História Desculpa, eu te amo. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga
Tags Jikook, Kookmin, Yoonmin
Visualizações 385
Palavras 3.258
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais uma One pra vcs♡
Dessa vez ela é meio Yoonmin , pq pediram e eu sou uma Unnie boazinha 😄😙

Boa leiturinha ♡♡♡

Capítulo 1 - Capitulo Unico.


Seus olhos praticamente nem se moviam. Seus lábios se entortavam em um mínimo sorriso ao ver aquele corpo se movimentar de forma graciosa e delicada. Suas mãos suavam a cada movimento perfeito que seus olhos detectavam.

Park Jimin abalava o coração de Min Yoongi de forma brusca. Deixava o rapper com a cabeça longe e o peito dolorido. Paixão essa, que começou a aproximadamente dois anos, ao mesmo tempo que Jimin começou a se envolver com Jungkook. E esse era o motivo para Min não expor seus sentimentos. Gostava de seus dongsaengs mais do que qualquer coisa. E principalmente os respeitava, acima de tudo. Respeitava o fato do amor de sua vida ser apaixonado pelo maknae do grupo. Respeitava o fato de ambos trocarem caricias a sua frente. Respeitava o fato de que seu coração não aguentaria mais dois minutos perto daquele menino baixinho e bonito que estava ali.

Se levantou do chão, onde descansava após os ensaios, mas tencionou seu corpo ao ouvir seu nome.

-Hyung! – Jimin se aproximou com seu sorriso encantador, jogando seus cabelos platinados para trás, de forma que desgrudassem da testa. -Podia me levar pra comer algo, estou faminto.

-Não vai dar, Jimin! – suspirou, evitando encarar os olhos brilhantes do outro.

-Hyung, por favor! – o menor se agarrou aos braços do Min, formando em seus lábios um bico manhoso. -Por favorzinho! – disse, agora agarrando sua cintura.

-Não aja como uma criança. – revirou os olhos, afastando Jimin de si. -Tudo bem...mas coloque um casaco.

Jimin bateu palmas animado. Correu ate a cadeira e pegou seu moletom, o colocando em seguida. Acompanhou seu hyung, que já passava pela porta da sala de ensaios e seguiram para a saída da empresa.

.

.

.

Já era noite, Yoongi e Jimin haviam acabado de chegar de uma lanchonete.

-Hyung! Onde estavam? -Jungkook correu ate os mais velhos com uma cara nada boa.

-Jimin estava com fome. O levei para comer. -Yoongi deu de ombros.

-Jiminie...podia ter me avisado. – um bico foi formado nos lábios do mais novo.

Jimin abriu um enorme sorriso e agarrou Jungkook, capturando seus lábios em um selar e enlaçando a cintura do mais alto.

-Não sou obrigado a ver essas coisas. – o mais velho ali revirou os olhos e saiu batendo os pés.

Os mais novos começaram a rir da reação do Min, o que era comum entre eles. Mas para Yoongi, aquilo era verdadeiramente incomodo. Era doloroso assistir aos carinhos trocados pelo casal.

Min deitou em sua enorme cama de casal, deixando seu corpo estirado na mesma como se desejado que o mesmo se fundisse com o colchão. Não conseguiu fechar ao olhos um segundo sequer, não conseguia tirar o sorriso de Jimin da cabeça. Virou...virou e virou varias vezes de um lado para outro. Tapou a cabeça com o travesseiro. Deitou de todas as formas possíveis em sua cama. Mas nada do sono vir. Virou-se de bruços e enfiou as mãos por baixo do travesseiro quentinho, achando que agora sim pegaria no sono. Ate ouvir os gemidos vindos do quarto ao lado.

Aquilo o fez bufar. O fez querer arrancar os cabelos negros de sua cabeça. O fez querer entrar naquele maldito quarto e esfaquear Jeon Jungkook ate a morte.

Jungkookieeeh...”

O gemido do platinado ecoou por seus ouvidos, despertando uma sensação em seu corpo. Yoongi adorava ouvir a voz manhosa do baixinho, mesmo que a mesma gemesse o nome de outro, aquilo o afetava.

Se levantou frustrado e decidiu sair daquele quarto. Seguiu para seu “escritório” , que era a prova de som e também a prova de incomodo. Ativou sua senha e trancou a porta atrás de si, se direcionando ate onde se encontrava o primeiro amor de sua vida. Seu mini piano portátil, o qual havia ganhado de presente de sua mãe, antes de debutar com o grupo.

