1. Spirit Fanfics >
  2. Desejo ardente ( Imagine Jeon Jungkook ) >
  3. Chapter 26.

História Desejo ardente ( Imagine Jeon Jungkook ) - Capítulo 26


Escrita por:


Notas do Autor


Boa noite fadinhas ✨🧚🏻‍♀️


Queria agradecer por todos os comentários do post anterior 💖obrigada de verdade, eu amo vocês.

Era para eu ter postado mais cedo, mas eu estava com muito sono e acabei dormindo as 18h e acordei agorinha kkk

Perdão pelos erros ortográficos.
Boa leitura 📖🤍

Capítulo 26 - Chapter 26.


 

Domingo, 11:30 AM.

 

— Você está namorando? - Minha irmã indaga.

 

— Sim.

 

— Já era de se esperar. - Meu pai diz com indiferença. — Ele e a secretaria já estavam tendo algo, antes mesmo da porcaria do divórcio sair.

 

— Eu estava mesmo e não nego isso, me apaixonei por ela o que há demais nisso?

 

— Deixem ele. - Minha mãe defende. Ao contrário do meu pai, ela sempre esteve ao meu favor. — Jeon é um homem de 25 anos e sabe o que é melhor para ele. 

 

— Jeon é irresponsável, porque é proibido se relacionar dentro da minha empresa. Além do mais, ela bateu na Mijoo!

 

— Mijoo a provocou, ambas estão erradas, mas ainda sim Mijoo é a mais errada da história. - Tentei manter a calma, meu pai estava me tirando do sério. — Eu sou o seu filho, não quer me ver sendo feliz ao lado da mulher que eu gosto? Você queria que, eu continuasse vivendo um casamento infeliz com Mijoo?

 

— Não é isso, Jungkook. - Ele suspira pesado.

 

— É o que então?! 

 

— Esquece...

 

— Olha... Vocês precisam aceitar que, eu estou com a (S/N) agora a tratem bem, até porque ela é uma boa pessoa.

 

— Claro que vamos tratá-la bem. - Soyeon diz. — Ela tem quantos anos?

 

— 23.

 

— Espero que não magoe ela. 

 

— Não irei.

 

Depois de ontem, eu a levei para a sua casa. Eu estava tão feliz e empolgado com o nosso namoro, eu sabia que ela cederia, até porque sei que (S/N) gosta de mim, tanto quanto eu gosto dela. Mijoo ficou no meu passado, eu amei ela, mas aconteceu tantas coisas em nosso casamento e, em nossas vidas. E agora, eu pretendo construir minha vida novamente ao lado da (S/N).

 

Eu entendo o lado dela de não querer ter filhos, mas  tentarei mudar esse pensamento da mesma. Ela quer passar uma imagem de durona, mas eu sei que ela é frágil, assim como uma bonequinha de porcelana.

 

Sempre fora o meu sonho ser pai e quando Mijoo disse que possivelmente poderia estar grávida, eu fiquei contente, mas ao mesmo tempo fiquei apreensivo e se, (S/N) ficasse grávida eu seria o homen mais feliz desse planeta.

 

Claro que, por agora eu quero curtir o nosso relacionamento e aproveitar ao mesmo. Quero-me me casar com ela e depois pensamos em filhos, até porque ela é nova ainda, digo... Ela é um ano mais nova que Mijoo, mas acontece que Mijoo tem pensamentos diferentes do da (S/N).

 

Anteontem quando, eu ejaculei dentro dela, não foi por querer e quando a mesma disse já havia sido tarde. No entanto, sei o quanto ela é responsável consigo mesmo e sei que ela se cuida devidamente.

 

Tudo aconteceu de uma forma tão inesperada, tudo tão rapido, não? Quem diria que aquela entrevista um dia se tornaria algo tão grande e especial. E não deu pra evitar, quando percebi ja estava completamente apaixonada por ela, a mulher que roubou todos os meus sonhos, o meu coração, os meus pensamentos e tudo de mim.

