1. Spirit Fanfics >
  2. Desejo - Izzy e Rainha Seelie >
  3. Capítulo Único

História Desejo - Izzy e Rainha Seelie - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo Único


Pov’s Izzy


Estava em meu quarto quando recebo uma mensagem de fogo.


Minha rainha quer vê-la. Venha sozinha. 

- Merlion


Me preocupo, o que ela poderia querer comigo? Resolvo ir o mais rápido possível para resolver isso de uma vez. Aviso a Clary, que não concorda em eu ir sozinha, mas a convenci que ficaria bem. Na verdade eu nem sabia disso, só falei para não preocupa-lá. Ando até o local onde fica a passagem para o reino seelie. Chegando lá encontro Merlion que parecia esta me esperando.

- Obrigada por logo ter vindo. - Ele diz.

- O que ela quer comigo? - Pergunto curiosa.

- Não sei dizer. Ela só me pediu para te chamar. - Ele fala. - Vamos?

Concordo e passamos pelo portal. Em questão de segundos eu já estava dentro do reino seelie, olho ao redor, como sempre ali continuava lindo, apesar de eu saber que poderia haver truques e venenos espalhados por ali. Sigo Merlion, não demora muito para chegarmos ao local onde a rainha se encontrava. Ela estava com o corpo diferente desde da última vez que vi, não podia negar que ela estava linda, com um vestido longo marrom e um pouco transparente e sentada numa espécie de trono com as pernas cruzadas.

- Minha rainha, trouxe Isabelle Lightwood, como a senhora pediu. - Merlion diz.

- Obrigada Merlion. - Ela sorri. - Pode ir agora.

Merlion faz que sim como a cabeça e sai, nos deixando sozinhas, o que eu acho estranho, não era muito comum de ela ficar naquele local sem seus súditos.

- Isabelle. - Ela diz olhando para mim, parecia estar me analisando.

- Você me chamou. Por quê? - Eu digo, não queria ficar enrolando, não tinha paciência para isso.

- Estou curiosa em relação a você. - Ela diz. - Da última vez que esteve aqui com o diurno, me fez ficar intrigada.

- Curiosa? E sobre o que você quer saber? - Eu pergunto confusa.

- Eu soube algumas coisas sobre você. Era viciada em yen fen e mesmo assim abriu a mão da sua recuperação para ajuda seu amigo. Isso é nobre. 

- Bom, eu não iria deixar Simon morrer. Um dia eu me recupero. - Eu falo ainda confusa sobre onde ela queria chegar.

- Você parece ser forte. Não se deixa abalar por qualquer coisa. Eu admiro isso Isabelle.

- Obrigada. - Eu falo. - Mas acho que você não me chamou aqui só para me elogiar.

- Nisso você tem razão. - Ela diz com um leve sorriso no rosto. - Tenho uma proposta a você.

- Uma proposta? - Eu pergunto surpresa.

- Sim. Sabe, quanto mais os anos passam, mais eu desejo fortalecer meu reino. Somos os mais poderosos do submundo.

- Eu sei, mas onde você quer chegar com isso? - Pergunto.

- Uma shadowhunter em meu reino significaria mais força. - Ela diz. - Mas não qualquer shadowhunter. E sim você, Isabelle.

- Eu? O que você quer que faça? - Eu pergunto sem entender.

- Quero que se una a mim. Sei o que está em jogo atualmente. Sei que Johnatan pode destruir o meu reino. Quero uma aliada, mas não qualquer aliada, quero você.

- Me desculpa. Mas eu não posso aceitar isso.

- Imaginei que você diria isso. - Ela diz sorrindo. - Por isso, quero te convencer.

- Não acho que vá conseguir. Sinceramente, está perdendo o seu tempo, procurou a shadowhunter errada.

- Não procurei. Preciso de você e não de outro shadowhunter. Te ofereço uma oportunidade. Você pode ser minha segunda, vai reinar ao meu lado. - Ela diz com um olhar intenso, parecia que ela conseguia olhar dentro de mim. - Eu sei sobre você Isabelle. Eu sei que você tem o desejo de reinar, eu reconheço isso. Comigo, isso pode ser possível.

- Eu não entendo. - Eu digo confusa. - Não sou tão importante, porque abrir mão do seu reinado para me fazer ser sua aliada?

