História Despercebidos - Temporada 1 - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 1
Palavras 2.291
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Isolda descobre o que atormenta Christine e tenta impedir enquanto Tomas ajuda Flavie a eles se recuperarem do assalto que sofreram.

Capítulo 4 - O Descontrole


Fanfic / Fanfiction Despercebidos - Temporada 1 - Capítulo 4 - O Descontrole

Um helicóptero é perseguido por outros dois de porte menor enquanto voa sobre a floresta de South Gzunly em alta velocidade, eles parecem estar perturbados. Dentro dos helicópteros de perseguição estão policiais, e no outro só homens como seguranças. No maior, o piloto anuncia que drasticamente o helicóptero tera que fazer um pouso forçado, e os guardas se desesperam. Um helicóptero como o maior surge nas laterais e bate num dos que perseguiam, e os dois caem. Uma hélice de um dos que caem rela no principal, que arromba o porta-malas. Durante o pouso forçado do helicóptero principal, uma mulher que está dentro grita desesperada, essa mulher é a presidenta Katlen. Duas malas da porta mala arrombado caem em um açude. Após muita turbulência, o principal cai na floresta intacto, e todos saem de dentro quando começa a esfumaçar.  (3min)

 

Christine liga desesperada para Isolda, que está ao lado de Gabrielle e Colton de saída no hospital, e rapidamente diz que precisa contar para ela uma coisa urgente e particular, e por isso hoje a noite Isolda deveria estar na casa dela para um jantar especial, e que poderia levar apenas Colton. Isolda diz para os dois que só precisa entregar uns documentos para ela. Quando Gabrielle resolve ir ao banheiro tomar banho, Isolda conta para Colton que precisa achar um jeito de desviar a amiga do jantar secreto que ela não pode comparecer sem ela desconfiar de nada. Ele diz que ligará para um amigo solteiro e combinar um encontro entre os dois (1,5min)

----toca a vinheta----

 

O sol ja está quase se pondo e Flavy e Tomas estão suados de andar quase três horas, apenas com a roupa do corpo, ela não para de se desculpar por seu plano de levar ele á fazenda de família ter falhado, mas ele diz que está tudo bem. Os dois dão sinal de ajuda para todo carro que passa, mas nenhum da atenção. Os dois resolvem sentar em um banco de van velho e acabado que acham na beira da estrada para descansar. (1min)

 

Gabrielle diz que não aceita o encontro proposto por Isolda pois que vai precisar encontrar alguém importante que estava na cidade nesse dia á noite. Izzy e Colton se aliviam após sua saída e um troca o outro para o jantar e ele insinua que os dois tenham a primeira vez do casal, mas ela evita e os dois apenas se beijam no banho.

No jantar, Christine está triste e apressada, na mesa aperitivos sofisticados demais e além dela, sentados o assistente da chefe, Izzy e Colt. A assistente social revela que irá se candidatar para a presidência da associação e propõe brinde a isso, antes da chefe anunciar a noticia triste. Christine não fala uma palavra e só diz que conta o que está acontecendo após o jantar, na sala íntima para não haver indigestão. (3min)

 

Katlen, no hospital rodeada de seguranças, reclama com Pietro, "Não acredito que você não conseguiu impedir aqueles moscas" com o ombro engessado. O assistente expulsa a mídia do local para a notícia não se espalhar pelo pais. Katlen exige mais informações sobre o porta malas do helicóptero, que foi estraçalhado, e um capanga diz que eles perderam duas malas que continham juntas 4 milhões de dólares em notas, mas já entraram a procura no local do acidente. Diziam também que os capangas do helicóptero tombado pela equipe da presidente e do próprio, morreram. A correria é muito grande no hospital e Katlen, estressada grita expulsando todos de seu leito, por que quer conversar particularmente com Pietro (2min)

 

Após o jantar, Christine diz que depois de seu encontro perturboso com Katlen, foi capturada por sua equipe e forçada a relatar o que pretendia fazer com a presidente, por ela ter ficado tão raivosa após a conversa com a ex-amiga. {Christine, algemada grita com três capangas que estava querendo ser amigável com Katlen e que não tinha nada a ver com seus contratos particulares rompidos. Até que é jogada numa sala escura e ouve outros dois assistentes falando claramente na sala ao lado sobre a tal fórmula de Elortnoc, que foi criada especialmente pra as mulheres beberem e ficarem inférteis, e assim reduzir a taxa de nascimento, por causa da superpopulação mundial, e que o produto já estaria sendo negociado para chegar até a China e Indonésia}. Isolda fica aterrorizada e diz que elas precisam impedir o produto o quanto antes, e a chefe responde que "Eis a questão". Eles teriam que ser muito inteligentes para essa operação pois seria secreta, se a mídia e a população souberem, ela está morta. (3min)

