1. Spirit Fanfics >
  2. Desejo Proibido - St. Van >
  3. Colega de quarto

História Desejo Proibido - St. Van - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Colega de quarto


Fanfic / Fanfiction Desejo Proibido - St. Van - Capítulo 2 - Colega de quarto


S/N Schreave



_Aqui estamos! Minha mãe solta um gritinho agudo quando entramos no campus. Ele parece ser tão grande ao vivo, como parecia ser nos folhetos e online. Os edifícios são antigos, mas são elegantes ao mesmo tempo. O tamanho do campus é intimidante, mas espero que depois de algumas semanas eu me sinta em casa. A visita guiada é curta e eu me sinto sozinha, como normalmente. A mulher de meia idade com a aparência agradável me dá minha chave do dormitório e me manda ir até lá. Sinto mais a liberdade agora do que alguma vez senti nos últimos 18 anos.

_Eu quero ver o seu dormitório antes de ir embora, querida. Simplesmente não posso acreditar que está na faculdade! A minha única filha, uma estudante universitária, que vive sozinha. Eu simplesmente não posso acreditar nisso.- ela chora e limpa os olhos, com cuidado para não estragar a maquiagem. Jooheon nos segue, levando minhas malas enquanto andamos pelo corredor.

_É B22.... estamos no salão C.- digo. Felizmente, vejo um grande B pintado na parede.- Aqui mesmo.- digo e eles me seguem. Ainda bem que só trouxe algumas roupas, um cobertor, e alguns dos meus livros favoritos, assim Jooheon não tem muito pra carregar.


_B22.- minha mãe diz ofegante. Ela está usando sapatos de saltos muito altos para a longa caminhada que acabamos de fazer. Deslizo a chave na porta de madeira velha, ela faz alguns barulhos enquanto abre, minha mãe suspira. O quarto é pequeno, com duas camas e duas mesas pequenas.
Meus olhos viajam pelo quarto e por alguma razão minha mãe se engasga. Um lado do quarto está coberto de cartazes de música, principalmente bandas que eu nunca ouvi falar, os rostos deles coberto de piercings e tatuagens. A garota, que está deitada na cama tem o cabelo vermelho brilhante, os olhos pintados com o que parece centímetros de delineador preto e os braços dela estão cobertos de tatuagens.

_Olá.- ela diz, dando um sorriso. O sorriso dela é bastante intrigante, para a minha grande surpresa.- Sou a Lalisa, mas você pode me chamar de Lisa.- ela fala e se senta.

_O...Olá... eu sou a S/A.- estou em choque.

Ela ri um pouco e se levanta.

_Bem-vinda à WSU, onde os dormitórios são pequenos e as festas são enormes.- a cabeça dela cai para trás num ataque de riso. A boca da minha mãe fica aberta e Jooheon se mexe desconfortavelmente. Lisa caminha, fechando a distância entre nós e me abraça. Estou surpresa pelo seu gesto de carinho e fico sem reação por um momento, mas a abraço de volta. Alguém bate na porta enquanto Jooheon deixa cair minhas malas no chão.

_Entre! - ela grita outra vez e a minha companheira de quarto. A porta abre e dois rapazes entram no quarto. Rapazes dentro do dormitório feminino no primeiro dia? Talvez a WSU tenha sido uma má decisão.
Minha mãe parece que vai desmaiar a qualquer minuto.

_Olá, é a colega de quarto da Lisa? - pergunta o rapaz loiro. Ele não tem tantas tatuagens como o outro rapaz, mas tem o suficiente.

_Um... Sim. Me chamo S/A.- consigo dizer.

_Sou o Anyo, vai adorar estar aqui.- ele diz com um sorriso. Um sorriso caloroso e convidativo, apenas da aparência entranha dele.

_Estou pronta.- Lisa diz e pega sua bolsa na cama. Meus olhos se voltam para o rapaz de cabelos castanhos e os olhos cobertos com um linha fina de lápis preto. Meu olhar desvia para baixo desde a camiseta preta até os braços que são cobertos de tatuagens também. Fico esperando que se apresenta, mas ele fica em silêncio.

Ele definitivamente não é tão amigável como o seu amigo loiro.

_Te vejo por aí, S/A.- Anyo diz e os três saem do quarto.

_Vai para um novo dormitório! - minha mãe berra assim que a porta se fecha.

_Não, não posso. Está tudo bem mãe, eu tenho certeza que ela não vai ser um problema.

_Nem pensar, vamos te mudar agora. Não vai estar num quarto com alguém que permite que entrem rapazes no quarto, ainda por cima punks! - ela diz revoltada.

_Mãe... por favor... vamos ver como vai ser... Por favor.- eu imploro e ela suspira.

_Tudo bem.- ela concorda, para a minha grande surpresa. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...