- Aí você se engana. - Ela diz e se levanta, se aproximando de mim. - Você é mais importante do que imagina. Tem uma personalidade única, de uma rainha. É forte, segura de si mesma e não se abala por qualquer coisa. Infelizmente os outros shadowhunters não te dão o valor merecido. Você merece mais e eu te dou essa oportunidade.

Aquilo era informações demais, totalmente diferente do que eu esperava ao chegar ali. Um lado meu se vê tentado a aceitar, mas também penso em todas as consequências o que me faz repensar. A rainha que estava de frente para mim me olhava com intensidade, esperando minha resposta. Por um segundo me pergunto se ela não jogou nenhum tipo de magia em mim, porque eu me sentia atraída por ela. Desvio esse pensamento e a respondo.

- Posso ao menos pensar um pouco? - Eu pergunto.

- Claro, mas não demore. Sou imortal mas não tenho o tempo todo. Juntas poderemos derrotar Johnatan mais rápido. - Ela diz e para minha surpresa bota a mão em meu rosto delicadamente mexendo em meu cabelo. Logo após ela se afasta se sentando no seu trono.

- Preciso ir para o instituto agora. - Eu falo um pouco nervosa.

- Pode ir. Mas não demora para voltar, se não vou ter que ir te procurar. - Ela diz sorrindo.

