1. Spirit Fanfics >
  2. Desejos de Gravidez >
  3. Pessoas Gravidas tem Desejos de Madrugada

História Desejos de Gravidez - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Eu sinceramente não sei o que foi isso, mas surgiu em um surto de madrugada SADJOAIHFOSAIDJOSAI

Capa lindíssima feita pela lindíssima @amy_rattlehead


Obs: não foi betado, qualquer erro avisem!

Capítulo 1 - Pessoas Gravidas tem Desejos de Madrugada


— Tral...

 

Era uma madrugada qualquer no meio de uma semana cansativa para Law que só queria poder dormir uma noite inteira sem interrupções, mas nem tudo na vida é como queremos.

 

— Tral 'tá acordado? — Seu namorado sussurrava enquanto chacoalhava levemente seu corpo.

 

Como estava deitado virado de costas para o menor era só fingir que ainda estava dormindo, uma hora ele iria desistir.

 

— Tral, eu acho que 'tô grávido.

 

O médico arregalou os olhos sentou na cama bruscamente encarando o outro homem sentado do outro lado da cama.

 

— Luffy, que história é essa? Você é homem, não tem como estar grávido.

 

— Mas eu não disse que estou, eu disse que acho. — Explicou como se fosse a coisa mais simples do mundo.

 

Santa paciência.

 

— Não interessa se você está ou só acha. Homens não engravidam, pelo menos não no seu caso. Da onde você tirou isso?

 

— Eu 'tava vendo um filme com a galera naquele sábado que você ficou de plantão, lembra? — Law acenou com a cabeça e Luffy continuou. — Então, no filme tinha uma moça que estava grávida e ela ficava acordando o marido dela de madrugada porque ela ficava com desejo de comer morangos e aí ele saía para comprar. Eu perguntei pra Nami o porquê e ela me explicou que é normal que durante a gravidez a pessoa sinta desejos de comer coisa durante a madrugada.

 

Law já conseguia ver onde aquela história toda ia acabar.

 

— E você acha que está grávido por…?

 

— É madrugada e eu tô com desejo de  comer coxinha.

Era só o que faltava.

— Vai dormir por favor. — Law já se virando para voltar a dormir, porém fora interrompido pelas mãos de Luffy o impedindo de deitar.

 

— Mas Tral a Nami disse que se o desejo não for realizado a criança nasce com a cara da comida! Você quer que nosso filho tenha cara de coxinha?

 

— Luffy, pela última vez, você é homem e não tem como engravidar.

 

•×•

 

Três horas e quarenta e dois minutos.

 

Esse foi o horário que Trafalgar chegou em casa com uma bandeja de coxinhas na mão. A vantagem de morar em cidade grande era que poderia achar qualquer coisa aberta durante a madrugada e ainda dar a sorte de achar as benditas coxinhas.

 

Subindo as escadas em passos lentos, Law entrou no quarto e viu seu namorado sentado esperando ansiosamente pela comida. Entregou a bandeja e se jogou na cama se enrolando no cobertor para finalmente poder dormir, sorte a dele que estava de folga, não iria levantar tão cedo.

 

— Tral…

 

Lá vem.

 

O médico, já de olhos fechados só soltou um resmungo indicando que o outro poderia continuar.

 

— Você acha que vai ser menino ou menina?

 

Era mais fácil entrar nas loucuras do namorado do que ir contra elas.

 

— Não importa, vamos amar de todo o jeito. Agora vamos dormir. — Law levantou o cobertor para que o menor pudesse se aconchegar.

 

— Tral…

 

Era só fingir que já estava dormindo de novo.

 

— Eu sei que ainda está acordado. Você finge muito mal.

 

— Olha quem fala.

 

— Sabia!

 

— O que foi agora?

 

— Já que eu não posso engravidar, mesmo tendo desejos, a gente pode adotar. O que acha?

 

— Acho ótimo. Podemos dormir?

 

Satisfeito com a resposta Luffy abraçou o namorado e fechou os olhos.

 

— Luffy…

 

Nada.

 

— Quando é a minha vez você dorme… Mereço.

 

Law ficou parado uns segundos observando o rosto sereno a sua frente. Beijou o topo da cabeça de Luffy e fechou os olhos enquanto acomodava o menor nos braços.

 

— Você vai ser um ótimo pai, tenho certeza.

 

E finalmente pode dormir.

 


Notas Finais


É isso, quem gostou deixa um xeiro ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...