História Desde o Primeiro Encontro - Vauseman - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Adolescentes, Alex Vause, Drama, Festa, Lgbt, Orange, Piper Chapman, Revelaçoes, Romance, Tensão, Vauseman
Visualizações 33
Palavras 4.419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite,

Esse capitulo assim como também os próximos no decorrer da história serão passados no Colégio, Casa da Alex, Casa da Piper..
Em outros capítulos teremos também o Clube Campestre, o Bar Star Café, o Hospital ... Etc... Sempre os lugares intermediando as conversas!

Se acharem confuso me avisem por favor!

Boa leitura!
Não deixem de dar a sua opinião nos comentários, é muito importante para mim!
Obrigada!

Capítulo 2 - O anel


Fanfic / Fanfiction Desde o Primeiro Encontro - Vauseman - Capítulo 2 - O anel

 

Piper PV

Entrando em casa meu pai já começa com as broncas. “Hoje é dia!!!”

-Calma Bill, graças a Deus a Piper está ótima!

-Minha Filha, que susto você deu na gente e tudo isso por causa de uma mentira? Se você tivesse falado que tinha ido nesse curso de mergulho nada disso teria acontecido -Disse meu pai me seguindo quando eu entro passando peça sala, ele está chateado comigo é claro!

-Foi mau pai!

-Claro, nada disso teria acontecido, porque os dois carretões aí nunca teriam deixado a sua bonequinha de porcelana fazer um curso de mergulho. -Falou meu irmão se sentando em um dos sofás da sala de frente para nós que estamos de pé no meio da sala

-Olha Call eu não falei com você.

-Bill, Call, por favor, não é hora de disso agora, imagina só se os bombeiros não chegassem lá a tempo? Não quero nem pensar nisso!

-Ok, agora está tudo bem, ela está em casa sã e salva e é só isso que importa. – Disse o meu pai, me olhando nos olhos e me dando um beijo carinhoso na testa -Agora você vai ter um castigo, por causa da mentira!

-Ah que castigo pai?

-Para começar você já pode esquecer esse de curso de mergulho.

-Ahahaha eu não disse? -Call se levanta rindo ironicamente apontando para mim com a mão.

-Fica quieto Call -Responde meu pai

-Eu sabia que vocês nunca permitiriam que ela fizesse o curso! Eu sabia!! -Fala Call saindo revoltado da sala subindo as escadas rumo aos quartos que são no segundo andar.

Call é um irmão super protetor nos damos muito bem apesar de seu jeito mais rebelde de ser, ele é mais velho que eu 1 ano, e ele e meu pai nunca se dão bem, vivem em pé de guerra!

-Ta bem pai, eu acho justo ter que sair do curso -Digo isso saindo logo atrás de Call em direção ao meu quarto -E sabe porque? É que a partir de hoje muita coisa vai mudar mesmo! -Digo isso soltando um largo sorriso, pois me lembrei da Alex e que em breve eu iria encontra-la de novo!

Entro em meu quarto e não quero mais nada além de um banho, pois depois de um dia desses nada melhor para relaxar.

Já estou em minha cama, pronta para dormir, mas não consigo pregar os olhos, então fico olhando para o teto imaginando mil coisas... Meu quarto é bem grande bem de patricinha mesmo, tenho meu notebook em uma escrivaninha à frente da cama para meus estudos, pois sou bem nerd mesmo, sou sempre a melhor da sala. Nas paredes brancas alguns quadros e prateleiras com meus livros preferidos também alguns porta retratos.

Dormi pensando em Alex, no que passamos e imaginando como ela estaria e se estava bem? E quando nos veríamos novamente!! Somente aquele anel me dava esperanças! Também estava um pouco preocupada né, pois não sabia como ia ser de agora para frente, pois meus pais são muito caretas e nunca iriam aceitar que eu namorasse uma menina, e ainda tinha o Larry...

Alex PV

Chegando em casa com meu pai encontro Nick, Red que é a namorada do papai, e minha irmã caçula Tricia ela tem 13 anos e se acha a adulta da casa, elas já correm para a porta para ver como eu estava.

