1. Spirit Fanfics >
  2. Descobertas de um passado e futuros >
  3. "A Luta Com Irmãos"

História Descobertas de um passado e futuros - Capítulo 19


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem 😀😉😘.

Capítulo 19 - "A Luta Com Irmãos"


Fanfic / Fanfiction Descobertas de um passado e futuros - Capítulo 19 - "A Luta Com Irmãos"

Na área de luta Vegeta estava no centro, de frente para seu irmão Hajime, enquanto isso todos estavam sentados observando, e por incrível que pareça nobres e todos da família real tirando o próprio rei estavam lá.

Vegeta on

Eu realmente fiz o certo? Estava pensando isso nesse momento, o que no começo era apenas uma briguinha de irmãos se tornou um evento de luta da família real para nobres? Como vim parar aqui? E se o Freeza chegar e ver tudo e tentar nos martar agora? Eram tantas perguntas mas não tinha resposta de nenhuma, nisso até minha mãe e seus amigas vieram, não queira humilhar mais meu irmão, mais o mesmo estava se colocando em esse problema, nesse momento eu disse:

-Você tem certeza do que quer Hajime, saiba que não tera volta.

Ele sorrindo disse em formação de ataque:

-Digo o mesmo queridinho do papai, vou mostrar como você não serve para ocupar o meu lugar.

Nesse momento eu disse:

-Então vamos apostar coisas melhores, o que acha?

Nesse momento o mesmo olhando para a mãe confuso disse voltando a me olhar:

-Como assim?

Eu sorrindo disse em voz alta para todos ali escutarem:

-O que estou fazendo hoje é uma escolha única, qualquer irmão ou irmã que queira me dasafiar por meu título, está convidado a lutar comigo claro que um de cada vez e o vencedor ficara com meu título, porém se eu ganhar de todos vocês vão me obedecer e respeitar.

Depois de minhas palavras o lugar ficou em silêncio eu olhava os olhos de todos pasmos, achavam que eu estava louco dar meu lugar, para o que me derrotar, isso é maluquice, mais para mim era normal a luta, sabia que era muitos herdeiros mais era forte e corajoso, nesse momento as crianças ali sorriram e imaginaram estar em meu lugar e todo foram falando sim, um por um nesse momento eu sorrindo olhando para meu irmão disse:

-Bom Hajime você é o primeiro, pode vir.

Ele rindo disse todo convencido:

-E serei o último.

Já eu estava achando o contrário, e partiu para mim, começou com socos em minha direção bem rápidos e certeiros mais meus refrescos eram muito melhor agora de quando eu era jovem, assim apenas desviava sem reagir a final não queira machucar ele, isso o deixava com raiva, talvez se eu fosse ele acharia que estava tornado sarro de mim, enquanto isso eu percebia que todos estavam falando, e depois de vários minutos ele acabou avançado, e bravo, frustrado disse gritando:

-Seu covarde, não serve nem para me dar um golpe? Acha que não sou digno? Quem é você para pensar isso? Saiba que não vou desistir, sou mais forte e inteligente que você, e vou mostrar.

E novamente já recuperado foi para cima de mim dando chutes e socos, mais cansando desse joguinho apenas me desviei uma última vez e o aceitei com um soco no estômago certeiro que foi tão rápido que pouco viram, nisso o mesmo colocando a mão no estômago e me olhando confuso disse:

-Como?! Você é um inútil...

Nesse momento eu o interrompi e falando bem perto do seu ouvido disse:

-Não seja um mau perdedor irmão mais velho, de o exemplo que todos seguiram já que não vão vencer, mais posso dizer onde errou, você tem grandes aberturas deveria cuidar disso.

Então el ficando bravo caiu desacordado no chão, eu não tinha o matado apesar que senti vontade, nisso todos ficaram surpresos e assustados, e eu pegando seu braço o levei até fora do centro da arena, e voltando disse olhando para os meus irmãos:

-O próximo, não tenho o dia inteiro.

Nesse momento foram indo um por um dos meus irmãos, começando pelos mais velhos até os mais novos, eu quando via potêncial em alguém até desviava menos e me defendia dos golpes mais, tudo ainda eram fracos e foram caindo um por um, quando chegou no último, eu para fechar a situação com uma rajada de vento o derrubei, nesse momento todos estavam desaforados, já suas mães foram correndo até eles pensando que eu tinha os matado então eu disse a elas:

-Não se preocupem todos vão acordar até amanhã, sento assim apena os levem para a cama.

E dando as costas sai dali imponente e fui até minha mãe que estava a minha espera e assim voltamos para nossa ala no castelo, enquanto isso as mulheres que estavam com ela foram embora para suas casas e eu tinha a certeza que iriam contar aos seus maridos sobre tudo que viram, já meu pai quando soube sobre o ocorrido foi até mim que estava lendo na biblioteca do castelo, e chegando lá serio entrou enquanto seus guardas ficavam na porta e olhando em volta disse bravo:

-Vegeta venha aqui agora.