Sentou ali, deixando que seus dedos passeassem pelas teclas desgastadas do piano. Suas mãos ansiavam por algum contato e rapidamente já se encontrava dedilhando os acordes de “I Need U” , musica que gostaria que Jimin ouvisse e soubesse o que o moreno sente por si. Mas Yoongi nunca faria isso. Nunca destruiria o relacionamento de seus melhores amigos. Nunca os magoaria.

Não sabia quanto tempo havia ficado ali. Não sabia que horas eram ,mas sabia que estava a um bom tempo tocando a mesma musica. Seus dedos já estavam cansados.

Ouviu os dígitos de seu alarme serem apertados e logo o bip de que sua porta estava aberta. Suspirou , pois sabia quem era. Park era o único ali que sabia sua senha.

-Hyung, vi a luz daqui acesa. Não vai dormir? – sua voz era baixa e calma.

-Perdi o sono. – bufou. -Porque não volta pro Jun...quarto? -mordeu o lábio com seu erro, vendo Jimin sorrir.

-Também perdi o sono. E Jungkook já esta dormindo. – sorriu ao ter o olhar de Yoongi sobre si.

Jimin estava de pijama, seus cabelos completamente atrapalhados. Lábios inchados e bochechas coradas. Tudo indicava que o garoto havia acabado de transar. Yoongi suspirou. Aquela imagem de seu dongsaeng o deixava desnorteado. Seu coração acelerou e seus olhos se fecharam em reprovação.

-O que estava tocando? – o sorriso continuava nos lábios do platinado.

Yoongi percebeu que suas mãos ainda se encontravam sobre as teclas e sorriu.

-I Need U.... – disse direto, vendo o baixinho assentir. -Quer ouvir?

O menor afirmou eufórico. Amava ver seu hyung tocando piano. Seus dedos pareciam deslizar e Park amava assistir tudo de boca aberta e olhos vidrados. Puxou a outra cadeira para perto de Yoongi e se jogou na mesma, cruzando as pernas que cabiam perfeitamente sobre o acento da mesma. Yoongi riu com a cena e dedilhou o toque inicial da canção. Seus dedos dançavam sobre as teclas como se automaticamente fossem conectados com o instrumento. Jimin sorria, fechou os olhos e passou a língua pelos lábios, antes de começar a cantar o refrão.

Yoongi estava hipnotizado. Seus olhos não conseguiam desviar dos lábios carnudos, do rosto angelical. Quase errou uma nota ao ter sua atenção voltada ao platinado. A musica acabou e ambos se encontravam inertes , cada um em seu mundo particular. Jimin pela musica de seu hyung. Yoongi pela presença de seu dongsaeng.

-Eu queria saber tocar assim... – se aproximou de Yoongi, deitando a cabeça em seu ombro.

-Eu queria ter você... – o moreno disse sem pensar, se martirizando por tal ato.

-O que disse? – Jimin se levantou rapidamente e encarou seu hyung, confuso.

-Eu queria ter você. – disse firme, colando o olhar ao do outro, que se encontrava confuso. -Eu queria...queria te beijar.

-Hyung...

Jimin tentou se afastar mas teve seu pescoço puxado bruscamente. Se assustou ao ter os lábios de Yoongi nos seus. Seus olhos estavam arregalados mas algo não o deixava tentar sair dali. Min forçou sua língua contra os lábios carnudos do outro, se surpreendendo ao ser aceito pelo baixinho. Seus lábios se mexiam em sincronia, suas línguas se entrelaçavam afoitas. Jimin estava confuso, não entendia o porque de Yoongi estar fazendo isso, mas não reprovava o ato. O platinado estava quase caindo de seu assento, enquanto tentava colar seu corpo no do mais velho. Algo crescia ali entre os dois, e Jimin sabia que era errado. Principalmente porque...por causa de Jeon.

-Yoongi... -se separaram, ainda ofegantes e sem ar.

Jimin se levantou e começou a andar de um lado a outro. O que havia feito? Havia acabado de trair Jungkook? Com seu Hyung? Como assim ? Porque não o impediu?

Eram tantas perguntas. Mas nenhuma resposta.

-Desculpa. -ouviu a voz arrependida de Yoongi. – Me desculpa mesmo! -o moreno socou as teclas do piano e saiu bufando de seu escritório.

Park não sabia o que fazer. Como voltaria para seu quarto, onde Jungkook dormia após terem feito amor. Como encararia o mais novo após ter beijado seu Hyung?

