1. Spirit Fanfics >
  2. Derramamos o café

História Derramamos o café


Escrita por:


Fanfic / Fanfiction Derramamos o café
Sinopse:
Yamaguchi contentou-se com a cozinha organizada e com a ideia de que ela ficaria assim até que Tsukishima decidisse voltar.
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 270
Favoritos 80
Comentários 3
Listas de Leitura 20
Palavras 1.158
Concluído Sim
Categorias Haikyuu!!
Personagens Kei Tsukishima, Tadashi Yamaguchi
Tags Era Rare, People You Know, Projeto Eras, Rednight, Rn Animes, Rn Haikyuu, Tsukishima Kei, Tsukiyama, Tsukkiyama, Yamaguchi Tadashi

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama / Tragédia, Gay / Yaoi, LGBT, Musical (Songfic)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Sobre bagunças inevitáveis e o amanhecer em Tóquio
3
270
1.158

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por Amehi
Capítulo 1 - Sobre bagunças inevitáveis e o amanhecer em Tóquio
Usuário: Amehi
Usuário
Queria dizer que gostei do jeito que você imprimiu uma sensação de distância entre os dois tão bem ao longo do texto. Digo, pequenos detalhes que criaram o clima, tipo as conversas serem sempre curtas, o peso do silêncio, como se algo estivesse errado quando antes eles tinham tudo perto. É uma sensação esquisita mesmo, essa de voltar pra perto de alguém de quem estávamos distantes antes, parece que as coisas nem sempre conectam direito, e você mostrou isso muito bem adicionando os pequenos detalhes na história.
Contribuiu bastante pra esse clima, na minha opinião, o fato de não ter tantas falas em discurso direto. É como se as poucas falas que tem tivessem de fato conectado um ao outro, enquanto o restante, que acabou no discurso indireto, não os conectavam e eram sem tanta importância. Não sei se foi a sua intenção, mas achei isso interessante, me pareceu que os destaques entre os dois discursos foram bem colocados o3o
Curti muito também as imagens que me vieram enquanto eu lia, como o Yamaguchi com os cabelos ao vento vendo o por-do-sol, que acabou tendo um ar melancólico apesar dos belos tons :))

Quando terminei a leitura, passei um tempo refletindo sobre a conexão do título com o texto, e acabei pensando em três coisas. A ideia amarga do café, como disse que o Yamaguchi não pôs mais açucar e o Tsukishima ainda tomou sem, poderia ter a ver com esse encontro dos dois ter sido, de certa forma, um pouco amargo, já que ele conclui no final que perdeu essa parte da infancia (que aliás adorei, achei tão humano, essa sensação nostálgica e de pesar por algo que não podemos mais ter, porque tudo muda, e já se foi esse tempo). Pensei também que poderia ser o café só no sentido do amargo, então derramaram algo amargo no sentido de expor esse sentimento no fim do encontro.
A outra coisa que pensei foi que, como o Yamaguchi só fez o café, pôs o açucar e mexeu porque teve uma visita, então o café derramado seria uma referência ao fato de terem se visto nesse dia. Um pouco mais leve UHAUSHAUS. Bom, não sei qual era o seu propósito, mas eu gostei das três interpretações q me vieram. E gostei da leitura, foi leve e com o toque amargo, como o q o Yamaguchi vivenciou :))