Eu chegando com um livro na mão com um ar de desdém pois sabia que iria falar sobre a briga disse ficando em sua frente:

-O que deseja rei, para deixar o trono e vir conversar comigo?

Ele me olhando sério disse cruzando os braços:

-Soube que você fez uma competição por seu título de herdeiro ao trono com seus irmãos, era isso que queria quando me pediu para ir ver eles?

Eu respirando fundo coloquei o livro em uma pequena mesa ao lado e me sentando tranquilo pois não me importava o quanto estivesse irritado disse olhando para ele com os mesmos olhos que fazia aos meus oponentes:

-O senhor deveria achar bom o que eu fiz e não me recriminar, estava apenas testando eles, para ver ser eram fortes, e tenho que dizer acredito no contrário.

Nisso meu pai se sentando também em uma outra poltrona do meu lado disse:

-Não me preocupo de você fazer essas coisas a final realmente meus herdeiros devem ser forte mais não pode expôr a nossa família fazendo isso aberto a outras pessoas, sabe bem o que elas diriam, que sou fraco e não consigo controlar minhas crianças.

Eu sorrindo malvadamente disse olhando direto para ele:

-Não me venha com essa conversa, eu sei muito bem que gosta de se mostrar e agora que viram isso sabem que seu herdeiro é forte e temeram mais ainda deveria ficar feliz.

Nisso percebeu que ele estava preocupado então respirando fundo disse com um ar de desinteresse:

-Não se preocupe enquanto isso não chegar aos ouvidos do imperador Freeza estaremos seguros, além disso estou fazendo tudo isso para que minhas irmãs estejam bem.

Meu pai olhando surpreso e confuso disse:

-Diga-me mais sobre isso, não estou entendendo.

Eu colocando as mãos nas pernas e com um ar serio e imponente disse:

-Eu não vou poder proteger elas para sempre, já que com meu talento possivelmente vou ser mandado para lutar, e mesmo sendo rei o senhor não vai poder fazer nada para impedir, e querendo ou não o senhor também vai ficar ocupando com assuntos importantes, e se a mamãe faltar por um momento temos que nos defender, por isso mostrando a minha força vão ter medo da descendência de minha mãe assim ficaram mais cuidadosos, e até ir embora para missões pesso permissão para ensinar elas a lutar.

O meu pai estava chocado mais pensativo, eu realmente não estava errado e tudo que poderia fazer não estava sendo errado, então concordando com a cabeça nesse momento ele se levantou e disse com um ar serio:

-Esta bem, eu não sei o que você está pretendendo mais como meu filho e futuro rei deve tomar suas próprias decisões desde que sejam boas, além disso também tentarei abafar esse assunto de luta e deixar o mais tempo possível você longe de Freeza.

Eu me levantando também me inclinei para ele em sinal de respeito e disse:

-Muito obrigado meu pai.

Ele serio saiu bem rápido de lá e eu voltando a ficar em pé, voltei a pegar o livro, ele me interessou bastante pois nele tinha assuntos sobre um planeta distante eu nunca tinha vindo aqui e realmente era irônico ele ter as mesmas coisas que falava do planeta no meu sonho, ele também tinha muitas informações sobre como chegar, eu percebi que ele era o único e quando vi quem tinha escrevido isso percebi uma coisa muito interessante pois o nome ali era da minha mãe, então pegando ele e escondendo em minha roupa, sai de lá também e fui para onde ela estava, por sorte a mesma estava em seu quarto como sempre, então batendo na porta eu entrei, ela estava olhando pela janela e quando me viu deu um sorriso, já eu sério disse:

-A senhora não me cansa de surpreender.

A mesma olhando confusa com um ar brincalhão disse:

-O que está dizendo meu filho?

Eu fechando a porta e tirando o livro mostrei a capa para ela e a mesma surpresa e assustada por eu ter isso disse:

-Minha nossa, mais como você o encontrou, eu tinha escondido muito bem, e ninguém ia a biblioteca o que fez você ir lá?

Eu sério também disse:

-A senhora que deveria me responder como tem isso.

Ela olhando séria se sentou na beira de sua cama e disse:

-Eu já tinha te dito Vegeta, eu tenho muito tempo de vida, e sei muito sobre tudo, mais o que posso dizer é que eu visitei esse planeta quando tinha sua idade e convivi com os habitantes de lá por isso sei que são boas.

Eu confuso com tudo disse:

-Então a senhora tem tantos segredos, porém devo concordar com você, mais tenho uma pedido para fazer, posso?

Ela concordou com a cabeça e eu respirando fundo disse:

-Quero que chame algumas famílias nobres do nosso mundo, quero conversar com eles sobre a possibilidade de seus filhos e filhas serem salvos por mim, além disso também quero treinar minhas irmãs para que elas possam se defender enquanto eu mesmo não estou aqui.

