquer coisa, sabe disso, não?

- sei, sei..

Ryujin- e então?

- está sendo mais difícil em casa com meu pai, minha mãe está afastada, ele está me tratando mal, eu não faço ideia porque seja, eu só queria viver uma vida normal Ryujin, eu não posso? - falo já com lágrimas nos olhos novamente.

Ryujin- ei ei! Claro que pode, tente conversar com seu pai, talvez seja falta de aproximação!

- eu não sei.. eu acho que não é isso, mas ok..

Ryujin- vamos pra sala, daqui a pouco o sinal bate!- ela pega na minha mão e me leva até a sala. 

Como ela sentava do meu lado, fica tudo mais fácil.

Estávamos conversando, até que Taehyung, o crush de Ryujin chega até nós.

Ryujin- O-oi Taehyung..

Tae- Olá Ryujin! Tudo bem? 

Ryujin- claro.. e com você?

Tae- também! - ele se senta na carteira em frente dela.- como vai os pombinhos?

- pom..binhos?- franzi o cenho

Ryujin- Argh! Ele é meu amigo! Eu gosto de outra pessoa...- ela olha pra mim meio preocupada e eu devolvo com um sorriso fraco.

Tae- outra pessoa vulgo Minho?

- Nós somos amigos, é difícil acreditar que existe amizade entre homem e mulher?- falei um pouco irritado

Tae- ah, quem sabe.. - ele ri

- minha vibe é outra..- murmurei baixinho, quase inaudível e abri meu caderno.

Tae- o que disse?

- nada. Ryujin, vá conversar com Taehyung, acho que está precisando, hm?

Ryujin- MINHO!! - ela fala alto e brava- desculpe, taehyung, ele é assim mesmo!

Tae- vem cá- ele puxa Ryujin para algum canto fora da sala, não estou muito curioso em saber o que ele vai fazer então nem fiz questão de ir olhar.

Bom, assim que a mesma não estava ali, comecei a desenhar o garoto que sentava três carteiras a frente da minha, Han Jisung, eu sempre o observo, nunca falei com o garoto e vice versa, ele tem seus amigos e não tem motivo para conversar comigo..

Logo a professora adentra a sala, com aquela cara de tédio, está até me representando todos os dias. Ela senta em sua cadeira, e encarou a sala inteira, e parou o olhar em mim, até desviei o olhar, vai que é bronca.

Prof- Lee Minho, está muito no fundão, o que acha de ir para frente, hm?- ela pergunta séria.

- a-aqui está bom, senhora.- forcei um sorriso.

Prof- não gosto de ninguém no fundo, pode vir para frente senhorito!- ela gesticulou com as mãos, e logo apontou para a carteira, atrás de Han Jisung.

Engoli seco e peguei meu material e coloquei na carteira que a mulher havia me mandado me sentar, ali me sentei e permaneci quieto.

As batidas na porta se fizeram presente e a professora já irritada foi até a porta abri-lá, lá estava: Ryujin e Taehyung

Prof- esse é horário de chegar? Não quero nenhum namorico atrapalhando minha aula!

Ryujin- perdão professora, não irá se repetir.- ela se curvou e entrou, Taehyung fez o mesmo. Ryujin me olhou confusa, pois estava sentado na frente e os materiais dela estavam em outra carteira, a mesma veio até mim enquanto a professora não passava a lição.- O que aconteceu?

- a professora mudou a gente se lugar, agora vai lá e no intervalo me conta o que aconteceu entre você e o Taehyung!- soltei uma risada baixa e olhei para frente.

A mesma foi para o seu lugar, e a professora começou a passar as atividades. Olhei para baixo e fiquei pensando novamente, na mesma coisa de sempre, minha má relação com meu pai, aquilo realmente me machucava por dentro de uma forma intensa, pois éramos tão próximos quando eu era mais novo..

Meus olhos marejaram, comecei a chorar baixinho, não queria chamar atenção, lógico. Até que Jisung se vira para mim, com uma feição preocupada.

Jisung- está tudo bem?- ele diz baixo enquanto me olhava.

- S-sim! Era só um cisco- sequei minhas lágrimas e sorri fraco..

Jisung- tudo bem então..- ele retribuiu o sorriso e virou para frente.

Han Jisung

Eu tenho 100% de certeza que Minho não está bem, eu posso perceber na cara dele sempre, a típica cara que ele bem para a escola sempre: inchada e séria, seus olhos brilham as vezes, como se lágrimas fossem cair. Sim eu percebo isso, sou bem detalhista as vezes...

Queria conversar com ele sobre isso, mas não sou próximo e não tenho esse direito, porém, irei tentar ser amigo de Minho, seja lá o que está acontecendo. Quero ajudar!

_continua










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...