História Descobrindo o Amor 2 - Capítulo 58


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Karin, Ko Hyuga, Kurenai Yuuhi, Maito Gai, Metal Lee, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shion, Toneri Otsutsuki
Tags Borusara, Gravidez Adolenscente, Naruhina, Sadusaku
Visualizações 153
Palavras 4.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


gente esse capítulo é o curujão, famoso da madrugada, atrssei mais ele ficou bem maior do que eu esperava, boa leitura

Capítulo 58 - Explique-se


Fanfic / Fanfiction Descobrindo o Amor 2 - Capítulo 58 - Explique-se

Povs Sasuke

a algum tempo eu sabia o motivo do desconforto de Sakura, se o menino fosse mesmo meu filho significava que eu estive com Sakura ao mesmo tempo que com Sakura, maldita Sara mesmo depois de tanto tempo ela conseguia se meter em minha família, sempre tão entrando e espalhafatosa, nunca mediu esforços para consegui o que queria, me lembro de uma vez que o baka me disse que ela entro escondida em sua casa e ficou pelada deitada na cama esperando ele chegar, uma outra vez ela disse em alto e bom som na frente de Hinata que desejava o Naruto, tentou ficar com todos os meninos da cidade mesmo quando esses estavam namorando, n meu caso mesmo, ela simplesmente não aceitou quando eu decidi que terminaria com ela, e continuo me perseguindo e me perseguindo, entrava na minha casa e me esperava quase pelada, um dia também ela apareceu no banheiro com migo tomando banho e começou a me masturbar, como resistir a isso? Sakura se fazia de forte devido a situação da nossa filha, mas eu sabia que algo estava incomodando a ela e só podia ser isso

― Jogue na minha cara tudo que está te corroendo, você tem que ficar bem para ajudar nossa filha― eu disse, esse era o primeiro passo para a nossa conversa 

―VOCE É UM GRANDE GALINHA SASUKE UCHIHA MENTIU PARA MIM POR 18 ANOS, VOCE ME GARANTIU QUE DEPOIS QUE SARADAH NASCEU EU FUI A ÚNICA NA SUA VIDA, ENTÃO COMO VOCE EXPLICA AQUELE GAROTO, ELE TEM A IDADE DA LOLA, QUER DIZER QUE PROVAVELMENTE VOCE ME TRAIU, SE DIVERTIU RINDO DA MINHA CARA COM SARA, E TALVEZ AINDA ME TRAIA QUANDO SAIA EM MISSÃO, COMO POSSO CONFIAR DEPOIS DISSO― ela disse e eu aa apertei contra o meu eito, apesar de tudo o que havia acontecido inclusive com a nossa filha ela ainda não tinha chorado, e naquele momento foi como se ela tivesse colocado para fora tudo que ela sentia, sua revolta, o medo de perder a nossa filha, o medo do que aconteceria com nosso neto

―Chore rosada, você tem todo direito de chorar, não adianta ficar guardando isso―Sakura chorava desesperadamente

―como você pode...

―Sakura, meu amor, tem algo de muito errado nessa história― eu disse encarando ela

Povs Metall

Lola, aonde estava Lola estava, o ambu tinha dito que ela e meu filho estavam entre a vida e morte, será que? ?

―Procurando sua mulher? ― Uma moça me falou calmamente ― achei que você não viria mais

―t-Tsunade-sama, eu eu não... eu não queria abandona-la eu... eu sei que agi errado, oque houve com eles ― pergunto com os olhos cheios d lagrimas

―Eles?

―minha mulher E meu filho, ou melhor minha irmã... eu estou muito confuso, mesmo sabendo disso tudo eu não consigo deixar de ama-la... será que é muito pecado

―Levando em conta que você acabou de descobrir... não, mas com tempo bem, depois nós vemos como fica e....

―Tem alguma chance de eu não ser....

―Eu tomei a liberdade de fazer um teste de DNA e já está confirmado a paternidade

―Merda... e Lola ela....

―Se recuperou e desceu para o quarto hoje cedo― ela me disse finalmente uma boa noticia nesse dia de merda

―Que alivio.... Na recepção me falaram que ela estava nesse leito eu pense...

― É que ela desceu tem pouco tempo ainda não tínhamos avisado lá

―Eu posso....

