História Descendants - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Descendentes, Sabrina Carpenter, Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Nina, Personagens Originais, Ramiro, Sabrina Carpenter, Sharon, Simón, Yam
Tags Castelos, Contos De Fada, Descendentes, Disney, Lutteo, Princesas, Principes, Rainhas, Reis, Sou Luna
Visualizações 248
Palavras 2.503
Terminada Sim
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi oi oi oiiiii voltei com mais um capítulo pra vocês! E dessa vez com muitas novidades!

1- Postarei uma nova fanfic em breve, ela se chamará War Of Hearts e será Lutteo e Simbar, então vão no meu perfil e me sigam, pra quando eu postar vocês receberem a notificação.

2 - Criei um canal e postei o trailer dessa fanfic no youtube, e estarei deixando o link nas notas finais. (Se inscrevam para receberem os novos trailers que irei postar!)

3 - criei um twitter e um instagram próprio para minhas fanfics, onde estarei postando edits de cenas de alguns capitulos, trailers, novidades e muito mais coisa. Os Links também estão nas notas finais.

Sem enrolação, boa leitura!!!!

Capítulo 19 - I Promiss face to the star's, so lovers you forever


!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!LEIA AS NOTAS INICIAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Luna

 - Nervoso com a coroação? – Pergunto a Matteo que balançava a perna totalmente inquieto enquanto passávamos com a carruagem em um “breve desfile” até o local da coroação, eu normalmente ficaria nervosa com isso, mas pelo visto os papeis foram invertidos.

- O quê? Nervoso? Não, eu tô tranquilo. – Disse ele e eu rio pegando sua mão.

- Você vai ser um rei maravilhoso, não há duvidas disso – Ele sorri e entrelaça nossos dedos.

- Obrigado. – Ficamos em silêncio por um tempo, ou quase, por conta dos gritos eufóricos das pessoas ao redor, até que Matteo quebra o silêncio entre nós. – Tenho uma coisa pra você. – Ele tira uma caixinha meio comprida do bolso e me entrega.

- O que é isso? – Pergunto curiosa observando o objeto em minhas mãos.

- Abre. – Diz sorrindo, abri e me deparei com um cordão de ouro, junto a um pingente de rosa, encarei Matteo surpresa.

– Meu pai deu isso a minha mãe no dia do casamento deles. E quando eu tinha doze anos, ela disse para que eu desse esse colar para a garota pela qual eu me apaixonasse verdadeiramente, a garota a qual eu teria certeza que queria passar o resto da minha vida.  - Ele fez uma pausa e pegou minha mão – Eu encontrei essa garota. E essa garota é você – Sorri e beijei seus lábios, totalmente emocionada.

- Obrigada... Você conseguiu de fato tirar as palavras da minha boca. – Sua boca se abriu em um sorriso suas mãos pegaram o colar das minhas e o coloca em meu pescoço. – Eu te amo.

- Eu te amo mais – Matteo se aproxima e eu fecho os olhos ao sentir o contato de seus lábios em minha testa. Quando me dei conta, a carruagem tinha parado em frente ao grande prédio onde aconteceria a coroação, um guarda abriu a porta para nós, Matteo foi o primeiro a sair e estendeu a mão para me ajudar a descer. Paramos por um momento para que tirassem as fotos antes de subirmos as escadas e ficarmos frente a porta principal, eu não poderia entrar com Matteo, mas iria entrar pela segunda porta e ficaria na primeira fileira junto a Meu pai, Aurora e Sabrina.

- Me deseje sorte – Sorrio e beijo sua bochecha, sendo acompanhada pelo guarda até a segunda porta. Assim que todos estão em seus devidos lugares, os trompetes foram tocados e as portas abertas. Matteo entrou mantendo sua pose de príncipe certinho e eu sorri, seu olhar encontrou com o meu e vi um leve sorriso se formar em seu rosto.

- Você realmente o ama, não é? – Olhei para meu pai e dei um sorriso.

