História Descontextualizar - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 2.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


E aqui começa o caos meus amigos, a baguncinha tá iniciando

Capítulo 6 - Falsas impressões


Infinity pareceria imprimir alguns papéis e listas da máquina enquanto um mini painel mostrava várias localizações com alguns símbolos estranhos, Rennan finalmente terminava de ajudar Camile e então a guia até o sofá a deixando descansar, Infinity pega alguns papéis e então entrega a Gabriel com Kaiky.

- procurem essas coisas, tragam para Rennan, ele vai saber o que fazer, de resto não me perguntem nada - Infinity volta para a máquina enquanto parecia modificar algumas coisas na máquina -

Rennan sobe as escadas da casa procurando algo enquanto Kaiky com Gabriel correm atrás da pequena lista e mapas que lhes foram entregues, enquanto Infinity começa a ver Camile o chamar para perto, o mesmo se levanta do chão aonde estava sentado e se senta na ponta do sofá enquanto observa ela.

- o que vai fazer Infinity? E o que está procurando? - Camile com fraqueza mas sem falta do que fazer se levanta e se senta no sofá -

- vou buscar umas coisas, arrumar outras e sei lá, matar aqueles que tão fazendo o caos, não sei se tô com vontade hoje -

- Eu sei que você sente que é o certo, ma- Camile sente Infinity tampar sua boca e olha para sua cara irritado -

- se um de vocês coração mole falar mais alguma idiotice, eu juro que metade de vocês vai pro caixão, por que a outra metade nem vai ser achada -

Infinity retorna ao seu trabalho enquanto arranca a folha de um caderno, ele dobra o mesmo e guarda no seu bolso enquanto alguns papéis extras saem da máquina e ele os junta, Rennan retornam da parte de cima da casa puxando a alabarda de Camile e então deixando juntamente dela no sofá, Infinity se aproxima devagar de Rennan e chama sua atenção, ele então entrega alguma papéis para ele e os dois trocam um papo rápido, terminando o papo Infinity sai pela porta da casa e Rennan começa a mexer na máquina ele mesmo.

Passam alguns momentos até Infinity se encontrar numa área aberta da cidade, parecia ser uma das praças locais, ele se senta num banco enquanto três pessoas se aproximam dele, as três se sentam em outro banco a sua frente e ele os olha, eram Oxe, Raí e Ítalo juntos.

- você veio mesmo Infinity, o que fez você mudar de idéia? - Oxe era rápido nas palavras e direto enquanto via Infinity o olhar -

- não vim por aquilo, eu só quero que faca o que pedi para fazer, entende? Não machuque quem eu disse, e eu não vou aparecer na batalha -

- e como posso ter sua confiança? A última pessoa que pensou ter, acabou tendo um inferno na terra -

- pode confiar em mim Oxe, logo logo, eu nem vou me preocupar com nada, e sobre você Raí, acha um hobby melhor, você não serve como "vilão", você tá mais pra anti herói -

Infinity se levanta enquanto vê Ítalo tentar o acertar com o machado.

- tenta denovo e eu juro que quebro esse machado na sua cabeça -

Os três sentem uma energia estranha exalar de Infinity enquanto ele parecia irritado, Ítalo cria algo parecido enquanto os dois se encaram, eles apertam as mãos e sorriem como se estivessem brincando um com o outro e aquilo fosse apenas uma coisa deles, Infinity se despede enquanto ouve Raí e Oxe atacando algumas pessoas.

-( se gritos e desespero um dia tivessem sido meus problemas, eu não estaria aqui )-

Infinity começa a retornar seu caminho enquanto Kaiky e Gabriel retornam a casa, os dois entram com uma caixa aparentemente cheia de coisas, eles a deixam no chão enquanto vêem Rennan abrir e verificar, ele tira algumas coisas aleatórias de lá e então para vendo o resto, ele então retira quatro ou cinco panos cheio de runas ancestrais, eles não conseguiram ler o que dizia, mas viam Rennan dar uma a cada como se soubesse o que era, uma roxa a Camile, cinza a Kaiky, Aquamarine para Gabriel, e uma lilás para si mesmo, enquanto isso Infinity chega ao local e ele entrega uma verde para ele.

