História Descendentes - Capítulo 10


Escrita por:

Visualizações 38
Palavras 4.540
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Ino Swan!(Não esqueçam esse nome)


Fanfic / Fanfiction Descendentes - Capítulo 10 - Ino Swan!(Não esqueçam esse nome)

          Uma tarde agradável se iniciava em Konoha Magic School, os alunos aproveitavam suas aulas normalmente, quando o intervalo tocou a maioria deles seguiu para almoçar, quer dizer, nem todos. 

 

      Ino Swan foi dançar no seu lago como sempre fazia nas horas vagas. Ela amava dançar, principalmente para os outros, não que ela gostasse de se exibir, longe disso. Na verdade era exatamente isso, Ino era uma princesa que amava ser o centro das atenções, mas no fundo sentia-se sozinha, poucas pessoas conversavam com ela. O seu jeito um tanto sarcástico e rancoroso espantava os outros para longe dela.

 

            Muitos julgavam Ino como uma garota amarga, mas na verdade ela só era uma princesa que tinha uma visão negativa do mundo encantado. A princesa Swan tinha dificuldade em aceitar o que o destino guardava para ela, não queria ter o mesmo final de sua mãe, que perdeu seu príncipe e se casou com outro sem amor. Ino se perguntava o por quê do conto do Lago do Cisne ser um conto de fadas tão triste, mas mesmo assim Ino não queria fugir das tradições, era orgulhosa demais para isso, sempre competiu com Lucy, e se tentasse fugir dos roteiros estaria dando a rival um motivo para falar dela o resto da vida.

 

         Ino aprendeu que ser uma Royal, era seguir a risca o seu destino, no entanto achava injusto não ter um final feliz, como era possível uma princesa não encontrar um final feliz, todas as princesas que Ino conhecia tinham um final feliz. 

 

- “Menos eu” - Pensou observando o lago onde acabava de chegar - Ah. Um felizes para sempre - Suspirou Ino direcionado o olhar para a água cristalina, pode ver seu reflexo e sua face era de tristeza - 

 

          Deixou de lado a melancolia e colocou seu primeiro pé na água em seguida o outro, num único giro Ino saltou no lago e começou a dançar uma melodia sempre nítida em sua mente, a clássica sinfonia do Lago do Cisne. 

 

                              (Música da cena = Swan lake, ato final)

 

          Ino movia as pernas e as mãos com elegância, seu corpo inclinava, girava e saltava na exata melodia certa da sinfonia. Estava tudo perfeito, até Ino escorregar, perder o equilíbrio e cair de cara na água. 

 

           Nada contente a princesa cisne emergiu da água. Ino reparou que aquela parte do seu lago estava com uma cor diferente - Mas o que isso? – Se perguntou a princesa observando água de cor marrom começar a se espalhar por todo o lago – Eca! Meu lago estar ficando todo sujo de lama – 

 

           Revoltada Ino saiu do lago e observou o rastro de lama suja vindo de algum lugar. Como uma boa Royal sabia exatamente o que fazer, pedir ajuda para um príncipe, em situações como essa, era melhor e único opção de uma princesa, ela  tinha plena certeza que um heróico príncipe resolveria o problema de seu belo lago cristalino.

 

- Hora do cisne agir - Disse Ino enquanto tirava a lama do cabelo - 

 

                                                          (&>&)

 

           Enquanto Ino Swan começava sua busca por um príncipe amante da natureza, Hinata Queen ainda estava trancada em seu quarto. Ela se encontrava sentada em sua cama, a maneira que estava sentada indicava todo o medo e sensação de impotência de Hinata. Os joelhos de nossa Rebel estavam encolhidos, seus braços envolviam os mesmo, numa tentativa de proteção, seu queixo se apoiava nos joelhos e seus olhos miravam um ponto qualquer do quarto.

 

         Nos pensamentos, Hinata só conseguia formular as lembranças do baile, não conseguia entender como alguém pode ter sido tão baixo, a ponto de expor ela daquela maneira, a fazendo se passar pela vilã, talvez ela fosse isso mesmo, depois de ter perdido o controle no baile Hinata comprovou o quanto seus poderes eram voltados para o mal, então talvez sua mãe estivesse certa em dizer que o sobrenome Queen carrega uma maldição de magia maligna e que seria só questão de tempo para Hinata se tornar malvada como uma Rainha Má.

