1. Spirit Fanfics >
  2. Despertar >
  3. Capítulo 52

História Despertar - Capítulo 52


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii pessoal!!
Como estão? Demorei, mas estou de volta. ^_^
Estão se cuidando? Espero que sim. Quero todo mundo saudável.
Não saiam de casa se não for estritamente necessário.
Se tiverem que sair, levem álcool em gel e lavem as mãos frequentemente. Vamos nos proteger, ok?!
Cuidem-se!
Agora vamos ler e matar um pouco da saudade desse casal. ^_^

Capítulo 52 - Capítulo 52


POV Beatrice

 

- Será que Steven está em casa? – perguntei ao sair do Rabbitt, colocando a jaqueta que até então estava sobre o banco do passageiro.

Estávamos algumas horas atrasados, já que passamos em casa para dar notícias a Billy e Rachel, além de tomarmos um banho. Afinal, nos encontrávamos impregnados com o cheiro um do outro. Não que isso fosse algo ruim, mas não seria nada interessante termos nossa intimidade exposta a lobos e bruxos com olfato apurado.

- Não ouço nada também, mas ele pode estar naquela sala de pesquisas. – concordei e segurei em sua mão estendida, indo com ele até a porta da casa que se abriu antes mesmo de Jake tocar a campainha. – Steven precisa parar com essas coisas. – ri ao ver Jake se retrair após o susto.

- Acho que ele está em casa.

- Claro que está. – ironizou antes de me levar para dentro, junto com ele.

Falcon veio em minha direção e pousou em meu ombro. Sorri com o gesto, já que isso significava que já tinha sua confiança. Soltei a mão de Jacob e acariciei o pássaro que apenas aproveitava o carinho.

- Obrigada por nos receber, Falcon. Onde está seu dono? Hum?

- Aqui! – ouvimos a voz de Steven vindo de onde parecia ser a cozinha. Um cheiro de queimado invadiu todo o local e fomos até lá encontrando Steven coberto de fumaça que saía do forno, ao qual ele retirava o que deveria ser algo para comer. – E lá se vai meu jantar.

- O que raios pretendia fazer? – Jake foi até as janelas para abri-las.

- Ahh, esquentar a lasanha que Leah deixou para mim, mas acabei esquecendo ela no forno.

- Percebe-se! Onde Leah está? Achamos que ela estaria aqui. – fui até Steven e peguei a forma de suas mãos levando para a pia, onde a enchi de água.

- Ela foi para a ronda, mas já tinha me avisado sobre a vinda de vocês. Organizare! – Steven pronunciou e girou a mão antes de fecha-la, fazendo toda a fumaça se dissipar e limpar toda a cozinha.

- Esse dom é bem útil. Poderia ganhar um bom dinheiro com limpeza imediata. – Jacob sorriu de lado, fazendo com que eu e Steven ríssemos em seguida.

- Sentem-se! Não tenho mais lasanha, mas ainda tenho sanduiches. – Ele foi até a geladeira e pegou alguns pacotes do que deveriam ser seu jantar, caso Leah não lhe tivesse feito a lasanha.

- Sanduiches naturais... Achei que soubesse cozinhar. – Jake indagou abrindo um dos pacotes.

- Eu sei, mas estou usando meu tempo para preparar tudo para o portal, além disso, estou me conectando com Mary. – busquei seu olhar, afinal não tinha ideia de que ele estava mantendo contato com minha mãe.

- Como assim? Você tem falado com minha mãe?

- Na verdade não. Estou tentando a comunicação há uns dias, mas nada. Hoje que consegui ter um vislumbre dela.

- Ela disse algo?

- Que Johan sabe sobre a morte do filho e quer vingança. A conexão foi cortada e eu não sei o que pode ter acontecido.

Senti a mão de Jacob sobre a minha e virei-me em sua direção. Vi que ele compartilhava do mesmo sentimento. Um aperto em meu peito mostrava o quanto aquela revelação me deixara ansiosa. Johan poderia ter feito alguma coisa com minha mãe e eu nada poderia fazer.

- Tem alguma ideia de como ele pode ter conseguido a informação? – Jake manteve o tom serio em sua voz, tentando controlar as emoções. Queria ter sua força naquele instante, pois todo meu ser se encontrava em pânico, somente por imaginar o que Mary poderia estar passando.