- está tudo bem agora, só precisamos dar uma a José e estará tudo feito, de qualquer forma, lembra do que fazer não é Rennan? - Infinity e Rennan trocaram olharem sérios e então Rennan se levanta -

- eu vou fazer seu plano Infinity, mas se você não fizer sua parte, eu vou realmente ter uma palavra com você - Rennan vê Infinity um pouco irritado no olhar com a fala -

- seria interessante saber o quão forte está ultimamente, faz um tempo que não dou uma surra em alguém - mas Rennan não esperava uma resposta tão direta -

Os dois pegam caminhos opostos, Infinity desmonta a máquina e os equipamentos enquanto os leva para cima, ao mesmo tempo, Rennan pega as coisas da caixa e guarda em sua mochila, ele se junta a Kaiky e Gabriel e então caminha pela cidade devagar buscando algo, ainda na casa, Infinity ajuda Camile a subir as escadas e a deixa em seu quarto, ele arruma os equipamentos e então forma algum tipo de máquina com uma área interior de um círculo, Camile não entende o que é aquilo, e logo nota aquilo começar a canalizar e esquentar.

- vai ficar bem quente no quarto, okay? Tenta lembrar como melhorar suas chamas ou sei lá, assim que conseguir um avanço, vá atrás da gente, estaremos esperando -

Infinity tranca a porta do quarto e sente o calor sendo exalado para fora até, ele se afasta logo para não ser afetado e então sai para a rua, Rennan, Gabriel e Kaiky então se encontram com o outro trio, Takashi, Kakashi e José estavam juntos ainda, Takashi carregava um mangual nas mãos, Kakashi uma rapieira, e José uma pequena adaga feita de água, Rennan retira de sua bolsa mais três panos e os e traga a cada um deles, lápis lazuli a José, branco a Kakashi, e azul a Takashi, os seis então juntos se olham, e pensam no que estará por vir e se movimentam com cuidado pela cidade, principalmente por que no momento, 50% dela já foi devastada, e algumas questões surgiam no grupo, aonde Infinity teria ido? O que houve com Raí para fazer isso? Será que eles esqueceram a roupa no varal?

Enquanto todos se preocupam com o que acontecerá e o que pode vir, nos dois lados, os líderes estando aflitos pela vitória, o que teria de tão importante, em Infinity estar com o livro? Sim, Infinity deve ter o pegado de Raí quando estavam na praça, mas como ele teria sido tão rápido? Rápido o suficiente ao ponto de ultrapassar a percepção deles três? Bom não se sabe, mas o que se sabe é que Infinity o coloca embaixo de vários pedaços de uma casa quebrada bem distante dos seus aliados, ele quebra mais um pouco quase fazendo virar poeira, ele observa como está o livro, era praticamente impossível de alguém acertar aonde estava se não fosse pelo aleatório, Infinity então volta a caminhar pela cidade como em um dia normal enquanto o livro fica lá parado.

O grupo de Rennan continua pela cidade enquanto logo notam a presença de alguém, eles olham em volta e notam Raí transformado em uma criatura enorme devastando uma área próxima, eles entram numa casa quebrada e se escondem enquanto pensam no que fazer, logo infinity aparece do além e se junta a eles.

- ei Rennan, vai atrás daquilo, eu guardo o pessoal por você, Kaiky e Gabriel vão com ele - Infinity vê Rennan concordar enquanto os outros dois o seguem para parte de trás da casa -

José nota que os inimigos estão todos ali e começa a pensar no que fazer, a área em que estão é quase na praia, a apenas 400 metros deles está a praia, e provavelmente o corpo gigante de Raí está tocando nela, José olha para Infinity e faz alguns sons estranho simbolizando algo, o mesmo concorda e se senta no local, José chama a atenção de Takashi e Kakashi e então parte na direção de Raí, José volta a sua forma totalmente humanoide e então assim que chega próximo de Raí, o mesmo não conseguindo o ver, tenta cortar sua perna, Raí sente um corte doloroso e sai de sua transformação, Ítalo e Oxe notam que ele saiu daquela forma no meio da praia, do meio dos destroços, Takashi e Kakashi disparam com suas armas, Ítalo sem tempo de reação recebe um golpe do mangual enquanto é jogado contra a areia por uma explosão de impulso da carta de Oxe, já Kakashi consegue acertar ele diretamente com uma corrente de vento com sua rapieira, mas nota que Oxe não sente nada.

