História Desesperada Paixao - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Jensen Ackles
Personagens Jared Padalecki
Tags Padackles
Visualizações 65
Palavras 2.394
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


VOLTEII GALERINHA
SORRY PELOS ERROS
BOA LEITURA

Capítulo 29 - Mais um pouco de Dor


Fanfic / Fanfiction Desesperada Paixao - Capítulo 29 - Mais um pouco de Dor

Jared saiu da casa e fechou a porta atrás de si e a sensação era que alguém havia colocado mais de uma tonelada em seus ombros. Ele mal conseguia andar até ate o carro. 

Jared estava desolado. Ainda não conseguia acreditar no que acabara de acontecer. Entrou no carro,e agindo no automatico deu partida. Sua cabeça fervilhava

O caminho ate o proximo hotel foi feito em um choro silencio,o moreno ainda pensava em tudo que tinha acontecido.As lembranças preencheram a mente do moreno. Como os dois se amaravam com urgência como cuidava um do outro compreensao e carinho havia entre ele eles e um amor muito intenso..ate que tudo virou de cabeça pra baixo quando recebeu aquele gravador. jared parou o carro e desceu. Um uma dor  no estômago o forçou a se ajoelhar e ele vomitou.

-era tudo mentira..tudo.

Assim que chegou no hotel tomou um banho e se jogou na cama onde continuou chorando.

-porque jen?"eu te amei tanto..tanto.ainda amo..amo com todas minha forças."o moreno saiu de seus pensamento quando seu celular tocu..era chad.-chad..

-oi jay!chad era todo sorisso.

-pre..preciso de voce.

O caminho ate o hotel foi feito em agonia o ruivo estava preocurando o tom de voz do amigo era de quem havia chorado e muito..algo estava errado.

-jay,sou abre a porta!chad falou ao mesmo tempo que batia na porta do quarto.

-chad! o moreno abriu a porta e se jogou nos braços do amigo.

-o..o que houve?chad perguntou ao notar o desespero do amigo.-voce ta tremendo

-a..acabou tudo.. jared falou apos romper o abraço.

-acabou?voce e o jen?perguntou o ruivo supreso.-mas porque?

-porque ele..ele é um mentiroso!jared respondeu apos fechar porta.

-mentiroso?no que ele..

nao terminou de falar pois teve a boca tomada num beijo agressivo dado pelo moreno

-jared,o que você pensa que está fazendo?  chad rompeu o beijo.

-vai dizer que nao saber?retrucou se esfrendo no ruivo.

-voce tem namorado ou tinha eu..

-so cala a boca..

-ja..jay.. chad gemeu quando o moreno começou a beijar seu pescoço ao mesmo tempo que se esfregava nele.-é..é melhor parar..eu..

-chad,para de banca o virgem.

-tem razao.chad se deu por vencido sabia que o moreno estava querendo estravazar.

Jared caiu deitado nela, com Chad por cima de seu corpo, e neste momento ambos já estavam nus.

Chad trilhou um caminho com sua língua quente pelo peito e abdômen de Jared, até chegar em seu membro, o instigando com sua língua.

Quando Chad fez o caminho de volta, o moreno rapidamente inverteu as posições, se deitando entre as pernas do amigo.

-o ama tanto assim?perguntou o ruivo,jared nao respondeu apenas o beijo com vontade.

nao demoro os gemidos se fizeram presentes no quarto o moreno estocava forte acertado na prostata do ruivo que gemia sem pudor

jared saiu de dentro do ruivo o colocando de quatro e penetrou de uma vez so.

-ahh..jared..jared..ahh..

-por..porque?ahh..porque ele..ele fez isso?

jared falava ofegante, com raiva de tudo..dele...de felipe...da policia.de quem o entregou o gravador..eo amor que o consumia pelo loiro , enquanto entrava cada vez mais fundo em chad que gemia sem parar

jared entrava e saia dele cada vez com mais força e rapidez. Nao demorou muito ate sentir seu corpo  estremecer de prazer e derramar dentro de chad

O moreno desabou em cima de chad, tentando recuperar o controle, e isto o fez se dar conta do que acabara de fazer.

Saiu de dentro de chad com cuidado,e suas lagrimas voltaram a cair.

-jay.. chad se ajeito e embalou o amigo nos braços.-vai ficar tudo bem..

-não vai.soluçou o moreno.-nao vai chad.

-jay nao..

