História Desculpa Doutor - Camren Version - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Normani
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Normani Kordei, Norminah
Visualizações 536
Palavras 1.525
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, LGBT, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey meu amores voltei e voltei com mais história entre Camz e Lo coisa mais fofa enjoy nenens ♥️

Capítulo 4 - Capítulo 3 - A história.


Fanfic / Fanfiction Desculpa Doutor - Camren Version - Capítulo 4 - Capítulo 3 - A história.

Camila Cabello Point of View:

- Camz.. Dinah tem razão. 

Observei Lauren e pude ver que ela tentava não chorar apertei suas mãos sobre as minhas e senti um choque passar por meu corpo, será que ela tinha sentido o mesmo? 

- Eu não sei como agir Lauren, eu.. São meus pais. 
- Não aceito isso Camila nem meus pais que são desligados sobre a minha vida são assim, meu pai odeia que eu goste de mulheres, meu irmão mais velho me odeia, minha irmã mais velha não sabe o que fazer quando começamos a brigar e a caçula da família sempre me protege, é sempre uma briga constante e quando não estamos brigando eles nem em casa estão, sempre fui cuidada por Mary a babá. 

Observei que sua força ali caiu dando lugar a uma Lauren desprotegida e algumas lágrimas começaram a cair. 

- Sinto muito Lo, não te conheço a muito tempo mas.. Quero conhecer, vou dizer a real Lauren. Me interessei por você e queria saber.. Se.. Quer sair comigo? Eu entendo se não quiser primeiro por eu ser pobre, traficante e bom acho que é isso. 

Lauren chacoalhou a cabeça e sorriu em seguida mostrando seus dentinhos da frente que percebi que eram maiores. 

- Camz.. Se você soubesse que antes de ser quem são minha família era pobre mais tão pobre que não tinha o que comer, e que o modo que chegamos a essa vida é bem pior que a sua, já te disse isso Camila não irei te julgar quando minha família fez pior. Então como começou a traficar? 
- Bom depois que meus pais gastaram todo nosso dinheiro tínhamos que pagar as contas de algum jeito. Eles conversaram com Juan e eu querendo ou não tinha que trabalhar para ele, mais não aceito nada a mais que maconha por isso não ganho muito. Ganho o suficiente para pagar as contas e compras as roupas, bom o que meus pais me deixam, todo final de mês ganho 20 mil. Eles me dão mil isso dá para comprar minhas roupas e de Charlie, comida e resta pouco e o que resta ela pega de mim. 
- Camila isso é tão errado. Você não merece isso, pode ser presa. 
- Eu não tenho outra escolha Lern. E se eu tentar sair Juan me ferra. Não tenho outra escolha. 
- E como foi com Charlie? Por que ela não fala em inglês?
- Meus pais são cubanos/mexicanos aprendemos a falar inglês quando chegamos aqui nos EUA, com programas de TV e na escola eu também aprendia, aos poucos íamos aprendendo.. Acho que no fundo ela sabe mais ela é traumatizada e tem medo, meus pais só falam em espanhol depois que Sofia sumiu, e acho que ela tem medo de falar em inglês e ser mais rejeitada. 

Lauren suspirou e voltou a apertar minhas mãos, seus olhos verdes estavam conectados com os meus era sempre assim, e isso me deixava um tanto curiosa o que ela tinha visto em mim? 

- Você é incrível Camila. E sim eu quero sair com você. 

Acho que nunca tinha sorriso tanto na vida, a não ser quando Charlie nasceu, Lauren também sorriu e voltamos a conversar tudo fluía muito facilmente com ela.

[...]

- E foi assim que perdi meu BVL com Demi. 
- Aí Deus Camz isso foi traumático. 
- Nem me diga a língua dela fixava mexendo na minha boca era nojento.

Gargalhamos juntas e quando olhei no relógio passava das 6:55. 

- Nossa são quase 07:00 horas. 

Assim que ela disse isso Sr e Sra. Hernandez entraram pela porta. 

- Bom dia menina Camila, menina Lauren você por aqui? 
- Olá tia Pati, tio Jerry, vim visitar a Camz. 
- Como foi o movimento hoje querida? Sabe que não precisa trabalhar tanto assim. 
- Eu sei dona Patrícia mais preciso, foi tudo tranquilo Troy e Shawn cuidaram do caixa, alguns clientes entraram e quando deu o horário eles foram embora e Charlie está dormindo no berço. 
- Você pode ir agora Camila precisa estudar. 
- Obrigada Jerry. 

O homem sorriu veio até mim e me abraçou adorava tio Jerry era um verdadeiro pai. Me levantei e chamei Lauren fomos para trás do restaurante e ali estava uma Charlie dormindo tranquilamente queria poder dar o mundo aquela garotinha e sentia tanto por não poder, querendo ou não ela precisava de cuidados e mesmo achando errado teria que começar a guardar dinheiro para nós, só esperava que mama e papa não descobrissem. 