- eu sou imune seu imbecil, e você nunca vai me ganhar assim - Oxe nem utiliza suas cartas, ele puxa Kakashi em sua direção, vira seu próprio corpo contra a areia e prende o pescoço de Kakashi com suas pernas, e no impulso o joga na água, aonde Ítalo estava -

José começa uma sequência rápida de cortes diagonais na direção da barriga de Raí enquanto o mesmo consegue por pouco os bloquear, Raí podia ser mais forte, mas José era rápido até demais (para sua estatura logicamente), Oxe nota os problemas de seu aliado mas logo é interrompido por Takashi que o prende contra o mangual, na oportunidade o lança para cima e o impacta contra o chão, ele se sente um pouco cansado com a força que usa mas sorri na vantagem, e logo nota o som de algo descendo devagar, ele vê duas cartas de Oxe se tocarem no ar e uma explosão de fogo lança Takashi mais um vez, seu mangual se retrai e ele se levanta, José tenta se aproximar da água, mas Raí se transforma em uma serpente enorme e o engole, cuspindo para o lado oposto, o mesmo retorna ao normal e então parte para cima de José usando a espada, José demonstra estar impaciente, ele puxa sua adaga enquanto a mesma fica com uma tonalidade escura de azul, ele a bate contra a espada de Raí enquanto a mesma se quebra em pedaços, Raí olha sua lâmina no chão e vê José olhando ele diretamente, Raí então começa a se aproximar de José para um combate corpo a corpo.

- então você decidiu se aproximar, ao invés de fugir não é mesmo -

- vem pra perto que te sento a mão -

José guarda sua adaga e parte para cima de Raí, os dois começam a trocar socos rapidamente enquanto a areia no chão começa a se mover com o impacto dos golpes, enquanto isso, Kakashi e Ítalo saem da água, Kakashi acerta vários golpes em Ítalo, mas logo nota ele nem se mexer, Ítalo segura Kakashi pelo rosto e então o joga contra a areia, ele tenta acertar um golpe com o machado, mas Kakashi desvia rolando pro lado, logo Kakashi e Takashi notam desvantagem em combate, José poderia ser mais forte que dois deles, mas não poderia sustentar batalha para sempre, os três são jogados um contra o outro, Oxe, Ítalo e Raí se preparam para finalizar, mas logo um golpe de fora os acerta, Ítalo e Raí são jogados contra a água enquanto de longe se aproximam Rennan, Kaiky e Gabriel, os três se aproximam preparando para lutar, Kaiky se divide, enquanto Gabriel parecia procurar algo pela praia, enquanto Rennan parte para cima iniciando a briga.

Enquanto isso no outro lado da cidade, Infinity retorna a casa de Raí e Camile com uma mochila velha e desgastada, ele chega ao andar de cima e entra no quarto aonde montou aquele "aquecedor" e trancou com Camile, ele quebra a maçaneta e empurra a porta enquanto sente que o local está frio.

- eu voltei, fui pegar umas coisas importantes antes de ir lutar, como você está? -

Camile se levanta da cama enquanto exala uma aura de frio ao seu redor, a alabarda de Camile sai do chão aonde estava e flutua até sua mão, ela então tem sua lâmina estendida e se torna uma Claymore, ele se aproxima de Infinity e pega em seu rosto o fazendo a olhar diretamente.

- por que me acorda mortal? - Camile observa Infinity o mesmo a olha diretamente -

- preciso de seu auxílio em uma batalha, o que acha Lich? -

- não importa quantas vezes eu morra, você sempre me acha, e estou ansiosa para uma batalha, quem são nossos adversários? -

- mortais apenas, mas ele estão nos considerando fracos -

O local se torna praticamente gelo enquanto Camile sai do local, Infinity puxa seu yoyo e olha sua linha e cabeça.

- que fraqueza absurda, eu nunca vou achar ele assim - Infinity esmaga a cabeça do yoyo com as mãos e sai da casa -


Notas Finais


E então a guerra começa, e problemas internos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...