-te..te machuquei?

-nao.falou com sinceridade.

-eu..

-nao respondeu minha pergunta

-chad nao..

-voce o ama tanto assim?

-porque da pergunta?

-porque essa hora era pra mim está dentro de voce.

-chad! jared corou.

-o que?chad riu.-esqueceu que fui seu primeiro homem?

-nao mas..

-nao tem volta?voce e ele?

-não.jared respondeu choroso.

-o que houve amigo?o que ele fez?

-eu.. jared nao queria contar que descubriu tinha medo da reaçao do amigo.-ele so..so acabou chad.

-jared..

-nao..nao quero falar sobre isso.

-ok.chad beijou a cabeça do amigo,sabia que quando ele estive pronto falaria.

-doe tanto..tanto.

-vai passar amigo..tudo passa..

-nao isso.jared se aconchegou mais ao corpo do ruivo.-amo..amo chad.

-eu..

-amo com todas minhas forças e por isso que doe tanto..tanto.

Fuiste ave de paso y no sé porque razón

Me fui acostumbrando cada día más a ti

Los dos inventamos la aventura del amor

Llenaste mi vida y después te vi partir

Sin decirme adiós, yo te vi partir

Quando Jensen acordou, ainda se sentia um pouco grogue, mas percebeu que estava amarrado em uma cadeira, e com os olhos vendados.

As lembranças do que tinha acontecido horas atrás voltaram, e o pânico começou a tomar conta dele. Lembrou de Jared, a briga..jared foi embora..tudo tinha acadado..tudo.

Jensen ouviu algumas vozes, não muito próximas, e começou a gritar por socorro. Em seguida ouviu uma porta se abrindo, e o medo começou a tomar conta, não sabia quem eram ou o que queriam.

- Não vai adiantar você gritar por socorro... disse o homem irritado.

- Por que você não me solta, então? Quem são vocês? E o que querem, afinal?

-jensen..jensen..jensen. falou o homem sorrindo.

-co..como sabe..

-o seu nome?o homem riu.-logo logo sabera..saberá de tudo.disse antes de sair deixando o loiro sem entender nada.

-jay..sussurrou sentindo o coraçao apertar.-nao era pra ser assim..nao era..eu ia contar..contar que estou esperando um filho dele e irmos fazer amor..Amor.porque o amo..o amo desde da primeira vez que o vir.jensen falava pra si mesmo.-nao era pra ter sido assim..nao era. o loiro começou a chorar ao notar seu estado,estava sequestrado..gravido e longe do seu amor isso o deixou mais desesperado.-não..não posso me apavorar..nao posso..mantenha á calma jensen.-o que será que eles querem o que?"jay,meu amor..preciso tanto de voce..me perdoa..eu te amo..eu te amo." o loiro saiu de seus pensamentos quando abriram a porta sentiu um frio na espinha quando mark entrou.-porque nao to supreso. jensen falou mais no fundo nao esperava por isso.

-ola jensen!disse mark sorriu.

-o que voce quer?jensen tentava se solta as armarras

-sabe quando ti ver pela primeira vez fiquei matutando sabe?mark passou a mao no queixo,pensativo.-onde conhecia voce..

-eu nao sei..

-felipe ackles. 

-o..o que?  jensen regalou os olhos supreso.-o..onde..

-tao parecido com ele..quando jovem é claro.

-eu nao sei do que..

-nao precisa mais mentir agente ackles!mark falou desferindo um soco no rosto do loiro machucando a boca do loiro

-desgraçado!jensen cuspiu o sangue

-tão bonito quanto o pai.

-lave essa boca pra falar dele!jensen falou recebendo outro soco mais desse vez no estomago.-AII!

-so que ele nao era fraco..

-filho da.. jensen se calou ao lembrar da gravidez,de maneira nenhuma ia prejudicar o filho.-o que voce quer?foi por isso que me sequestrou?

-tambem. mark sorriu.- mais foi quando fiquei sabendo que o padalecki largou tudo pra viajar com voce

A pronuncia do nome do moreno fez o coraçao do loiro disparar.

-ele.. 

-ficarmos puto da vida por isso,mais o piorou quando descubirmos o motivo da viaje.mark tirou algumas foto do bolso e mostrou pro loiro.

-nao..

-ele é muito ingenou nao é?acredita que voce..se relacinar com um tira.

-juro que..