Saio dali e encontro com Merlion que me leva de volta até a saída. Não falo nada com ele, ainda estava muito surpresa pelo o que a rainha falou. Quando chego ao instituto, Alec parece bravo comigo por eu ter ido sem avisa-lo. Consigo acalmar ele e disfarço quando ele e Clary me perguntam o que a rainha queria comigo. Digo a eles que ela só queria fazer mais um joguinho dela. Eles parecem não acreditar mas depois de garantir que estou bem e que nada demais aconteceu, eles ficam mais tranquilos. Vou até meu quarto e me deito na cama, começo a pensar sobre isso. Mas não demoro muito a cair no sono.


~~~


Me levanto e olho ao redor, percebo que já era de madrugada. Volto a pensar no que aconteceu quando eu estava na corte seelie e parecia que meu corpo não respondia ao meu cérebro, quando vi já estava saindo do instituto. Minha cabeça estava um turbilhão de pensamentos, tudo se misturava. Preocupação, felicidade, tristeza e até desejo. Desejo, acho que foi o que me trouxe até aqui. Quando percebo estava em frente ao lago onde havia a passagem para o reino seelie. Paro e penso. Não poderia aceitar a proposta apesar de uma parte de mim estar tentada a deixar tudo para trás e aceitar. De repente ouço alguém chamar meu nome, me viro e não fico surpresa quando vejo a rainha seelie ali. Ela estava com roupas mais discretas, mas seu cabelo continuava chamativo assim como as tatuagens douradas ao redor do seu rosto.

- Sabia que voltaria. - Ela diz, soando convencida.

- Você fez algum tipo de magia comigo? - Pergunto sem conseguir me controlar.

- Não, Isabelle. O que você sente é por conta própria. Sua vontade de estar ao meu lado é algo que nenhuma magia poderia manipular. - Ela diz com a voz calma.

- Eu não sei o que dizer... - Falo ainda confusa.

- Parece que deixei Isabelle Ligthwood sem palavras. Isso é um grande feito. - Ela diz se aproximando de mim. - Me diz Isabelle, o que você quer?

- O que eu quero? Eu não sei. Tudo parece confuso.

- Sei que minha proposta pode ter te deixado surpresa. Mas não se assuste. Estou tentando oferecer a você o que você merece. - Ela diz mais uma vez me olhando intensamente.

É como se uma parte do meu corpo desejasse algo, que eu não conseguia entender. Me aproximo dela sem pensar duas vezes. Ela não se assusta com a aproximação, levanta a mão levemente e mexe no meu cabelo, com carinho. Ver o olhar dela me fazia sentir coisas que eu não imaginava ser possível sentir. Deixo tudo para trás, meus amigos, minha família, meu dever como shadowhunter e até mesmo a proposta feita por ela. Afasto todos esses pensamentos e foco nela. Ali em frente ao lago onde a maior luz era a do luar, percebi o quanto seu olhar brilhava. Me aproximo mais ainda e a beijo, sem conseguir me impedir. Ela segura minha cintura, me puxando para mais perto dela enquanto me beija com a mesma intensidade que seu olhar tem em mim. Me entrego aquele momento, não penso mais nada além daquele beijo. A boca dela tinha um gosto doce o que me fazia querer mais. Passo a minha mão pelo seu cabelo enquanto outra segura firme sua cintura. Naquele momento não sinto mais confusão, é como se eu tivesse certeza de tudo. Nos afastamos um pouco ofegantes e relutante por separar o beijo.

- Isabelle, desde que te vi me senti atraída. Não sabia que sentia o mesmo. - Ela diz calmamente.

- Nem eu sabia. - Eu digo e olho ao redor, que estava vazio parecia que só tinha eu e ela no mundo todo.

- Venha comigo até o meu reino. Por favor. - Ela diz e estranho o fato de ela pedir por favor.

A acompanho até o portal e em questão de segundos estamos no reino seelie. Sigo ela de volta para onde nos encontramos mais cedo. Ela se senta em seu trono, chegando um pouco para o lado e indicando para que eu me sente ao lado dela.

- Quero te mostrar algo. - Ela diz quando eu me sento ao seu lado. 

Assim que ela diz, o local em que estávamos muda completamente. Olho ao redor e vejo a luz do sol entrar por meio das árvores, o ambiente estava cheio de flores, principalmente rosas vermelhas que são as minhas preferidas. O perfume era agradável e doce e podia ouvir o som dos passarinhos. 

- Prefere dia? - Ela diz quando eu me viro para ela. - Ou noite?

E então tudo muda novamente, o lugar escurece e a única luz visível é a lua que estava cheia e brilhando. As flores continuavam no mesmo lugar, mas ficavam mais lindas sobre a luz do luar. O cheiro muda para o perfume da chuva o que era muito agradável.

- Prefiro noite. - Eu falo e me viro para ela que olhava para mim sorrindo.

- Eu imaginei. - Ela diz com a voz baixa e calma. Coloca a mão no meu rosto com delicadeza e me dá um beijo na bochecha.

- Não sei... Se sou capaz de deixar tudo para trás. - Falo para ela com sinceridade.

- Eu sei. Mas não precisa se decidir agora. Aproveita o momento... Comigo. - Ela diz fazendo carinho no meu rosto. - Quer dar uma volta?

- Sim. - Falei e nos levantamos.

Saímos daquele local até que ela me conduz a uma cachoeira. Apesar de estar de noite, a luz do luar iluminava tudo a redor me fazendo ver claramente. Vejo ela se sentar numa espécie de tronco que havia perto da cachoeira, logo me sento ao lado dela.

- Me fala sobre você, Isabelle. - Ela diz me olhando.

