História Desde o Primeiro Encontro - Vauseman - Capítulo 55


Escrita por:

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Adolescentes, Alex Vause, Drama, Festa, Lgbt, Orange, Piper Chapman, Revelaçoes, Romance, Tensão, Vauseman
Visualizações 75
Palavras 5.496
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite,
Olha eu aqui de novo!! Que delicia 2 capítulos hoje! E pretendo continuar escrevendo mais ainda pela madrugada!

Capitulo descontraído, porém com um finalzinho chato... Espero que gostem!

Boa noite e perdoem qualquer erro! ♥

Capítulo 55 - Cotovia perigosa.


PIPER POV

Caminhei pra casa atordoada, minha cabeça fervilhava em pensamentos, eu fiquei muito magoada quando a Alex me chamou de falsa, doeu lá no fundo, poxa depois de tudo que passamos e nos prometemos a gente ainda acabar brigando assim? Será que isso nunca vai parar? Primeiro eu pego ela aos beijos com a Silvia, agora isso! Ela ta achando que eu sou o que em? Um saco de pancadas que aguenta tudo? Eu também tenho sentimentos.

Alex ligava insistentemente pro meu celular... Eu não queria atender, não queria falar com ela agora.. Desliguei meu celular pra poder conseguir pensar um pouco, e também pra fazer pirraça, um charme, ta pensando que vai ser fácil assim é?  Eu a amo, amo muito, tanto que dói, meu peito aperta quando brigamos, é frustrante, mas hoje ela conseguiu me deixar magoada de verdade!

Abro a porta e fito minha mãe na sala, me direciono a ela deixando minha bolsa no sofá.

— Oi mãe, mãe o que que a senhora e o meu pai foram fazer no Star Café?

Minha mãe estava estranha — Filha a gente foi lá te fazer uma surpresa, mas quem teve a surpresa fomos nós, pegamos a sua namorada dando em cima da sua amiga Lorna, olha mas a Lorna não queria, deve ser por ela ser sua amiguinha né?

Estreitei meu olhar confusa — Namorada, que namorada?

— Como que namorada a Nicky.

Meu Deus.. Queria rir quando entendi... Mas fiquei séria, fiz cara de surpresa e ofendida.

— Ahh, não, mãe.. — Cerrei os olhos a fitei incrédula, levei a mão no coração — Perai mãe você tem certeza?

— Claro que eu tenho certeza, eu vi, ela tava dando em cima dela na frente de todo mundo inclusive da gente!

Andei pela sala, me segurando pra não rir — Que absurdo mãe, na frente de todo mundo? Isso é horrível!

Minha mãe me olhava com pena, estava mesmo com dó de mim achando que eu estava mesmo sendo traída na cara dura!

— Eu sei filha, filha olha não fica assim não, eu tenho certeza que você vai encontrar alguém que te ame de verdade e principalmente que seja fiel.

Fingi que estava brava — Não mais eu vou conversar com a Nicky mãe, ela vai ter que me explicar essa história direitinho viu a se vai!

— Isso filha, faz isso, você não pode aceitar uma coisa dessas!

— Tá, agora eu vou pro meu quarto que eu to com dor de cabeça tá..

— Vai filha, eu pego um remedinho pra você ta! Não fica triste em!

***

Assim que Piper subiu, alguém batia na porta.. Carol foi atender.

Era Lorna que lhe sorriu gentil como sempre — Oi Dona Carol tudo bem?

— Tudo, tudo querida entre..

— A Piper ta ai?

— Ta sim, olha eu queria te pedir uma um favor Lorna, eu quero que você convença a Piper a terminar com a namorada dela!

Lorna arregalou os olhos, pensou que Carol havia descoberto tudo sobre Alex.

— Namorada?

— É, a Nicky!

Os olhos de Lorna se arregalaram de novo — A Nicky?

— É.. — Carol confirmou

Lorna riu — Haaa a Nicky, sei.. claroo, pode ficar tranquila Dona Carol, pode deixar que eu vou conversar com ela!

— Eu te agradeço muito Lorna, olha aquela garota não presta em, fica longe dela você também.

— Claro, nossa, pode deixar vou ficar bem longe!

Lorna subiu as escadas morrendo de rir, mas não entendeu nada na verdade!

***

PIPER POV

Lorna entrou em meu quarto morrendo de rir, ai eu contei pra ela a história do bilhete e tudo mais então ela entendeu a bagunça toda que eu fiz.