- Johan tem muitas pessoas aliadas a ele. Não duvido nada que Matheo não estivesse sozinho por aqui.

- Então... Então, minha mãe corre riscos?

- Bee, acalme-se! Mary já aguentou muitas coisas e a morte de Matheo não poderia lhe causar danos. Ela nada teve a ver com isso.

- Jacob tem razão. Sua mãe sabe se cuidar, Beatrice. Ela mais do que ninguém sabe controlar Johan. Mas as coisas vão ficar mais complicadas. Johan certamente vai ficar mais atento a ela, o que vai se tornar ainda mais difícil sua entrada lá.

- O que nos propõe? – a pergunta de Jake fez com que Steven nos olhasse com bastante seriedade.

- Steven, seja o que for que tenha em mente, eu preciso saber. Mary precisa de nós, de mim.

- Mary não deve mais usar o dom para se comunicar, então acho que devemos agir o quanto antes. Quanto mais rápido a buscarmos, menos tempo Johan terá para conseguir informações.

- Mas isso é sinal de mais riscos para Beatrice. – Jacob se ergueu e não parecia estar gostando nada daquilo.

- Sim! Não vou negar que abrindo o portal antes da lua cheia, as chances de interferências são maiores. Teremos de aumentar a concentração e a segurança dela, enquanto ela estiver atravessando.

- Fora de cogitação. Não vou permitir que Bee corra riscos desnecessários.

- Jake!

- Não! Se você tiver de ir nessas circunstâncias eu vou junto. – ia replicar, mas apenas suspirei em resposta. Não poderia dizer a ele que tudo daria certo quando eu mesma duvidava.

- Eu sei o que sente, Jacob. E já pensei sobre isso. – encaramos Steven sem compreender onde ele queria chegar, afinal, Jacob ir comigo nunca foi uma alternativa.

Steven se levantou e nos fez segui-lo em direção à sala de pesquisas. Não havia nada de diferente, a não ser vários frascos sobre a mesa, antes cheias de papéis.

- Andei fazendo algumas poções. – falou, respondendo a varias perguntas que tinha em mente. – Poções que poderão nos ajudar. Elas aumentam a magia que nos rondam por doze horas. Com isso, não precisarei da lua cheia. Não é tão eficaz, mas acho que dará certo.

- O que de fato elas fazem? – Jacob questionou pegando um dos frascos e observando o mesmo. Deveria conter no máximo cinco ml do líquido azul.

- Esse líquido contem três ingredientes fundamentais que juntos conseguem fortalecer nosso núcleo magico.

- Núcleo magico? – Jake perguntou o encarando sem entender.

- Todo ser com magia, possui em seu interior um núcleo. Um local onde toda a magia fica armazenada.

- Fala dos bruxos?! – Jake estava tão intrigado quanto eu.

- Na verdade, ao que pude observar todos vocês também tem. Acha que essa magia capaz de transformá-lo em um lobo gigante vem de onde? O caso é... Os transformos são criaturas mágicas como os bruxos e, com isso, eu poderei usar a magia que o une a Beatrice para atravessá-lo junto com ela.

Virei-me para Jacob e seu semblante esboçava, assim como o meu, um misto de incredulidade e alivio ao mesmo tempo. Se Steven conseguisse o que propunha, eu não teria de me afastar de Jake, mas isso também não era bom, pois o levaria para o perigo junto comigo.

Parecendo ler meus pensamentos, Jacob sorriu e, deixando o frasco no lugar, puxou-me para si pela cintura depositando um beijo em minha face. Um sussurro de que tudo ficaria bem me fez ouvir, desenhando um riso em meus lábios.

- Estou pronto para o que quer que esteja aprontando, bruxo. Se isso me mantem perto de Beatrice, é óbvio que aceitarei sem pestanejar. – suspirei dando-me por vencida, pois no fim, eu faria o mesmo por ele.

- Não tinha duvidas quanto a isso. – Steven sorriu de lado e pegou dois frascos. Entregou um a mim e outro a Jake. – Já tenho um dia em mente, será dentro de uma semana, o céu estará limpo e isso facilitará para que possamos captar a energia lunar. Já que não é uma lua cheia precisamos de toda a carga que pudermos captar.

