História Desabrochar da insanidade - Capítulo 31


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Ino Yamanaka, Kankuro, Karura, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, Yashamaru
Tags Depressão, Drama, Gaara, Naruto, Romance
Visualizações 23
Palavras 2.133
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 31 - Desabafo


Fanfic / Fanfiction Desabrochar da insanidade - Capítulo 31 - Desabafo

 Gaara volta para o quarto com uma xícara de chá saindo fumacinha

Gaara: "eu fiz chá por causa da minha garganta mas sobrou um pouco, você quer? Está gostoso"
Rasa: "obrigado" - Rasa se senta para tomar o chá, ajeita o travesseiro como encosto, sopra o líquido e o toma. 

Gaara pensamento: "quem dera eu tivesse ácido sulfúrico nesse chá"

Rasa: "eu tinha ligado pro seu médico, ele falou pra você tomar aquele remédio que você tomava no início do ano" 

Gaara pensamento: "droga aquilo é corticóide, vai me engordar um monte! E outra, ele não vai deixar meu sistema imunológico mais lerdo? Ele já é todo bugado e ainda vou tomar um troço que vai piorar mais ainda? Cara doido! E caramba, mudou de pai abusivo para monstro descontrolado, depois pra criança e agora homem responsável, tudo em menos de uma hora, é isso que chamam de transtorno bipolar?"

Gaara: "faz um tempo que eu não faço check up, e se não for esse o remédio que eu precise agora?"
Rasa: "não precisa ir pro hospital, confio no diagnóstico dele" - disse fechando os olhos e tomando o último gole de chá, parecia incomodado com a proposta e logo depois entrega a xícara ainda quente a Gaara, agradecendo
Gaara: "é... Pai?"
Rasa: "hm?"
Gaara: "será que... O senhor... Me deixaria ficar na escola a manhã toda?"
Rasa: "por quê???"
Gaara: "eu posso perder nota se ficar faltando as outras aulas assim" 

Rasa pensa um pouco, Gaara estava aproveitando o bom humor de Rasa para pedir essas coisas, quem sabe dava certo

Rasa: "É, parece que não vai ter jeito..."
Gaara: "Tudo bem... Não tem prob- Pera o senhor deixou????"
Rasa: "Deixei."
Gaara: "Eu não acredito, sério????"
Rasa: "claro."
Gaara: "Obrigado!! Muito obrigado pai!!!" - Gaara o abraça muito feliz, Rasa fica até surpreso, não sabia que era algo tão importante assim para o filho. Aquele bom humor permanece durante todo o dia, como a muito tempo não acontecia. 

 

* * * * * * * * * * * 

 

 

 

Neji: "Shika tá pensativo hoje, a quanto tempo você tá nesse cubo mágico? Não vai resolver ele que nem the flash hoje?" - Shikamaru não responde, parece nem ter ouvido, estava em outra estação enquanto olhava as nuvens pela janela imensa do escritório com seu cubo colorido ainda embaralhado na mão, forçando o polegar para virar um de seus lados mas ainda mantendo-o parado
Shino: "deixa o cara Neji, pelo menos hoje"
Temari: "tava tão quietinho, vocês tinham que interromper o silêncio?"
Neji: "e o que a senhorita está fazendo aqui esse tempo todo pra começo de conversa?"
Temari: "Analizando o rendimiento de vocês"
Neji: "éukeeee??? Ó eu tô terminando aqui, tá vendo né? Quase acabando!"
Temari: "Tô zuando com a tua cara, eu vim aqui por quê não tenho nada pra fazer hoje, é chato ficar naquela sala olhando pra parede"
Neji: "Ain não tenho nada pra fazer que sacoo odeio quando isso acontece"
Temari: "para de ser besta Neji" - Temari observa Shikamaru que ainda estava viajando. Ele subitamente se levanta e sai, pouco tempo depois Temari faz o mesmo - "Vou no banheiro, já volto" 

Shino e Neji se entreolham como quem diz "aham seeei"


 Ela procura o moreno pelos corredores até o encontrar perto do bebedouro com a testa na parede segurando firme o tal cubo

