História Desesperada Paixao - Capítulo 36


Escrita por:

Postado
Categorias Jensen Ackles
Personagens Jared Padalecki
Tags Padackles
Visualizações 76
Palavras 1.223
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


MAIS UM CAPITULO PRA VOCES GALERA
SORRY PELOS ERROS
BOA LEITURA

Capítulo 36 - Suspeitas


-eu te amo.jared falou apos romper o beijo.

-tambem te amo.jensen sorriu.

-bom vamos dar um jeito nisso..disse olhando pra propria ereçao.-como voce é o responsavel por ela.

-é um prazer culpado.jensen piscou.

-sei que.jared o deitou sobre a mesa ficando no meios da perna dele.

As mãos do moreno passearam pelo peito de Jensen, descendo e arranhando-o, fazendo com que sua espinha se arrepiasse. Os dedos grossos tocaram no membro semi duro estimulando-o, deixando-o dolorido de tesão.

-jared..

Foi só o que ele conseguiu falar quando a boca de Jared o tomou por inteiro. A língua lasciva lambia toda a extensão de seu membro, chupando-o tão gostoso que Jensen via estrelas piscando à sua frente.

- Jay, eu... vou..

-nao senhor. jared falou apos tirar o membro do loiro de sua boca.-so vai vim quando eu estiver dentro de voce..

-entao vem..ofegou o loiro abrindo mais as pernas.

-voce quem manda meu loiro.jared o penetrou com vontade.-tao apertado.

-mais..mais rapido amor..

 Sem querer lhe negar nada, Jared saiu de dentro dele, depois voltou a penetrá-lo com força, fazendo a mesa balança. Jensen mordeu o lábio inferior. Estava gostando. Então Jared começou a entrar e sair com força num ritmo que fazia Jensen gemer alto e rebolar sobre a mesa.

-ohh jay!ohh jared!jared! gritava entorpecido pelo prazer.-jared..que gostoso amor..assim..mais rapido..mais rapido.

jared colocou as pernas do loiro em seu ombro e so segurou pela cintura se enterrando com força naquele corpo quente e apertado.

-eu..eu te amo..jensen..jensen..ahh..

-tambe..tambem te amo..mais rapido..mais amor..mais forte..isso..ai..mete forte..ohh..jared.

-jensen..jensen..jensen..ahh..jensen...apertado..

-jare..eu..eu vou..vou gozar amor..

-vem ca..jared o puxou pro seus braços e o loiro o enrolou com as pernas.-eu..eu te amo..

-tambem te amo..jensen o beijou ambos continuavam se movendo fleneticamente.-vou gozar amor..vou gozar

-vamos juntos.. 

acalcaram o prazer juntos como sempre chamando um o nome do outro.

-te amo.jared falou dando varios beijos no rosto do loiro.

-eu tambem te amo.jensen o puxou pra um beijo de tirar o folego.

-temos que limpar essa bugunça.

-ou fazer novas.jensen piscou.

-tarado!jared sorriu.

-é voce que continua em mim..bem gostoso.

-nao seja por isso.jared fez mençao de sair de dentro do loiro mais o mesmo  o abraçou forte.-hey!

-fica..pra sempre.

-fico..fico porque te amo..te amo..

-eu tambem te amo..te amo muito jared..te amo.