―Pode, mas não se esqueça, a estada dela é muito delicada, qualquer emoção que ela tiver sege ela boa ou ruim pode faze-la entrar em trabalho de parto, e temos que segurar o bebe lá por mais tempo possível, então não diga a ela que já está certo... bom você já sabe ne

―Pode deixar ―eu disse correndo até o quarto que ela estava, queria vê-la me desculpar por.... eu nem sabia pelo oque, cheguei lá e ela já estava acordada e sentada na cama, fazia pequenos círculos em sua barriga e sussurrava algo para o nosso filho

―Da licença ― eu disse me escorando na porta

―Metall? Entra ―- ela me disse sorrindo fraca ela era linda, eu sentia cada vez mais vontade de ama-la, ficar com ela eu me sentia livre daquela família opressora do meu avô, era como se um novo Metall tivesse nascido, uma mais parecido com o Sasuke, antes eu me sentia na obrigação de ser como o meu avô, apesar de achar errado, não queria ser chamado de covarde como pai, queria ser durão, apesar de não gostar tinha isso como uma obrigação, eu puxei uma cadeira para mais perto da cama em que ela estava, ficando na altura de Lola, dava para ver que ela estava fraca e tinha a aparência sofrida, eu segurei na mão dela

―Me desculpe Lola, por te fazer passar por isso, me desculpe ― eu me desculpando? Algo tinha mudado, isso tudo tinha mexido muito com migo

―Não Metall, me desculpa você, eu gostei de estar doente, queria morrer e levar seu filho junto, queria poupa-lo de tudo que ele vai sofrer, mas cai em mim, eu não tenho direito de decidir sobre isso― ela me disse chorando

―Não chore Lola― eu não conseguia olha-la como minha irmã, para mim ela era minha mulher ― sei que isso deve estar sendo difícil para você também, mas essa não é a solução, tirar uma vida... não foi nossa culpa, eu ainda te amo Lola muito mesmo rosinha― agora eu também fazia círculos em sua barriga, não quero te perder Lola, vamos continuar juntos e vê no que da ― eu propus

Povs Naruki

Miuki estava preste a chegar, eu tinha que ir busca-la mas me ligaram do hospital dizendo que Lola estava no quarto, eu tenho eu iria vê-la Miuki entenderia, eu me arrumei correndo, queria sair com Sarada e como ela ficou sabendo primeiro ela já estava pronta, eu iria propor a Lola de registrar o filho dela no meu nome, diríamos que a criança é minha e assim eu pouparia Lola e o bebê de qualquer sofrimento, nós não diríamos a verdade para ninguém, local pode dizer que teve medo de falar a verdade, por estar com Metall vai ser até melhor, se Miuki não me perdoa eu não poderei fazer nada, eu passaria na floricultura da Sakura e compraria um rosa... não um buquê...

Povs Metall

―Nani?

―Lola, eu te amo muito.... Ninguém melhor que a gente, para entender esse sofrimento, temos que permanecer juntos para ar a força que o outro precisa e protege nosso filho do mundo

―Mas é diferente, antes nós não sabíamos... agora

―O pior a gente já fez, um filho....  Eu amo vocês Lola eu vou lutar por vocês até o ultimo dia de minha vida por favor Lola, não me tire da sua vida

Povs Metall off

―Você está me tratando igual uma escrava Lee ― disse Sara nervosa

―Pois é muito menos do que você merece, eu sempre te protegi de tudo e você me apunhalou pelas costas, me obedeça ou eu te entrego, agora vai ter que me servir, quero que você limpe o chão de quatro assim é mais sexy― Lee disse sorrindo, com um copo de cerveja na mão

―Tarado

―Sou mesmo, e você o que é, deixou o filho engravida a própria irmã, apenas para não perder a posição, por anos você se deitava apenas com meu pai, e me deixava no quatro por um

―Ele me obrigava

―Mentira, vamos e chupe

―de novo eu não aguento mais ― disse Sara por fim, é toda hora, você está bêbado

―Pois isso é muito menos ― do que você merece

―POIS VOCES ESTÃO MUITO ENGANADOS, EU NÃO SOU ESSE MONSTRO QUE TODOS DIZEM ― ela gritou, e nesse momento alguém bateu na porta

―Merda no acharam― Lee disse

..................................................................................................................................................

―Posso ir no quarto da Lola Uchiha ― disse Naruki passando pela recepção

―Logico o quarto dela e logo ali ― recepcionista disse ―Naruki estava decidido a se declarar, a Lola não tinha mais desculpas, eles finalmente seriam felizes, sim porque com um filho em comum isso seria inevitável, e ele finalmente se tornaria pai….