- É, ele despertou o que há de melhor em mim. – Ele sorri e escuto Sabrina bufar, não iria dizer nada, não queria mais conflitos. Ao Matteo passar por nós, fazemos uma reverência e ele caminha até onde a Fada Madrinha, Rainha Bela e Rei Adam se encontram. Ele se ajoelha nos degraus, e a coroa de seu pai é colocada sobre sua cabeça,  Rei Adam retira a cúpula de vidro que protege a varinha, Rainha Bela a pega e entrega para a Fada Madrunha

- Jura solenemente guiar os povos de Auradon, com justiça e misericórdia, enquanto você for rei? – A típica frase é dita pela Diretora que segura a varinha, e por um segundo minha mente me imagina ali. Engulo em seco balançando a cabeça, tentando ao máximo não pensar nisso, se eu pensasse demais, provavelmente desistiria de novo dessa ideia.

- Eu juro solenemente. – A voz de Matteo sela o juramento, e com a ponta da varinha, Fada Madrinha toca os dois ombros do novo Rei.

- É com honra e alegria, que eu abençoo o nosso novo rei. – Ela faz uma reverencia, o Ex príncipe se levanta ficando de frente para o povo – Apresentando, sua Alteza Real Matteo Mauricio Balsano novo Rei das terras de Auradon.

O salão foi enchido de aplausos, e novamente os trompetes são tocados no som do Hino oficial do Reino, e eu não tive duvidas, que Matteo seria um rei maravilhoso e dedicado. Eu apenas esperava, que eu tivesse a mesma competência e maturidade como ele, quando chegasse a minha hora de governar.

[...]

- Como está se sentindo sendo o novo Rei de Auradon? – Perguntei a Matteo enquanto andávamos pelo jardim do palácio, já era fim da tarde e só agora tivemos um tempinho a sós, já que durante o dia todo foi aquela loucura de cerimonia, compromissos, assinar papéis, etc, etc e etc.

- Estou me sentindo meio velho – Franziu a testa e eu ri.

- Você só tem 17 anos! – Falei rindo o empurrando levemente com o ombro e ele ri.

- Eu sei, mas agora são mais responsabilidades, mais compromissos, mais isso, mais aquilo. Enquanto isso a lista das minha séries ficam paradas e quando vejo, já tem 4 temporadas novas disponíveis – Disse e rimos juntos novamente. – Mas por um lado sei que isso vai me fazer amadurecer, e ter cada vez mais capacidade de lidar com problemas grandes... Mas chega de falar de mim, você vai amanhã cedo pra Auroria não é? – Ele me olha e eu suspiro assentindo.

- Sim, meu pai quer que eu tenha uma coroação oficial, pela minha volta e tudo mais – Suspiro – Não queria ter que ficar longe de Auradon por tanto tempo...

- É apenas um mês, fora que vamos nos ver no dia da sua coroação. – Ele me abraça de lado e continuamos a caminhar pelo enorme jardim.

- Vou sentir sua falta – Digo olhando para ele. Os lábios de Matteo se curvam num leve sorriso e seus olhos se direcionam para mim

- Eu também vou, mas vamos nos falar todos os dias, nem vai sentir tanto minha falta assim.

-Vou ter que discordar – Rimos, e logo no final do jardim, noto um carro ser estacionado ali, e curiosamente, Matteo anda até lá. Arqueio a sobrancelha e o sigo.

- Rei Matteo, Princesa Luna – O motorista faz uma reverencia e entrega a chave do carro para o moreno ao meu lado.

- Obrigado John – O homem sorri e se distancia de nós.

- Ok, pra que o carro? – Pergunto curiosa, meu namorado sorri abrindo a porta do passageiro.

- Vamos dar um passeio.

- E porque eu estou sabendo desse passei só agora? – Cruzo os braços o fazendo rir

- Surpresa! – Reviro os olhos dando em leve sorriso e entro no carro. Matteo dá a volta entrando pelo lado do motorista, logo já estávamos indo para longe do castelo. De primeira achei que iriamos para o campo, onde tivemos nosso primeiro encontro, mas no momento em que Matteo pegou um estrada, percebi que não.

- Você está me deixando curiosa, pra onde estamos indo? – Ele riu e sua mão se entrelaçou com a minha.

- Estamos indo jantar. Num lugar muito especial, como amanhã você vai viajar, achei que poderia fazer uma surpresa. – Sorri largamente. – Vai demorar um pouco para chegarmos, mas garanto que valerá a pena – Disse e tirou a atenção da estrada por um segundo para me encarar, beijou minha mão e logo voltou a atenção para frente.