-sera que ele sabia que seu pai..nao com certeza nao.mark guardou as fotos.-sera que foi por isso que ele o matou.

-nao foi ele.jensen convicto.

-isso é verdade.concordou mark pra supresa do loiro.-isso nao foi ele.

-vo..voce sabe.

-nao.mark suspirou.-olha eu lamento por ele..perder um pai nao é facil eu sei..

-porque me sequestrou? jensen so queria ganhar tempo,precisava arrumar um jeito de sair dali.

-imagina quando ele souber que..

-ele ja sabe. as lagrimas do loiro molharam sua face.-ele..ele ja sabe.

-que pena..

-como ficou sabendo?como teve certeza que eu sou um tira?

-tenho meus contatos e como disse a semelhança com seu pai..

-me solta.. jensen tentava menter a calma nao queria por a vida do filho em risco.-o jared ja sabe de tudo,nao precisa me manter..

-acha mesmo que é so por isso?mark riu com vontade.

-é porque então?

-sabia que essa viaje de lua de mel de voces atrapalhou muitas coisas

-eu..

-perdemos um monte de mercadoria.disse irritado.-e tudo por culpa do padalecki

-ele nao tem culpa disso.

-claro que tem!quando se envolveu com voce esqueceu do resto do mundo

-ele não..

-mais ele ta tendo o troco..com certeza deve está destruido.

-sim.. jensen segurou a vontade de gritar pelo moreno.

mark alisou o rosto do loiro que se esquirvou do contato.

-entendo por que ele nao te matou...voce é realmente lindo.

-obrigado,mais nao gosto da fruta.jensen sorrriu sarcasticamente.

-tem certeza?retrucou mark.-pelo que sei o padalecki tem a mesma maquina que eu.

-so que a dele é bem maior.jensen falou segurando pela cara fechada do outro.

-eu sei.mark tento nao mostrar que se abalou.-ja tive o prazer de..

-em seus sonhos..so se for.

-CALA BOCA!gritou dando um chuter na perna do loiro que mordeu os labios tentando nao gritar de dor.

-voce o queria.jensen sorriu.-mais nao te deu bola nao foi

-e vai pagar por isso.mark pegou o celular do bolso que jensen reconheceu sendo dele.-se ele te deixou vivo deve haver um motivo

-ele nao vai.. jensen nao terminou de falar pois mark colocou a mordaça em sua boca.

-ele vai atender..mark discou o numero e depois de cinco toques desligou irritado.-temos que esperar o plano b. vendo o semblante interrogativo do loiro respondeu.-o rufus..ele ta vivo entao ele vai ligar pro jared ou pro bobby.mark guardou o celular.-enfim ele vai pra volta pra mansao e..bum!tudo vem abaixo

jensen ficou palido e começou a se mexer desesperado tentando se soltar,nao ia deixar isso acontecer..so em pensar que podia peder  amor de sua vida..era melhor nao pensar.

-nao se exalte lindo!mark falou e tirou a mordaça do loiro.

-DESGRAÇADO!SE TOCA NELE EU JURO QUE TE MATO!EU TE MATO MARK!

-nao vou tocar nele..mark riu.-nem vai ter como saber as pernas vao pra um lado os braços..a cabeça

-NAO!NAO VOU DEIXA!

-E COMO VAI ME IMPERDIR?!

-VOU ACABAR COM VOCE..EU JURO!

-CALA BOCA!mark o soco no rosto.-agora tenho algo importante pra fazer. mark falou antes de sair 

-jay..meu jay..nao..nao.. jensen sussurrava como uma mantra.-nao era pra se assim,nao era pra ele descubrir dessa forma..não era pra ele descubir dese jeito eu ia.. jensen lembrou do gravador.

Quem teria entregado o maldito gravador ao moreno,lembrava que depois de grava o tal depoimento havia largado o objeto em cima da mesa e saido em seguida entao..

-nao.. jensen nao queria acredita que podia haver um traidor naquela mesa..e qual seria o motivo da pessoa entregar isso a jared.-jared.. o corpo do loiro tremia so em pensar que nunca mais podia ver o rosto infantil de jared..o perfume..o calor daquele homem enorme mais com o coraçao mole..aquele sorriso covinhas que fazia seu coraçao aquecer..nao podia ficar sem aquele homem.-nao..nao posso perde-lo..nao vou perde-lo..nao vou.

em qualquer hotel de estrada..