-Aiii graças a Deus, como você está Alex – Fala Tricia se agarrando em meu pescoço.

-Calma Tricia sua irmã está ótima, se cega desse jeito ela conseguiu botar fogo no depósito imagina só se ela tivesse enxergando? Fala meu pai dando uma risada e todos nos rimos junto.

Eles me acompanham pela casa me sentando em uma poltrona da sala.

Moramos em uma casa boa perto da escola e do clube, a sala é grande e espaçosa com dois sofás, duas poltronas e uma mesa de centro, meu pai fala que o espaço da sala sendo conjugada com a cozinha ajuda quando ele faz recepções para seus amigos famosos do meio do esporte.

-Senta aqui minha filha, senta!!

-Você vai ficar cega para sempre Alex? Pergunta Nick estranhando meus olhos que estão vendados com uma faixa branca para evitar a claridade.

-Claro que não Nick, só uns quatro dias até a queimadura da a córnea sarar.

-Você queimou a córnea no incêndio? Pergunta Red

- Que nada, essa menina passou o dia todo jogando vôlei no sol sem nenhuma proteção nos olhos, da para acreditar? Olha vou dizer uma coisa pra vocês em, a Alex hoje teve um dia quente! – Todos caem na risada

-Lee, mas só você para fazer piadinha com uma situação dessas né? Exclama Red seguindo meu paia até a cozinha.

- Eu estou fazendo graça para não preocupar mais a Nick e a Tricia porque a Alex hoje teve um dia difícil, ela passou por uma barra pesada, eu estou aliviado porque ela está bem agora, pode ficar tranquila você também!!

-O pai??

-Oi filha?

-E a Marissol?

-Que marissol Filha?

- A Garota que estava comigo no depósito pai.

-Ahh, eu nem vi direito filha, ela deve ter ido para o hospital ou para casa! Amanhã você liga lá no Hospital e vê se ela passou por lá é bom mesmo você ver como ela está!

-Pode crer pai, eu vou fazer isso mesmo -Falo isso com um sorriso de canto segurando o pingente que ela me deu! -Eu preciso muito encontrar com a Marissol de novo. Poxa o pior é que eu não sei nem o sobre nome dela.

- Alex você não perde tempo em, até cega consegue uma gata, não sei o que você tem sério, aliás, eu falei com aquelas meninas lá do clube e pra variar a elas perguntaram de você!

- Nick você podia me ajudar a encontrar a Marissol lá no Colégio né? Já que você conhece todo mundo! Eu não sei como ela é acho que vai ser difícil de encontra-la, mas eu vou contar com você!

- Fiiiaaa fica de boa, se tiver alguma Marissol naquele colégio a Nick Nichols aqui vai encontrar.. Achar gatinhas é comigo mesmo! -Responde Nick se gabando!!

Piper PV

Segunda feira, primeiro dia de aula estou tão ansiosa que mal dormi a noite, só penso que lá eu vou encontrar com Alex, com certeza ela também deve estudar lá!

Desço para cozinha e já estão na mesa tomando café minha mãe meu pai e o Call que também vai para o colégio comigo, como ele reprovou no ano passado esse ano vamos fazer o terceiro juntos.

-Call vê se leva a sério esse ano viu, não estou jogando meu dinheiro fora pagando o melhor colégio da cidade para você ficar fazendo graça, não vou aturar isso.

-Olha ae mãe!! O papai já começa logo cedo credo!

-Bill Chapman, vamos parando, deixa o garoto tomar café em paz.

“A paz que reina em nosso lar” Esses dois vivem em pé de guerra, essa é a família Chapman!!!

-Vamos logo que hoje eu vou deixa-los na escola, já que meu plantão é de manhã –Fala meu pai já se levantando da mesa, vive apressado!

Meu pai nos deixa no colégio e eu já fico de cara com a fachada, “Já adorei”, Pensei comigo mesma Nosso colégio é o Correa Dultra um dos melhores da cidade! Enorme com uma grande variedade de aulas para mim até parece um parque de diversões!