Mas agora eu contava pra ela sobre a minha briga com a Alex.

— Lorna a gente sempre acaba brigando, sempre, eu acho que essa briga das nossas famílias ainda vai conseguir acabar com o meu namoro com a Alex.

— Vira essa boca pra lá Piper, você sempre soube que isso seria difícil, mas o amor de vocês é muito maior do que tudo isso!

Me sentei na cama — É eu sei, mas as vezes é fogo aturar o mal humor de quem se ama!

Lorna riu — Imagina quando casar!

Gargalhei — Se isso for um estímulo, obrigada tá.

O telefone fixo tocou ..

Peguei, ia atender, mas imaginei que poderia ser a Alex e eu estava dando um gelo nela.

— Lorna, atende aqui pra mim por favor, vai atende vai.. — Estiquei minha mão entregando o telefone pra ela

Meu coração saltava no peito, pra falar a verdade eu já estava cansada desse gelo, queria mesmo era falar com ela, ouvir a sua voz.. Mas o orgulho é fogo né?

Lorna atendeu.. 

— Alo? Oii Alex, tudo, tudo bem!!  A Piper? Ela ta aqui sim, tá bom eu já vou passar!

Não pude conter, meu sorriso se abriu largamente e meu coração batia forte.

Eu já estava com os braços esticados eufórica pra pegar o telefone.

Peguei o telefone e respirei fundo, vou ouvir o que ela tem a dizer secamente. 

— Oi Alex..

Falei firme tentando conter a minha euforia. Pra falar a verdade a raiva já tinha passado.

— Ta com raiva de mim ainda?

Senti um tremor em sua voz..

Achei bonitinho..  Mais ainda não queria ceder, na verdade queria né...

— Não, eu não to mais zangada com você não! Eu to é decepcionada que é muito pior.

— Ai meu amor, que bom que você não esta mais zangada, você não sabe o alivio que eu sinto, eu estava quase indo ai na sua casa e fazendo uma loucura, eu até pedi pra Nicky ir ai ver como você estava, você me perdoa por favor, desculpa te decepcionar eu sou uma cafajeste mesmo, não te mereço, você me perdoa?

Ela dizia sem pausa, mal conseguia respirar, eu sabia que ela estava nervosa. 

Me joguei na cama, deixa ela sofrer mais um pouquinho pra aprender.

— Não sei não Alex, to pensando ainda!

Eu segurava o riso, por ver ela assim, nunca imaginei que era fosse correr atrás assim, eu estava mesmo era me sentindo. Ela me ama de verdade!

Sua voz era chorosa e derretida, estava de dar pena. 

— Amor não faz isso comigo não, olha eu vou ai na sua casa em... Me perdoa ou eu faço um escândalo, vou fazer serenata na rua, vou mandar aqueles carros de loucura de amor vou te matar de vergonha, você não sabe o que eu sou capaz de fazer!

Gargalhei, não pude mais resistir, afinal eu a amo mais do que tudo, chega disso ta bom já, ela mostrou que esta arrependida, daria tudo para ver a carinha dela.

— Claro que eu te perdoo meu amor!

Falei derretida, 

Ela suspirou, Um suspiro aliviado, deu pra ouvir

— Eu vou te fazer uma surpresa, me encontra a tarde no Star Café?

— Ta, ta bom e eu vou te cobrir de beijinhos pra te provar o quanto eu te amo!

— E eu vou te beijar muito, vou beijar em lugares que você vai ficar maluca..

Me derreti toda.. Como ficar brava com uma pessoa assim me fala?

— Ai para... bobaa..

Lorna tossiu me chamando a atenção, já que eu estava de bruços na cama olhando para o lado oposto da porta..

Me virei e lá estava minha mãe, Nicky e Lorna de pé me fitando.

Pensei  Ferrou...

— Depois eu falo com você tá..

Desliguei.

— Mãaee... — A fitei incrédula.

— Piper... — Olhou pra Lorna e Nicky — Vocês por favor esperem lá em baixo que eu preciso conversar com a minha filha!

Lorna e Nicky saíram do quarto..

Me levantei da cama — Mãe, mãe você não pode ir entrando assim!

Me fuzilou — Piper eu to chocada com o seu comportamento minha filha! Ta certo que a Nicky não agiu corretamente com você mas você já esta com outro namorado, namorada sei lá, no mesmo dia? Com quem você estava falando Piper?