..............................................................................................................................................................

―Vamos Lola, me diz, eu te amo muito, podemos ter começado essa família de forma torta, mas não foi à toa que o destino nos uniu, você foi a única pessoa que conversou com migo, e eu te amei logo de cara, você é a coisa mais importante para mim rosinha, vamos lutar pela nossa família pelo nosso filho

 Nesse momento Naruki estava chagando na porta do quarto, Miuki já havia te ligado alguma vezes, mas ele havia recusado, ele acabou indo sozinho na frente seus amigos tinham decidido ir depois, sem querer ele ouviu a conversa

―Naruki, não podemos deixar nosso filho crescer com isso tudo

--errado Lola, não podemos esconder a verdade dele, você não entende isso é um círculo vicioso, se escondermos isso dele agora quem sabe no futuro ele não acaba namorado um irmão sem saber― nesse momento Naruki levou um baque, Metall estava certo, Naruki não resistiu a espiar pelo vidro da porta― eu quero lutar por você, pela nossa a família nosso filho merece isso― e dizendo isso os dois se perderam em um beijo Metall com a mão ainda pousada sobre a barriga de Lola, Naruki saiu dali desnorteado

 Povs Sakura

―Chore rosada, você tem todo direito de chorar, não adianta ficar guardando isso― ele me disse eu chorava descontroladamente, depois de tudo que eu passei por ele naquela época, fiquei prisioneira do Lee, e ele se divertindo com Sara, isso com certeza abalaria o nosso casamento

―como você pode... ―  eu disse socando o peitoral dele, duvido muito que ele sentiu algo, minha vontade era esgana-lo

―Sakura, meu amor, tem algo de muito errado nessa história― ele me disse olhando em meus olhos, como ele conseguia ser tão gostoso até nessa situação― acredite em mim― ele disse segurando meus braços para eu parar de soca-lo ― eu nunca te trair― ele disse pausadamente ― eu sabia que você diria isso, mas eu nunca.... Confesso que num primeiro momento e levei um susto porque realmente eu tive um caso com ela, mas as datas não batem― você está mentindo Sasuke Uchiha, vai querer falar contra o exame de DNA? ― EU DISSE SAINDO E SOCANDO A PORTA, precisava desabafar

―Como assim ele não admite― Hina me perguntou me passando um copo com agua, Naruto nos observava encostado na pia

―Acontece que o Metall regula idade com a Lola, ficamos gravidas juntos, e ele garante que nunca me traiu, mas é logico que ele está mentindo, a Tsunade já fez os exames, e fama dele fala contra ele ― eu disse me acalmando― eu não quero mais ficar com ele amiga

―Oque? Saky o teme te ama ― disse finalmente Naruto

―Ele me traiu Naruto― eu disse brava

―Escuta Saky, o teme me conta tudo, eu posso garantir que ele nunca te traiu, eu não sei quais métodos Sara usou as com Sasuke não foi eu te garanto― disse Naruto

―Sei que você quer proteger seu amigo Naruto, mas um bebe só se faz se os dois quiserem ― eu disse― Naruto fechou a cara e saiu sem dizer uma palavra, eu sabia que ele ia falar com Sasuke e era isso mesmo que eu queria, para casa eu não voltava

Naruto e Sasuke

―Ela disse isso― perguntou Sasuke tranquilo, mas muito sério, abrindo uma latinha de cerveja

―Disse, mas você tem que concordar que essa história está muito esquisita Sasuke

―Naruto, eu não sei como a Sara conseguiu isso, eu nunca trair Sakura, num primeiro momento eu até pensei sim que o filho podia ser meu pois já tive um caso com ele, mas depois que a minha cabeça esfriou, as datas não batem, se eu achar a Sara agora torço o pescoço dela ― ele disse amaçando a latinhas deixando a cerveja escorrer

―Calma teme se você encontrar com ela tem é que tentar tirar a verdade dela, se é como você diz, alguma coisa ela está escondendo.

