História Descendentes: Ao Contrario - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Descendentes
Personagens Carlos de Vil, Doug, Evie, Jane, Jay, Mal, Princesa Audrey, Príncipe Ben
Tags Malen Devie
Visualizações 73
Palavras 1.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiee gente, Tudo Bem?
Sim, Eu sei que demorei, mas tentem entender eu tive muitos problemas e não consegui postar, até pensei em desistir da Fic.
Mas não desisti e estou aqui com mais um cap. pra vocês.

Quero agradecer aos comentarios de vocês, que me insentivaram a continuar a Fic.

Boa Leitura.

Capítulo 6 - Capitulo 5 - Voltando a Ser Amigos?


Pov. Mal

Acordei com o sol em meu rosto, olho em volta percebendo que Evie, provavelmente, estaria no banheiro se arrumando, levanto da cama indo ate o meu closet que eu dividia com a Evie, separo uma roupa para usar para ir à aula. Saio do closet e encontro Evie praticamente pronta.

-Bom Dia –Falo olhando para a Evie

-Bom Dia –Fala a minha amiga

Pego a roupa que eu separei e vou para o banheiro, tomo um banho rápido, me visto e faço minhas higienes. Passo um pouco de maquiagem, arrumo o cabelo e saio do banheiro pegando minha bolsa em cima da cama.

-Vamos? –Pergunta Evie

-Vamos –Falo

Saímos do quarto e caminhamos para a escola. Fui em direção ao meu armário, peguei o que ia precisar para a aula, fecho o meu armário e dou de cara com o Jay.

-O que você quer Jayden? –Pergunto friamente

-Eu só quero conversar –Fala

-Pode falar –Falo

-Mal eu sei que eu errei fazendo coisas que magoaram, mas por favor me perdoe –Pede Jay –Antes de ter sido seu namorado, eu fui seu melhor amigo

Aquilo era verdade, antes de nossos pais terem nos obrigado a namorar pelo bem do reino, sim obrigaram, éramos melhores amigos. Olho para ele.

-Eu te perdoo Jay –Falo e ele sorri

-Obrigado Mal –Fala Jay me pegando no colo e me rodando no colo

Não pude deixar de rir com o seu ato, as pessoas em volta cochichavam coisas como: “Eles Voltaram”, “Eles Fazem Um Casal Tão Bonito”.

-Jay me ponha no chão agora –Falo e o mesmo me coloca no chão

-Estão olhando o que? Nunca viram dois amigos conversando? –Pergunta Jay grosso fazendo as pessoas saírem dali

-Bom vamos para a aula? –Pergunto

-Bora –Fala Jay

Caminhamos ate a sala da aula de musica onde teríamos aula com o pessoal da Ilha, oque era bom pois eu queria falar com o Ben. Entramos na sala e sentei no meu lugar ao lado da Evie. Logo o professor chega à sala e olha para nos.

-Nossa aula de hoje vai ser cada aluno cantar uma musica –Fala o professor –Que tal começarmos por você Malinda?

Concordo com a cabeça e vou ate a frente da turma.

-Bom eu vou cantar Mercy do Shawn Mendes –Falo e o professor assente

Respiro fundo e começo a cantar.

You've got a hold of me

Don't even know your power

I stand a hundred feet

But I fall when I'm around you

 

Show me an open door

Then you go and slam it on me

I can't take anymore

I'm saying baby

 

Please have mercy on me

Take it easy on my heart

Even though you don't mean to hurt me

You keep tearing me apart

Would you please have mercy

Mercy on my heart

Would you please have mercy

Mercy on my heart

 

I'd drive through the night

Just to be near you baby

Heart old and testified

Tell me that I'm not crazy

 

I'm not asking for a lot

Just that you're honest with me

My pride Is all I got

I'm saying baby

 

Please have mercy on me

Take it easy on my heart

Even though you don't mean to hurt me

You keep tearing me apart

Would you please have mercy on me

I'm a puppet on your string

And even though you got good intentions

I need you to set me free

 

Would you please have mercy

Mercy on my heart

Would you please have mercy

Mercy on my heart

 

Consuming all the air inside my lungs

Ripping all the skin from off my bones

I'm prepared to sacrifice my life

I would gladly do it twice

Consuming all the air inside my lungs

Ripping all the skin from off my bones

I'm prepared to sacrifice my life

I would gladly do it twice

 

Please have mercy on me

Take it easy on my heart

Even though you don't mean to hurt me

You keep tearing me apart

Would you please have mercy on me

I'm a puppet on your string

And even though you got good intentions

I need you to set me free

 

I'm begging you for mercy, mercy

On my heart

I'm begging you for mercy, mercy

On my heart

Tradução: Você me tem nas mãos

Nem sabe o tamanho do seu poder

Eu me posto como um gigante

Mas caio quando estou perto de você

 