Eu fiquei confusa, e agora? O que eu faço? Com quem eu falo que estava falando? Céus... Nada respondi.

— Responde Piper. — Minha mãe insistia, já estava com as mãos na cintura batendo os pezinhos

— Eu? Mas responder o que mãe?

— Responder quem era essa outra garota que você estava namorando no telefone.

Dei de ombros — Mas eu não tava namorando no telefone!

— Claro que estava sim, eu vi, eu não sei se vocês estavam namorando, ficando, ou flertando não me interessa como vocês chamam isso hoje em dia! Qual era o nome dele?

— O nome dele? O nome dele.. é.. a ta bom mãe, um dia você iria ficar sabendo mesmo — Passou pela cabeça contar a verdade, mas não sabia se devia..

Ela levantou o dedo — Espera.. eu já sei, Era o Larry? — Se sentou ao meu lado contente — Você esta voltando a namorar, flertar sei lá o que com o Larry? É isso filha?

Engoli em seco e dei um sorriso forçado — É...

Me abraçou eufórica... — Eu vou chamar ele pra um chazinho... adoro aquele menino gente! Ah eu sabia, eu sabia que você tinha juízo e bom gosto filha! Não se preocupa, eu não vou falar nada pra Nicky.

Gargalhei não tinha como, essa situação estava ficando cada vez mais enrolada —  Você gostou né mãe? Adora né?

Depois disso tudo, sai com as meninas pro Star Café, precisava encontrar a Alex, e ela ainda disse que tinha uma surpresa pra mim, estava ansiosa. 

Nicky tinha saído, disse que ia na casa dela e já voltava.. Fiquei com Lorna no bar..

Liguei pro Larry que já estava na minha casa, disse que minha mãe tinha chamado ele lá, ele não estava entendendo nada coitado, expliquei tudo e ele caiu na risada, disse que me ajudaria com o disfarce, mas não falei com quem eu estava namorando é claro.

Eu estava morrendo de rir daquela situação toda era cômico se não fosse trágico né? — Caramba Lorna, essa foi por pouco, o Larry já esta na minha casa, quase estraga a minha mentira! Se eu não ligo agora nem sei.

— Essa Dona Carol é fogo né? Não perde tempo mesmo. Olha e você não pode esquecer de contar isso pra Alex antes que de mais confusão ainda, você sabe como ela é ciumenta.

— É, verdade, mas e a Alex que esta demorando em? Será que esta acontecendo alguma coisa na casa dos Vauses? Eu não posso demorar muito Lorna, ainda tenho que passar no caixa eletrônico pra sacar dinheiro pra minha mãe..

ALEX POV

Quando cheguei em casa já estava irritada pela briga com a Piper, ainda mais por ela nem me atender quando eu ligava pela milésima vez, e pra ajudar meu pai me irritou mais ainda...

Eu ligava pra Piper e ela não me atendia, desligou o celular... Mais que droga também. O que eu vou fazer pra ela me perdoar? Alex, você tinha que perder a cabeça daquele jeito? Eu to é ferrada mesmo! 

Eu estava agoniada sem conseguir falar com ela, já estava a ponto de ir na casa dela, não estava nem ai se o Bill ia me matar... Pedi pra Nicky ir até lá pra ver como as coisas estavam, mas ela nem sabia se ia poder ir estava ocupada.

Liguei no telefone fixo... Tomara que ela atenda, ela vai ter que me ouvir, tem que me perdoar, eu não vou deixar ela fazer assim. Eu a amo, agi sem pensar, falei o que não devia eu sei, mas poxa foi no calor do momento eu to arrependida, ela não pode simplesmente me ignorar assim. 

Quando liguei pro meu alivio total ela estava mais calma, e depois de muita insistência ela disse que me perdoaria, ufa, meu coração se acalmou dentro do meu peito, pude voltar a respirar normalmente, mas ainda não estava totalmente convencida, eu tinha que fazer algo mais. Como eu amo essa garota, como eu amo! Odeio quando a gente briga assim! Odeio a sensação de achar que ela esta com raiva de mim! 

Vou passar em uma floricultura, vou levar flores como pedido de desculpas, eu nunca dei flores pra ninguém, mas sempre tem a primeira vez, é careta eu sei, mas Piper tem cara que vai amar! Vou pegar uns chocolates também que eu sei que ela adora!

