História Derepente é amor - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Iris, Kentin, Lysandre, Melody, Nathaniel, Violette
Tags Amor Doce
Visualizações 6
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiiii demorei um pouquinho pra postar por conta deste cap ser um hentai então tem que ter detalhes ne? Kkkkkkkkkkkkkk espero que gostei beijinhus boa leitura

Capítulo 8 - Literalmente perfeito


Fanfic / Fanfiction Derepente é amor - Capítulo 8 - Literalmente perfeito

eu estava totalmente nua e entregue a ele, então quando ele retirou minha calcinha eu me levantei e retirei sua box expondo suas intimidades. Ele se deitou sobre mim, mas rapidamente quebrei o beijo.

Ali- Cast.... Nós nãoo temos proteção (eu olhei pra ele com um ar tipo de desanimo sabe)

Cast- não fique brava comigo,mas a algum tempo ja estava pensando neste momento então comprei algumas camisinha e deixei na minha carteira! ( Ele falou olhando para suas mãos e depois para os meus olhos.)

Ali- Não estou brava... (Falei procurando suas calças, quando achei retirei sua carteira do bolso e peguei ums camisinha) podemos continuar? (ele sorriu malisiosamente e voltou a me beijar, mas mais uma vez quebrei o beijo) Cast.... eu nunca fiz isso antes.... (ele riu)

cast- tudo tem sua primeira vez não é? (Ele falou num tom de voz que me fez rir)

Mas se não gostar de algo me fale que paro OK? (Asenti com a cabeça, rindo baixo)

Ele me beijou com urgência e logo senti uma de suas mãos no meus ceio direito ele começou a massageá-lo o apertando levemente me fazendo suspirar pesadamente durante o beijo. Seus lábios foram escorregando através do meu pescoço, passando pelo meu colo até chegar aos meus seios deixando uma trilha de beijos molhados pelo caminho. Ele não fez nenhuma cerimônia antes de abocanhar o livre e começara chupar e a mordiscar me arrancando gemidos. Aquilo era bom, muito bom por sinal, ele massageava um enquanto ocupava ooutro com a sua boca revezando um com o outro, eu gemi um pouco mais auto, ele soltou uma risada baixa e gostosa de ouvir. Ele me puxou pelas pernas fazendo com que eu ficasse com elas abertas e apoiadas na cama com ele de frente para mim. Eu já quase não conseguia respirar direito mais, eu senti os seus lábios na parte interna da minha coxa subindo cada vez mais fazendo meus músculos tremerem de prazer e logo sua boca já estava perigosamente perto da minha intimidade.

Ali- Cast.... (eu falei enquando tentava meio que fechar as minha pernas)

Cast- relaxa ali.... não vou te machucar.... (ele falou reabrindo minhas pernas)

