História Desolation Row


Escrita por:


Sinopse:
BaekHyun não era a melhor das escolhas de ChanYeol, na verdade, era a pior delas e ele sabia que isso iria levá-lo diretamente à fila da desolação, no entanto, ele parecia não se importar muito.

|CHANBAEK |
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 768
Favoritos 48
Comentários 10
Listas de Leitura 4
Palavras 10.782
Terminada Sim
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Kai, Personagens Originais, Sehun

Fanfic / Fanfiction Desolation Row
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Passos na neve.
1
179
549
 
2.
Zona Restrita
1
153
1.883
 
3.
Coco com canela
1
104
864
 
4.
Jack Daniel's, tiros e socos.
1
115
2.114
 
5.
O que houve com seus dedos?
3
108
2.386
 
6.
Perdoe-me, Pai...
3
109
2.986

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por byundays
Capítulo 6 - Perdoe-me, Pai...
Usuário: byundays
Usuário
Eu tô sem palavras​ eu não esperava que o que tinha acontecido com o Jongin era isso, só quero que você saiba que você me fez chorar e não foi pouco não.

Eu amei a história, eu estava procurando uma fanfic em que o Baekhyun não é cheio de mimimi (apesar de eu gostar de algumas assim) eu queria ler algo diferente e eu achei a sua, o que me fez dá um grito, a minha sorte é que minha mãe não estava por perto, se não ela ia me olhar com aquela cara de porque eu não coloquei essa menina em um hospício ainda?... além disso eu amei o fato de ser o Chanyeol que narra, são poucas fanfics em que eu vejo ele narrando, acho que Deus ouviu minhas orações.
Apesar de muitas vezes eu querer bater no Baekhyun e no Chanyeol eu gostei muito da personalidade deles, porque é algo difícil de se achar em uma fanfic deles (eu ja te amo só por você ter feito essa fanfic). E sim eu vou estar esperando capítulos extras porque sou dessas.
Eu AMEI o jeito que você escreve, sério é muito bom.

ESSA FANFIC JA GANHOU UM ESPACINHO NO MEU CORAÇÃO ❤

😘😘
Postado por JuCor
Capítulo 5 - O que houve com seus dedos?
Usuário: JuCor
Usuário
Eu amooo essa fic. Não tenho palavras para o quão complexo é a relação de BH e CY. Já é a terceira vez que leio e a cada leitura, encontro novos sentimentos. Parabéns!

PS: Você poderia fazer um bônus, sério. Eu ficaria muito feliz *-*
Postado por Algol-
Capítulo 4 - Jack Daniel's, tiros e socos.
Usuário: Algol-
Usuário
Meu Deus, que bad. Que bad. Que bad. Que bad.
Eu quero matar o Baekhyun. Eu sei que ele é um fodido que precisa de terapia, mas isso? Isso????? Eu li o capítulo ontem à noite, mas precisei de um tempo para me lamentar e digerir até que eu tivesse coragem de dizer minha opinião. E minha opinião é: tô destruída. Tu não tem coração mesmo.
O Kai, meu Deus. O tadinho do Kai, logo ele! Logo ele, que é praticamente a única pessoa que o Chanyeol tem. A única de quem ele gosta sem manter um relacionamento doentio! Eu quis matar o Baek com minhas próprias mãos, e nem preciso dizer que eu soltei um grito de glória quando o Channie avançou nele. Cada bofetada, um grito de glória! Hahaha!
Mas claro que a bad me pegou de vez quando, sendo socado, o Baek deu o primeiro beijo no Channie. Tipo, o primeiro beijo. Logo o primeiro, em uma cena dessas.
Eu criei mil e uma teorias na minha cabeça, e a que mais pareceu real pra mim foi que o Baek tem um ciúmes doentio do Channie, e por isso decidiu atacar logo o Kai (porque, afinal, o Channie adora e mora com o Kai). Ele tem ciúmes e tem também inveja, porque o Channie é tão bom, é tão generoso mesmo convivendo com esse mundo podre que o rodeia. E o Baek, ele queria ser igual, e por isso tem esse ódio gigantesco. Ele sabe que ele é podre, e não queria ser assim. Ele apenas não consegue evitar, e fica mentindo pra todo mundo, especialmente pra ele mesmo.
Enfim.... Desculpa a sessão psicólogo, mas é que eu sou do tipo que fica tentando enxergar as intenções por trás dos personagens, ainda mais quando a história é em primeira pessoa, não nos deixando saber o que os outros personagens sentem/pensam. Por favor não pense que eu odeio o Baek, porque eu também vejo essa magia triste e atraente nos relacionamentos problemáticos.
Espero que eles consigam se acertar, se é que isso é possível. Amo a sua história ~<3
Beijos!
Postado por Algol-
Capítulo 3 - Coco com canela
Usuário: Algol-
Usuário
Eu amo essa fanfic. O Channie é tão romântico, eu fico triste por ele sofrer pelo Baek. O Baek faz soar como se esses momentos fossem tão "foda-se" para ele, mas o Channie continua sentindo dele um cheiro de coco com canela, querendo considerar esses momentos românticos. Eu não tenho certeza, mas... Eu acho que o Baek, mais cedo ou tarde, vai admitir que toda essa postura violenta acontece justamente porque ele quer se defender, porque não quer se entregar a outro ser humano - talvez por medo de se machucar ou algo do tipo... Tanto isso é verdade, que já foi falado pelo Channie que os xingamentos que o Baek profere na hora do sexo são justamente direcionados a ele mesmo, como em uma punição por se entregar... Só não precisava ter socado a cara do meu Channie, sabe! Não precisava. :(
Enfim, adorando como sempre. Não queria que essa história acabasse, mas vamos combinar que estou super ansiosa pra saber como isso vai se encaminhar para o fim.
Beijos!
Postado por Algol-
Capítulo 2 - Zona Restrita
Usuário: Algol-
Usuário
MAS QUE FILHO DA PUTA!
Ai, cara... Bom, eu disse que viria ontem e não consegui porque estou doente e dormi quase 100% do dia (olha que desculpa maravilhosa!), mas eu percebi que você tinha atualizado e dei vários pulinhos de felicidade, só esperando para chegar aqui hoje e abrir essa fanfic.

