1. Spirit Fanfics >
  2. Desabafos do cotidiano >
  3. Raiva

História Desabafos do cotidiano - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Raiva


Fanfic / Fanfiction Desabafos do cotidiano - Capítulo 3 - Raiva


Em alguns momentos eu me faço uma insistente pergunta na qual não consigo formular uma resposta adequada o suficiente para me satisfazer; eu sou um monstro? eu sou algum tipo de criatura maléfica que machuca diretamente e indiretamente as pessoas ao meu redor? eu sou uma fera egoísta ao olhos daqueles que me vêem?
A culpa de pensar que sim me abate fortemente, e a vergonha e o arrependimento sentam ao meu lado para me fazer refletir sobre um meio de redenção. Mas, ao pensar que não... eu sinto que poderia me tornar pior, que poderia alimentar essa fúria incontrolável sem direção, e isso é um pouco assustador.
Algumas vezes, como essa, eu sinto essa necessidade de sangue... de brigar com alguém, de lutar contra alguém, a ponto de sangrarmos e nos machucarmos. 
Eu quero espancar um saco de pancada até meus punhos escorrerem sangue pelos dedos, eu quero quebrar tudo ao meu redor até estar completamente em pedaços, eu quero gritar até machucar os ouvidos de quem ouvir. Eu quero brigar, quero sangrar e sentir dor.... sim, a dor, eu quero senti-la, mas não por um meio masoquista, eu quero senti-la por ela aliviar todo o resto, porque ela é a única coisa real que me faz me sentir real. Eu sinto isso rastejar pela minha pele, sussurrar em minha orelha, implorando para mim libertá-la de uma vez por todas. Ela vem assim, de mansinho sem avisar, e como um empurrão nas costas, ela tenta jogar minha consciência de lado e sair. Está cada vez mais atraente, o cheiro, a sensação de ter o vermelho em minhas mãos, de sentir a adrenalina. Eu quero ver meu sangue pulsar, escorrer do meu corpo, quero ver isso de outra pessoa, quero machucá-la... Mas não quero vê-la morrer. Parece uma fome que se alimenta em companhia de outro ser que possui o mesmo apetite. Eu sou doente? Tenho algum problema? Bem, eu não me importo. Não enquanto isso não causar mal a outra pessoa que não esteja impulsionada á mesma situação. 
Provavelmente o único sangue que verei por agora será o meu. Eu quero experimentar essa violência a base da briga.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...