História Descobrindo o Amor - Imagine Park Jimin - - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Amor, Anjos, Drama, Jimin, Magia, Revelaçoes, Romance, Sentimentos
Visualizações 36
Palavras 1.731
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Festa, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


*AVISO: As pessoas que são céticas ou ateias recomendo não ler essa fic*

Um anjo que cometeu um erro no seu primeiro dia, mas não sabia que acabaria sendo expulsa, agora ela tem ajuda de Jimin, mas sua jornada não será fácil sem o saber o que são sentimentos, ela acabará por descobrir todos? Será capaz de se apaixonar por Jimin? Descubra acompanhado essa fic.

Olá pessoal, essa é uma nova história que eu estou escrevendo, pretendo terminar ela e a minha outra, mas por um momento estou dando mais atenção a está.
Espero que vocês gostem
Perdoem qualquer erro, vou corrigir assim que possível.
Boa Leitura S2

Capítulo 1 - O anjo que caiu


Chung Ho - (S/N) por qual motivo você ainda está nesse campo?

- Terminado de colher flores para a minha casa

- Mas isso é menos importante o arcanjo está dando as novas tarefas

- Esqueci que era hoje! Chung vamos!

 

Meu nome é (S/N), e eu sou uma anjo, sou nem um pouco importante, mas acho que deveriam saber o básico sobre mim nesse começo já que essa é a minha história.

 

Bom pra começar, eu junto com o Chung estamos indo receber as nossas novas convocações, por que? Porque nós somos novos, fomos nascidos e criados pelo senhor não tem nem alguns dias, e os novatos recebem as tarefas que devem desempenhar aqui no céu, Chung é o meu melhor amigo desde que nasci, e como somos novos não esperamos que nus permitam fazer parte do exército ou que melhorem nossas habilidades para sermos parte dos elementos, não, são coisas simples, mas se fizermos bem, conseguirmos chegar nesse ponto

 

- Chung, você espera receber que tarefa?

- Trabalhar na terra

- Sério? Eu também!

- Deixa eu adivinhar, quer ficar responsável por um humano. Você não é anjo da guarda

- Mas posso ser, os humanos são seres maravilhosos!

- Eles bebem, fumam, matam e ainda por cima modificam seu corpo! Nós seríamos expulsos se pintassemos um fio dos nossos cabelos antes da hora

 

Sabe por que ele tá falando isso? Todos os anjos novatos tem cabelo branco, ele representa um símbolo da nossa pureza, quanto mais descobrimos mais ele fica diferente, é como uma sereia que quando seus sentimentos mudam suas unhas mudam de cor, mas não tão nesse gênero.

 

- Você fala isso de mim, mas quer trabalhar na terra, com o que exatamente?

- Quero ser um aprendiz de Elohins

- Uhhhh controlar as gangues, defensor e toda essa coisa de Elohin

- Para de zoar! Olha, chegamos..e atrasados!! - Já estavam todos na arena celeste, o arcanjo estava chamando os nomes e designando suas funções, para não sermos percebidos paramos de voar e fomos pelo chão mesmo, nos bancos lá em embaixo, para não sermos percebidos - Ainda bem que ele não chegou na letra C

- É agora, sua vez Chung – Dou um empurrão nele

- Aí, minha asa!!

- Desculpa...

Arcanjo - Todos os nomes que iniciem com a letra C venham para o centro

 

Alguns voaram para o centro eu contei uns 42 acho, ele foi chamando os nomes e dando as tarefas

 

Aracanjo - Chung Ho - Ele deu um passo a frente - Você está designado para a tarefa de ser justo, seu nome diz muito sobre você, será aprendiz de Serafin e futuramente se fizer as coisas de forma correta e justa será um

- Obrigado - Voa de volta para o banco - Fala sério...

- O que? Não está feliz? Um anjo Serafin é importante você estão perto dos arcanjos!