E olha... Esse poço é fundo. Meu Deus, como esse poço é fundo! Cara, eu me pergunto: por que, Channie? Por quê? Eu sei que você tem sérios problemas pra fugir da realidade, mas esse Baek, ele é outro nível! Ele faz mal pra você! Se levante, Channie, se reerga! *dando altos conselhos, com licença*

Eu não sei com quem eu fico mais chateada (isso é sinal de que eu tô amando, então não se preocupe, tá?). Eu não julgo o Channie, porque nossa, como eu me identifico com ele às vezes. Aceitando participar de altos rolês errados só pra dar uma escapadinha e no fim se fodendo mais do que o rolê prometia. E apesar de ser um dos mais fodidos dessa história (e o que eu mais tô apaixonadinha, porque olha), ele parece o mais são também, porque o Kai denominando as vísceras como "essa porcaria toda que a gente carrega na barriga"... Hahahaha, não dá!

Eu gostaria de acrescentar que, apesar de eu querer esfolar o Baek com minhas próprias mãos (o que seria literalmente impossível, visto que ele quase quebrou o pescoço de um cara que devia a ele 30 reais...), eu realmente adoro a forma como você o construiu. Ele é simplesmente ilegível. Imprevisível. Não dá pra você esperar nada, porque apenas não sabemos como ele pensa. E isso só é um dos charmes que essa escrita em primeira pessoa traz.

Bem... Além disso...
Eu estou soltando fogos de artifício aqui em saber que, desses dois, o Baek é o mais durão (e problemático). Mesmo ele sendo o bottom dessa história toda, é o Channie que se sente seguro quando está com ele, porque ele é osso duro de roer. Estou tão feliz de ter encontrado uma história assim. <3

Eu sinto que peregrinei durante anos até que alguém lesse a minha mente e conseguisse escrever uma história que capturasse totalmente a minha atenção. Você não apenas escreve maravilhosamente e nos leva para dentro da cabeça do Channie, como também você vai se superando a cada capítulo e me deixando do tipo "CARALHO, CADÊ MAIS?!".

E pra finalizar (me perdoa, eu sou muito prolixa), às vezes... Só às vezes, eu tenho a impressão de que o Baek foi mais filho da puta que o normal porque rolou um ciuminho com relação ao Kai. E, pelo menos antes do fim, o Channie simplesmente lacrou quando disse que sim, ele namora o Kai. Pode se foder agora, seu Baek-não-chupador-de-pinto!

Bem, é isso. Me exaltei. Tomara que a próxima terça-feira chegue logo.
Beijos <3