Ele estava perdido.

☆●☆●☆

-Bom dia flor do dia!- Seok Jin atrapalhou os cabelos claros de Jimin, que mantinha uma face nada agradável logo cedo.

-Bom dia, hyung. – disse seco ao mais velho.

-O que houve? Brigou com Jungkook de novo ? – o mais alto riu, depositando um pedaço de bolo na frente do menor.

-Não é nada , Jin! – suspirou. -Só tive uma noite mal dormida.

-Se diz... – o mais velho deu de ombros e foi preparar o café dos seus dongsaengs.

-Bom dia. -Yoongi aparece esfregando os olhos e logo cessa seus passos ao ver Jimin na bancada.

-Min Yoongi fora da cama logo cedo? O que esta acontecendo nessa casa? – Jin negou com a cabeça, enquanto ria.

Os outros dois se entreolharam de forma tensa e logo desviaram os olhares ao ver Taehyung entrar no local. O menino começou a tagarelar de como havia sido sua noite no cinema com seu amigo, Minho. Ninguém ali prestara a atenção, a não ser Jin, que ria da historia do mais novo. Jimin e Yoongi mantinham-se calados, tomando seu café da manha enquanto algumas vezes, seus olhares se esbarravam. Ambos incomodados com o ocorrido na noite anterior. Yoongi com medo de perder a amizade do menor. E Jimin confuso com os sentimentos de seu hyung e com os seus próprios.

-Bom dia! – Jeon entra na cozinha apenas de cueca, fazendo Jin o acertar com uma colher e resmungar. -Aish. Bom dia, amor! – deixou um beijo no topo da cabeça de Jimin, deixando o mesmo, incomodado.

-Dia... – o menor respondeu sem interesse, continuando a comer seu bolo.

-Jungkook, senta aqui! – Taehyung puxou o mais novo pra seu colo, enquanto tornava a falar da noite anterior.

Jimin não se importou com a cena. Jeon e o Kim eram melhores amigos e sempre agiam assim. Mas ele evitava encarar o maknae, não queria encarar Jungkook, não tendo beijado Yoongi a poucas horas. Se sentia péssimo com isso. Mas não se sentia assim em relação ao beijo. Ele havia...gostado!?

Logo a cozinha estava inquieta e barulhenta. Todos já haviam acordado e Jimin só se deu conta ao ser sacodido por Hoseok.

-Minie ! Vamos dar uma volta , já que temos folga hoje. – o maior sorriu, sacodindo novamente o amigo.

-Ah...hyung, pare com isso....Aish. – deu alguns tapas leves em Hoseok, que começou a rir. -Cadê o Yoongi? – perguntou ao dar falta do garoto, que não se encontrava mais ali.

-Acho que foi dormir. – deu de ombros e se levantou da cadeira. -Vamos.

-Melhor não, estou me sentindo mal hoje. – deu um riso fraco, fazendo Hoseok assentir. -Se divirtam por mim.

-Esta tudo bem, hyung? – Jungkook enlaçou o pescoço do platinado com seus braços. O mesmo assentiu. -Posso ficar se...

-Não...vá. – sorriu, se virando e dando um selar rápido no mais novo. -Va se divertir, Gúkieh!

-Tudo bem... – retribui o selar que havia ganho. -Ate mais tarde.

Se despediram e logo a casa se encontrava vazia. O silencio que prevaleceu ali deixou Jimin aflito. Ele sabia que Min estava em seu quarto, sabia que teria que enfrentar o garoto e tirar suas duvidas. E ele não iria esperar muito pra isso.

☆●☆●☆

-Yoongi hyung! – deu duas batidas na porta. -Posso entrar? – forçou a maçaneta mas a mesma estava trancada. Bufou.

-Vai embora, Jimin! -ouviu a voz rouca do outro lado e revirou os olhos. Yoongi estava sendo infantil.

-Se não abrir...vou arrombar. – engrossou a voz, dando um soco na madeira a sua frente. -Você sabe que sou capaz.

Jimin, apesar de pequeno e sensível, era forte. Min já havia sentido na pele, uma vez que o platinado o jogou na parede quando tentou separar uma briga do mesmo com Jungkook. Os garotos costumavam rolar pelo chão do dormitório quando discutiam e as vezes acabavam se machucando. Mas logo estavam entre beijos e abraços novamente.