Call já está longe, e eu entro de vagar fitando tudo e todos, estou mesmo maravilhada, mas quem eu estou procurando mesmo ainda não encontrei!! “ALEX”

-Ei, Piper! Ouço alguém me chamando colocando as mãos em minha cintura!

-Larry!!! -O olho com cara de espanto -Ah é você!! -Ele logo me da um beijo rápido me cumprimentando!

-Estava me procurando né!!

-Não, é que eu estou meia perdida hoje mesmo -Falo me afastando..

-Amor você não se machucou naquele acidente não né?

-Não, não está tudo bem Larry

-Esta tudo bem mesmo? Você está com o olhar meio perdido, ta procurando alguma coisa?

-Olha Larry, eu estou ótima, eu vou pra aula to com pressa.

-Piper ...Piper... espera..

Já saio andando me perdendo dele entre os outros alunos.

Eis que encontro a minha sala, mas até agora não encontrei ninguém conhecido. Acho que vamos ter duas turmas do terceiro ano, por ter muitos alunos. A minha turma é o 3ª A, meu irmão também ficou na minha sala, acho que fui separada do resto do pessoal.

-Oi, tem alguém sentado aqui atrás de você? -Pergunto para moça que está na primeira fileira no centro da sala.

-Tem sim, você! -Me responde dando de ombros, virando para trás com um sorriso no rosto.

-Obrigada! -Já gostei dela!!

-Aposto que você é nova aqui no colégio né? Olha eu também sou nova, mas eu faço cara de quem ta aqui a séculos – Rimos juntas do comentário dela -Meu nome é Silvia e o seu? -Silvia é uma moça bonita, loira de cabelos curtos, parece ser bem desinibida, é bem vestida, ao contrário de mim que sou toda tímida.

-Eu me chamo Piper, Piper Chapman, muito prazer!

-Vem cá Piper? Você já reparou como tem gatas nesse colégio? Porque eu curto mulheres né.. -Me fala meio que sussurrando para ninguém ouvir e com um sorriso malicioso no rosto.

-Não -Respondo tímida mordendo o lábio inferior -Quero dizer já, já reparei sim, é que eu conheci uma garota nas férias que estuda aqui, a gente se conheceu em um incêndio sabia?

-Uaauuu -Silvia já me olha com uma cara safada erguendo a sobrancelha querendo saber mais da história. -Foi quente assim é?

-Nãao, foi um incêndio de verdade -Digo fitando ela gesticulando com minhas mãos, -A gente se conheceu no depósito do clube e de repente estava tudo pegando fogo e queimando, nem deu tempo de trocar endereço essas coisas, mas eu sei que ela estuda aqui, a gente ficou e olha só o anel que ela me deu! –Estico a minha mão mostrando o anel para Silvia.

-Poxaa! Esse anel é lindo, olha Piper quando você encontrar essa gatinha de novo é só você tascar um outro beijo de incêndio nela hahaha

-Então Silvia, mas o problema é que ela nem vai me reconhecer, ela estava cega e eu ainda dei um nome falso, “Marissol” que também foi o nome que usei para fazer o curso de mergulho sem meus pais saberem.

            -Cega de paixão? Ai que lindo haha

            -Não, é que ela ficou muito tempo exposta no sol jogando vôlei.

            -Há ela joga vôlei é? Que conhecidencia, porque a gata que está miando no meu coração também joga vôlei. 

            -Ah é? Bom tomara que não seja a mesma né hahaha -Brinco com Silvia que ri do meu comentário

            -Tomara haha

            - Atenção gente, bom dia! Vamos começar a aula! Eu sou o Professor Caputo, ministro aula de História e também sou o diretor do colégio!

            O Diretor Caputo é até bonitão, meio calvo e usa um bigode pra chamar atenção, ele tem uma cara de bravo..

            -Puts grilo, eu já vi essa aula antes, vai ser um saco ter que ver tudo de novo!

            Ouço uma voz semelhante vindo de trás logo me viro encontrando a Daya e a Flaka, Daya está repetindo o ano assim como meu irmão!