Povs Naruki

―Errado Lola, não podemos esconder a verdade dele, você não entende isso é um círculo vicioso, se escondermos isso dele agora quem sabe no futuro ele não acaba namorado um irmão sem saber― Metall estava absolutamente certo, apesar de eu não gostar dele, eu tinha que concordar, que direito eu tinha de fazer com a criança o mesmo que fizeram com ele? Quiseram eu se tão descuidado quanto Metall ao ter transado com a Lola, hoje esse filho será meu ou teríamos pelo menos o benéfico da dúvida, droga meu telefone não parava de tocar, era a Miuki, era melhor eu atender logo, pelo visto Lola estava feliz com o maridinho irmão dela incesto... tomara que sejam presos desejei

―Alo ― afaste o telefone para não a ouvir gritar

― Eu sei.... Desculpa amor, e acabei... são com toda essa confusão eu me esqueci da hora...... olha lá em casa está uma bagunça…. Lola já está bem está fora de perigo e foi para o quarto........ Também estou com saudades........ Olha tenho que ver como andam as coisas lá em casa mais tarde eu passo aí...... beijo também tchau ― felizmente Miuki estava sensibilizada de ais com tudo para brigar com migo

 Esconderijo de Lee

―Mentira, vamos me chupe― Lee disse tirando seu documento para fora

―de novo eu não aguento mais ― disse Sara por fim, é toda hora, você está bêbado

―Pois isso é muito menos ― do que você merece

―POIS VOCES ESTÃO MUITO ENGANADOS, EU NÃO SOU ESSE MONSTRO QUE TODOS DIZEM ― ela gritou, e nesse momento alguém bateu na porta

―Merda nos acharam― Lee disse

―Cala a boca ―Sara falou

―Lee-sama por favor abra ― diante do apelo Lee abriu, seja quem fosse não adiantava mais tentar se esconder, era um de meus criados particular

― Eu tenho que falar, o senhor sempre foi bom para mim

―Sei muito bem o tipo de bondade que ele fazia ― debochou Sara

―Cala a boca― Lee disse dando um tapa no rosto de Sara, ―não admito que você desrespeite os meus criados

―Seu pai descobriu a localização de vocês, ele está vindo aí, quer matar Sara-sama por tê-lo enganado e o senhor por ter traído ele e ficado do lado dela, saiam daqui de pressa ― ele disse

―Merda, só tem um lugar para aonde podemos ir, e você também não pode mais voltar é muito perigoso, vou dizer o que você vai fazer

Na casa de Naruto

―Achei que você ia visitar Lola, mas quando cheguei lá você não estava― disse Boruto a Naruki

-É eu ia, mas depois me lembrei que Miuki ia chegar i....

―Foi buscar ela?

―Não, nem fui, fiquei pensando em umas coisas rodando pela cidade, vou lá mais tarde

―Você vai dormir lá?

―Nani?

―É agora vocês são casados, é logico que ela pode vim para cá, mas o mais fácil será vocês ficar lá, já que ela não tem que dividir o quarto com ninguém

―É mesmo, eu tinha esquecido que agora somos casados, é que como nós já morávamos juntos antes e sempre ficou cada um na sua casa... quando vínhamos para cá

―Qual é, meu maninho mais novo que eu pode transar à vontade e se esquece disso― Boruto disse fazendo um cafuné no irmão― vai dizer que você não está subindo pelas paredes, porque cá entre nós, Miuki é uma tremenda gata, logico depois da Sari

―Você e Sari não….

―As é claro que sim, mas com a gente é tudo na surdina na escondida, vocês podem até serem pegos no flagra que ninguém pode falar nada vocês são casados, imagina que excitante, transar na casa do tio Neji, ao lado do quarto dele....

―Nem me excita tanto, tem que ficar usando camisinha ― ele disse derrotado

―Ué Miuki não toma remédio?

―Toma, mas ela não quer correr riscos de jeito nem um

―Aí perde até a graça de ser casado

―Tira todo o tesão― Naruki disse, mas aquela conversa com o irmão realmente tinha o excitado, lembrar da esposa pelada tomando banho fez sua mente viajar, e afinal nós não estamos fazendo nada de mau, eu era casado com ela,

―Escuta nii-chan tenho uma ideia, lá vocês vivem estudando mau deve sair, aqui vocês estão praticamente de folga, vamos sair para beber em casas, vou te apresentar uma bebida aviso é meio forte, faz as garotas ficarem mais atrevidas, porque também é afrodisíaca, quem sabe bêbada, com essa bebida ela libera sem capinha― combinado, Naruki disse afinal não estava fazendo nada de mau, eles eram casados, mas só de pensar nessa possibilidade ficou de pau duro, o telefone de Naruki tocou ―é o general?

―Exato, vou ter que ir lá

―Combinamos para manhã então?