 

- Hinata! – Exclamou Bouquet adentrando no quarto com uma bandeja de comida – Eu te trouxe isso, já que a senhorita se recusa a comer no Magiquitorio – Bouquet estava preocupada com a amiga - 

 

- Obrigada Bouquet...  – Agradeceu Hinata abrindo um despercebido sorriso observando sua amiga – Mas estou sem fome –

 

- Nada disso –….- 

 

             Bouquet se sentou na cama de Hinata e colocou a bandeja próxima da amiga. A filha do Chapeleiro podia ter um parafuso a menos, mas se há uma coisa que ela tinha consciência completa, era que sua amiga não merecia ser chamada de malvada ou ardilosa como muitos estudantes comentavam pelos corredores do colégio. Bouquet tinha certeza da inocência de Hinata e esperava que Sakura resolvesse esse problema de uma vez, assim elas poderiam voltar a serem o trio de Rebel mais Chapelastica do colégio.

 

- Meu pai sempre diz que burro seu orelha não parar em pé – Comentou Bouquet com seu costumeiro tom poético –

 

- Acho que é saco vazio não parar em pé – Disse Hinata sorrindo. Era incrível a capacidade que Bouquet tinha de fazer as pessoas sorrirem –

 

- Hum... Por que alguém colocaria um saco em pé? – Questionou Bouquet pensativa –

 

- Olá meninas! – Atenção das moças se voltou para a janela. Natsu acabava de surgir ali. Ele adentrou no quarto sem muita cerimônia – Hinata eu vi te chamar para aquele passeio – Disse cheio de entusiasmo - 

 

- Uh passeio! – Exclamou Bouquet animada –

 

- Eu não estou muito a fim Natsu – Disse Hinata nenhum um pouco animada para passeio –

 

- Nada disso, levanta dessa cama – Natsu puxou Hinata por uma das mãos tirando uma risada dela – Ah! Você riu já é um começo –

 

- Hinata vai passear com Natsu – Encorajou Bouquet a amiga – Vai te fazer bem –

 

- É Hinata, você não vai se arrepender de andar de dragão – Afirmou Natsu abrindo um grande sorriso que fez Hinata deixa de lado certos acontecimentos –

 

- Uma vez meu pai dirigiu um caminhão monstro, ele acabou batendo na casa de festa da Rainha de Copas, então o levaram para um lugar para pessoas especiais...  – Comentou Bouquet com uma voz nostálgica – Saudades do meu pai –

 

- Então tá  – Disse Natsu direcionado um olhar para Hinata que dizia “O que isso tem a ver com o assunto” –

 

- Bom! Eu vou passear com você Natsu – Hinata resolveu tentar fazer algo que a fizesse esquecer do baile da noite passada, talvez assim ela tirasse da cabeça a ideia de que seria mesmo malvada –

 

- Então partiu anda de dragão – Natsu e Hinata saíram às pressas do quarto deixando Bouquet com um grande sorriso nos lábios –

 

- Será que alugam caminhões monstros aqui? – Pensou alto Bouquet com certas ideias rodando sua maluquinha mente –

 

                                                                (&>&)

 

- Boa tarde classe! -...- 

 

         Exclamou uma mulher gordinha de cabelos num azul escuro, presos em um coque, ela usava um vestido branco, com um avental repleto de desenhos de bolinhos. Essa amigos é a Anko Biscuit, uma grande chefe de cozinha que também era professora de culinária em Konoha Magic School. Sua aula estava preste a começar, mas antes disso dois alunos chegaram atrasados, se tratavam de Sasuke e Sakura.

 

- Senhorita Hood e Senhor Beauty querem seguir para seus lugares – Pediu Anko e assim os dois atrasados fizeram –

 

       Sakura sentou-se e olhou em volta. Nada de Hinata, ou Bouquet, queria muito continuar com a investigação, mas Videl achou melhor ela fazer o resto sozinha,  segunda a jovem detetive ela tinha que meditar um pouco, antes de partir para as interrogações dos suspeitos. Sakura se perguntava quem seriam esses suspeitos que Videl já tinha em mente.