            “Ufa não estou sozinha”

No intervalo preciso encontrar a Lorna, ainda não contei pra ela a história do incêndio, talvez ela até conheça a Alex!

Hora do intervalo...

-Silvia, nem acredito que nessa escola vamos ter aulas de capoeira, eu não sei como se faz, mas quero muito aprender, não vejo a hora!

-Ah credo Piper, para mim só serve para ver o corpão das meninas hahaha, Piper da um tempinho aqui eu tenho que falar com alguém.

***

-Nick?? Tudo bem?

-Opa!! Agora melhorou!! Tudo bem Silvia?

-Tudo, olha sabia que foi muito legal aquele dia lá no clube? Você e a sua amiga sumiram eu nem vi mais vocês?

-É, naquele dia Alex teve uma parada no olho, ficou ceguinha por causa do sol..

-Engraçado, eu já ouvi isso antes!

-É, ela ficou presa em um depósito, rolou até um incêndio, mas em compensação ela conheceu uma garota lá, coisa de filme, ela deu até um anel pra ela, agora ta me enchendo o saco pra encontrar essa menina, mas ta difícil de achar sabia? Vem cá.. você conhece alguma tal de “Marissol?

-Marissol??? Não pode ser -Silvia responde confusa.. -Você tem mesmo certeza que o nome dela é Marissol?

- Tenho, Porque?

-Não, por nada, eu não conheço nenhuma Marissol não. “Se ela pensa que eu vou a deixar ficar com a Alex está muito enganada, essa gata já é minha” 

            No dia seguinte no Correa Dultra...

            -Lorna, já é o segundo dia de aulas e nada da alex.

            -Piper ela ainda deve estar se recuperando, um saco a gente ter ficado em salas separadas né!!

            -É mesmo, mas você está gostando da turma?

            -Sim, tirando a Nick o resto é legal, mana ela é muito chata... Você não a conhece ainda, mas vai me dar razão quando conhecer!

            -Huuum, altas tretas em haha, ela é bonita? Pergunto arqueando as sobrancelhas.

            -Ela é bonita sim, mas é insuportável. Responde Lorna bufando.

            -Bora Lorna que a aula já vai começar, beijo Fui!!

            -Até mais Piper!

            Já estamos na sala de aula, dessa vez com a professora Norma, ela da aula de Português! Norma é baixinha, cabelos castanhos e olhos claros, um amor de pessoa!

            -Piper, você não esta mais usando seu anel do amor? -Pergunta Silvia olhando para meus dedos.

            -Não, eu to deixando guardado lá em casa, acho melhor esperar a hora certa para usa-lo!

            -Piper, o que acha da gente estudar na sua casa hoje depois da aula? Podemos revisar as matérias, detesto ficar para trás!

            -Claro Silvia, podemos sim!

 

            -Mãnhee, -Entra Silvia fica a vontade!

            -Nossa Piper, que casa maravilhosa!!!

            -Olha mãe essa é a Silvia, ela é da minha sala e veio pra gente estudar!

            -Oi Silvia, é um prazer! Vou preparar um lanchinho pra vocês que já devem estar com fome!

            -Obrigada Mãe!

            -Piper o seu pai faz o que? Me pergunta Silvia, dando uma voltinha na sala reparando em tudo.

            -Ele é médico ortopedista, agora está administrando a clinica da família, foi por isso que nos mudamos pra cá, senta ai! -Indico um dos sofás para ela se sentar e começarmos a estudar!

            -Ah então é uma família de médicos? -Indaga Silvia andando pela sala  -Não é atoa que você escapou daquele incêndio sem nenhum arranhão, você deve saber dar primeiros socorros!

            -Sei alguma coisa. – Respondo sendo modesta porque na verdade meu pai já me ensinou tudo sobre primeiros socorros rsrs

          -Que história incrível Piper, tão romântica, imagina ficar presa com uma mulher dos sonhos em uma sala, dar uns beijos calorosos, trocar presentes, juras de amor... E ainda escapar de um incêndio??