-porque não atendeu?chad perguntou apos um tempo em silencio.

-pra que?pra ele inventar mais desculpa.respondeu o moreno segurando o celular.

-jay..

-nao quero falar sobre isso chad!

-mas..

-ele tinha menos de meia hora pra sair de lá e..

-sair?entao a coisa foi seria mesmo?

-foi e nao tem volta.

-tem certeza?

-tenho.jared segurou as lagrimas.

-eu..

-espero ve-lo nunca mais.jared jogou o celular na cama.

-o que vai fazer agora?

-o de sempre..trabalhar pra esquecer.

-droga padalecki.chad se irritou.-esquecer o que porra!

-tudo droga!retrucou no mesmo tom

-sabe que nao é assim

-nao vou deixa o que aconteceu atrapalhar meus negocio.

-jay nao acho.. nesse momento bateram na porta.-é o bobby

-o que ele faz aqui?

-mandei uma mensagem pra ele.respondeu indo abrir a porta.-quando voce estava dormindo é claro.

-voce pediu pra ele vim 

-nao.respondeu o ruivo.

-entao o que ele faz aqui.

-vamos descubrir agora.chad abriu a porta pra um bobby um pouco aprensivo.

-onde ele..

-o que faz aqui?jared estava com um copo de bedida na mao

-porque ta bebendo á essa hora?bobby perguntou olhando de jared pra chad e chad pra jared.-porque deixou ele bebe idiota?perguntou pra chad

-eu..

-nao sou mais criança.respondeu o moreno apos tomar um gole da bebida.

-o que houve com voce?porque essa cara?

-brigou com o namorado.respondeu chad

-eles..

-parem de fala com se eu nao estivesse aqui!jared falou irritado.

-filho..

-jensen e eu brigamos sim.jared falou sentindo uma pontada no peito,mais ingnorou.-e terminamos de vez tambem.

-o que?bobby perguntou supreso.-mas..

-e assunto encerrado.

-espera eu nao..

-nao quero mais ouvir o nome dele!deu pra entender?!

-sim mais..

-chega bobby!jared gritou tudo que queria era esquecer o loiro tudo que eles viveram.-agora me diz o que veio fazer aqui

-o..o rufus me ligo.

-entao ele ja foi?

-ele quem?

-o jensen bobby.

-eu..

-ele tinha menos de meia hora pra sair de lá.

-nao é isso. bobby passou as mãos no rosto seu semblente estava serio cansado e muito procupado.

-o que deu errado?jared perguntou.-o que ele fez?nao quis sair.

-ele nao foi é isso? chad perguntou sorrindo,mais no fundo sabia que tinha algo errado pelo semblante do mais velho.

-é isso?jared perguntou,esperançoso.-ele..ele nao quis ir?

-a mansao foi invadida!e o levaram.bobby falou num folego so.

-o..o que? jared sentiu o chao sumir dos pes se encostou se no armario pra nao cair.-eles..eles..

-e o rufus?como ele ta?chad perguntou.

-está bem,na verdade nao entende porque levaram o loirinho.

-le..levaram..levaram ele..jared sentou na cama com o corpo tremulo.

-voce ta bem?bobby perguntou preocupado.-fala alguma coisa..

-jay..

-quem? jared levantou e olhou serio pra bobby

-eu..

-QUEM BOBBY!

-nao sei o rufus..

-vamos pra mansão. jared saiu do quarto sem esperar esposta.

Assim que chegaram na mansao foram atras de rufus que estava no escritorio conversando no celular.

-eles chegaram..te ligo depois.rufus desligou o celular.-jay eu.. nao terminou de falar pois bobby o calou com um beijo quente.

-voce ta bem?perguntou bobby apos romper o beijo.

-estou nao se preocupe

-rufus.. jared o abraçou.-eu..

-eu sinto muito

-eles..eles..

-foi tudo muito rapido assim que voce saiu..jogam um gás e tudo apagou.

-nao.. jared passou a mao nos cabelos.

-o que querem com ele?chad quis saber.

-talvez porque ele estava com jay.comentou bobby.-nao sei..

-voce viu quem..

-foi o mark..tenho certeza.respondeu rufus.

-ele..ele vai..vai matar..nao..nao. jared saiu do escritorio o desespero falta de Jensen o cegou e impediu que seus instintos falassem mais alto...se nao fosse por chad.

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


O QUE ESTAO ACHANDO?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...