Tomei um banho me troquei, na verdade eu me produzi toda para vê-la. Parecia até que ia ser o nosso primeiro encontro. Eu sentia um frio na barriga, quero que ela me perdoe de verdade, de coração, nunca mais eu vou me alterar com ela, nunca mais!

A floricultura perto de casa estava fechada não sei porque cargas d’agua, então tive que andar mais um pouco, - caramba se eu soubesse tinha pegado a camionete, to atrasada já, que droga! - Quero que ela me perdoe e me atraso... Parabéns Alex, parabéns bela forma de se redimir. Já estava escurecendo, era quase noite! 

Quando cheguei no Star Café procurei por ela, mas ela não estava, vi Lorna sentada em uma mesa conversando com Bonet e Flacka, fui correndo até eles.. O buque de flores que eu comprei estava quase maior do que eu.. Era incrivelmente lindo, rosas vermelhas!

— Gente, vocês viram a Piper por ai?

— Iiii Alex, a Piper ficou aqui te esperando um tempão, mas acabou tendo que ir pra casa! — Respondeu Lorna

Suspirei, puxei a cadeira para me sentar com eles — Ah, não acredito, eu preciso entregar isso pra ela hoje, de qualquer maneira! — Fitei as rosas na minha frente e em seguida olhei para meus amigos sentados a mesa. — A Floricultura não faz mais entregas a essa hora, e eu não posso chegar com isso na casa dela né? E agora o que eu faço gente? — Pedi ajuda 

— E agora? — Respondeu Flacka olhando para Bonet — O Bonet você tem uma ideia brilhante não tem?

Bonet riu — Eu? Desculpa! — Maneou a cabeça em negativa

Ela insistiu, parecia pensar em algo — Meu amor, pensa em uma ideia maravilhosa que só um amigo leal, solidário e prestativo como você pode fazer!

Bonet levou a mão na cabeça— Huuum, claro, A Alex, ta bom pode deixar que eu entrego as flores na casa da Piper pra você! Olha mas vocês cuidem do bar aqui pra mim em — Se levantou e eu lhe entreguei as flores agradecida — Piper Chapman suas flores estão a caminho! — Disse ele saindo do bar..

Bonet era gente boa, ele até tinha um problema com a perna, usava uma prótese mas isso nunca foi um empecilho pra ele, veja só, tem um bar, trabalha de pé o dia toso e ainda vai fazer entregas de flores para os amigos! Esse cara é demais!

Eu fiquei no bar ajudando Flacka, mas estava mesmo era querendo saber a reação da Piper com a chegada das flores, se passaram alguns minutos e Nicky chegou então eu pedi que ela fosse até lá pra mim, pra sondar, saber a reação dela, se ela ficou feliz!

Ela foi correndo...

PIPER POV

Alex demorou muito, não deu tempo de esperar, além de eu ter que tirar o dinheiro pra minha mãe no caixa eletrônico eu precisava salvar a vida do Larry que estava na minha casa tendo que aguentar a bajulação da minha mãe.

Abri a porta..

— Oi..

Larry sorriu aliviado ao me ver, estava com um pratinho de sobremesa comendo pudim, se levantou do sofá em um impulso — Piperzinha, que bom que você chegou, que bom! — Nos cumprimentamos desajeitados com um beijo no rosto — Você quer uma tortinha? Pudim? bolo? Eu já comi tudo isso hoje!

Ri claro que já, se dependesse da minha mãe ela faria um banquete — Quero, quero sim, que surpresa Larry eu não sabia que você estava aqui!

O Sorriso estampado no rosto da minha mãe era radiante, afinal era tudo o que ela mais sonhava na vida!

— Haa, mais eu to tão feliz de ver vocês dois juntinhos de novo!! — Disse minha mãe batendo as mãozinhas

 Olhei pra Larry e dei um sorriso de boca fechada totalmente sem graça, poxa ele estava namorando com a Sophia, se ela souber disso me mata.. Isso já esta indo longe demais, mas eu comecei tenho que ir até o fim! Larry estava sendo um bom amigo me ajudando dessa forma, nunca imaginei que ele faria isso por mim!

Bateram na porta.. Fui abrir.. Enquanto minha mãe bajulava Larry mais um pouco.

Quando abri a porta, levei um baita susto, era o Bonet namorado da Flacka, ele estava com um enorme boque de rosas vermelhas e uma caixa de bombons.. Franzi meu rosto inteiro,  Fiquei totalmente confusa agora..