            -E Olha que ela ainda estava cega em.. -Respondo erguendo os ombros e dando um suspiro.. “Ai Alex, quando será que vou te encontrar?”

            -Então Piper, ela nem sabe como você é né? E você ainda deu um nome falso...

           -Pois é ela se apaixonou pela Marissol né, Agora está nas minhas mãos, se eu não procurar por ela, ela nunca vai me encontrar!

            -E você esta com medo?

            -Um pouquinho –Respondo com um sorriso de canto e mordendo o lábio inferior, faço isso quando estou nervosa. -AAAhh Silvia, e se ela se decepcionar comigo?

            -Bom, então você mostra o anel pra ela e fala .. Você disse que era sério não disse? Me deu até isso como prova!!

            É.. é isso que eu vou fazer!! –Respondo com um sorriso esperançoso depois das palavras de Silvia. 'Nossa Silvia é uma ótima amiga, tive muita sorte em encontra-la!'

            -Silvia, tem outro problema que eu preciso resolver sabe, é o Larry meu namorado.

            -Pipeeer, você tem namorado? – Me pergunta com uma cara de espanto.

            -Tenho, mas já tem um tempo que nosso namoro está uma coisa chata, não esta rolando mais sabe. Ele queria algo a mais e eu não dei então ele mudou um pouco comigo, mas em fim, não está rolando mais. Tipo antes de conhecer essa garota do incêndio eu até achava que gostava um pouco dele, mas agora eu vejo que é só um carinho de amigo mesmo. Eu vou terminar com ele o quanto antes.

            -Calma Piper, pensa bem, de repente essa garota ai do incendo é só ilusão!!

            -Não, você não entende aquilo não foi ilusão, foi surreal o que a gente viveu lá, o beijo dela, seu toque, seu cheiro, eu nunca senti algo parecido antes, só de lembrar eu perco o chão!

            - Entendo amiga, mas falando em amor cadê o seu anel? Posso ver de novo?

            -Ah ele está lá no meu quarto, vou buscar pra você.. Só um minuto!

            -Aqui, guardei nessa caixinha de joias para não perder!!

            -Uau Piper ele é muito lindo, guarda ai de novo pra não ter perigo!

            -Piper estou com uma dor de cabeça, será que você tem aqui algum remédio?

            -Tenho sim Silvia, vou pegar na cozinha pra você! -Respondo deixando a caixinha com anel na mesa de centro da sala e corro até a cozinha!

            -Obrigada! Silva não perde tempo e pega o anel o guardando em seu sutiã rapidamente para que Piper nem perceba,  E quando o guarda se sente vitoriosa!

            -Aqui Silvia, toma esse que ele é o melhor.

            -Obrigada P, Mas eu acho que não estou muito bem já vou para casa -Silvia começa a caminhar rapidamente em direção a porta.

            -Silvia, espera, não vamos estudar? você não quer ver o anel de novo olha. -Falo com a caixinha na mão pronta para abri-la!

            -Não Piper, não.. Já vi, deixa ai guardado, só tira dai quando tiver certeza, para não correr o risco de perder OK?

            -Então, ta, vai lá, qualquer coisa me liga!

 

ALEX PV

            -Caramba pai, já é o terceiro dia de aula que estou perdendo, meus olhos já estão bons, estou enxergando direitinho

            -Nada disso mocinha, o médico pediu 5 dias de descanso para suas vistas.. Então vamos respeitar, amanhã você pode ir ok?

            -Nossa não aguento mais ficar em casa aff..

            Já é quarta feira e Nick ainda não conseguiu encontrar a Marissol, mas não vou perder as esperanças, pode ser que ela também se machucou no incêndio e não esta indo na aula né? Nesse pingente eu guardo toda minha esperança, tenho certeza que eu vou encontra-la, poder vê-la de verdade, beija-la de novo! Ouvir aquela voz suave e meiga quando está tentando me agradar e firme quando está irritada, a imagino muuito linda, queria ver ela irritada de novo! Seria capaz de irrita-la de proposito só para ouvir sua voz.. Que saudade da sua boca na minha, tela em meus braços novamente é tudo que eu mais quero!