 

- Hoje iremos trabalhar em equipes de três – Comunicou Anko – Vou começar a falar os nomes que formaram as equipes –

 

- O que! – Exclamou Ino chamando atenção dos demais alunos e professora. Anko olhou para Ino com um olhar de onça faminta – Desculpa professora Anko – Disse Ino sem graça - 

 

       Anko começou a falar as equipes, enquanto a princesa Swan voltou sua atenção para seu Magic-Phone e nenhum dos príncipes para qual ela mandou uma mensagem de SOS quis ajudá-la, certo que muitos desses príncipes ela já havia ofendido ou ameaçado destruir o conto deles, mas era o destino do lago que estava em jogo.

 

- Próxima equipe se chamará biscoitinho de amora. Será formada por Sakura Hood, Ino Swan e Karin Breadhouse –

 

          Sakura direcionou seu olhar para trás e pode ver Karin fitando Sasuke com um olhar de doninha apaixonada, o que fez Sakura revirar os olhos, depois ela direcionou atenção para Ino e a mesma digitava no seu Magic-Phone como se o mesmo fosse culpado de um crime.

 

          Depois de todas as equipes formadas, cada uma delas recebeu uma tarefa. A missão da equipe biscoitinho de amora, era fazer uma paisagem criativa com o que a de mais delicioso no mundo das guloseimas. 

 

- Então o que vamos fazer? – Perguntou Sakura para as suas companheiras de equipe -

 

- Quem liga – Disse Ino áspera como sempre – Eu estou com um sério problema, não tenho tempo para cozinhar – Ino bufou irritada - 

 

- O que aconteceu? – Perguntou Karin curiosa –

 

- Não que seja da conta de vocês – Disse Ino com tom de superioridade que irritou muito Sakura – Mas o lago estar em apuros – Essa parte Ino falou aflita - 

 

- Isso é horrível – Disse Karin – Então vamos fazer uma casinha de gengibre – Karin rapidamente deixou o lago de lado para focar na tarefa. Pra Ino isso foi revoltante - 

 

- O que houve com o lago? – Perguntou Sakura interessada no assunto –

 

- Uma lama nojenta estar tomando conta dele – Respondeu Ino ainda indignada com capacidade de Karin de esquecer o problema dela e falar de casa de gengibre - 

 

- Hum.... – Sakura odiava quando atacavam a natureza. O pai dela ensinou que a fauna e flora são algo muito sério e que devem ser respeitados – Se pudéssemos sair da sala talvez... –

 

- Ah! Professora eu acho que estou tendo um ataque! – Exclamou Ino assustando até suas companheiras de equipe –

 

- Ataque? – Disse Anko confusa –

 

- Ataque do Cisne – Disse Sakura entrando no plano de Ino – Vamos Karin temos que levá-la para a Shizune –

 

- Temos? – Karin ainda continuava perdida naquele conto –

 

- É, temos!  – Sakura meio impaciente arrastou Karin por um mão e Ino por outra e assim as três conseguiram sair da sala para ajudar o lago –

 

- Ino, Sakura e Karin juntas, isso não é nada bom – Comentou Naruto com Sasuke –

 

- Huh... – Sasuke apenas sorriu - 

…… 

 

- Por que saímos da fabulosa aula de culinária? – Questionou Karin confusa –

 

- Para ajudar o lago – Falou Sakura o óbvio, enquanto observava os corredores. Eles estavam vazios, a não ser por Oolong ouvindo um Rap pesado com ajuda de um grande aparelho de som, o porquinho ainda arriscava alguns passos de Break –

 

- Só pra deixar uma coisa clara, não somos amigas ou coisa parecida – Ino não queria demonstrar, mas estava eternamente grata a Sakura e Karin, se existe algo importante para a princesa Shaw é o seu lago –

 

- Obviamente não – Disse Sakura revirando os olhos –

 

- Podemos ir de uma vez para esse lago, eu estou perdendo uma aula da minha matéria preferida, sem falar que o cabelo do Sasuke estar incrível hoje – Se manifestou Karin com um grande sorriso ao pensar em Sasuke –

 

- Os corredores estão vazios vamos – Sakura ignorou o comentário de Karin sobre Sasuke e tomou a frente –

 

- Esperem! – Exclamou Ino. Karin e Sakura pararam e olharam para ela – Não podemos seguir por um corredor vazio para salvar o meu lago sem um efeito legal e uma trilha sonora  – Ela falou - 

 

