1. Spirit Fanfics >
  2. Descoberto - ChanBaek >
  3. Contato

História Descoberto - ChanBaek - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Contato


Fanfic / Fanfiction Descoberto - ChanBaek - Capítulo 5 - Contato

Simplesmente perfeito... Eu devia ter adivinhado que cedo ou tarde uma situação como essa iria acontecer...

 

É claro que ele vai me agarrar enquanto dorme e até inconsciente ele se certifica de que eu não vou fugir de suas idéias mirabolantes e muito indecentes. Principalmente quando você considera o objetivo aqui, que é ser “Madrugador” em suas palavras, ou seja, fazer com que sua doença nada comum desapareça.

Como se isso fosse algo tão importante a ponto de colocar-nos em tal situação.

Mas nada disso implica no fato desconcertante de que estamos deitados no quarto desse abusado, agarrados e entrelaçados da cabeça aos pés, eu estava tão desconfortável quanto eu poderia ficar nesta situação.

A penumbra do quarto fez com que eu ficasse mais nervoso, o suor começava a surgir e já respirava um pouco mais rápido, estava pensando profundamente em um plano em que eu conseguiria mudar nossas posições e deitarmos de costas, porem fui arrebatado quando subitamente Chanyeol falou baixo e mansinho em meu ouvido, tão próximo e intimo de mim que me arrepiou por inteiro, parecia um trovão retumbando em todos os recantos do meu ser.

-Baek... Você se importa se eu te tocar diretamente?

Levei um susto e tanto, já estávamos deitados há um tempo e acreditava que ele já estivesse dormindo pois sua respiração era tão calma e regular contra meu pescoço, sempre balançando alguns fios de cabelo e me fazendo leves cócegas que me deixavam ainda mais desconcertado e com certeza muito arrepiado.

-Como é? Tocar-me onde?- meu coração poderia tocar uma sinfonia bem barulhenta neste momento, ou um samba bem elaborado. Não acredito que esse tipo de situação esteja acontecendo comigo, como se ele fosse um santo.

-Qualquer lugar?- Yeol esta ficando cada vez mais abusado, já não basta querer que eu deite com ele, agora quer ter um contato “direto”, e ainda em “qualquer lugar”.

 -Onde é esse qualquer lugar?- Esse cara só pode estar doido. É o que passa em minha cabeça quando faço a pergunta que vale um milhão de dólares. E a resposta me surpreendeu a ponto de me fazer ter um momento para pensar e assimilar que foi realmente aquilo que ele quis dizer e não uma pegadinha do meu cérebro fértil e desvairado.

-Uhh... Eu acho... O estômago talvez...?

Ele acha... É claro que ele acha. Eu já estava quase fugindo dali. Esse doido folgado e bem articulado, que consegue me dobrar de todas as maneiras possíveis.

-Bem, eu apenas pensei... Eu gostaria de tocá-lo... - e então estava feito. Meu coração bobo e mole derreteu-se com essa simples frase acanhada e de voz falhada de Chanyeol, novamente tão retumbante como um trovão em meu ouvido e reverberando em meu corpo já sensível de tantas emoções.

E minha voz em resposta saiu tão acanhada e falhada quanto à de Yeol.

-Contanto que você apenas toque... Estará tudo bem.

-Obrigado, Baek.

E assim eu simplesmente congelei na posição em que me encontrava. Não que eu conseguisse me mexer muito ou que tivesse mudado de posição desde que deitei, pois Chanyeol me segurava fortemente em seus braços, eu tinha espaço apenas para respirar.

Fui lentamente acompanhando os movimentos de sua mão com meus sentidos, que nunca estiveram tão aflorados e atentos a cada toque da mão de Chanyeol.

E assim sentindo sua mão que estava por cima de meus braços e já bem perto de minha barriga, foi se esgueirando por baixo de minha blusa, tudo muito lentamente, fazendo caminhos de arrepios transitarem por meu corpo.

Lentamente senti quando sua mão tocou minha pele com as pontinhas de seus dedos macios, levemente gerados e transmitindo inúmeros pequenos e desconcertantes choques por minha pele. Era como descer uma montanha russa estando deitado nos braços de um gostosão de marca maior.

-Minhas mãos estão geladas?

Falou mansamente em meus ouvidos novamente, e eu não pude reclamar daquela sensação eletrizantemente gelada. Porém não consegui responder com palavras, senti que minha voz não iria sair de forma regular e satisfatória e apenas balancei levemente a cabeça, sinalizando que não, e realmente, não me incomodavam e sim fascinavam... Apesar dessa situação doida não entendo como meu corpo reage sempre tão bem aos toques de Chanyeol. Eu devo estar realmente muito carente, não tem outra explicação... Ou endoidei de vez... Mas quem liga, não é mesmo, estamos falando de Chanyeol aqui...

-Desculpe, tenho certeza de que logo elas irão esquentar... Ummm... Eu estava certo... Isso é bom.

Esta fala de Chanyeol me surpreendeu, pois estava achando a mesma coisa, apesar de estar começando e reclamar de mim mesmo em pensamentos por minha reação aos toques dele serem tão facilmente positivas e sempre me levando a um estado de torpor.

Agora que eu penso sobre isso, eu nunca estive interessado... “Naquilo”, eu apenas seguia o fluxo quando meu parceiro estava com vontade. Não que isso me incomodasse de alguma forma... Mas acho que nunca fui íntimo porque queria...

Porém Chanyeol não estava brincando, ele não me incomodou e nem se moveu uma polegada além do meu estômago. Mas o mais importante é... Porque estou fazendo isso?... E porque me deixei tão facilmente deitar lado a lado com Yeol e termos esse contato tão próximo?

Mesmo agora eu não sei dizer com certeza se era realmente isso que eu queria fazer, estou indeciso sobre o que pensar e agir...

Mas a mão de Chanyeol esta tão quentinha agora... Não posse deixar de sentir como meu corpo se sente bem com essa sensação e logo começo a desejar que ele deixe de ser tão certo com suas ações e realmente faça algo com essa mão... Tão quentinha e convidativa...

Agarrei a barra da fronha do travesseiro em uma forma de acalmar minhas expirais de emoção e me concentrar apenas na respiração calma e regular da causa dos meus pensamentos mais mirabolantes e quentes... Não consigo acreditar que eu estou realmente desejando que aconteça algo a mais entre nós, porem é tão difícil não desejar quando seu estômago da cambalhotas a cada respiração de ChanYeol. Meu cérebro agora está tão barulhento de pensamentos que tenho medo que ele escute...

 

... Isso com certeza não vai me levar a uma boa situação...


Notas Finais


Desculpem a demora...
Não deixem de curtir e comentar.
Beijocas .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...