— Bonet? Mais o que você esta fazendo aqui? — Pegunto e olho pra Larry e em seguida pra minha mãe, na verdade nem sei mais pra onde olhar

Ele sorriu — Eu vim trazer flores pra uma garota muito especial!

Minha mãe começou a caminhar pela sala, mais confusa do que eu — Piper, mais o que é isso Piper? Você esta namorando com o Larry ou com o Bonet?

Mais uma vez lá estava eu sem saber o que dizer... 

— É, eu.. éee.. — Caminhei pela sala — Na verdade, eu.. eu... to namorando a..

— Oi Piperzinha — Nicky entrou pela sala com as mãos no bolso, já que a porta estava aberta.

Agora fudeu tudo de vez, pensei...

Olhei pra Nicky... — Com a Nicky..

Nicky sorriu maliciosa acenando com a cabeça positivamente, ela adora essas confusões costuma sempre entrar de cabeça..

Minha mãe levou as mãos na cabeça se descabelando, é agora que ela vai surtar imagino

— Três? Três é demais Piper, mas afinal o que esta acontecendo aqui?

Um silencio tomou conta, todos se encarando, Bonet se escondia atrás das rosas, afinal eu ainda não entendia o que ele estava fazendo na minha casa com rosas, esse povo quer me enlouquecer só pode. E a Nicky? O que ta fazendo aqui também em uma hora dessas? Que maluquice meu Deus.. Misericórdia! Bem que falam que quanto mais você mente, mais tem que mentir, uma mentira leva a outras mentiras e assim vai, e agora eu estava mesmo era enrascada. Só o que me faltava era o meu pai chegar aqui.

Minha mãe me fitou, disse entre os dentes — Piper Chapman, me diga agora, afinal é 1, é 2 ou é 3 que você esta namorando? — Falou contando nos dedos.

Olhei pra eles eu já não sabia mais o que fazer, estava quase tendo uma crise de riso em olhar pra todo mundo ali de pé me encarando. Nicky era a mais engraçada de todas.

— Ai meu Deus do céu — Caminhei me colocando de frente a minha mãe, deixando os três juntos — Mãe não é nada disso que a senhora esta pensando não viu.

— Como assim? Então quer dizer que você esta namorando os 3 ao mesmo tempo? — Disse aflita se sacudindo toda.

Olhei para os três de pé, juntinhos, Larry, Nicky e Bonet por ultimo com suas flores, lindas por sinal!

— Não mãe, é assim, que ver, O Larry e a Nicky, eles..

— Ou e eu? — Perguntou Bonet

— É e o Bonet eles são, eles são meus pretendentes, não é? — Encarei os três

Nicky que estava no meio deu um tapa nas costas de cada um — Éeee — Gargalhou

— É, — Olhei pra mamãe — Então, eles pediram pra namorar comigo e eu ainda estou pensando com quem que eu vou namorar sabe! É isso — Olhei pra minha mãe e me direcionei a eles, Nicky estava me fazendo rir com a sua cara de deboche, mas eu fiquei séria — Gente, eu já falei pra vocês, eu preciso de um tempo pra me decidir não é assim não ué!

— Mais Piperzinha, eu gosto tanto de você — Disse Nicky, eu a mato, vaca...

Levantei o dedo indicador a interrompendo antes que ela continuasse falando asneiras  — Nãaao, não, não adianta insistir,

— Não não, o Larry Bloom não merece essa desfeita, venha cá Larry — Minha mãe puxou Larry pelo braço

— Não, eu quero ir embora! — Ele respondeu

— Venha cá que nós vamos continuar a nossa conversa na cozinha! — Disse minha mãe o agarrando pelo braço.

Peguei o braço de Larry ela puxava de um lado e eu do outro — Mãe, da aqui o Larry, isso é assunto meu, deixa que eu resolvo isso sozinha tá? Você, você pode me dar licença? E deixar a gente a sós? — Pedi depois de arrancar Larry com um puxão.

Mamãe arregalou seus olhos — A Sós? Isso é maneira de dizer né filha, porque vocês são 4 — Fez o 4 com os dedos, ela estava incrédula. 

Que situação.. Que situação!!! 

— Mãe, deixa que eu resolvo esse assunto tá? Da licença agora por favor?

— Ta, eu vou, eu vou, mas depois você vai ter que me explicar direitinho essa modernidade sua — Olhou pros três — Da licença, da licença, da licença.. — Falou três vezes uma vez pra cada um..