- Não era muito o que eu queria, né, mas, só vamos obedecer

- Bom menino

 

O Arcanjo foi chamando os nomes e chamando, e chamando até que ele terminou, mas ele não chamou o meu, passou da minha letra e eu nem percebi, todos se retiraram da Arena e eu fui até ele

 

- Com permissão senhor, mas não disse o meu nome

- Como se chamas?

- (S/N)

- Estranho, espere aqui um momento - Ele se retirou e depois de alguns minutos ele voltou - Peço perdão pelo erro, mas aqui está a sua tarefa, está designada para aprender e enviar relatórios sobre a vida típica dos humanos, deve nos entregar todo dia as 1:00 um pequeno resumo sobre o que viu na terra

- Sério?!!! - Não pude conter meu entusiasmo

- Mas acalmasse, existem regras a serem cumpridas, primeira e mais importante não deve se mostrar um anjo para qualquer ser humano, segunda, não deve se apaixonar, terceira, não deve cometer crimes e quarta, não deve abusar de seus poderes, pode haver uma punição se violar alguma regra, entendido?

- Sim senhor

- Já pode começar

-Sim senhor

 

Assim que ele se retirou eu voei o mais rápido que puder para ver Chung que ficará ao meu aguardo na arquibancada

 

-CHUNGGGG

- O QUE É????

- EU VOU PRA A TERRA!

-Conseguiu ser anjo da guarda?!!!

- Não, ainda sou uma aprendiz, fui designada para aprender mais sobre os humanos

- Ah, e quando começa?

- Agora mesmo!

-Poxa então vamos marcar de nos encontrarmos no campo a meia noite?

- Sim

- Até lá, tchau

 

Voamos para lados diferentes, pude ver de cima o mundo lá embaixo, era lindo e eu iria explorar ele, desci de forma rápida e cai em cima de um prédio, uso minha invisibilidade e desço do prédio, aterrisso em um bairro calmo, escondo minhas asas e retiro a invisibilidade

 

- Mas que frio ... - Quando me dou conta ainda estou usando o vestido branco no qual vim e descalça - Não.. não tenho poderes que me fazem trocar de roupa, esqueci que só tenho isso, será que no céu eles dão roupas pra esse tipo de tarefa? Poxa.. o jeito é aguentar né - Eu caminhei bastante e depois de um tempo o frio foi passando, as pessoas me olhavam torto - Por que todos me olham assim? - Eu parei em frente a uma loja de espelhos e vi em um deles uma menina morena de cabelo branco, usando um vestido de renda e descalça andando toda feliz pela rua - Ah, mas é claro - Rapidamente eu corri para um tipo de cabine que dizia “banheiro químico” - Ele devia se específicar do que eu devia fazer, mas nãoooo, ele diz desça na terra e comece, mas como?! Eu sou completamente inexperiente nisso, acho que vou voltar e pedir mais informações - Quando eu saio, avisto várias pessoas correndo em direção a uma ponte que tinha perto, havia um homem pendurado na barra dela, as pessoas não podiam fazer nada, elas pegavam aparelhos e falavam com eles pedindo ajuda, mas não faziam nada

 

Xx - SOCORRROOOO, PORFAVOR ALGUÉM ME TIRA DAQUI

- Ajude ele!

Xx - Menina, se pegarmos ele, cairemos juntos, a polícia já está chegando

- Mas há pedras lá em embaixo! Ele vai morrer!

Xx - Se acalme - O número de pessoas diminuia, não estavam ligando muito pra ele

- Que tipo de pessoas vocês são?!!

 

Não posso deixar ele morrer, mas também não posso revelar minha identidade, o que eu faço?!?!

 

Quando eu percebi o homem soltou a barra, e eu acabei sendo burra e não pensando duas vezes, pulei e agarrei-o, quando estávamos chegando perto da água abri minhas asas e fique invisível, aterrissei com cuidado e puxei-o para debaixo da ponte

 

- Moço, o senhor está bem?