―Combinado ― Naruki disse saindo

Povs Naruki

Bolt sempre foi mais tarado do que eu, eu puxei o jeito da mame, ele do papai, e verdade que a primeira vez dele foi com Saradah, mas antes ele ficou com todas da cidade e quase chegou lá com várias, ainda bem que sarada era durona e botou juízo na cabeça dele, mas aquela conversa, eu já estou a algum tempo sem tantos trabalhos, e pesquisas, merda estou ficando duro e pior pensando eu Lola, e ainda pior no meio da rua “telefone”

―Alo.... Já estou chegando meu amor... você não está se sentindo bem? Quer que eu leve algum remédio? Em 10 minutos estou aí ― eu falei e desliguei, Miuki não se sentia bem, como eu podia pensar em outra tendo uma esposa como ela? Chegando lá meu padrinho me avisou que ela me esperava no quarto, subi de pressa Miuki não era de passar mal

No hospital

Povs Lola

Metall  me propôs de continuarmos juntos, agora que o susto já passou e que eu estou de cabeça fria, não vejo porque não como ele disse o pior já tínhamos feito, eu também não conseguia vê-lo como um irmão... mas essa era a oportunidade perfeita para eu me separar dele, e quem sabe ser feliz com Naruki, eu não dei a resposta imediatamente, queria ver Naruki primeiro, conversar com ele ouvir a opinião dele, se ele veio tão rápido me ver com certeza é porque pensa em mim sempre, e quem sabe seu casamento já não vai tão bem assim? Miuki é toda certinha e Naruki gosta das louquinhas ― ri para mim mesmo

―Por muito pouco você não é filho do seu padrinho― eu disse para o meu bebê― mas quem sabe ele ainda não pode ser seu pai― meu bebê se mexeu e eu ri com essa possibilidade, era isso eu iria investir nele, quem sabe poupar meu filho de sofrimentos futuros

Povs Naruki

Lola estava feliz com Metall, mesmo apesar de tudo, aquela cena deles se beijando não saia da minha cabeça, quem sabe eu não devia tentar ser feliz também, eu pensei antes de abrir a porta do quarto, Miuki estava em pé olhando pela janela

―Esperava te ver deitada― eu disse

―Me levantei agora, para te receber― ela respondeu, Miuki estava muito sexy, está com um vestido super curto e decotado que marcava cada curva do seu corpo, eu meio que babei olhando, ela estava de costa para mim virada para janela, que bunda ela tinha…, engoli em seco, ela estava doente ― não vem me abraçar― ela me disse e eu caminhei em direção dela a abraçando por trás

―Você veio assim? ― Perguntei no ouvido dela

―O que você acha? ― Não resistir e escorreguei a mão pelas coxas dela

―Sabe que eu não gosto de usa esse vestido―eu disse, não sabia se estava com tesão ou bravo― sabe que este vestido é muito provocante ― droga, Miuki estava passando mal, eu não podia, mas aquela conversa mais cedo, eu já estava subindo pelas paredes, ela pegou a minha mão e subiu mais um pouco alcançando a intimidade dela

―O único que eu quero provocar é você ― ela me disse sensualmente

―você está sem calcinha ―perguntei quando alcancei a intimidade dela, ela estava sem e já estava molhadinha, ela sorriu maliciosamente, agora eu entendia tudo era tudo fingimento, ela não estava passando mal, eu via que ela estava tão excitada quanto eu, eu a conhecia bem , ela era um furacão na cama, e quando passávamos um tempo sem.... ninguém segurava a Miuki ― acabei de subir o vestido dela e comecei a beija-la enquanto eu apertava seus seios, quem sabe nesse nível de excitação ela não esquecia a meda da camisinha?, estimulei mais a intimidade dela a fazendo  gozar, podia senti ela suprimi os gemido pois estávamos na as dos pais dela, abaixei a minha calça, sabia que Miuki não aguentava mais

―Enfia logo ― ela me disse e pelo desespero eu vi ela esqueceu a camisinha, as vezes acontecia, mas era muito raro, levantei uma de suas pernas me preparei para enfiar quando alguém bate na porta

―Nee-san mamãe quer sabe se você está melhor?