- Vamos eu levo vocês e nem adianta negar. 

Olhei para Lauren e ela observava minha irmã em apenas um dia ela me fez tanto bem que era até estranho imaginar o dia sem ela. 

- Ok, já são 07:05 eu chegaria atrasada de qualquer jeito, mais e você? 
- Pode ter certeza que tempo é o que não falta. 

Concordei e peguei minha irmã sonolenta no colo, saímos pela parte de trás da lanchonete e seguimos até o carro de Lauren, de longe os pais de Ally nos disseram tchau e assim partimos. Charlotte dormia na cadeirinha no banco de trás e de tempos em tempos eu a observava. 

- Por que tem uma cadeirinha? 
- Tenho uma sobrinha ela se chama Claire, é filha de Christopher.
- Quantos anos ela tem? 
- 4 e meio, podemos sair e levar as duas para brincar o que acha?
- Gosto da ideia, obrigada por tudo que fez por mim. 
- Obrigada por deixar. 

Lauren parou no semáforo e ficamos nos olhando, o castanho no verde e o verde no castanho, aproximamos nossos rostos e quando seus lábios iam tocar os meus uma buzina forte soou atrás de nós, acabamos nos assustando e Lo seguiu caminho. 

[...]

- Obrigada Lern de verdade. 
- Não precisa agradecer Camz, até daqui a pouco? 
- Até daqui a pouco. 

Sai do seu carro e ela me entregou Charlie, a menor ainda dormia eu estava com pena de acorda-la, seus horários eram malucos, mais o que eu podia fazer? Não tinha com quem deixá-la. Entrei em casa com um certo esforço para abrir a porta e percebi que não tinha nada mais nada menos do que somente eu e minha irmã em casa, subimos para nosso quarto e a deitei na cama ela continuou dormindo e pegou seu bunny, eu fui para o banheiro e tomei um banho rápido, voltei e ela ainda dormia meu celular vibrou e era Dinah. 

•• Diga que está sozinha que quero entrar. 

Mandei uma mensagem dizendo que sim e logo a loira estava dentro do meu quarto. 

- E então?

Olhei para a mesma enquanto colocava minha calcinha e não entendi. 

- E então o que? 
- Como foi com Lauren? 

A hora que escutei seu nome não teve como não sorrir, em tão poucas horas ela foi tão gentil comigo que fiquei um tanto animada. 

- Foi bom. Conversamos a noite toda. Disse a ela que estou interessada. 
- E ela? Não coloca esse sutiã não é feio!
- É feio por que eu peguei de você ou por que fica melhor em mim? Enfim ela também disse que está afim China, ela está afim de mim!
- Não sei o por que acha isso uma surpresa você é linda Mila. 
- Eu não mereço Dinah, não quero envolver Lauren na minha bagunça de vida. Se importa de deixar Charlie na sua casa? Ela está tão cansada. 
- De modo algum, vamos então? 
- Claro vou assim Dinah sem nada. 
- Lauren iria gostar. Coloca a calça camuflada o cropped preto e farei tranças em você. 

Concordei e assim fiz, Dinah era minha irmã de outra mãe e eu não podia ser mais feliz em tê-la. 

[...]

- E não rolou nenhum beijinho? 
- CheeChee já disse que não. 
- Nem um selinho? 
- Por Deus Dinah! Não! 

Sentia minhas bochechas queimarem e ela me olhava desconfiada.

- Nem um momento? 

Travei na resposta e ela começou a gargalhar.

- Estávamos no semáforo e.. Quase aconteceu porém alguém buzinou e acabou o tempo. 
- Vocês tem todo o tempo. Chegamos.. A se prepare sua aula de química é com seu amorzinho.

Revirei os olhos e saímos do carro, mais como sempre alguém me chamou e tive que fazer o que era paga pra fazer, vendi para umas 6 pessoas diferentes e por isso acabei chegando atrasada na aula de química. Olhei todos os lugares e só tinha um vago, Lauren mexeu com as sobrancelhas e fui até ela. A mesma me olhou de cima a abaixo e ter aquele olhar enigmático em mim me deixava quente ainda mais por fazer meses que não transava. 

- Bom dia Camz.
- Bom dia Lern. 
- Ando me perguntando se você consegue ficar mais linda do que já é, a resposta é sim. 
- Ando me perguntando o mesmo nas últimas 24 horas. 

Me sentei ao seu lado e beijei sua bochecha, Lauren fez o mesmo comigo e voltamos a prestar atenção no professor, não nego que às vezes ficava a observando trabalhar no nosso projeto, ela literalmente tinha me deixado enfeitiçada.


Notas Finais


Espero que tenham gostado amores até 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...