- Você..v v você

- Essa não..

- Um anjo! Você tem asas, como isso é possível?!!

- Moço, me desculpa

 

Eu o empurrei e por estar atordoado acho que ele acabou desmaiando, fiquei invisível e voei de volta aos céus

 

Burra, burra, burra, quebrou a primeira regra no seus primeiros minutos na terra!! Eu só posso ter nascido com algum defeito, eu não posso ter feito isso... Espero que eles não notem

 

Cheguei aos céus, mas uma coisa estava errada, os portões não se abriam, eu precisava passar por eles pra chegar no campo

 

- Como assim ...CHUNG, CHUNG - Em poucos minutos Chung apareceu do outro lado

- O que aconteceu? Porque não entra?

- Eles não querem abrir para mim

- Porque não? O que você fez?

- Salvei um humano que estava prestes a cair de uma ponte – Falo baixinho

- O QUE?!! PORQUE NÃO DEIXOU ELE MORRER?

- Sua vida iria acabar assim? Não podia deixar!

- E se fosse um miserável! Procurando algum motivo para viver!

- Isso não importa, eu não podia o deixar morrer assim, ele tem muito tempo antes de saber se iria para o céu ou o inferno!

- (S/N) você própria se condenou...eu não quero te perder assim

Nossas mãos se juntaram através das barras, foi quando uma luz forte quase nos cegou por um momento

Xx - (S/N)!! - Era o Arcanjo que tinha designado minha tarefa - Como pode no seu primeiro dia causar um alvoroço daquele?!

- Desculpe, eu, eu não podia deixar ele morrer...

- Iria ser bem melhor pra ele, mas por conta disso você sera expulsa dos céus até segunda ordem, será um anjo caído por conta desse ato que comprometeu todos nós céus

Chung Ho - Não...

- Me desculpe...Sim eu farei isso, mas eu vou perder minhas asas?

- Não, isso não está sob meu controle, sua punição é que por conta desse ato você será um anjo caído, viverá na terra e ainda mais, não saberá o que são sentimentos, desconhecerá a alegria, a tristeza, essa é sua pena, AGORA, VA EMBORA!! Você falhou com seu papel

- Adeus Chung...

 

Eu voei até a terra e imediatamente escondo minhas asas, só espero não perder elas. Comecei a testar minhas habilidades, ainda posso ficar invisível pra quem eu quero, posso voar e ainda possuo a voz de anjo, que é uma coisa bem importante para nós, vamos citar novamente elas, as sereias que conquistam os marinheiros com sua voz, pois bem.

 

Ainda não tô acreditando que não vou ver mais o Chung..ainda posso ouvir a voz dele

 

- Chung?

- (S/N)! Eu não podia deixar você ir assim sem me despedir... – Ele me olha como se estivesse algo de errado comigo

- O que foi?

- Seus olhos, não estão mais azuis, estão cinza

- Cinza? Não, minha punição.. – Eu sinto uma tremenda dor de cabeça, que me faz cair de joelhos, a dor se espalha por todo o meu corpo, mas por meros segundos, em seguida ela desaparece

- (S/N)! O que está sentindo? – Ele me ajuda a me levantar

- Sentindo?

- O que você sente por mim?

- O que eu sinto? Eu não sei mais o que é sentir...Desculpa

- Eu te amo, sabe, amor, aqui no coração!

- O que o coração tem haver com isso que você chama de amor?

- Deixa..tô vendo que vou acabar te esquecendo também, adeus (S/N)..

- Chung.. - Ele voa para longe, agora o que eu faço? - O jeito é perambular pelas ruas, sou uma mendiga agora...


Notas Finais


Então gente esse foi o primeiro capitulo, ainda virão mais, eu vou tentar postar sempre dias de segunda e sábado, caso eu não poste na segunda eu postarei dois no sábado e vice e versa
Se gostaram por favor favoritem, isso me incentiva bastante a continuar
Obrigado e até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...