―Aff, estou sim Keito― ela disse de má vontade, e eu diminui as estocada

―Ela mandou você descer agora para lanchar

―Daqui a pouco Keito, eu ainda estou com um pouco de dor de cabeça― Miuki mentiu, mas nessa hora o clima já era

―Ela disse que então era para eu subir com seu lanche, estou entrando― e dizendo isso ele forço a maçaneta― diga esqueci de trancar, ela disse, não sei ao certo a velocidade, mas em questão segundo minha calça estava no lugar e o vestido dela também

―O que você quer que eu traga nee-san- ele disse com um sorriso, logico que ele queria agradar

―Esquece leito, eu vou descer―Miuki disse com mais vontade enquanto eu também emburrava

―Espero que não tenha atrapalhado nada ― disse meu padrinho feliz até demais

―Papai eu sou casada― Miuki disse cruzando os braços e se sentando emburrada na mesa

―Mas ainda é minha garotinha

―Escute mi, fiquei sabendo que a Lola acordou, porque não vamos lá visita-la ela vai gostar de te ver― eu disse para mudar de assunto

―Ótima ideia vamos ― ela disse me puxando da mesa

―Mas você vai com essa roupa― eu disse (sim eu tenho ciúmes) ela bufou mais e foi se trocar

Na casa de Sasuke

―Qual é Saky, eu juro que eu não estou mentindo não faz isso― Sasuke dizia enquanto Sakura arrumava as coisas

― Se você ao menos tivesse a decência de confessar? As continua negando― Sakura disse brava

―Para onde você vai, espera pelo menos a Lola....

―Não te interessa para aonde eu vou, e não se preocupe tanto com a Lola parte do que está acontecendo e sua culpa ― Sasuke nunca ódio tanto aluem igual ele estava odiando Sara nesse momento, eles estavam no meio da discussão quando alguém bateu na porta

No hospital

Povs Lola

Eu já tinha me decidido, lutaria por Naruki, ele veio por mim, pelo meio filho isso é prova de amor não é eu falaria para Metall assim que ele entrasse pela porta, o que não demorou

―Te trouxe um suco― disse ele sorrindo

―Metall eu preciso conve... ―mas nesse momento chegou mais alguém

―Surpresa― disse meu loiro preferido e eu sorri

 ― Viemos ver como está o nosso afilhadinho― era Miuki, então ele tinha trago ela?

―Miuki, você veio?

―Mas é claro que sim, tive que arruma a minha agenda, mas aonde que meu maridinho vai eu vou atrás― disse ela mordendo de leve a orelha de Naruki, se eu vaio com ela é porque ela já não sente nada por mim, se ela creditasse no nosso amor teria vindo sozinho, para assim podemos ter uma chance, aquilo foi um soco no meu estômago

―Que bom que você veio― menti

―E assim eu mato saudades da cidade, imagina que a sua irmã me chamou para ir no Ichirako hoje, olha que nostálgico, será tipo um grupinho de casais, fica boa logo amiga assim você vem junto― ela me disse sinceramente e meu coração doeu, no fundo Miuki era boa e eu planejando pegar o marido dela quando eu já tinha o meu

―Bem nós já vamos Lola, amanha voltamos, vou deixar o casal em pás― Naruki disse divertido se referindo a mim e ao Metall, aparentemente a ficha de ninguém tinha realmente caído nós éramos irmãos, mas ao dize isso ele saiu, pedi a metal que buscasse agua para mim e comecei a chorar, ao mesmo tempo que uma dor invadia minha barriga

―O que foi Lola― Metall disse ao entrar

―Estou com dor―  menti, eu estava com dor, mas não era isso o motivo do choro, metal saiu pelo corredor desembestado atrás de uma enfermeira

Na casa de Sasuke

Sakura se recompôs e foi abrir a porta

―Você? Sara o que faz aqui ela disse nesse momento Sasuke chegou a sala e vendo como um impulso foi direto para cima de Sara

―Sua desgraçada, agora explica, explica para mim como você conseguiu engravidar sem eu ter ti tocado― ele disse segurado o pescoço dela

―Sasuke, me solte ― ela disse cm dificuldade, nesse momento Sakura já não duvidava mais do marido alguma coisa tinha

―Explique-se ― ele disse sério, Lee e um outro rapaz que estavam com ela se sentaram Naruto e Hina chegou em seguida

―Vimos eles entrando e ficamos com medo de uma tragédia ― loiro disse, Sasuke ainda olhava serio para ela

―A verdade é que Metall não é seu filho Sasuke

―Como ― todos na sala se assustaram, mas e os exames

 

 

 


Notas Finais


genteeee vou deixar voces comentarem que capítulo foi esse eim? metall não é filho de sasuke como assim? sera que a Lola entrou em trabalho de parto, ja que ela não podia se emocionar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...