 

Penélope insiste para o motorista embriagado parar de correr, mas ele não escuta e corre ainda mais, chegando em uma estrada de terra desconhecida, e ela apenas se enrola em uma coberta velha que estava no banco de trás. De repente, quando ele diminui a velocidade e entra numa cidade movimentada, discute com um motorista no trânsito e acaba sendo perseguido por ele, levando um tiro em uma rua deserta e instantaneamente morrendo. Após o carro do atirador fugir, ela foge do carro correndo sem saber onde está, tira uns dólares que sempre guardava no sutiã para emergência e chega até a parte movimentada da cidade, mas como estava parecendo uma mendiga, ninguém a aceitava quando pedia uma vaga nos hoteis. Ela paga um quarto em uma pousada de pior qualidade, que custava dez reais a noite. (2min)

 

Flavie após chegar ao apartamento com seu amigo Tomas, insiste que ele deve dormir em sua casa essa noite e acha no cofre dinheiro e pede uma pizza. Eles acabam adormecendo juntos no sofá antes da pizza chegar e não escutam o motoqueiro, que espera pouco tempo e vai embora.

Na manhã seguinte, ele promete a ela que eles terão um encontro muito melhor daqui a alguns dias quando eles se recomporem e terá que voltar para Estorph no seu carro. (1 min)

 

Duas da tarde, todos os integrantes da associação de Deancok comemoravam a candidatura de Isolda, abraçando ela e Colt, fazendo brindes e colando folhas pedindo votos. Christine chama ela á sua sala e diz que elas vão conversar e resolver logo o que podem fazer para impedir a cruel bebida.

Christine revela o plano de seu assistente, que era capturar os gerentes dessas fábricas, se fingir de novos gerentes e descobrir como eles produzem essas bebidas por componentes dos ingredientes das máquinas e fórmulas que podem estar codificadas nos documentos. Chsitine diz que se fosse ela, já explodiria as fábricas e Isolda resolve apenas denunciar para a polícia e que eles não deveriam se envolver com os fabricantes. (2min)

 

Mais tarde, Isolda registra o inquérito de denúncia do produto, mas não revela sobre a parte contada por Christine. E quando volta para casa com Colton encontra Gabrielle um pouco ainda embriagada, comendo restos de torta holandesa de padaria barata.

O assistente da chefe chega à casa de Isolda e diz que o plano A de Christine começou a ser operado. Ela fica injuriada, dizendo que pediu para ela não se envolver com as empresas, e diz que depois elas conversam. (1.5min)

 

Faminta e suja, Penélope vê que um dos quartos do hostel está com a porta aberta e rapidamente, abre um guarda roupa e tira algumas roupas para ela. Ela se penteia e se veste normalmente, passa até um perfume, um óculos de sol para disfarçar e devora dois lanches no Subway do shopping.

Na prisão, Nollan e Simon tentam se concentrar para jogar baralho depois de comerem, mas não conseguem parar de pensar e falar em Penélope, a amiga sumida. Nollan acha que ela só está pregando uma peça neles como sempre faz, ou aprontando alguma coisa para conseguir comida melhor ou dinheiro para quando eles saírem. Simon lembra que eles roubaram uma fortuna há um mês, um pouco antes de serem presos, mas Penélope já havia gastado comprando roupas, ao invés de juntar para eles comprarem no mínimo uma cabana para os três morarem, pois estavam morando num prédio abandonado. Ele acha que ela pode ter sido capturada para um interrogatório ou ido para uma cela solitária, e então Nollan treme de medo dos investigadores descobrirem mais podres do trio (3min) 

 

Num restaurante muito cheio, onde acontecia rodízios de peixe, Tomas, Gary e Selenio comem pratos muito cheios e não param de elogiar a comida, pareciam estar cheios, mas ainda com muita fome. E destaque para Elortnoc, a bebida que estava sendo servida grátis no local, era realmente muito saborosa. De repente, no noticiário uma notícia que aterroriza todo o local, uma fábrica que produzia esses produtos acaba de ser invadida e tem a fórmula da tão famosa bebida roubada. Todos estão investigando quem poderia roubar a fórmula para impedir o comércio da bebida. Gary diz que há denúncias suficientes para serem investigadas sobre Elortnoc. (2min)

 