            -Entra Nick

            -E ai Girafona, bora pra aula gata? Já está na hora de voltar a ativa!!

            -Nick, não vou à aula de novo acredita? Alguma noticia da minha garota?

            -Nada Alex, ninguém ouviu falar nessa tal de Marissol, Tirando o professor de mergulho do clube que falou que ela foi só um dia e não deu mais as caras. Eu to achando que essa garota foi alucinação sua em!! – Fala Nick me jogando a almofada.

            -Alucinação estrupício? E esse pingente aqui ó, foi ela que me deu, chama isso de alucinação -Falo isso mostrando a corrente que ela me deu que está em meu pescoço!

          -Ah, vai ver ela é uma daquelas vendedoras de bijuterias taradas que tirou o pingente só pra mostrar o decote pra você hahahaha você com essa cara de pegadora safada não me engana hahaha

            -Ei Nick, para já falei que ela não é assim, ela é meiga, tímida.. Um anjo! E eu to caidinha por ela.

            -Bla, Bla, Bla... Já que você não vai na aula eu vou indo!! Partiu!!! -Falou Nick saindo e batendo a porta.

**

            Enquanto isso no intervalo do Correa Dutra.

            -Ei Nick.. gata eu estava te procurando!! -Chamou Silvia.

            -Opaa, pode falar, você já encontrou a sua super Nick aqui!

            -Você é tão diferente daquela sua amiga né haha sei lá ela é super tímida e você toda atirada... Garanto que você nem conhece ela direito.

            -Que isso a Alex? Conheço ela desde criança! E ela nem é tímida você esta enganada!

            -Escuta você sabe onde ela mora? Queria dar uma força pra ela, ela esta perdendo muita matéria né!
                        -Sei sim, mas eu já estou passando tudo pra ela, não se preocupe gata! 

            -Imagina eu faço questão – Fala Silvia dando uma piscadela e molhando os lábios com a língua.

            -Ah já vi tudo... Vou te dar o endereço..

 

***

Que Tedio, ficar só dentro de casa, todo mundo sai pra rua e só eu aqui... hoje que meus olhos estão melhores Já joguei vídeo game, dormi, assisti umas séries, um filme, comi todas as besteiras da geladeira. Um verdadeiro tédio, ainda mais para mim que adoro um agito.         

Agora acabo de sair do banho, troquei uma roupa casual e despojada, já que só fico mesmo dentro de casa né!!

Campainha tocando!!!

            -Perai, já vai!! Já to indo!!

            -Alex...

            -Quem é você? -Uma moça muito bonita, mas nunca a vi antes!

            -Finalmente encontrei você Alex que saudade..

            -Mas quem é você? Pergunto novamente porque realmente nada nela é semelhante para mim, Já sai com várias garotas, mas essa não está na minha lista.

            -Como quem sou eu Alex, eu sou a Marissol!!

            -O que? – Respondo espantada, pois ainda não acredito no que estou ouvindo! – Marissol?

            -Você é a Marissol mesmo? A Marissol do incêndio?

            -É eu sou a garota que você conheceu naquele depósito, mas o meu nome não é Marissol, é Silvia.

            -Silvia?? –A questiono, porque além de feliz eu também não estou entendendo nada agora!

            -Euuu.. Olhaa,  Parece até brincadeira mas, eu tinha me inscrito num curso de mergulho e eu fiquei com medo de te dar o meu nome verdadeiro porque os meus pais são contra eu fazer esses esportes perigosos.

            -Mergulho perigoso?         

            -Ah.. Eles são assim Alex, Bom eu fiquei com medo que você conhecesse os meus pais, sei lá, eu nem te conhecia direito, ai depois também eu acabei me esquecendo de te contar a verdade, foi besteira minha.

            -Sua voz esta diferente Ma.. Quero dizer Silvia – Agora tudo esta confuso mesmo! A fito tentando ver alguma coisa que me faça lembrar da Marissol do depósito, mas realmente está muito estranho.

            -Você esta duvidando que eu esteja falando a verdade? Poxa.. você me deu esse anel aqui você se lembra?

