História Desafio - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Nunca mais que escrevo algo assim, chega suei.

*Feito e Enviado por Celular.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Como todos deveriam saber, Tsukishima odiava tatuagens. Sempre aprendeu que era coisa de presidiário, além de só quererem aparecer. 

Não depois de um desafio feito por seu amigo imbecil. Além de ter que beijar a primeira pessoa que passasse pela porta, entrou logo um cara cheio das tatuagens. A coisa que Tsukishima mais sente raiva só de olhar. Apenas desejava acabar logo aquele desafio, sem se envolver com problemas desnecessários. 

Para evitar lembranças desconfortáveis, encheu a cara com tudo que Bokuto estava disposto a pagar apenas para ver seu amigo se ferrando. 

Já no nível ideal de bêbado, levantou-se e bateu na mesa do tatuado, sentando na cadeira ao lado da sua sem se preocupar.

— Eai? Tatuagens maneiras! – respondeu o loiro. O tatuado, percebendo a situação, apenas decidiu entrar na onda.

— Ah! Valeu. Ainda pretendo fazer mais, então terá que aguardar mais para ver esse corpo inteiro tatuado!

Tsukishima limpou seus óculos e se aproximou do rapaz, colocando uma de suas mãos no ombro no tatuado.

— Posso tocá-las?

Bokuto ria da situação no fundo do bar que estavam. O rapaz concordou com a cabeça, apenas para ter parte da camisa levantada pelo loiro, sentindo a mão fria deslizando sobre seus desenhos.

— Não tem nem meu nome aqui – dizia com uma voz manhosa — por que você não faz?

— Não sei nem seu nome ainda.

— Tsukishima, Kei Tsukishima. Pode me chamar do que for da sua vontade, mas prefiro que tatue meu nome original em seu corpo...

O rapaz engoliu seco, não percebeu o momento que havia pisado no campo minado. 

— Qual é seu nome, bonito? Como que vou escrever seu nome no meu corpo para combinar com sua tatuagem em homenagem a mim?

— Tetsurou Kuroo.

— Lindo, não quanto suas tatuagens.

O loiro estava preste a lançar mais de seus joguinhos, quando teve seu pulso segurado por Kuroo.

— Se você quer algo de mim, que peça de uma vez, não gosto de enrolação. – Em poucos minutos, a língua de Kuroo invade o interior da boca do loiro, sentindo o forte gosto do álcool se misturando com a saliva de ambos.

Bokuto gravava cada minuto da “conversa”. Faria uma cópia o mais rápido possível para não ser pego de surpresa quando o loiro lembrar de tudo.

Os dois na mesa pararam o ato. Kuroo pegou um dos guardanapos e escreveu números com uma caneta de seu bolso. Entregou na mão do loiro, levantou-se e segurou seu queixo, o fazendo olhar para cima.

— Entre em contato. Preciso ligar pro meu tatuador para combinarmos nossas tatuagens. – Deu uma piscadinha de canto e saiu do estabelecimento.

Tsukishima se arrependeria depois que se lembrasse da noite. Por enquanto, salvaria o número do tatuado em seus contatos favoritos e saborearia o que sobrou das salivas.


Notas Finais


Desafio do Challenge feito por @Kyoujurou

Para maior curiosidade ou vontade de fazer, sigam o link: https://www.spiritfanfiction.com/jornais/otp-challenge--trinta-prompts-17673637

Sigam e deem carinho pro @OtpChallenge, dedicado a esse tipo de desafio.

Até amanhã, minhas coxinhas :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...