O mais velho foi a passos lentos ate a porta, a abrindo em seguida. Onde encontrou Jimin de braços cruzados e batendo o pé no chão.

-Precisamos conversar. – o menor adentrou o quarto , se jogando na cama de Min.

-Não podemos simplesmente esquecer? – Yoongi arqueou a sobrancelha, coçando a nuca em seguida.

-Não...quero saber porque me beijou. Quero saber porque disse que me queria...você por acaso sente algo por mim? – despejou tudo que queria saber, deixando o moreno sufocado.

-Sinto. – disse sem protestar. Yoongi não era de mentir.

-Porque nunca disse nada? – Jimin agora se levantou, indo em direção ao de cabelos negros.

-E do que adiantaria? Você simplesmente me negaria e jogaria ainda mais na minha cara que ama o Jeon. – bufou. -Eu não quero atrapalhar vocês, não quero ser pivô de um termino. Eu sinto muito gostar de você.

-Yoongi... – Jimin sorriu sem jeito. -Eu gosto de você. Da mesma forma que gosto do Kook. – atrapalhou os cabelos. Aquela maldita mania. -Mas foi ele quem me correspondeu, foi ele quem me aceitou. Eu apenas me entreguei.

-Você o ama...não da mesma forma que me ama, ou aos meninos... entenda isso. – o mais velho suspirou frustrado. -Vamos apenas esquecer isso.

-Como? Como vou esquecer se aquele maldito beijo me deixou confuso? – Jimin riu sem vontade. -Eu quero te beijar novamente.

-O que? – Yoongi o olhou incrédulo.

-Eu disse... – deu alguns passos a frente. -Que quero... – deu um breve selar no moreno. -Beijar você....

Seu lábios iniciaram um movimento lento, mas repleto de desejo. De ambas as partes.

Em poucos minutos , Jimin se encontrava na cama de seu hyung. Completamente entregue e sedento. Se sentia mal por Jeon? Sim... mas estava louco para ser fodido por Min Yoongi. Física e psicologicamente. O quarto havia ficado quente, o único barulho que se podia ser ouvido era o dos corpos se chocando, as dermes suadas e os estalos dos lábios necessitados.

Só não contavam com a voz de Jungkook invadindo o quarto.

-Hyung, você viu o.... – o maknae petrificou na porta do quarto, arregalando seus olhos. -Jimin...

-Jungkook! – o platinado empurrou Yoongi, que se cobriu com o lençol e encarava o mais novo com vergonha.

-Eu...vocês não podiam ter feito isso comigo. – o mais alto mordeu o lábio inferior, deixando que uma pequena lagrima saísse de seus olhos.

-Kook.... – Jimin se enrolou em um dos lençóis e correu ate o maknae. -Me perdoa por favor. – seu rosto já se encontrava encharcado.

-Perdoar? – riu nasalado. -Me poupe. – seu olhar se desviou para seu hyung, ainda na cama. -A quanto tempo eu tenho sido o idiota nessa historia?

-Kook, a gente nunca fez isso... – Jimin mordeu o lábio e fungou. -Foi a primeira vez.

-E seria a primeira de quantas? – Jeon engoliu o choro que queria sair.

-Kook.... – o platinado tentou se aproximar mas foi empurrado bruscamente pelo mais alto. Sendo socado na porta de madeira.

-Cala a boca. – limpou os olhos de forma irritada. – Eu to’ decepcionado com vocês.

Um soco foi desferido na parede ao lado da porta. Mas o mesmo parece ter atingido o coração de Jimin. O garoto se debulhou em lagrimas, enquanto apertava o tecido que lhe cobria. Min Yoongi também possuía lagrimas nos olhos. Ele nunca...nunca iria querer passar por isso. Havia tudo saído dos eixos. Tudo havia dado errado.

☆●☆●☆

Ji-Jimin-ah... venha ate o hospital do centro. Jungkook sofreu um acidente e esta em estado grave.”

A voz de Hoseok ecoava na cabeça do menor. Jimin saiu de camiseta e bermuda, apenas enfiando os pés rapidamente em seus tênis. Pegou o primeiro taxi que encontrou e seguiu para o hospital.

Taehyung estava acabado. Seus olhos não se controlavam em liberar toda a agua de seu corpo. O coração de Jimin se partiu ao ver o amigo daquela forma.

-TaeTae! – correu ate o Kim, que chorou ainda mais. -Não me diga que...

-A gente ainda não sabe. O Nam ta lá dentro conversando com o medico. – fungou.