- Como é? – Indagou Karin –

 

- Aí Karin como você é lerda - Disse Ino - Estou falando de uma música incrível de fundo, enquanto andamos em câmera lenta igual aquele filme As Panteras – Ino explicou com uma expressão de óbvio, depois ela fitou Oolong e sorriu – Ei Oolong, solta um hit bem impactante – Mandou jogando os cabelos para o lado - 

 

- Deixa comigo – Sorriu Oolong. Sabia exatamente a música pra tocar ali –

 

(Música)

Prepara, que agora é a hora

Do show das poderosas

Que descem e rebolam

Afrontam as fogosas

Só as que incomodam

Expulsam as invejosas

Que ficam de cara quando toca

Prepara… 

 

- Agora sim podemos ir – Disse Ino. Ela tomou a frente do trio - 

 

           Sakura deu de ombros e seguiu a princesa, Karin suspiro e acompanhou as outras ficando ao lado direto de Sakura. Com Sakura no meio, Ino no lado esquerdo e Karin no direto, o mundo dos contos de fadas deu uma forcinha para as meninas e um efeito de câmera lenta atingiu elas, enquanto uma repentina brisa sacudia os cabelos delas ao som da música que embalava o cenário. 

 

Solta o som, que é pra me ver dançando

Até você vai ficar babando

Para o baile pra me ver dançando

Chama atenção à toa

Perde a linha, fica louca (2X)…

 

- Lindasssss – Disse Oolong tentando, só tentando fazer uma cara sexy -

 

                                                        (&>&)

 

- Nossa isso é demais! –….- 

 

              Hinata sentia o vento bater contra seu rosto fazendo seus cabelos voarem, uma sensação de liberdade tomava conta do corpo da jovem Queen. Ela já não lembrava do ocorrido do baile, a única coisa passando na mente de Hinata era o agradável sentimento de leveza, nunca pensou que voar fosse tão bom.

 

- “É bom vê la sorrindo” – Pensou Natsu na sua forma de dragão. Ele levava Hinata nas suas costas, fez questão de sobrevoar os mais belos lugares próximos do colégio para Hinata poder apreciar as mais lindas passagens - 

 

- Eu sou a rainha dos céus! – Exclamou Hinata abrindo seus braços e fechando os olhos. Seria meio clichê ela cantar o verso que passou por na sua mente agora, mas era exatamente esse verso que se encaixava na sensação que ela estava sentido - 

 

(Hinata cantando)

Livre estou, livre estou

Como o sol vou me levantar

Livre estou, livre estou

A tempo de mudar

Aqui estou eu

Vendo a luz brilhar

Tempestade vem

O frio não vai mesmo me incomodar. 

 

- Em cima de um dragão, o frio não vai mesmo te incomodar – Comentou Natsu tirando uma risada de Hinata –

 

                                                   (&>&)

 

- Argh! Esse lago tá nojento – Karin fez uma careta de nojo ao se deparar com o lago de Ino. Juntamente de Ino e Sakura ela estava observando o lago que não era mais cristalino e sim marrom terra –

 

- Meu lago! – Se desesperou Ino correndo para próximo do mesmo, mas o cheiro de esgoto a fez recuar – Que cheiro horrível – Disse tampando o nariz - 

 

- Ei meninas venham ver isso – Diferente de Ino e Karin que só observavam. Sakura foi explorar, nessa exploração ela encontrou um cano de aço, de onde a lama saia e era jogada dentro do lago –

 

- Quem foi o idiota que colocou esse cano aqui?! – Esbravejou Ino revoltada –

 

- Vamos seguir esse encanamento e descobrir – Sugeriu Karin –

 

- Quem nomeou você a líder? – Questionou Ino olhando para Karin – Eu sou a líder aqui esqueceu –

 

- Estar bem grande líder - Karin revirou os olhos - Qual o plano? – 

 

- Vamos seguir esse encanamento -....-

 

          Ino tomou a frente outra vez, enquanto Karin a observava balançando a cabeça em sinal negativo. Já Sakura deu um suspiro e seguiu em frente - “Eu estou pagando todos meus pecados e os da minha família inteira com essas duas” - Ela pensou - 

 

          O trio de garotas seguiu o cano misterioso e descobriram que o mesmo continuava até o interior da floresta. Depois de caminharem por vinte minutos, que renderam boas brigas de Karin e Ino, elas finalmente chegaram no final. O que acharam, foi um grande tambor ao qual o cano estava acoplado, obviamente toda a lama nojenta jogada no lago de Ino,venho do tambor. 