Você me mostra uma porta aberta

Só para batê-la na minha cara

Eu não aguento mais isto

Estou pedindo, querida

 

Por favor, tenha misericórdia de mim

Vá com calma com o meu coração

Mesmo que não seja sua intenção me machucar

Você está sempre acabando comigo

Por favor, tenha misericórdia

Misericórdia do meu coração

Por favor, tenha misericórdia

Misericórdia do meu coração

 

Eu dirigiria a noite toda

Só para estar ao seu lado, querida

Meu coração já está acostumado

Me diga que não estou louco

 

Não estou pedindo por muito

Só que você seja honesta comigo

Meu orgulho é tudo o que eu tenho

Estou pedindo, querida

 

Por favor, tenha misericórdia de mim

Vá com calma com o meu coração

Mesmo que não seja sua intenção me machucar

Você está sempre acabando comigo

Por favor, tenha misericórdia de mim

Sou um fantoche sob seu controle

E mesmo que você tenha boas intenções

Preciso que você me liberte

 

Por favor, tenha misericórdia

Misericórdia do meu coração

Por favor, tenha misericórdia

Misericórdia do meu coração

 

Consumindo todo o ar de meus pulmões

Arrancando a pele de cima dos meus ossos

Estou preparado para sacrificar a minha vida

Eu faria isso duas vezes sem pestanejar

Consumindo todo o ar de meus pulmões

Arrancando a pele de cima dos meus ossos

Estou preparado para sacrificar a minha vida

Eu faria isso duas vezes sem pestanejar

 

Por favor, tenha misericórdia de mim

Vá com calma com o meu coração

Mesmo que não seja sua intenção me machucar

Você está sempre acabando comigo

Por favor, tenha misericórdia de mim

Sou um fantoche sob seu controle

Corrigir

E mesmo que você tenha boas intenções

Preciso que você me liberte

 

Estou te implorando por misericórdia, misericórdia

Para com o meu coração

Estou te implorando por misericórdia, misericórdia

Para com o meu coração

Acabo de cantar e os alunos batem palmas. Faço um pequeno agradecimento e vou me sentar.

-Parabéns Srta. Malinda, merece um Dez –Fala o Professor

E assim a aula segue. Os outros alunos cantaram algumas musicas animada.

Algumas horas depois...

Pov. Da Evie

Não vou mentir, no início achei que a nova proclamação da Mal daria errado, mas agora acho que vai dar certo. Até que os dois meninos são bem bonitos, na verdade são lindos. Mas sinceramente eu acho o Doug mais bonito.

 

Sou tirada de meus pensamentos com o sinal indicando o fim das aulas do dia.

 

-Graças a Deus -Falei saindo da sala com a Mal que deu risada quando falei

 

-Não aguentava mais aquela aula -Falou Mal e eu concordei

 

Saímos da escola e fomos para uma sorveteria ali perto com os nossos amigos. Nossos amigos? Sim me reviro ao Jay, Carlos, Audrey e Chad. Vocês devem estar se perguntando, Mas a Mal não terminou com o Jay? Sim ela terminou, mas eles decidiram manter a amizade.

 

Pedimos os nossos sorvetes e Avisto os filhos dos vilões.

 

-Alguém se importa se eu chamar os filhos dos vilões para sentar com nós? -Pergunto

 

-Não -Falaram todos juntos

 

Levantei e caminhei até eles.

 

-Olá... querem sentar com nós? -Pergunto

 

Eles se olham e voltam o seu olhar para mim.

 

-Pode ser -Falou Ben

 

Fomos até a mesa, sentamos e ficamos conversando. Assim que Chad terminou o seu sorvete fomos indo em direção a escola. Nesse tempo que estávamos na sorveteria percebi que Chad e a Audrey tratavam os descendentes mal e eu pelo contrário, os tratei super bem.

 

Estávamos perto do quarto do Ben e do Doug. Quando sinto alguém me prensar na parede. Só pelo perfume reconheci. Era o Doug.

 

-Me responda uma coisa -Falou Doug

 

-Fale -Foi a única coisa que consegui dizer

 

-Por que você não está nos tratando como seus amigos? -Perguntou se referindo a como Chad e Audrey os tratamentos

 

-Por que sei que vocês não são como eles pensam -Falo

 

-É o que te dá certeza disso? -Perguntou novamente

 

-O meu coração -Falo

 

Sinto sua respiração batendo em meu rosto. E logo ele me beija colocando as mãos em volta da minha cintura e eu retribuo colocando as mãos em volta do seu pescoço.

 

-Evie se afaste dele! Agora! -Gritou uma voz ao fundo


Notas Finais


E aí quem será essa voz?
Mereço comentários?
Até o próximo. Beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...