História Desobediência. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, gente! ~

Pois é, depois de tanto tempo lhes trago o mais quentinho hot que eu já escrevi, ele literalmente acabou de sair do forninho então, espero que gostem. Eu tive a ideia após ver um vídeo no Twitter. Não revisei a história então, peço paciência caso haja algum erro.

Chu! ~

Capítulo 1 - Mimado.


Fanfic / Fanfiction Desobediência. - Capítulo 1 - Mimado.

— Wooyoung, Wooyoung... — O garoto de mechas louras tinha uma voz rouca, tão grave que qualquer um sentiria um arrepio cortar lentamente seus pelos em um tortuoso sentimento de aflição e puro tesão. — Eu havia lhe dado ordens bem claras quando lhe deixei vir até o meu quarto onde Hongjoong e Seonghwa estavam. Não fui claro, cadela? Me masturbando por baixo do cobertor, sabendo exatamente que não poderia puni-lo naquele momento, você é mesmo uma vadia mimada, certo? — Seu tom de voz não tinha tom de dúvida, eram perguntas retóricas enquanto segurava um cinto de couro italiano na destra, olhando fixamente para o garoto ajoelhado aos seus pés mas, aquela pinta de bom garoto era apenas uma farsa para tentar escapar da punição, não dessa vez.

— Mestre, e-eu... — O arroxeado tinha uma voz tão suave e aveludada que outra pessoa jamais poderia diferenciar a provocação, de um possível pedido de desculpas. Sua cabeça estava baixa, os olhos vidrados na enorme ereção que crescia continuamente da calça jeans apertada do Choi, fazendo-o salivar e passar levemente sua linguinha nos lábios.

— Quantas vezes eu já te falei para olhar em meus olhos enquanto dirigir uma palavra a mim, vadia? uh? — Com a canhota, San segurou o maxilar de seu garotinho com força, erguendo sua cabeça para que seus olhos tivessem obrigação de manter contato. — Você está vendo esse cinto, não é? Você não é uma vadia tão burra assim, claro que está enxergando. Você sabe que merece o que está por vir, não sabe? E por isso, serão 5 tapas por me desobedecer, 5 tapas por me irritar, 5 tapas por quebrar minhas regras e 5 tapas por toda a situação, está de acordo? — A última fala teve o tom de pergunta, sua voz ainda permanecia firme assim como o aperto no rosto de Wooyoung.

— Estou, mestre.— O menor ainda continuava ímpar naquela situação, era um misto de medo com um grande tesão que sentia e ele apenas gostaria de ser fodido com força enquanto grita pelo nome de seu mestre e uma boa foda é tudo que o garoto não irá ter, Wooyoung sabia disso mas, também sabia que se fosse um garotinho bonzinho durante a punição, San teria o coração amolecido com o aftercare e lhe daria tudo que quisesse.

Com uma rapidez eletrizante, San levantou seu cachorrinho e o colocou de barriga para baixo em seu colo, não teria interrupções já que, o garotinho já não portava nenhum tipo de roupa, apenas uma meia ¾ rosa bebê e é claro, sua coleira que o fez engasgar levemente quando Choi San puxou a guia apenas para testar e lançar outro aviso de que ele estava no comando, enrolando a mesma em sua canhota quando desferiu o primeiro tapa com o cinto na bundinha branquinha imaculada de Wooyoung, que gritou baixinho, mordendo os lábios.

No décimo tapa, San sentiu tanta pena de seu cachorrinho que já tinha lágrimas banhando seus olhos, a boquinha entreaberta jorrando aquela baba que, largou a guia, pegando rapidamente da cômoda a chupeta favorita do garoto que disse um “obrigado” baixinho quando teve o bico em seus lábios onde, logo foi acolhido.

Assim que os tapas haviam acabado, San sentiu algo escorrer em sua calça jeans, algo branco. Ele sabia exatamente o que era e apenas sorriu fraquinho, além de ser extremamente prazeroso ver que seu cachorrinho havia gostado, também sentia um alívio ao saber que não havia machucado aquela porcelana frágil como seu garotinho.

— Tsc, eu não sei mais como punir você, parece gostar tanto de um simples Spanking com Dirty Talk. — Sua voz já não era firme nem rígida, agora continha um veludo gostoso e baixinho, pegando um pequeno vidro de hidratante, passando na bundinha marcada em tons mistos de vermelho e roxo.

— M-mestre... Por favor, me destrua! — Wooyoung falou em um tom desesperado, se esfregando choroso nas coxas do namorado e mostrando o orifício piscante.

— Como posso recusar um pedido desses?. — San tinha um riso divertido quando virou o garoto para si, tomando dele o ar quando lhe roubou um beijo.


E mesmo após a punição, Wooyoung não se arrependia, tudo que ele queria era ser fodido fundo e forte, e era tudo que ele teria em poucos minutos. 


Notas Finais


Até logo, bebês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...