 

- Mas o que isso? – Se perguntou Ino andando em volta do tambor –

 

- Hum, Parece um filtro - Deduziu Sakura analisando o tambor. O olhar da rosada foi mais analítico e logo reparou numa espécie de horta de plantas contornando o tambor, também pode ver mais três tambores secos, jogados perto dali. Desenhos de sapos com a língua pra fora decoravam os objetos - 

 

- Vejam tá jogando água - Disse Karin - 

 

         O aviso de Karin chamou atenção de Sakura e ela constatou estar certa. O tambor era um filtro. Na parte de cima dele havia um esguicho de água, e esse disparou jorrando uma chuva de água marrom, molhando toda a horta estranha. 

 

           A curiosidade de Sakura falou mais alto. Se aproximou da horta e o cheiro forte que tomou conta de seu olfato, foi o suficiente para ela ter a resposta de que tipo de horta era aquela - Ervas negras – Afirmou – Essa horta e de ervas negras –

 

- Isso não é tipo, ilegal? – Falou Ino –

 

- Sim. Deixa qualquer um em estado de êxtase e se usada em grande quantidade causa alucinações – Comentou Karin – Quem cultivaria esse tipo de droga aqui? –

 

- Rápido se escondam vem vindo alguém – Avisou Sakura. Seus ótimos ouvidos ouviram vozes se aproximando –

 

- Eu não ouvi nada – Disse Ino não movendo um músculo. O que fez Sakura arrastá-la para atrás de um grande tronco de árvore caído –

 

           As meninas se esconderam e espiaram os donos das vozes grossas. Se travavam de três grandes indivíduos, de corpos bem avantajados, com uma altura que se encaixava perfeitamente com o peso deles. Suas peles eram marrom terra, tinham orelhas pontudas, uma mandíbula exposta com grandes caninos e seus olhos eram vermelhos. Os grandalhões usavam roupas metálicas, camisas com desenhos de caveiras, com jaquetas de couro pretas, bermudas pretas e botas de motoqueiros. Havia também outros acessórios, como piercing e coleiras góticas.

 

- São Trolls – Sussurrou Karin –

 

- Eles devem ser traficantes - Disse Sakura atenta os três Trolls. Seguiu olhando o ambiente, então pode ver outra pessoa se aproximando. Parecia um humano, mas não se podia ver seu rosto, pois, ele ou ela, se ocultava em uma grossa capa cinza - 

 

- Rápido idiotas temos que levar essas ervas para vender – A voz do indivíduo misterioso era fina. Sakura deduziu que era uma garota –

 

- Temos que chamar a polícia – Disse Karin aflita –

 

- EI VOCÊS! – Gritou Ino saindo do esconderijo –

 

- AHHHHH! O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO INOOOOO! – Berrou Karin espantada com a atitude da princesa cisne –

 

- Vocês estão encrencados por jogar lama nojenta no meu lago – Afirmou Ino seguindo em direção aos traficantes –

 

- Ela tem muita atitude – Comentou Sakura sorrindo –

 

- A gente vai morrer! – Falou Karin desesperada –

 

- O que estão fazendo a ir parados?. Pegue elas! – Ordenou a garota misteriosa –

 

- Eu exijo que vocês....  – Ino não terminou sua exigência, pois, um dos Trolls lhe agarrou pela cintura e aprendeu contra seu corpo – AH! Me larga seu nojento, mau cheiroso, mal vestido…  –

 

- Magoei – Disse o Troll abaixando olhar –

 

- AH! EU NÃO TIVER NADA HAVER COM ISSO! – Gritou Karin não perdendo tempo e saindo correndo, enquanto um outro Troll a perseguia –

 

- Peguei essa garotinha aqui – Disse o Troll número três dando o seu bote para capturar Sakura, mas a rosada saltou sobre ele e montou em seus ombros - 

 

- Quem você estar chamando de garotinha em? – Questionou Sakura puxando fortemente as orelhas do Troll –

 

- Isso não vai acabar bem – Comentou a garota misteriosa. Sem pensar duas vezes ela saiu correndo dali, antes que sobrasse pra ela –

 

- Seu Troll nojento, vou te ensinar a não mexer com Ino Swan! – Ino virou um um cisne, e assim ela conseguiu se livrar dos braços do Troll  – Agora sinta a fúria do aplicativo SOS princesas em apuros – Ela disse já na sua forma humana - 

 

         Com um clique Ino disparou da tela de seu Magic-Phone uma luz violeta que tomou os céus, escrevendo a palavra Socorro em luzes brilhantes. 