E saiu pisando firme..

Olhei pra eles — Bom, vocês devem estar querendo uma explicação não é?

Expliquei, expliquei e Larry que era quem devia entender alguma coisa não entendia nada..

— Bom deixa eu ver se eu entendi, você disse que estava namorando comigo pra encobrir o seu namoro com a Nicky?

Neguei — Não..

— Com o Bonet? — Continuou Larry questionando

— Eu? — Bonet lhe apontou o dedo

— Larry, é não é nenhum dos dois, é outra pessoa! — Respondi 

Ele maneou a cabeça em negativa — Agora é que eu não entendi nada, deu um nó aqui..

— Larry olha era só pra tirar a minha mãe do meu  pé, foi a única coisa que eu pensei quando ela começou a me encher entendeu? Ai nossa desculpa te meter nisso Larry, você é um amor, me desculpa viu!

— Ta, vamos fazer assim, eu te ajudo no que precisar, mas não precisa explicar mais nada, porque eu não to entendendo nada e você vai se enrolar ainda mais, eu vou embora tá?

— Ta.. Valeu, valeu mesmo!

Larry saiu e Nicky gargalhou..

— Bom né, não precisa me explicar nada não porque eu já sei de tudo que ta acontecendo, bom curta as flores ai e os chocolates, eu vou nessa! — Me deu um beijo no rosto de despedindo.

Ficamos agora só eu e o Bonet na sala, Bonet estava super sem jeito, e eu não entendia ainda o que ele fazia ali na minha casa com flores e chocolates.

— Oh Piper, desculpa eu vir assim sem avisar, eu acho que eu não vim em uma boa hora né? Coitada da sua mãe ela ficou horrorizada. — Disse Bonet sempre gentil

— Imagina, eu é que te peço desculpas, você não deve estar entendendo nada né? Bom até eu to confusa depois dessa confusão toda, meu Deus do céu — Me sentei no sofá, o encarei — E essas flores? Esse chocolate?

— Foi a Alex que pediu pra eu te entregar, por isso eu vim aqui!

Um sorriso se abriu em meu rosto, eu nem podia acreditar, meus olhos se iluminaram quando eu vi aquelas flores lindas, e os chocolates... Nossa ela comprou chocolates pra mim! Flores... Me levantei

— A Alex? — Peguei as flores — São lindas Bonet, então você já esta sabendo de nós duas?

— To sim Piper, mas pode contar com a minha descrição e com a minha torcida, vocês tem tudo pra dar certo! — Sorriu

— Ahh, obrigada, Olha, diz pra Alex que eu amei o presente! — Sorri derretida, fitando as flores. 

— Pode deixar, eu vou dar o seu recado, ela esta ansiosa esperando a sua resposta..

— É, eu vou ligar pra ela!

Me despedi de Bonet e nem poderia acreditar que Alex foi tão delicada, me mandando flores e chocolates, o sorriso não saia de meus lábios.

Subi pro meu quarto, fiquei andando com elas, não conseguia soltar. Comi alguns bombons que estavam uma delicia.

Peguei meu celular e mandei uma foto pra ela, das flores.. pra ela ver que eu tinha recebido. Em seguida liguei.

Ela atendeu rapidamente.

— Oi minha princesa!

Sua voz soava mais calma do que mais cedo.

— Oi meu amor, que bom que você atendeu, achei que pudesse estar dormindo pela hora!

— Eu não dormiria sem antes ouvir a sua voz, já estava quase te ligando! 

Abracei o buque... 

— Ai Alex, amei os chocolates e as flores, obrigada!  

— Você gostou mesmo? De verdade?

— Aham, são lindas, maravilhosas, eu não consigo parar de olhar!

Ela riu 

— A é?

Ri 

— É, eu já to ficando até vesga!

— Vesga? Que horror..

Ela riu do outro lado da linha

— É.. — Me joguei de bruços na cama — E até vesga você vai me amar?

— Vou.. Você iria ser uma vesguinha encantadora!

O sorriso não saia dos meus lábios, que saudade dela... 

— Boba, e se eu ficar cheirando essas flores e ficar com alergia, você vai me amar? Mesmo se eu ficar vesga e toda empelotada?

Ela gargalhou 

— Vou, eu vou te amar de qualquer jeito bobinha!

— Eu também meu amor, eu também te amo de qualquer jeito!

— Ama mesmo? Não pareceu hoje! 