Temari: "você gosta mesmo desse brinquedo aí né?" - Shikamaru leva um susto, abre os olhos e levanta a cabeça pra ver quem estava falando com ele
Shika: "ah é.. eu ganhei do meu tio, ele gostava dessas coisas..."
Temari: "Humm... Está tudo bem Shikamaru?"
Shika: "por quê a pergunta?"
Temari: "tá, vamo alí" - ela o leva para uma parte menos movimentada, onde entram em uma sala, parecia inutilizada, tinha uma mesa, uma cadeira, um arquivo e nada mais. Ela se senta em cima da mesa e aponta pra cadeira - "senta aí" - Shikamaru tem uma expressão de desconfiança mas obedece - "Se não se sentir confortável pra me contar, não precisa ficar desconfiado, me pergunta qualquer coisa sobre mim que eu falo, aí você pode se sentir melhor pra dizer o que está acontecendo" - Ela foi direto ao assunto e Shikamaru sentia mesmo que precisava externar aquilo, a ida ao cemitério tinha o deixado um pouco abalado naqueles dias
Shika: "Você já perdeu alguém?" - Temari sabia que algo do tipo seria preguntado, mas mesmo assim sente um aperto no coração de relembrar algumas coisas
Temari: "Minha mãe e um irmão..."
Shika: "o que aconteceu com ela?"
Temari: "eu nao costumo contar isso pros outros, na verdade, só o Kankuro e meu tio que sabem... Eu realmente quero que você me fale o que está acontecendo então... Lá vai
 Meu pai era bem, digamos, um belo de um filho da puta, ele batia na minha mãe e eu e o Kankuro sempre escutávamos e as vezes até chegavamos a ver, era bem tenso lá em casa. Aí ela ficou grávida do terceiro filho, depois disso ela ficou bem estranha tipo ela nem cuidava direito da gente, eu não sei, eu acho que ela ficou louca, a gente era pequeno na época então não entendíamos direito, quando chegou o dia do meu irmãozinho nascer, ela quase morreu aí ficou em coma, sei lá, quando eu tinha uns quatorze anos meu pai chamou uns médicos e aí você já sabe, levaram ela e eu vim pra cá com o Kankuro morar com meu tio. É isso" - ela contava tudo bem rápido pra não acabar se emocionando e balançava os pés enquanto falava
Shika: "Não sabia... Nossa... Desculpa ter perguntado isso..."
Temari: "nah.. é bom falar as vezes"
Shika: "e o seu irmão? Não o Kankuro, o que você falou, o que aconteceu com ele?"

Temari para de mexer os pés, tinha conseguido falar de sua mãe mas sentia que seria doloroso de mais se lembrar de Gaara, ela olha pra cima piscando para conter os olhos que queriam lacrimejar