 

- O que está escrito ali? – Perguntou o Troll a Ino –

 

        Ino revirou os olhos com a burrice do Troll - Está escrito socorro. Em minutos esse lugar vai estar repleto de policiais – Sorriu vitoriosa - 

 

- Polícias não são legais – Disse o Troll – Sujou irmãos, vamos dar o fora daqui! –

 

                                                    (&>&.)

 

- Eu nunca me diverti tanto Natsu – Sorriu Hinata observando a bela visão da floresta e do colégio de cima do grande morro onde Natsu havia pousado –

 

- Fico feliz de ver você sorrindo – Ele disse - 

 

      Natsu olhou para Hinata meio sem jeito - “Ela é tão linda - Pensou encantado com a visão da jovem Queen sorridente. O vento batia sobre sua face a fazendo fechar os olhos e ao mesmo tempo bagunçava os cabelos de Hinata. Sentado ao lado de Hinata, Natsu foi movendo sua mão lentamente, até sentir a pele macia da mão de Hinata entrar em contato com a dele.

 

           Aquele gesto de Natsu fez Hinata seguir com olhar pra mão dele, agora sobre a sua, depois ela o fitou. Não podia negar Natsu era lindo, também muito atencioso e a fazia sorrir, mas ainda assim não era ele quem perturbava seus sonhos. 

 

          Antes de Hinata dizer algo, foi pega de surpresa pela aproximação de Natsu colocando a face dele a centímetros da dela - Eu te disse que você não iria se arrepender por ter vindo voar de dragão - Sussurrou Natsu tirando um sorriso de Hinata - 

 

         Sem mais espera Natsu encostou seus lábios nos de Hinata. Um beijo singelo se iniciou, aos poucos foi se tornado intenso. Os lábios deles começaram a se mover fazendo suas línguas entrarem naquela dança labial clássica. 

 

           Hinata não tinha experiência no assunto beijo, na verdade só tinha beijado um garoto há muito tempo, já Natsu tinha mais domínio nesse assunto, mas no final a inexperiência de Hinata e a experiência de Natsu não importou, a única coisa que realmente contava ali, era o fato da nova Rainha Má está beijando o futuro dragão maléfico dos contos de fadas e que isso não fazia a mínima diferença para eles. 

 

                                                         (&>&)

 

- Olá amigos dos contos de fadas! – Exclamou Mavis animada– Eu sou Mavis Lockes e falo ao vivo da floresta encantada, onde policiais encontraram próximo do nosso colégio, uma horta de ervas negras –

 

- Então vocês três seguiram esse cano e encontraram esse lugar – Disse um policial depois de ouvir a história das meninas –

 

- Isso mesmo seu policial – Confirmou Karin –

 

- Hum... – Murmurou o policial trajando uma farda dourada. Ele observou bem as três garotas na sua frente, nenhuma delas parecia estar mentindo, então tudo que ele pode deduzir era que três Trolls saíram fugido de três garotas –

 

- Pelo que já sabemos os Trolls eram responsáveis por essa horta ilegal -...- 

 

       Mavis Lockes era rápida quando o assunto era notícia. Ela não deixou passar um pedido de socorro escrito no céu. E não somente Mavis, como também muitas outras pessoas estavam ali, entre policiais, repórteres e até mesmo um dos diretores do colégio se encontrava falando com os policiais da força especial da cidade de Konoha.