Katlen volta para casa de carro com vidros espelhados e não para de reclamar de seu estado. Quando ela entra na sala principal, Pietro espera sentado sua chegada, e quando a vê diz que os dois tem uma situação delicada. Ele conta que uma fórmula da bebida produzida por ela foi roubada intencionalmente, e já há acusados, mas ninguém acha nada. Katlen cisma que foi Clara, uma ex-noiva de Pietro, por nunca ter gostado dela, mas ele conta que ela acabou tudo com ele sem motivo e ela dá uma gargalhada. Ele desconfia que sua ex-amiga Christine tem alguma coisa a ver, mas ela se enfurece e pede para ele não tocar no nome dela. (1,5min)

 

Dois oficiais de justiça batem na porta do apartamento de Isolda, e quando ela abre, ouve "Isolda Parveau, você está presa por organizar invasões a departamentos políticos". (30seg)

 

Penélope, mais arrumada, está dançando em um barzinho de Estorph, bebendo todas, brindando com um amigo dizendo "voltando aos velhos tempos". Mas de repente leva um susto e entala, quando se vira para trás e vê Pietro com uma faca na mão dizendo "Te achei". Ela tenta correr, mas ele tapa sua boca e a leva para dentro de um carro blindado. Ela grita desesperada e o carro bate na grade da ponte e cai no rio. Ela acorda da alucinação, e vê que na verdade ela havia apenas caído em uma poça d'agua no meio da rua, após passar um escândalo. Todos olhavam para ela, uns riam e outros diziam que ela estava louca demais. Seu antigo amigo a enrola numa coberta e a leva de colo para sua casa, e ela fica gritando o nome de Pietro, dizendo que ele voltou, e que irá matá-la se não esconderem ela dele. (2min)

 

Isolda não entende o que está acontecendo enquanto é levada algemada para a cela. Na cela, há uma mulher muito louca, descabelada e bêbada. Ela fala várias coisas sem sentido e sem motivo olha para o aquecedor quebrado no teto e começa a gritar. (1min)

 

Tomas revela o paradeiro de Emily para seu pai e ele não consegue acreditar, mas o filho diz que a morte da ex-babá já está sendo investigada. Na televisão, passa uma reportagem de investigação falando sobre as suspeitas de que a bebida Elortnoc pode ser uma fraude. (2min)

 

Estrôncio, o assistente de Christine, um homem muito correto e geek, mas muito lerdo e distraído para as coisas, leva a patroa para uma cidadezinha pequena, no interior de Vegan (estado que fica a capital Estorph), num carro velho, e ela está com o cabelo tingido de preto e franja, eles conversam sobre a vida dela que está em risco, porque ela organizou tudo aquilo que o pais todo estava comentando, sobre desmascarar a bebida, e Katlen com certeza já sabia que era ela a culpada. Quando eles descem do carro, ela reclama do mau cheiro e sujeira da casa de hospedagem que era muito velha (2min)

 

Ao voltar para o serviço de assistente social, Tomas leva doações e presentes para um asilo de baixa qualidade no centro da cidade, com outros assistentes. Todos descem de uma Kombi e chegam até a sala de cinema, que estão todos sentados no colchão vendo um filme de comédia anos 60 e rindo, e os idosos correm até os assistentes dando abraços e recebendo os presentes, alguns comemoravam as novas verbas e outros reclamavam da demora. (2min)

 

Katlen, com o braço engessado, é recebida com flores no palácio presidencial por pessoas que a apoiam, e muitos repórteres querendo informações sobre seu sumiço da mídia, e ela não quer falar sobre o que aconteceu, até subir no palanque que se instalava na frente do palácio e dar um discurso alegre, para novamente iludir a população de que estava tudo bem e prometer mais paz ao povo. Mas acaba vaiada por outro grupo contra ela, que jogavam latinhas e bolas de papel nela até o palco e uns deles acabam presos por xingarem a presidenta. (2min)

 

NO DIA SEGUINTE...

Colton leva torta de frango para Isolda na prisão, mas ela agradece e diz que está sem apetite e não come há um dia e meio. Ele tenta convencer, ela tenta colocar um pedaço na boca, mas se sente enjoada. Quando ela volta para a cela passa um tempo parada e desmaia (30seg)

 

Tomas volta novamente para casa, e começa a chover quando ele está indo em direção à porta e ouve gritos de criança. Quando segue o barulho, desce rápido até o porão e encontra sua madrasta ameaçando atear fogo em seu meio irmão Tony. Quando ele tenta impedir, ela coloca fogo de vez no garoto, agride Tomas fazendo ele escorregar, e liga para a polícia e finge que está sendo ameaçada por seus filhos aos gritos. (1,5min)

 

----CONGELA NA MADRASTA DE TOMAS LIGANDO PARA A POLICIA----



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...