- Pode me chamar de Izzy. E não tenho muito o que contar, imagino que você saiba de tudo.

- E você pode me chamar de Amara. - Ela diz segurando em minha mão. - Na verdade, eu tenho uma dúvida... Sente por mim o mesmo que eu sinto por você?

- Não sei. O que você sente por mim?

- Sinto desejo. Mas não do jeito que costumo a sentir. Você parece despertar sentimentos diferentes em mim. - Ela fala se aproximando do meu rosto.

Seguro em seu rosto e a beijo, ela retribuiu. Suas mãos passeiam pelo meu corpo, logo eu me deito com delicadeza em cima dela. O beijo dela era intenso, eu ficava surpresa pelos sentimentos que eu sentia, não conseguiria parar de beija-lá. Ela leva as mãos até minha jaqueta, tirando logo após. Aproveito e tiro minha blusa e ela fica por cima de mim. Ela se abaixa e começa a beijar minha barriga logo chegando até meu sutiã e tirando, levando sua boca até meu seio enquanto massageava o outro com a mão. Eu a puxo e beijo ela, minhas mãos vão até atrás do seu vestido abrindo o zíper e logo ela está só de lingerie. O corpo dela era perfeito, eu estava praticamente hipnotizada, mesmo sabendo que aquele não era o real corpo dela eu não me importava, era como se eu pudesse ver além disso.

- Você é linda. - Eu digo a olhando.

- E você é perfeita. - Ela fala enquanto se abaixa tirando a minha calça.

Ela me beija, descendo os beijos pelo meu corpo até chegar a minha calcinha, tirando com delicadeza. Sua boca entra em contato com minha intimidade me fazendo gemer. Sua língua faz movimentos pelo meu clitóris me deixando louca, mordo meu lábio me segurando para não gemer alto. Ela para e se levanta chegando perto da minha boca.

- Não precisa se conter. - Ela diz me beijando. - Quero ouvir você gemer.

Logo ela retorna a minha intimidade, chupando com vontade, não levo muito tempo até eu gozar. Suspiro e gemo alto enquanto olho para ela que parecia satisfeita.

- Minha vez agora. - Eu falo fazendo com que ela ficasse por baixo de mim.

Beijo seu pescoço descendo até seus seios, tiro seu sutiã e começo a beijar e lamber. Escuto ela gemer, o que me deixa mais louca. Me abaixo até chegar a sua intimidade tirando sua calcinha, logo levando minha boca. Eu chupava e ela gemia com intensidade, enfio dois dedos enquanto massageio o seu clitóris com a língua.

- Goza para mim. - Eu digo vendo ela se contorcer de prazer.

Não demora muito até ela gozar, sinto seu gosto em mim boca e logo após me levanto, me deitando ao lado dela.

- Isso foi incrível. - Ela diz se virando para mim.

- Demais. - Falo a observando.

Ficamos ali olhando uma para a outra, por um bom tempo. Até que me lembro que já devia estar amanhecendo e alguém poderia sentir minha falta no instituto.

- Acho melhor eu ir. - Falo me levantando e procurando minhas roupas que estavam jogadas por ali.

- Tem certeza que precisa ir? - Ela diz, também se vestindo.

- Eu acho melhor. - Falei enquanto botava minha jaqueta, ficando de frente para ela.

- Sabe que quando quiser pode voltar. - Ela diz levando a mão até meu rosto.

Sorrio para ela e ela me acompanha até o portal para sair. Mas a verdade era que eu não queria ir embora. Quando chegamos até o portal, paramos e eu me viro para ela.

- Amara. - Falo a chamando. - Eu aceito.

- Aceita a minha proposta? - Ela pergunta parecendo um pouco surpresa.

- Sim. Acho que não consigo ficar mais longe de você. - Eu digo suspirando. - Acho que vou ter que abrir mão de algumas coisas para isso.

- Você não precisa necessariamente deixar nada para trás. Os portões do reino seelie estão abertos a seus amigos e sua família. - Ela diz me encarando.

- Acha que os seelies vão me aceitar aqui? - Pergunto curiosa.

- Por que não aceitariam? Aqui todos te admiram. - Ela diz. - Mas imagino que você não sabia disso. 

- Não sabia. - Eu digo.

Ela me olha, como sempre com intensidade. Segura em minhas mãos me puxando para mais perto dela.

- Izzy. Aqui você sempre será bem-vinda. Seu lugar é ao meu lado. - Ela fala e sorri. - Vamos passar por todos os obstáculos juntas.

- Tem certeza? - Pergunto.

- Absoluta. - Ela diz e se aproxima de mim me dando um selinho. - Vem comigo.

Ela segura em minha mão e me conduz de volta até o lugar que encontrei com ela pela primeira vez, onde se encontrava seu trono. Alguns seelies estavam por ali, olhando para nós com expressões alegres.

Ela fica em frente a seu trono, me puxando delicadamente para ficar ao lado dela.

- Meus queridos. - Ela diz olhando ao redor. - Apresento a vocês minha segunda, aquela que vai reinar comigo, Isabelle Lightwood.

Os seelies que estavam ali explodiram em aplausos, o que me deixa surpresa. Eles parecem feliz e muitos sorriem para mim. Vejo Merlion que me olha e sorri, logo depois aplaudindo. 

Sei que o que estávamos fazendo não era nada fácil, não sabia como meus amigos e família reagiriam. Olho para Amara que olha de volta para mim e sorri. Não sabia como seria dali para frente mas sabia que com ela ao meu lado nós seríamos capazes de superar qualquer desafio.




Notas Finais


Se você chegou até aqui obrigada por ler!
Sei que é um casal bem aleatório, achei interessante fazer pelo menos uma pequena história para mostrar um universo alternativo, espero que tenham gostado ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...