 

É tão inexplicável o que eu sinto por ela, eu sinto coisas que nunca senti antes, sinto um ciúmes absurdo, um medo enorme de perde-la, uma vontade de prendê-la em meus braços e não à soltar nunca mais.

 

 

 

 

POV’S ( S/N).

 

Domingo 11:55 AM.

 

— Droga! - Pensei em voz alta. Eu estava a caminho de uma farmácia, meus anticoncepcionais acabaram e eu havia me esquecido completamente.

 

Transei com Jungkook na sexta, sábado passei o dia com ele e esqueci de comprar e hoje me lembrei ao acordar. No entanto, pílula do dia seguinte é só até 72 horas após a relação então, eu poderia ficar tranquila.

 

Ao chegar na farmácia pedi a que, eu costumo a tomar. Tomei um comprido aqui mesmo, paguei e fui para a casa.

 

Se eu engravidasse ficaria louca. Primeiro que, eu e Jungkook começamos a namorar tem dois dias e outra porque, eu não quero. Adoro crianças, mas sinto que, eu não serviria para ser mãe.

 

Talvez, meus pensamentos podem mudar algum dia...

 

Eu pensei em ir para a casa da minha mãe e dizer  que, eu estou namorando, mas vou esperar um pouco mais. 

 

 

[...] 

 

 

Segunda-feira, 07:15 AM.

 

 

Ao chegar na empresa, eu adentro no ambiente e assim que empurro a porta de vidro noto uma movimentação estranha dos funcionários o que, de fato, era estranho. Subi até o meu setor e me deparo com uma falação alta, Jungkook conversava com um dos seguranças e ao me ver ele gesticula com sua mão, para que eu entrasse em sua sala.

 

Fui em direção a mesma e entrei, em seguida ele entrou e fechou a porta.

 

— Bom dia, amor. - Lhe dou um selinho.

 

— Bom dia. - Ele parecia nervoso. — Era para eu ter lhe buscado hoje, mas aconteceu que eu precisei vir mais cedo até a empresa.

 

— Notei algo de estranho, aconteceu alguma coisa?

 

— Sim.

 

— O que? - Perguntei já apreensiva.

 

— Primeiramente, você sabia que Hoseok tinha um caso com Yuna?

 

A pergunta havia me pegado de surpresa. Engulo em seco e o respondo.

 

— Sim... Como soube? Ele te contou?

 

— Já vamos chegar nessa parte. - Ele caminhou até a sua mesa. — Hoje pela manhã, por volta das seis e quarenta, o segurança me ligou dizendo que um homem havia invadido a empresa atrás da Yuna e do Hoseok. Eu já estava pronto então, vim diretamente para a empresa e quando cheguei esse homem estava agredindo Hoseok e ainda apontou uma arma para o mesmo, os seguranças conseguiram o pegar e o tiro acertou uma das janelas da sala de espera. 

 

— Você ou alguém se machucou?! 

 

— Não, enfim... Ele certamente, descobriu sobre o caso da namorada com o Hoseok e veio tirar satisfação com o mesmo e, o seu nome entrou no meio.

 

— Oi? O que eu tenho haver com essa palhaçada?!

 

— Amor, não precisa ficar exaltada. Hoseok acusou você e o homem disse que descobriu pelo celular da própria Yuna.

 

— Como não?! Aquele imbecil me acusou de ter contato sobre o casinho dele com a Yuna, ele pensa que eu sou como ele? Pois eu irei tirar satisfação com ele agora. - Me afastei indo em direção a porta, no entanto, Jeon me segurou.

 

— Vamos evitar mais confusões.

 

— Eu não vou deixar isso passar! Yuna vai pensar que eu contei. Que porcaria! Eu nem sei quem é esse homem e eu também estava pouco me importando com o caso deles dois.

 

— Acalma-se.

 

— Eu estou calma.