— Amo sim, muito, muito, muito...

— Que bom que você gostou dos chocolates e do Buque que eu te mandei, só que eu fiquei com pena das flores sabe.

— Porque? Como assim? 

— É porque eu tinha certeza que elas iam ficar morrendo de inveja quando vissem como você é linda!

Agora foi o cumulo da fofura! 

— Ow meu amor, linda é você! O dia foi cheio vamos dormir? Sonha comigo?

— Claro que eu vou sonhar com você, se não, não é sonho né? Olha Pipes sério, eu te peço perdão por hoje, eu fui uma casca grossa ridícula, não devia ter dito aquelas coisas, e nem devia ter te deixado esperando, me atrasei por conta das flores. Me perdoa por favor, eu não sei viver sem você, eu te amo mais que qualquer coisa, meu coração aperta, me faltava até o ar quando eu te ligava e você não me atendia. 

— Amor, vamos esquecer isso ta bom? Eu também disse coisas que não devia... 

— Ok, vamos esquecer isso, eu já to morrendo de saudade de você! 

— Eu também to, mas agora vamos dormir, eu to exausta amor, foi o maior rolo aqui em casa hoje, depois eu te conto tudo!  

— Tá bom, eu poderia ficar falando com você a noite inteira, mas se você quer pode desligar! 

— Não, deliga você.. 

— Não, você primeiro!

— Não, então as duas juntas.. no 3, 1,2,3..

Finalizamos a ligação.

Eu estava tão cansada que não demorei pra pegar no sono, mas me sentia a pessoa mais amada do planeta, Alex sabia como me fazer sentir assim, o amor dela o carinho era tudo o que eu precisava.. Mesmo com as tempestades a gente sempre vai dando um jeitinho!

Eu acordei e nem tomei café da manhã, sai batida, não quis saber do interrogatório da minha mãe...

Eu estava na sala de aula, fitava Call e Daya no fundo da sala cheios de chamegos, e beijinhos..

Deve ser tão bom namorar assim né? Na frente de todo mundo, Sem se preocupar com nada!

Sonhava acordada, quando percebi Alex acenando para mim do lado de fora.. Ela não conseguiu esperar que a aula acabasse, que bom porque eu também não me aguento mais aqui de vontade de vê-la!  

— Professora, eu posso ir ao banheiro um instantinho?

— Claro Piper, pode sim!

Silvia me encarou, e pediu pra ir também mas a professora negou.. Garota chata! Fiz uma careta pra ela. 

Peguei minha bolsa e sai, não tinha intenção de voltar.

Segui Alex que ia para trás do colégio no nosso lugar antigo, mas agora não teria ninguém por lá, esta todo mundo assistindo aula mesmo.

ALEX POV

Eu conversava com a Nicky durante a aula chata de história, não via mesmo era a hora de acabar pra eu poder encher a minha namorada de beijos.

Nicky se virou com uma cara sapeca, tinha aprontado alguma  — Alex, a Dona Carol achou que eu, o Bonet e o Larry eramos namorados da Piper, foi hilário você tinha que ver!

— A é? E eu matava os três viu — Nicky deu uma risada, franzi o cenho — O pior é que ela prefere ver a Piper com 2 namorados e 1 namorada do que ver ela comigo, mas valeu tá, por ter ido lá! Depois eu tenho que agradecer a Flacka o Bonet e o mala do Larry né? — Dei um sorriso de canto, eu não me importava estava feliz que deu tudo certo no final.

— Vem cá, o Larry não entendeu nada até agora do que estava acontecendo, — Nicky se virou pra fitar Larry — Né Larry?

— Oi, o que foi? — Disse Larry.

Olhei pra ele, — Oi Tudo bom? Como que vai? — Perguntei segurando pra não rir

— Bom dia Larry — Disse Nicky gargalhando.

O Caputo nos interrompeu, dando uma bronca..

Pedi pra ir ao banheiro, mas o que eu queria mesmo era ver a Piper, mesmo que fosse de longe pela janela da sala dela, caminhei desconfiada, passei pela sala dela e fiquei olhando, até que ela se virou e me viu, Silvia me fuzilou, mas eu não estava nem ai.. Fiz sinal pra ela sair.. E ela saiu me seguindo. Caminhei pros fundos do colégio, entre as arvores no lugar onde costumávamos a nos encontrar antes.

A abracei forte sentindo meu coração batendo rápido, parecia querer sair do peito.

