História .desabafo - 1 - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 356
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia)
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Apenas um pedido de socorro por uma mente perturbada.

Capítulo 1 - Único


Há pessoas tão belas no mundo, tão belas por dentro e por fora. Algumas nos fazem nos sentir tão bem, tão seguros, que a transformamos em âncoras. Somos como barcos, e um sem o outro não faz sentido, nem navega sozinho.

Há pessoas que nos mostram serem tão feias, mas ainda as achamos belas, acreditando que toda essa feiura é por conta das cicatrizes do passado e que com o remédio certo, logo se tornarão menores.

Acreditamos tanto nessas pessoas, que um dia não conseguimos pensar em respirar sem ela ao nosso lado. Mas você precisa, não é? Como todo ser humano, você é obrigado a fazer novas amizades e ter novas companhias. É assim que tudo funciona, não é? Basta ser falso com todos que ganharemos o que quisermos.

Não somos assim, queremos apenas uma pessoa, aquela pessoa. Aquela que suporta nossa chatice, drama, entusiasmo, mas ainda não nos abandona. Aquela pessoa que mesmo sabendo tamanha feiura sua, ainda continua ao seu lado.

Uma vez que essa pessoa não está mais aqui, você se torna um navio sem âncora. Você procura por outras pessoas, mas nenhuma delas lhe agrada. O lado que você nunca viu (ou não quis ver) do mundo, você acaba descobrindo com a ausência daquela pessoa. Muitos dizem que isso é bom; são experiências novas.

Os mares existentes são tão enormes que nem sequer os conhecemos direito. Ainda, como um navio sem âncora, você continua o percorrendo, desta vez, sem temer o inesperado. Mas faltou a parte ruim, não é?

Sentindo-se perdido, você começa a se abrigar em ilhas, em pessoas vazias. Acha que aquelas são terras boas, mas são apenas ilhas. Você passa por uma, duas, três, dez, vinte, todas elas te confortam por um tempo, mas nenhuma, ainda, lhe agrada como aquela pessoa lhe agradava.

O caminho de volta logo é encontrado, você retorna e todos acham que tudo voltará ao normal. Mentira. Você ainda não tem aquela pessoa. Se você a tem, você não é o mesmo. Tanto tempo se abrigando em ilhas, tanto tempo solitário, o valor para você agora é alto. Sabe aquela pessoa que te sustentava? Você sente falta, mas, agora, tanto faz...


Notas Finais


É um desabafo relacionado ao amor. Geralmente, as pessoas pensarão que é sobre algum namorado, mas não, é sobre amizade. Se você lembrou de alguém que gosta, você tem uma amizade com essa pessoa, e isso não é ruim. Antes de ser namorado, antes de ser família, precisa ser amigo, precisa entender e amar e respeitar o outro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...