1. Spirit Fanfics >
  2. Descendente do demonio >
  3. O começo

História Descendente do demonio - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - O começo


Fanfic / Fanfiction Descendente do demonio - Capítulo 1 - O começo

Estou sentada no canto, o canto, exatamente aquele canto, o que todos pedem para eu sair, estou concentrada em exatamente nada, quando escuto os passos da presa 5, todos eles são presas, mas eu não quero ser o predador dessas criaturas, mas ela insisti, ela buzina na minha cabeça, querendo que eu os mate

TOC-TOC!!

P5:Lili posso entrar?

Eles sempre perguntam isso! Eles me temen, hilario!

P5:Estou fazendo uma pergunta!!!

LILI:Entre...

Ela entrou e trouxe meus remedios e um pedaço de bolo, ela sempre faz isso, a presa 5 e muito legal

P5:E então "ela" ainda manda você me matar

Lili:Sim...mas isso não parece incomodar você

P5:Lili.....todos tem medo de você, hoje está fazendo 20 anos de idade...precisa sair daqui

Lili:Porque se importa tanto assim!???

P5:Nada não, so tome seus remédios e como o seu bolo, mas tarde eu volto para pegar o lixo

Quando p5 saiu, eu senti vontade de matar todos, de sucumbir a todo o desejo, mas algo pareceu estranho, não escutei ela trancar a porta e os passos dela pareciam apressados, na realidade ela estava correndo. A voz xiou novamente bem alto

Fuja!corra! Eles são presas!estão destinados a morrer! Olhe para o bolo! Isso minha pequena pegue a colher de plástico!

Quando me dei conta, ja estava no corredor caminhando bem lentamente,a voz xiava como uma cobra, mas eu tantava não prestar atenção, olhei para uma sala que a porta estava entreaberta e avistei o mostro, ele me machuca, toda vez,toda vez...... O mostro estava de costa então eu enfiei a colher de plástico no pescoço, bem na arteria braquial, vi o seu sangue se expalhar pelo o chao e então, virei a cadeira para que ele olhasse bem nos meus olhos

(Que brilharam numa cor azul neon)

Aquela foi a sensação mais alucinante da minha vida, nem os remeios azuis faziam isso, e eu so queria mais, e mais, muito mais, então comecei a correr pelo corredor, até que cheguei a ultima porta, eu parei por um instante e não escutei nada, então abri a porta, e la eu encontrei presas, agora eu os vias exatamente como a voz os descreviam, mas eles não perceberam a minha entrada, por tanto permaneci quietinha, eles estava reunidos, em volta de algo, ou melhor, de alguem, quando se afastaram eu pude ver quem era, meu coração gelou, minha barriga doeu, minhas pernas fraquejaram, acho que devo ter gritado, pois eles se assustaram e olharam para min, o "alguem" era a presa 5, estava machucada os seus lindos olhos gentis estavam roxos e ensanguentados, seu lindo coque no cabelo estava desfeito, parecia mais um ninho de rato do que com um cabelo, quando me olhou ela simplesmente disse

P5:Fuja meu anjo, mate quantos puder, mais fuja, você sempre sera o anjinho da mamãe....

Não entendi, por que ela disse Mamãe, isso nao importava, o que importava era que agora 6 homens estavam ao meu redor todos com algo na mão que poderia me machuca

Deixa eu assumir, deixa!deixa! Juro que não machuco a 5, sé não deixar eu assumir, eles vão ti matar

P5:deixe o seu espirito se liberta! Você não e loca, entenda isso! Se solte

Lili:EU DEIXO!!!!

E como se uma um ser humano domina-se um avatar no jogo, a voz fez com migo, matei todos, e vi como são frageis os seres, parecem bonecos de pano, so que mais valentes. Senti que "ela" estava tomando conta de min, então deixei, e quando fiz isso so vi um breu, e senti meu corpo batendo no chão.

Quando acordei vi o estrago que tinha feito, levantei e não senti nada, simplesmemte nada, nem cansaço

Claro que não vai sentir nada, agora somos um, serei tipo o seu sexto sentindo

Lili:eles vão ti escutar!??

Pra quem ti olha pensa que você esta falando sozinha..

Lili:então eu realmente sou louca!

NÃO!!! VOCÊ E TUDO!!!! menos louca, todo ser humano tem pensamentos ruins, vontades insanas, você como filha do pai disso tudo, e mais agressiva

Lili:pera ai eu sou filha de quem???

Do proprio satã, sua mãe, essa humana ai! Simplesmente tranzou com o diabo, e engravidou do próprio, quando a sombra ti pegou, não era uma sombra, mais sim a sua Aurea assassina nascendo, e você viu a morada de seu pai!

Lili:por que eu não me lembro de nada...

Você não lembra, por que não quer...Lili o papo está bom, mas precisamos sair, tem humanos vindo para matar você

Lili:deixa com migo, so quero que seja meu sexto sentindo

Nota do autor

(Lili esta ficando cada vez mais, insana, agora que ela aceitou a voz, ela ficou praticamente invencivel a um ser humano qualquer, mas e claro, so um homen pode segurar essa mulher, que está loucamente sedenta por sangue.....sera que Lili pode se torna algo alem do que uma assassina)


.


Notas Finais


Tem mais gente


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...