História Desistindo de tudo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 5
Palavras 359
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Poesias
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Uma patologia, ou uma salvação?


Ódio. Era o que eu sentia, eu sei é um sentimento muito forte, ou uma palavra muito forte, mas descrevia bem o que estava acontecendo.  


Com meus 17 anos, descobri ter uma patologia, que precisava todo mês tomar remédios caros, culpa tudo das minhas noitadas sem proteção, com pessoas que nem conhecia. Pra ser sincero na época não me abalou, pois eu tinha de tudo, e não dava valor. — É como dizem. Você só dá valor quando perde.


Com meus 18 anos, vi que viver cada mês se tornou um desafio, estava sem nada. O dinheiro que antes não  faltava, agora o mesmo fazia  uma falta absurda, minha mãe era uma mulher respeitada em seu trabalho, dona de muitas ações, porém chego um dia que essas mesmas não valiam mais nada. Ainda tinha minha família para não dizer que estava sozinho, o que eu realmente estava, porém preferia não coloca-los em meus problemas. Minha mãe já tinha muitas dificuldades em sustentar a família— Com pouco dinheiro que ainda tinha, que creio eu não ia chegar nem na metade do mês— , pois minha tia, era doente e não podia trabalhar. Meus tios, como dizia minha vó, viviam no mundo. E falando na minha vó, a mesma já era de idade, não conseguia nem andar sem ajuda.


     Situação complicada, eu não podia fica pelo canto choramingando. 


E de fato, eu não ficava. Minha mãe sabia da minha situação, dizia que iria me ajudar, mas eu sempre dizia que estava tudo bem, não era necessário, pois tudo se resolveria. 


Procurei emprego, mas era complicado para um jovem, que só tinha um curso de informática no currículo conseguir algo. Cada dia que se passava, me sentia mais desnecessário pro mundo, não conseguia ajudar nem minha mãe. E minha doce enfermidade só piorava cada dia mais, e mais. Chegaria o dia que não teria mais chances. Então eu acredito que essa seria: 

 


Uma salvação pra alguém que não tem mais como se manter. Sim eu estava desistindo, pois não aguentava mais todo dia me olhar no espelho, e ver que a síndrome  de imunodeficiência adquirida tomava meu corpo cada dia mais, e mais. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...