 

— Não, você não está. Se você não deve, não há o que temer, sua consciência está limpa.

 

— Mas se o mesmo vir tirar satisfação, eu vou falar poucas e boas para ele. Esse cara é um hipócrita, ele veio me dar lição de moral sendo que, ele fez pior, transando com mulher comprometida e ela também está errada.

 

— Tem razão, eu irei conversar com ele e ver o que faço em relação a Yuna. Meu pai já está sabendo, no entanto, Hoseok é o queridinho dele.

 

— Eu estou irritada. - Bufei. — Vou me preparar para começar a trabalhar e fazer de tudo para não sentir dor na bunda.

 

— É por conta dos tapas?

 

— Uhum.

 

— Me desculpa, uh? - Ele me abraçou. — Prometo ser mais cuidadoso.

 

— Vou acreditar. - Ri e me soltei dele. — Você vai sair resolver alguma coisa?

 

— Sim, tenho que terminar a minha conversa com o segurança. - Jeon me acompanhou até a porta e quando saímos da sala, a muvuca havia diminuído. Jeon foi à procura do segurança e eu fui em direção a minha mesa.

 

Bufei por estar estressada logo cedo. Hoseok apanhou e, eu só queria estar aqui para ver se aquele idiota teria coragem de me acusar na minha cara. 

 

O meu trabalho na empresa havia aumentado desde a saída da outro secretária. Essa secretária nova, a Yerin, é uma sem noção.

 

Não vejo ela com tantos trabalhos como eu, ou, qualquer outra secretária aqui. A não ser que, jungkook esteja facilitando o trabalho da mesma. 

 

Depois de um determinado tempo sentada e olhando para a tela do computador, resolvo ir ao banheiro. Ao entrar no mesmo encontro Yuna com um semblante de choro, enquanto conversa com Yerin e ao me ver ambas param e me encaram. Passei reto pelas duas e entrei em uma das cabines.

 

Ninguém nessa empresa sabe do meu namoro com Jungkook. Vamos esperar um pouco mais para oficializar publicamente, não que às pessoas devem saber, mas, uma hora ou outra vão descobrir.

 

Sai da cabine e caminhei até a pia, lavei minhas mãos e me olhei no espelho, as duas ainda me encaravam.

 

— Posso conversar com você? - Yuna indaga.

 

— Claro. - Olhei para Yerin. — A sós, né? - Arqueei minha sobrancelha.

 

Yerin pareceu entender então, ela se retirou deixando apenas eu e Yuna sozinhas.

 

— Creio que já soube o que aconteceu...

 

— Sim, eu soube.

 

— Você era a única que sabia disso... - Então, eu a cortei.

 

— Eu vou fingir que você não está tentando me acusar de ter contado ao seu namorado. - Ri em descrença. — Nem mesmo para Jungkook eu contei e você realmente pensa que, eu contaria para outra pessoa? Olha, eu não tenho nada haver com a sua vida e nem sei quem é o seu namorado e, se o mesmo descobriu foi por descuido da sua parte! 

 

— Descuido da minha parte?!

 

— Sim! É simples acusar alguém, complicado é admitir o erro, não é? Nunca acuse ninguém pelas erros que você mesmo comete Yuna, aliás, o maior responsável por eles foi você mesmo!

 

Ela ficou em silêncio.

 

— A propósito quando ele descobriu?

 

— Sábado.

 

— Nesse mesmo dia, eu estava ocupada com Jungkook se é que, me entende. - Sorri. — Jamais perderia meu tempo com os problemas alheios. - Me retirei do banheiro a deixando sozinha.

 

 

Era só o que me faltava, primeiro Hoseok e agora ela?

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado 🤍✨

E esse atraso no remédio? Hmm🔥👀

Hoseok apanhou👀🔥sn brava e com razão, coitada sobra tudo pra ela.

Comentem para a tia ge 💜 seu comentário é importante pra mim ✨

Obrigada por tudo.

Até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...