Sua língua passou por toda a extensão da minha intimidade me fazendo gemer agudo e fechar os olhos com força apertando forte o lençol, eu senti dois do seus dedos mergulhando dentro da minha intimidade ao mesmo momento em que ele colocou certa pressão sobre o meu clítoris o chupando, fechei os olhos com força e gemi ainda mais alto jogando a cabeça pra trás, a essa hora eu já não tinha controle algum da minha propia voz, mesmo que eu tentasse abafá-la mordendo os lábios eu não conseguia.Logo ele foi aumentando a velocidade e a pressão da sua língua, por deus aquilo era tao bom que eu já me sentia perdendo as minhas próprias forças. Meus músculos ficaram rígidos e aquele choque percorreu todo o meu corpo me fazendo fechar os olhos fortemente e gemer ainda mais alto e mais agudo quando eu tive meu primeiro orgasmo,ele lambeu e sugou cada gota como se fosse a sua bebida favorita. Minha respiração acelerada e minhas pernas bambas me fizeram ficar parada tentando me recuperar po um tempo, ainda com os olhos fechados eu senti os seus lábios sobre os meus me dando um selinho leve porém um pouco mais demorado. Abri os olhos e rapidamente ele me sentou em seu colo com as mão dele na minha cintura me apertavam de uma forma que eu tinha plena certeza de que depois eu poderia ver perfeitamente a marca dos seus dedos sobre a pele.Suas maos desceram pela minha cintura ate chegar as minha nádegas onde as apertou com vontade me fazendo gemer mais uma vez, ele me empurrou levemente pra cima ,ele desceu suas maos ate seu membro e o posicionando na entrada da minha intimidade, bastou uma estocada rápida e forte pra que ele entrasse completamente em mim me fazendo praticamente gritar gemendo e agarrando os seus ombros, apertando as unhas sobre a sua pele.Ele começou a se movimentar em baixo de mim, fazendo com que eu cavalgasse em cima do seu membro dentro de mim. Os únicos barulhos audíveis na quele quarto eram nossos gemidos e o som dos nossos corpos se chocando um contra o outro juntamente com as nossas respirações desreguladas. Sinceramente eu não estava me importando se alguem ouviria, eu estava concentrada de mais curtindo minha primeira vez com o castiel pra me importar com alguma coisa e eu também. Ele segurou mais firme minha cintura penetrando com mais força e rapidez, fazendo com que o meu orgasmo chegasse bem rápido, minha pernas pareciam gelatina e mesmo assim a sensação era boa, mas ele não parou, e como poderia? Ele ainda não tinha gozado. Ele me levantou me colocando agora de quatro e se posicionou atrás de mim, me penetrando rapidamente de novo, mesmo não aguentando muito bem o meu próprio peso sobre as minhas pernas eu fiquei na quela posição.

minha mente estava começando a ficar completamente em branco e eu já tinha perdido a conta de quantos orgasmos ele tinha me feito atingir surrando meu ponto G varias vezes. O senti pulsar dentro de mim e sabia que dessa vez ele estava chegando ao seu limite, não foi preciso muito tempo para isso, ele me fez gozar mais uma vez e gozou junto comigo. Ambos caímos sobre a cama, meu corpo estava completamente mole e a minha respiração dificultada, parecia não ter ar o suficiente na quele quarto. Ele me puxou fazendo deitar em seu peito e passando os braços em volta de mim, eu tinha certeza que logo logo estaria dormindo, meus olhos se recusavam a ficarem abertos.

Ali- cast..... (ele me cortou não me deixando terminar minha frase)

Cast- o que foi te machuquei ou fiz algo que não gostou? (Ele disse completamente nervoso. RI baixinho logo depois de bocejar)

Ali- não, nada dias, foi perfeito (eu disse me aconchegando em seu peito e logo pegando no sono)

Sinceramente foi muito melhor do que imaginei ele era bruto e ao mesmo tempo era delicado comigo, então foi literalmente perfeito não poderia pensar que seria. diferente.

Acordei com o meu celular tocando:

Boa tarde amigaaaaa, gostou da festaaa?- iris

Mas espera ai que horas São?  

Ali-me- meu deus já são HM .... 13:30 (disse em meio de uns gemidos de dor por conta da noite passada, vi o cast se revirar bocejando  olhando e rindo da minha pequena dor)

Cast- bom dia meu amor.... (ele disse me fazendo carinho na cabeça e logo me dando um beijinho na testa) espera ai (ele levantou rapidamente se vestiu e saiu do quarto, eu não estava em condissoes de me levantar então não o empedi. Logo o vi entrando no quarto com um café da manha e um remédio pra dor, esse café da manha já estava mais pra um lanche da tarde mas nos tínhamos acabado de arcodar então)

Com um pouco de dificuldade ele me ajudou a sentar na cama para comer alguma coisa tomar o remédio

Ali- hmm... Obrigada cast ( eu disse me revirando por conta da dor)

Ele se sentou do meu lado e me beijou apaixonadamente terminando com um Celinho demorado, e logo me abraçando, deitei em seu peito e ficamos nesta posição por algum tempo.


Notas Finais


Ele n é muuuiiito longo mas eu quis fazer um cap especial mais ligado para o hentai então ate o proximooo beijinhuuus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...