Ela me olhando disse colocando a mão no queixo:

-Então realmente tem esse objetivo, mais se eles não acreditarem em você ou contar para seu pai ou pior para os nosso inimigos sobre nossas ideias? Como agirá?

Eu sério disse:

-Infelizmente ainda não tenho força para matar o imperador Freeza, ou enfrentar lutas políticas, mais devo deixar minha irmãzinhas, você, meu irmão, e as crianças fortes bem e vivas, todos podem ter uma serventia.

Nesse momento ela surpresa mais sorrindo disse:

-Vou fazer o possível para conversar com eles, mais tem em mente quais famílias quer?

Eu concordei com a cabeça e disse:

-Bom tem muitos nobres que tenho em mente a primeira família e Rulave, e depois a família de Taloita, a terceira família de Fitive, a quarta família de Ruleuta, a quinta família de Yuueta, a sua mãe também, pois quero a segurança do meu tio, já que o mesmo e da família Sonta, depois tem a família de Illiave, há também família de lucheve, a família de Melillta, a família de Mivave, a família de Mikuta, a família de Tebove, a família de Pyrve, e por último família de Juliata.

A minha mãe disse:

-Mais como você tem tantos nomes não deveria ser um segredo, a fuga?

Eu olhando sorrindo disse:

-Minha mãe não tenha um pensamento pequeno e fraco, eles são apenas algumas famílias de toda a imensidão do planeta, até o dia da festa e nossa destruição, eu também tenho que entrar em alguns lugares para fazer algumas coisas.

A minha mãe disse curiosa por mais informações:

-Como assim o que mais há para fazer?

Eu sorrindo disse:

-Bom tenho que conseguir uma nave rápida, grande e nova para a nossa fuga, além disso ninguém deve dar a falta dela ou saber se tem um rastreador para nós seguir, vamos ser apenas fantasmas, eu também tenho que passar na área médica saber sobre algumas coisas, infelizmente não posso também contar mais que isso mãe, lhe pesso desculpas.

Ela me olhando surpresa disse:

-Você é muito inteligente como eu, então sei que está fazendo o certo, assim acho que vai demorar alguns dias mais reunirei com todos, já que possivelmente alguns devem estar viajando.

Eu concordei com a cabeça e guardando o livro em minhas roupas, me curvei em respeito e sai do quarto, nesse momento eu fui andando pelos corredores bem rápido e sorrateiramente para poder a área médica, quando cheguei perto vi que tinha muitos soldados vigiando e os médicos estavam mechendo com as crianças e também os soldados feridos, todos aqueles médicos idiotas falariam sobre tudo para o Freeza, eu tinha que ter informações importantes mais sem chamar atenção então eu pensei em uma coisa brilhante, iria lá a noite e faria uma distração, e voltando para minha ala no castelo fui arrumar algumas coisas, então deu a hora do almoço e sentando com minha família comemos, logo depois eu chamei minhas irmãs para um salão vazio onde não havia maneiras de alguém nos ver ou ouvir, nesse momento coloquei meu plano em prática e de pouco a pouco fui ensinado a elas sobre tudo que sabia, elas até no começo não gostaram e sempre tentavam ficar fazendo coisas idiotas eu sabia que era muito cedo para elas fazerem tudo isso mais não tinha escolha o dia que eu seria chamado para lutar em outros planetas estava chegando e não poderia proteger elas, assim fiz o meu possível, algumas vezes a nossa mãe ia nos ver também e ficava admirada por tamanha evolução do nosso poder, além disso sua barriga estava crescendo muito e cada vez mais chegava o momento de meu irmãozinho chegar, então eu também nessa época consegui encontrar um médico que tinha uma filha mestiça de uma raça estranha mais quando a vi soube na hora que ela era terraquia, então dando a chance de dar para ele uma máquina de eliminar a memória o mesmo queira que sua filha tivesse um futuro diferente da nossa raça e aceitando o objeto, me deu uma nave que tinha todas as coisas que eu precisava, mais o mesmo quando tentou mandar a filha para longe acabou morrendo mais ela sobreviveu, tinha quase certeza que ela estava segurar mais também não tinha informações, enquanto isso também nesses meses eu conversei com as famílias necessárias para meu plano, claramente no começo acharam minhas palavras malucas por acharam que eu estava apenas supondo coisas, porém quando minha mãe disse que ela também tinha visto uma coisa parecida em seus sonhos, todos ficaram apavorados, até mesmo eu não entendi sobre a palavra dela ser mais confiantes que a minha porém se ajudou estava bom, assim por baixo dos panos e dos olhares da maioria eles me ajudariam, mais infelizmente o dia fatídico chegou e eu fui chamado para a sala do trono.

Vegeta off

Continua...


Notas Finais


Se gostou favorita, e qualquer dúvida estou disposta a responder 😎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...