 

- E há quem devemos essa descoberta importante, que serviu para diminuir o tráfico na cidade de Konoha... Quem é a heroína dessa história?.... –

 

- Sou eu! – Exclamou Ino tomando o microfone das mãos de Mavis - Eu quem descobrir esse lugar e fiz tudo sozinha! Ino Swan, não esqueçam esse nome –

 

- Pois é amigos! – Mavis tomou o microfone das mãos de Ino com certa dificuldade e depois fitou a câmera do Mirror-Book (Tablet) – Pelo que parece a Ino é a grande heroína dessa história – 

 

- Dá pra acreditar ela vai levar todo os créditos – Comentou Karin com Sakura observando Ino ser o centro das atenções –

 

- Deixa ela – Sakura pouco importava com os créditos, tudo que realmente importava era que tudo acabou bem e os Trolls foram impedidos –

 

- Ei garotas – Ino se aproximou de Sakura e Karin. Ela ficou um tempo observando as duas para conseguir formula a frase que queria – Eu gostaria de ahã, é…- 

 

- Agradecer – Disseram Sakura e Karin em uni som –

 

- É, quase isso – Disse Ino sorrindo –

 

- Mocinhas – A voz dura de Madara se fez presente chamando atenção das meninas –

 

       Ino olhou o diretor e sorriu - Diretor Madara eu sei que o senhor deve estar pensando em fazer uma estátua minha na frente do colégio com o nome heroína, mas eu vou me contentar com um grande outdoors com....

 

- As três estão de castigo por mata aula – Disse Madara interrompendo o discurso de Ino sobre o outdoors dela –

 

- Mas… - Ino abriu a boca chocada com final daquele conto - 

 

- Relaxa Ino, pelo menos você vai passar mais tempo com a gente - Disse Karin sendo inteiramente sarcástica - 

 

- Karin! Eu vou jogar você naquele tambor! -....- 

 

            Ino partiu atrás de Karin que correu rindo da princesa. Sakura apenas riu discretamente, balançando a cabeça com a atitude daquela duas. 

 

                                                          (&>&)

 

         Há noite chegou em Konoha Magic School. Karin viu uma oportunidade para tentar mais uma vez mostrar que amava Sasuke. Ela foi até a sala de culinária no meio da noite, fez um belo bolo de tomate com chocolate o favorito de Sasuke, depois seguiu para o quarto do príncipe. Com muito cuidado ela conseguiu chegar na entrada do Encanto-Boy. Com um grande sorriso nos lábios Karin seguiu na direção do quarto do príncipe Beauty.

 

- Sasuke essa noite promete -Sussurrou Karin, mas para sua surpresa a porta do quarto foi aberta e Sasuke saiu - 

 

           De imediato Karin se escondeu, queria fazer uma surpresa para o príncipe, entretanto Sasuke parecia ter outros planos, pois, com uma mochila nas costa ele seguiu para fora do dormitório.

 

- Aonde ele vai? - Se perguntou Karin. Deixou o bolo de lado e seguiu atrás do príncipe - 

 

       Karin seguiu Sasuke até fora do colégio, contornou o prédio até os fundos , onde entrou numa porta. Desceu uma escada até um cômodo de pouca iluminação com revestimento à prova de sons. 

 

- Mas o que ele venho fazer aqui? – Karin ficou escondida na escada observando atentamente Sasuke - 

 

- Sasuke tá atrasado cara - Um outro rapaz entrou em cena - 

 

- Eu tive que fazer aula extra hoje - Disse Sasuke - 

 

- Todo mundo aqui - Disse outro rapaz. 

 

         Ao todo Karin totalizou cinco contanto com Sasuke - Mas o que.... – Karin estava confusa. Só quando quinteto começou a…. – Não posso acreditar.... – Ela disse pasma com que estava vendo - 

 

          E assim as horas passaram e cada rapaz foi para seu quarto, porém Karin ficou escondida até Sasuke ficar só.  

 

- Dessa vez eu mandei bem – Dizia Sasuke com um grande sorriso. Quando estava no jardim, Karin saltou detrás de um arbusto – Karin!? - Ele falou recuando - 

 

- Sei do seu segredo Sasuke Beauty – Disse Karin sorrindo –

 

- Do que você está falando? - Disse Sasuke nervoso - 

 

- Estou falando de você e seus amigos lá naquele porão - Falou Karin conseguindo um olhar de espanto de Sasuke - Mas não se preocupe…  – Karin foi até Sasuke e lhe tocou o peitoral – Seu segredo está seguro comigo, se você fizer tudo o que eu mandar -

 

- Ferrou - Disse Sasuke suando gelado - 

 


Notas Finais


Música/Lago do Cisne
https://youtu.be/9cNQFB0TDfY


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...