            Quando vejo o anel em suas mãos um sorriso se abre em meu rosto, minha preocupação toda vai embora e eu a puxo para um abraço.

            -Me desculpa gatinha, desculpa, é que eu sonhei tanto em te encontrar que eu não acreditei quando você disse que era a Marissol, -Me afasto pegando em suas mãos, olhando agora em seus olhos -A minha Marissol agora é minha Silvia -Ela então se aproxima e me da um beijo que eu correspondo, é um beijo caloroso de língua!!

            "Tem algo estranho nesse beijo" e eu então me afasto confusa, parece que eu não estou pensando direito agora.

            -Nossa, Alex, foi tão difícil te encontrar..

            -Pois é, eu também pedi para uma amiga minha te procurar, porque estou aqui né sem poder sair com esse problema no olho.

            -E agora você está melhor?

            -Agora eu to, agora que você me encontrou eu estou ótima. –A olho com delicadeza e ela está com um sorriso lindo! –Silvia, Me beija de novo? -Peço colocando uma mecha de seu cabelo atrás da orelha -Só que tem que ser do jeito que você me beijou aquele dia você se lembra?

- Sim eu me lembro -“Puts aquela anta não deve nem saber beijar e eu aqui passando aperto, vou me fazer de boba dessa vez”

            Ela então se aproxima lentamente e me beija de vagar, vou sentindo seu gosto e o beijo e dessa vez é mais gostoso, seu toque é meigo!! "Ah Acho que isso era coisa da minha cabeça" A levo para o sofá e continuamos nos beijando.

            -Alex eu estou tão apaixonada -Me fala ela ofegante e querendo subir em cima de mim, estou gostando desse seu lado assanhada, mas acho que isso está muito estranho.

            -Eu também Mari.. quero dizer Silva, eu não consigo me acostumar com o seu nome, deve ser porque aquele dia você estava tão diferente né?

            -Aii Alex é a pressão né, eu estava com medo de ficar presa lá, você não estava enxergando, mas o que importa agora é que a gente esta junto.

            A gente se beija de novo, e nesse momento entra em casa Nick e Tricia..

            -Olha Nick a Alex já encontrou alguém pra cuidar dela.. Aham Aham... Chegamos... -Fala Tricia com a cara sapeca olhando pra gente se pegando no sofá.

            -E ai Alex, não vai apresentar pra gente essa gatinha?? Pergunta Nick

            -Nick, Tricia, essa é a Marissol, a minha deusa do fogo -Respondo abraçando Silvia por trás.

            -Ahhh então você é a famosa Marissol do incêndio? Minha irmã não parava de falar de você.

            -Ah é verdade eu estava muito ansiosa para te encontrar, até pedi para Nick tentar te encontrar no colégio não foi Nick? Indago Nick, mas percebo que ela não está com a cara boa.

            -É, é sim.

            -O que foi Nick? Parece que viu um fantasma??

            -Ah, Alex é que eu e a Nick já nos conhecemos, até estudamos lá no mesmo colégio. Desculpa Nick por não te contar sobre a Alex, mas eu queria fazer uma surpresa para ela.

            -Tudo bem gente, maneiro galera, mas Alex o nome dela nem é Marissol!

            -Eu já sei que o nome dela não é Marissol Nick, ela me contou toda história que enganou os pais por causa da parada da aula de mergulho, em fim..

            - Legal, se você tem certeza que é ela mesmo, bom pra vocês, eu vou indo nessa. –Saiu Nick sem olhar para tras.

            -Alex, agora que a gente se re-encontrou o que você esta pensando em fazer a noite?

            - A gente podia sair pra jantar né? O que eu acha de irmos lá no Star Café mais tarde?

            -Ótimo, vou até ligar para uma amiga minha, Piper, vou convida-la para ir com a gente quero te apresentar pra ela, mostrar pra ela que te encontrei e que você agora é minha!!

 

           

 

           

 

           

           

           

 

           

 

             

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Caramba, acho que essa Silvia ainda vai dar muito trabalho!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...