Temari: "O Gaara... Ele era... A criança mais linda desse mundo, com um sorriso que eu demorei muito pra perceber o quão era parecido com o da minha mãe. Acho que eles tinham essa habilidade em comum, de contagiar aqueles ao seu redor com sua alegria. Eu daria tudo pra ver esse sorriso denovo..."
Shika: "não precisa continuar se não quiser"
Temari: "não, eu preciso. Como eu disse, eu e Kankuro éramos crianças e não entendíamos direito a coisa toda, a gente não gostava do nosso irmãozinho, pensávamos que ele era a causa de nossa mãe ter ficado daquele jeito... A gente nem falava com ele, tratava ele mal, eu lembro disso hoje, eu nem consigo olhar pra mim mesma no espelho sem me culpar, ele não merecia esse tratamento, aí tinha o meu pai, aquele cara era louco, isso eu tenho certeza, ele protegia o menino de um jeito, ele nem podia saír de casa, mas com a gente e qualquer outra pessoa ele era o capeta, uma vez ele até tentou matar nossa mãe, eu nunca vou entender esse homem...  No dia que o Yashamaru veio buscar a gente, ele não conseguiu a guarda do Gaara, eu estava tão animada pra ir finalmente embora, foi só no último segundo que eu caí na real, não tinha motivo nenhum pra odiar meu irmãozinho, ele nem tinha culpa de nada, nunca fez nada pra gente e mesmo sendo tratado de um jeito tão ruim, ele sempre tentou se aproximar de nós, sempre foi tão meiguinho, sempre sorrindo, eu nunca vou me perdoar por ter deixado ele lá- " ela não se aguenta e derrama algumas lágrimas, mas é ágil em seca-las - "hoje ele deve me odiar, acho que ele nunca mais vai querer me ver, eu sou uma pessima irmã-" dessa vez ela deixa as lágrimas caírem, aquele sentimento estava enterrado por tanto tempo, não valia a pena suprimir as emoções agora
Shika: "mas por quê você disse que perdeu ele?"
Temari: "por que eu nunca mais vou poder vê-lo, é impossível"
Shika: "não é impossível, ele não deve te odiar, ele era criança na época não era? E você disse que ele gostava de vocês"
Temari: "mas crianças crescem Shikamaru, ele deve lembrar da gente da pior forma possível, e ele tem toda a razão, sem falar no meu pai, ele nunca vai deixar a gente ver o Gaara"
Shika: "tá mas você tá dizendo que esse homem batia na sua mãe, tentou até matar ela e está andando livre por aí e ainda por cima cuidando de um menor de idade? Isso não está certo"
Temari: "eu sei mas minha mãe amava meu pai, ela nunca denunciou ele, então eu não tenho esse direito"
Shika: "Temari a gente tá falando de um assunto bem sério aqui, seu pai não batia bem da cabeça por fazer essas coisas, você acha certo deixar uma pessoa dessas cuidando do seu irmão? Tudo bem que sua mãe amava ele mas nós dois sabemos que isso tá errado e não dá pra ficar jogando pra debaixo do tapete desse jeito!"
Temari: "eu sei mas-
Shika: "seu tio sabe disso tudo?"
Temari: "sabe..."
Shika: "e por quê ele não fez nada??"
Temari: "Meu pai tem uma certa influência na região, acho que meu tio tem um pouco de medo, não sei, e eu não acho que conseguiriam deixar ele preso por muito tempo"
Shika: "você terminando a faculdade de direito, sobrinha de um advogado, conversando com outro advogado, DENTRO DE UM ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA, tá me dizendo que não vai denunciar um delinquente que tem vários motivos razoáveis pra ser condenado por que tem medo da influência que ele pode ter ou que ele não vai ficar preso por muito tempo, é isso?" - Temari nem consegue olhar em seus olhos e encara o chão
Temari: "eu sei lá, eu só...-"
Shika: "Kami isso tá muito errado, Temari Isso não pode ficar desse jeito você tem que denunciar ele, se você não tem coragem, eu tenho"
Temari: "Você não precisa se envolver, é um risco pra você também"
Shika: "é mas e daí? Tem um criminoso andando lá fora, não acha que isso é mais perigoso?" - Temari não tinha olhado as coisas por esse lado ainda, e Shikamaru tinha razão, seu pai não era normal. Ela se enche de esperanças de ver seu irmãozinho caçula novamente
Temari: "Você acha que ele ainda mora no mesmo lugar??"
Shika: "ué não sei, você que é a filha dele, mas tendo o nome dele acho que dá pra procurar, você vai mesmo fazer o boletim?"
Temari: "eu.... Não sei, acho que sim"
Shika: "não, não é acho que sim, você vai ou não?" - ela pensa um pouco e finalmente decide
Temari: "sim! Eu vou registrar o boletim de ocorrência contra Rasa Sabaku!"

 

 

 

* * * * * * * * * * *

 

 

 

Naruto está deitado na cama limpando a Gaaleria do seu celular enquanto come bixcoito e escuta música:

Puta que pariu quanta foto dessa desgrama no meu celular. Nossa essa é bem antiga kkkkk olha a cara dele, ficava tão fofo quando tava putinho

Pera que?  Nunca nem vi, fofo nada, eu em


Ah nesse dia eu tinha quebrado o braço, ele foi lá em casa me visitar. A gente ficou o dia todo vendo Netflix juntinho, saudades disso....

O itacho ali de figurante kkkkkk as caras dele são as melhores, aquele mongol, tá me devendo uma partida no lolzinho... 


Eita que isso era pra tar encriptado! Ashura do céu se alguém vê sapoha


Haha daquele dia que a gente foi no pesqueiro, ele ficava que nem menininho de condomínio fugindo dos mosquitos e passando protetor solar, eu e o Itacho só rindo da cara dele, depois ele me jogou na água e eu puxei ele
 Toda briga nossa acabava em beijo


Eh só que não dessa vez... Por quê que eu tinha que terminar?

 


KHEEEE  o que eu tô falando???? Só apaga essas foto Naruto nem olha


Quem eu quero enganar, eu sinto falta dele... 

 

Sinto nada

 

Não, eu sinto sim. Ah mas eu sou muito burro tambem, ninguém mandou eu fazer aquilo

 

Ah Ino e Sakura vocês são muito cachorras eu mato vocês
Tadinha da Hinata acho que ela nem tinha alguma coisa a ver com isso

Quer saber foda-se também eu não vou ficar me prendendo àquela uchiha, vou é curtir a vida

A começar por aquele Gaara dlc que chegou esses dias no colégio

Ctz que o Teme vai fritar de ciúmes kkkkk essa eu quero ver de camarote e ainda vou rir da cara dele


Só me aguarda ruivinho, que eu não vou ter dó nem piedade dessa boquinha 


 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...