- Não tenho dúvidas – Sorriu e eu olhei para a janela, vendo a paisagem correr, o céu estava quase escuro, com nuvens em tons de rosa, laranja e roxo bem no horizonte. Fiquei apreciando aquela bela vista até meus olhos pesarem e eu adormecer.

[...]

Acordei no momento em que o carro é estacionado, abro os olhos piscando algumas vezes ainda meio lenta de sono.

- Já chegamos? – Pergunto bocejando e olho para Matteo que ri assentindo, e atrás dele, tudo está escuro – Por quanto tempo eu dormi?

- Uns 35 minutos – Riu e abre a porta do carro saindo e eu faço o mesmo, e o barulho do mar se chocando com as pedras chama minha atenção

- Estamos na praia? – Pergunto animada e Matteo me abraça de lado. – Sim, tem um restaurante aqui a beira do mar, reservei uma mesa pra nós na parte da sacada, onde tem a melhor vista, o melhor de tudo é que poucas pessoas conhecem esse lugar, por isso não é tão movimentado. – Sorrio e o abraço apertado

- Você é o melhor! – Ouço sua risada alta e seus braços me apertam contra si. – Mas algo me diz que não é apenas porque amanhã vou pra Auroria, estou certa? – Ele assente.

- Hoje, faz dois meses desde que estamos juntos, basicamente é nosso aniversário de namoro. – Pisquei algumas vezes tentando me recuperar do choque. Já faziam dois meses? E eu não tinha ideia disso, e por um momento me senti mal por não ter lembrado.

- Eu... Esqueci me desculpa eu.. Não sabia que era importante pra você – Digo me sentindo péssima, ao contrário do que pensei ele sorriu e afastou uma mecha de cabelo do meu rosto.

- Ei, não precisa se desculpar. Sei que muita coisa aconteceu durante esse tempo e que você não teve tempo para pensar nisso. – Fechei os olhos por um segundo, sentindo a singela carícia em meu rosto.

- Por que você é tão maravilhoso pra mim? – Abri os olhos, encontrando seus olhos negros me encarando

- Porque eu te amo – Seu olhar era apaixonado, e eu tinha certeza que o meu também era. Eu me apaixonei em menos de dois meses, Matteo me conquistou de uma forma que eu não consigo entender, muito menos explicar. Eu era a vilã rebelde e pirracenta, e mudei demais durante esse tempo, ele me mudou, trouxe a verdadeira Luna a tona, desabou as barreiras que eu tinha erguido, quebrou a máscara de garota perigo, e principalmente, derreteu a camada sólida de gelo que protegia meu coração. Eu não sou mais a mesma, e sei que ele também não, esse amor mudou ambos, e tenho certeza de que foi para melhor.

- Eu também te amo. – Respondi recebendo um beijo em seguida, eu podia dizer essas palavras sem medo, pois sei que não irei me machucar, sei que ele não me machucaria. O beijo durou apenas alguns segundos e quando partido, nossos olhares se encontraram novamente, despertando sorrisos involuntários em ambos.

E foi quando eu soube, que o amava com todas as forças, e que algo em meu peito dizia : Não é algo passageiro.

[...]

Soltei uma gargalhada vendo Matteo colocando a colher da sobremesa no nariz, que logo caiu na mesa pois ele não aguentou e começou a rir também. O restaurante estava totalmente vazio, apenas nós dois na parte da sacada, e a vista do lugar era simplesmente de tirar o fôlego. A lua cheia bem no alto, refletindo a imagem perfeita na água parecia uma coisa surreal, eu não conseguia acreditar no que via de tão lindo que era. O céu estava completamente estrelado, e eu juro de mindinho que tinha visto uma estrela cadente. Hoje é com toda a certeza um dia cheio de emoções.

- Tenho um presente pra você – Disse Matteo de repente, tínhamos acabado de comer uma massa italiana divina e de sobremesa, um sorvete de flocos maravilhoso. Pensei que iriamos embora agora, já que está bem tarde e eu preciso levantar cedo na manhã seguinte.