 Jared acordou com o barulho insistente do celular bufando atendeu..era thales.
-o que voce quer?perguntou sem paciencia.
-eu..
-fala logo!
-voce sumiu.
-vai dizer que tava procupado.ironizou o moreno
-claro que tava e..
-nao tenho tempo thales..
-voce o tirou de lá?
-do que..
-do tira!voce o tirou de la.
-isso nao é dar sua contar
-está com ele?
-não thales.o coraçao do moreno palpitou ao lembra que o loiro que so algumas portas o separava de jensen.-nao estou com ele..satisfeito?!
-eu te amo e..
-thales..
-onde voce ta
-eu nao..
-preciso te ver e..
-acabou thales..chega.
-é por causa dele
-thales..
-faz meses que tento te liga..milagre te atendido e..
-so atendir pra dizer uma coisa
-que coisa?
-acabou!jared desligou o celular.-saco!
-atrapalho.bobby entrou no quarto.
-nao eu..
-como se sente?
-bem melhor.
-eu..
-como..como ta..o bebê?perguntou o moreno procupado.
-ele ta bem.bobby respondeu.-ao menos foi o que o medico disse
-o medico?
-sim,o trouxemos semana passada.
-ah.jared sorriu aliviado.
-vai ve-lo?
-o que?nao. jared respondeu nervoso
-mas..
- nunca mais quero olhar pra cara dele!
-entao porque veio?
-esse é meu barco porra!jared se irritou.
-eu..
-e quero te certeza que o bebê nasça bem,que saia daqui com saude.
-voce nao vai sair com eles?
-bobby..
-eles pensa que voce ta morto..ele ta..
-é melhor assim.
-mas..
-Ja disse que nao quero saber dele..nao quero ouvir nada que seja relacionado á ele.
-somente seu filho..o filho de voces.
-isso..somente ele me interressa.
-jay..
-ELE ME TRAIU!
-eu sei mas..
-MAS O QUE?
-VOCE AINDA O AMA.
-NAO!EU O AMEI..AMEI MUITO.
-para de mentir pra si mesmo.
-porque ta fazendo isso?quer que eu perdoe..que volte pra ele.
-ate parece que nao é isso que quer.
-eu não..
-vir seu sofrimento de perto jared.
-bobby por favor
-ate dormindo chamava por ele..dizia que o amava
-eu.. o moreno corou.-eu não..
-e se nao o amasse nao teria pedido pra pegamos o pai dele..outro tira
-so fiz isso porque..
-e tambem nao deixa o chad chega perto dele.
-mais isso é porque..
-porque voce o ama
-ele me traiu..brincou comigo.
-filho..
-porque quer que o perdoe..porque?
-porque nao aguentamos te ver sofrendo.chad entrou no quarto.
-eu nao..
-ainda tenho vontade de mata-lo.chad falou recebendo um olhar fuzilante do amigo.-mais sei que se fizer isso te levaria junto..perderia sua amizade.
-chad..
-sei que o ama..voces vao te um filho.disse o ruivo.-e sim muitas vezes ter um filho mudar tudo.
-eu nao..
-peguei meu bebê nos braços..e foi muito emocionante..nao tenho palavras pra explicar 
-chad nao sei o que..
-ouvir o rufus falando que voce vai deixa-los ir
-o melhor a se fazer.jared falou tentando se convencer de que eles ficaram melhor longe dele
-vai aguentar ficar longe do seu bebê?chad quis saber
-eu..
-ficar longe dele?
-nao vai fazer direfença.jared falou.-ele pensar que estou morto e melhor que continui pensando assim
-mais..tentou bobby
-vamos deixar as coisas como estão.
-mais amigos..
-chad por favor.
-ok.chad disse saindo em seguida.
-nao entendo ele.jared sorriu.
-e eu á voce.bobby falou
-bobby..
-quando ele descubrir que está vivo
-ele nao vai!
-jared..
-o thales ligo..de novo
-voce atendeu?
-so pra dizer que acabou.
-eu..
-sera que pode me deixa sozinho..por favor.
-jay eu..
-por favor.jared lançou o famoso olhinhos de cachorro abondonado.
-ta.bobby abraçou.-eu te amo garoto.
-tambem te amo e obrigado.
Assim que bobby saiu o moreno se jogou na cama e mesmo sem  querer as lagrimas voltaram.
-eu consigo..sussurrou o moreno em meio as lagrimas.
Os dias foram passando a solidão e as lágrimas faziam parte tanto na vida de  jensen quanto na do moreno.
Jensen algumas vezes acordava em plena madrugada, imaginando tê-lo ouvido o moreno  chamar por seu nome; mas eram apenas sonhos. As noites eram longas, frias e vazias e o tempo simplesmente parecia se arrastar. E então, toda vez que o sofrimento se tornava pesado demais,ambos  se agarravam às lembranças dos momentos felizes que eles tiveram juntos. As lembranças eram seu único lugar seguro; era para onde Jared fugia quando tudo se tornava insustentável.
O lado investigador de roger se fez presente quando percebeu movimentaçoes estranhas durante a noite.
-o que sera que está acontecendo?sussurrou quando viu o medico que eles trouxeram pra cuidar de jensen sair de dentro de umas das cabines.
-obrigado doutor.bobby falou se desperdindo do medico.
-de nada eu..
-ele vai ficar nao vai?
-vai sim,so precisa tomar os remedios e ele tambem precisa de repouso,nao foi uma boa ideia ter vindo pra ca.
-ja disse isso a ele.bobby falou passando as mao no rosto.-e os pontos é perigoso solterem novamente
-é sim,por isso o repouso.
bobby conversou mais alguma coisa com o medico antes de voltar até a cabine de jared.
-como se sente?perguntou ao entrar.
-cansado.
-a febre abaixou.falou ao examinar o moreno.-é melhor voltar pra cabana
-nao.jared levantou
-jared..
-nao posso..nao agora.
-voce precisa descança
-so vou descança quando meu filho nascer e eles tiverem longe daqui..seguro.
-jared eu nao..
- Não acredito! Uma voz ecoou pela cabine ambos olharam assustados na direção de onde viera o som.
 

Notas Finais


EITA!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...