-Como ele sofreu esse acidente? – Jimin sabia que Jungkook não estava bem. E sabia que ele era o motivo.

-A gente tava’ na quadra quando ele passou correndo. Ele parecia estar chorando e não respondeu quando Jin hyung chamou. – cessou um pouco suas lagrimas. -Vocês brigaram ? Porque ele havia ido ate o dormitório.

-Foi...só uma briga boba. – o platinado suspirou pesado. -Como todas as outras. -mentiu outra vez. -Mas essa foi definitiva, acho que não vamos mais ficar juntos.

-Não pense assim, vocês sempre voltam e...

Taehyung foi interrompido por Namjoon, que se aproximava no corredor com um pequeno riso nos lábios.

-Nosso maknae está bem. – o líder sorriu , fazendo todos suspirarem em alivio. -Só esta bastante machucado e fraturou as duas pernas.

-Menos mal. – Tae respirou fundo.

-E-eu posso vê-lo? -Jimin apertou uma mão na outra.

-Ele...ele não quer te ver. – Namjoon suspirou, sabia que havia algo errado.

-Tudo bem. -o platinado mordeu o inferior das bochechas, tentando descontar a frustração.

Sabia como Jungkook se sentia, se colocava na pele do garoto e imaginava o quão magoado o maknae deveria estar. E tudo por um impulso, uma confusão em seus sentimentos e a falta de coragem de tentar tomar a decisão certa.

Olhou para a entrada do hospital e viu Yoongi a cruzando. Respirou fundo. Estava criando algo por Min que não era certo, não era certo com Jeon e com tudo que tinham construído. Eram amigos acima de tudo. Suga era seu hyung. Ele não podia alimentar esse sentimento que talvez fosse apenas carnal, ou uma confusão no coração ou o que fosse.

Yoongi baixou o olhar ao ver o platinado e seguiu ate Namjoon , que o explicou o que houve. Assentiu a tudo, calado. Sabia que era culpa sua e de seus instintos não terem se controlado perto daquele ser tão perfeito. Entendia porque o maknae era tão apaixonado por Jimin. Tinha completa noção.

Decidiram que Jimin iria sim ver Jungkook, mesmo que contra a vontade do ultimo citado. O menor assentiu e caminhou em direção ao quarto do mais novo, logo outro membro iria ate o quarto do menino.

Abriu a porta receoso, deu um longo suspiro ao ver que Jungkook, assim que o viu, revirou os olhos e fechou a cara. Jimin mordeu o lábio inferior e fechou a porta atrás de si.

-Oi. – disse baixo, como um cãozinho amedrontado.

-Sai daqui. – a voz do mais novo era seca e cheia de magoa.

-Me deixa pedir desculpas. – o platinado se aproximou e se sentou a beira da cama. Jeon revirou novamente os olhos.

-Não existem desculpas para o que vocês fizeram. Talvez fosse perdoável se tivesse me traído com uma pessoa fora do nosso grupo de convivência. – bufou. -Eu aceitaria ate se fosse com o Taemin.

Park arregalou os olhos e riu nasalado, percebendo que o garoto a sua frente havia se irritado, o que o deixava ainda mais fofo.

-Eu só peço que me de mais uma chance. A ultima. – se aproximou ainda mais, deixando seus rostos próximos. O que causou um incomodo em Jeon.

-E se você falhar novamente? – suspirou.

-Deixo você me bater ate perder as forças. – riu de modo fofo. -Eu te amo Gúkieh.

-Eu também te amo Jiminie....mas ainda estou magoado. – suspirou novamente, dessa vez mais sofrido. – Logo o Suga hyung?

-Vamos esquecer isso....da mesma forma que irei esquecer que Suga hyung e eu tivemos alguma coisa.

Sorriram e selaram seus lábios apaixonadamente.

Yoongi ouvia tudo do lado de fora do quarto. Ouvia tudo com um mínimo sorriso nos lábios. Sempre soube que Jimin nunca seria seu. Jimin nunca sentiria por si o que sentia por Jeon. Ele sempre soube que não seria reciproco.

Jimin abraçou Jungkook e desviou seu olhar para a porta. Viu Yoongi dar um sorriso e sorriu junto ao mais velho.

Sentiu seus olhos marejarem ao entender o que o outro havia dito.

-Desculpa, eu te amo.


Notas Finais


Espero que gostem 😄
Fiz com carinho e amor ♡
Bjs da Unnie ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...