- Mais um? – Dou risada – O colar e esse jantar já não bastam? – Brinco e ele ri tirando um pequeno pacotinho do bolso interno da jaqueta de couro. Ele a coloca em cima da mesa, franzo a testa e o olho que tem um pequeno sorriso no rosto. Pego o embrulho e começo a abri-lo devagar, com medo de rasgar a embalagem. Assim que tiro o que estava dentro do papel lilás, vejo várias fotos polaroid, a maioria eram minhas, algumas minhas com Matteo, todas tiradas espontaneamente, uma no dia em que cheguei em Auradon, outra no dia do treino das lideres de torcida, uma minha e do Matteo no dia do jogo. Outras de quando eu estava distraída e rindo, mas uma delas me chamou mais a atenção, uma em preto e branco, em que nós dois estávamos abraçados.

- Olha atrás. – Virei a foto e li a frase, “Um amor que sei que será eterno, um sentimento que te cativa, que te faz sorrir, que te consome, não que te completa, mas que te transborda. Encontrei uma razão maior para ser feliz, e essa razão é a melhor coisa que aconteceu na minha vida.” Meus olhos se encheram de lágrimas e levantei o olhar para Matteo, me levantei e o abracei com força.

- Obrigada – Sussurrei, ele correspondeu o abraço e senti a pressão de seus lábios em minha cabeça num beijo.

- Você gostou? – Perguntou assim que separamos o abraço.

- Eu amei, de verdade é lindo. – Digo com um sorriso sincero. – Como conseguiu todas essas fotos?

- Algumas eu tirei, outras fotógrafos, e uma ou outra tiradas por alguns amigos meus. Juntei as melhores e mandei revelar para montarmos um álbum. – Sorrio

- mas metade delas são minhas – Digo rindo sem fazer sentido, já que em poucas fotos ele aparecia.

- Por isso que o álbum vai ficar lindo. – Sinto minhas bochechas esquentarem, Matteo ri e beija meu rosto. Me levanto e me apoio no parapeito da enorme sacada do restaurante, e logo sinto braços me abraçando por trás. Fecho os olhos sentindo a leve brisa batendo em meu rosto, escutando as ondas do mar. – A noite está linda não é? – A voz baixa de Matteo me desperta, abro os olhos e encaro por alguns segundos o mar a nossa frente, com o reflexo da lua nas ondas calmas.

- Sem sombra de dúvidas. – Suspiro me aconchegando em seus braços.

- O que acha de fazermos um juramento? – Pergunta apoiando o queixo em meu ombro

- Juramento? Como assim?

- Não sei, um juramento de amor eterno? – Solto uma leve risada.

- Nossa você é de que época? – Brinco – Tudo bem, você começa. – Ele sorri e olha para as estrelas.

- Eu, Matteo Maurício Balsano, juro diante as estrelas e as ondas cristalinas do mar, que te amarei para sempre, e que você, Luna Feary Valente, é e será sempre o único amor da minha vida. – Sua voz soou baixa e eu sorrio totalmente boba. – Sua vez. – Limpo a garganta e olho para o céu suspirando.

- Eu, Luna Feary Valente, juro diante as estrelas e as ondas cristalinas do mar, que te amarei para sempre, e que você, Matteo Maurício Balsano, é e será sempre o único amor da minha vida. – Repito suas palavras e viro levemente o rosto para o encarar, fecho os olhos ao seus lábios beijarem minha testa e em seguida minha boca, num forma de selar aquele juramento.

É algo brega, cafona, e totalmente clichê, mas de alguma forma algo que parece concretizar ainda mais o que sentimos, talvez aumentando ainda mais essa paixão que existe dentro de nós, um amor no qual estamos presos e não há mais como fugir.

Eu amo Matteo Balsano, e não tenho mais dúvidas disso.


Notas Finais


Link do Trailer : https://www.youtube.com/watch?v=7LsotK6Q4Lk&t=116s

Link do canal : https://www.youtube.com/channel/UC2NiEYzWHONIiT0WFttJXJg?view_as=subscriber

Link do Twitter : https://twitter.com/lovebalsano

Link do Instagram : https://www.instagram.com/lovebalsano/

Me sigam em tudo e fiquem por dentro dos novos projetos que estou planejando.
Um beijão e até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...