História 'des-sonhador - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 22
Palavras 362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai
Avisos: Álcool, Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


MIL DESCULPAS PELA DEMORA
boa leitura

Capítulo 4 - 'enlouqueceu


Precisava desabafar com alguém, e esse alguém seria Rodrigo. E então desabafou. Com todo o medo que sentia, mas contou detalhe por detalhe.

— Meia, olha... 

— Saiko, por favor, não comenta isso com ninguém. Principalmente com o Tawo.

Estava nervoso, suas palmas das mãos suadas e balançava freneticamente seu pé.

— Eu não vou, mas me promete que vai procurar ajuda profissional?

E bastou isso para André sentir seu coração cair em um abismo. Não estava louco. Não precisava de ajuda. Só queria entender o que era tudo aquilo; seu orgulho não o deixava pedir ajuda.

— Meia...

— Me desculpa saiko, e-eu não posso. — e desligou.

Se deitou na cama, implorando que aquele pedaço de espuma e molas o engolisse do mundo. Lembrou-se do sonho e tentou conextar algumas coisas mas aparentemente nada fazia sentido. Estaria tão ferrado psicologicamente assim?

O dia passou, veio a noite e com ela mais uma de suas lives. André gostava disso, gostava de seu público, recebia muito carinho e era bom. Tudo ocorreu bem, ninguém desconfiou das vezes que parou olhando o nada por no máximo 20 segundos (exceto Lena, era esperta o suficiente para saber quando algo estava errado).

Encerrou a live de madrugada, recebendo vários corações e desejos de boa noite. Quem me dera uma boa noite de sono. 

Se deitou novamente, após um tempinho organizando outras coisas. Implorou para não ter outro sonho bizarro, fechou os olhos e minutos depois dormiu.

E lá estava ele.

Se viu no sofá de casa, com o suposto Tawo sentado na poltrona ao lado. Notaria que sua casa era um tanto diferente se ao menos lembrasse da verdadeira, mas era como se fosse de outro mundo. Praguejou, chamando atenção do moreno.

— Me lembrei que fiz uma torta de morangos, aceita um pedaço? — perguntou num tom baixo, como se não quisesse incomodar.

O Anci, por sua vez, acariciava o urso filhote de André. Nonato era o nome, ao menos isso que disse a Tawo.

— Ah, eu adoraria! 

Fodeu e me fodi. As únicas palavras que se repetiam na mente de André após ver o lindo sorriso seguido da resposta. Não poderia se apaixonar tão rápido assim por um estranho, não é normal. 


Se bem que, era.


Notas Finais


vou tentar postar mais, essa semana foi corrida
volta as aulas e diversas outras coisas aconteceram (felizmente a maioria boa)
então até o próximo cap ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...