— Que saudade meu amor!

Acariciei seu rosto e a beijei, parecia que era até o primeiro beijo, ela queria tanto quanto eu, nossas línguas tinham uma sincronia incrível, o beijo dela me fazia perder a noção de tempo e lugar. Terminei o beijo mordendo de leve seu lábio inferior, tão macio.. Já estávamos sem folego naquele momento.

Ela sorriu doce, era tão meiga que seus olhos azuis se iluminavam — Ai Alex, eu to tão feliz, quando você me beija assim eu viajo pra outro planeta!

Arqueio o cenho dando meu olhar safado — É e eu nunca beijei uma ET tão linda assim na minha vida!

— Ah é? Então beija mais que você esta esperando? Você esta me devendo muitos beijos se é que se lembra!

Nem me deu tempo para uma resposta ousada... 

Tomou meus lábios com urgência, Piper estava com tanta saudade quanto eu, um dia sem se ver era muito tempo para nós..

Um barulho interrompeu o nosso beijo Piper se afastou assustada — Perai, Alex, será que não é melhor a gente voltar pra sala? Eu ouvi um barulho.

Olhei para os lados — Isso não é um barulho não, isso foi uma cotovia — Sorri não deixando que ela se afastasse de meus braços.  Ela sorriu doce — É no Romeu e Julieta tinha uma cotovia, e a nossa história é um pouco parecida né, um amor proibido pela briga de duas famílias.

Seu olhar pareceu triste — É, Mas Romeu e Julieta morriam no final, a gente vai sobreviver a tudo isso não vai?

— É claro que vai minha linda, a gente ta no século 21.

Tomei ela em meus braços novamente, um beijo saliente, e urgente, adentrei com minha língua que percorria a sua boca toda, seu gosto era uma delicia, levei minhas mãos passando pelo seu corpo e ela também tirava uma casquinha!

PIPER POV

Alex como sempre me levava as alturas com seus beijos, mas eu estava preocupada sentia que tinha alguém nos vigiando, sei lá. Sempre tinha essa sensação. 

Finalizei o beijo.

— Alex será que a gente ta segura mesmo aqui?

— Claro que estamos, eu te amo e você me ama, quer mais segurança do que isso? — Ela dizia sorrindo sem se preocupar.

— É sério amor, será que ninguém viu a gente?

— É claro que não, sabe porque que ninguém vê a gente?

— Hum..

— Porque eu mandei fazer uma cortina invisível. — Gargalhei porque ela falava seriamente — A gente consegue ver quem esta do lado de fora, mas quem esta do lado de fora não consegue ver a gente!

— Sei, isso é lindo, é lindo, mas eu to preocupada de verdade tá, a gente tem que tomar cuidado, estamos dando muita bandeira..

— Calma amor, ta tudo sob controle — Me abraçou pela cintura juntando nossos corpos — Quem sabe a gente não consegue até ir ao cinema?

— Hum, e você vai providenciar uma capa invisível pra ninguém ver a gente?

Seu olhar ficou triste — Ta bom, esquece!

Peguei seu rosto com as duas mãos — Oww meu amor, não faz essa carinha vai, um dia a gente vai poder ir ao cinema, ao teatro, passear na praia, ir as festas juntas, fazer tudo o que os namorados fazem tá?

— Tudo bem Piper, não liga pra isso não, eu também nem ia prestar atenção no filme né? — Fez uma cara sem vergonha arqueando o cenho, e apertou minha bunda de leve, ela não presta mesmo, e eu morro de amores.

***

Silvia via tudo escondida, tirava fotos e mais fotos com seu celular, bom já fazia tempo que ela vinha fazendo isso, esses barulhos estranhos, tudo isso era ela agindo a sangue frio, tirando fotos e mais fotos, na verdade ela já tinha o bastante para começar a colocar seu plano em ação.

— Vocês pensam que me enganam não é? Pois eu sou muito mais esperta do que vocês imaginam, Alex você vai ser minha de qualquer jeito... Ah se vai, me aguarde que eu vou saber a hora certinha de usar isso! Isso não vai ficar assim não, essas duas ainda vão se ver comigo.

***

 

 


Notas Finais


Opaaa!

Quem estava com saudade da Silvia levanta a mão! kkkkkkkkkk Pois é...

Boa noite pra vocês, espero que tenham curtido o capitulo e as confusões da Piper com a Dona Carol..

Amanhã tem mais! Beijinhos! ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...