- Tem certeza de que Jacob não correrá riscos indo comigo? – a aflição estava escancarada em cada palavra que saiu de minha boca.

Era evidente que esse fato me deixava inquieta. Eu o queria ao meu lado, mas não poderia ser egoísta e coloca-lo numa situação em que ele pudesse se ferir gravemente.

- Ele correrá os mesmos riscos que você. Já averiguei e a ligação do imprinting é tão forte quanto à ligação de sangue. No caso de vocês, eu não sei o motivo, mas chega a ser surreal o modo como essa aliança que os une é firme.

- O que quer dizer com isso?

- Quero dizer, Beatrice, que seja onde você for, Jacob conseguirá encontra-la, assim como você a ele. São como um só e, por isso, o portal responderá a vocês como se realmente o fossem. Ele a levará até Mary e Jacob irá junto contigo, pois são um só.

- Não haverá perigo de que cada um vá para um lado. É isso que quer dizer? – Jake perguntou.

- Exatamente! Os dois serão levados até Mary e como Jacob é ligado a matilha, ela será o ponto para que voltem.

Era tudo muito complicado, mas o que ele dizia, de alguma forma, parecia fazer sentido. O pequeno frasco em minha mão garantiria que a magia estivesse no seu poder máximo, o que aumentaria nossas chances.

- Fique tranquila, não colocaria vocês numa enrascada.

- Eu confio em você, Steven. Apenas tenho medo de que tudo vá por água abaixo e eu perca o que eu já tenho.

- Não vai perder nada. Não me afastarei de ti um minuto se quer. Poder ir com você já é um sinal de que nada vai nos afastar, Bee. – ergui meu olhar e encontrei as esferas negras me fitando com tanta verdade que apenas concordei e me aconcheguei em seus braços, sentindo suas mãos acariciarem minha cintura.

- Antes de irmos embora, sabe algo que possa ajudar Isabella? – sondei o bruxo a minha frente.

Steven bufou e se afastou saindo da sala. Ao seguirmos para fora, o encontramos de volta a cozinha levando seu sanduíche a boca.

- Olha só, vou ser bem sincero, não me importo nem um pouco com essa humana. Diferente das humanas que conheci, foi ela quem procurou a morte.

- Sabemos disso, mas a questão aqui não é crucifica-la. – disse indo até a mesa e sentando-me ao seu lado.

- Deveria parar de bancar a madre Teresa de Calcutá. Nem mesmo ela era uma santa.

- Não sou uma santa. – contestei, cruzando os braços sobre o peito. – Apenas quero impedir que uma criança leve a culpa por ter matado a mãe.

Steven encarava-me incrédulo. Acho que ninguém esperava que eu fosse proteger o filho da Swan. Leah provavelmente já tinha feito a caveira dela para seu companheiro.

- Bee, acha que a criança poderá se sentir tão culpada quanto ela se sentiu todos esses anos. – Agradeci ao meu moreno pela pequena explicação. Se até ele já tinha entendido meus motivos, já estava mais que na hora dos outros entenderem também.

- Esse Joseph merece a tortura de mil anos por ter traumatizado tanto uma criança.

- Ele encontrará seu castigo, assim que se encontrar comigo. – Jacob tinha o maxilar trincado ao falar. Um encontro entre ele e Joseph provavelmente acabaria em morte, o que me deixava com os nervos à flor da pele.

- Conosco! Também quero acertar as contas com ele. Mary sofreu horrores por anos, graças a esse maldito.

- Joseph deve estar longe daqui. Desde a invasão dele em terras Quileutes não ouvimos mais falar dele. – declarei por fim. A ausência daquele infeliz era certa. Somente não conseguia entender o porquê de ele ter vindo até aqui. Boa coisa não era, mas o que seria?!

- Se ele voltar, estamos preparados. – Jake sorriu de lado e tive a certeza da seriedade com a qual ainda tratavam esse assunto. Joseph ainda era bem monitorado, assim como aos capangas de Johan. – Agora quanto a Bella... O que podemos esperar dessa gravidez?

- Nada mais que a morte dela. Isabella morrerá. O que posso dizer é que o feto tem sede. Os nutrientes de uma dieta normal de uma grávida não vão sustenta-la. Ela precisará de sangue. Muito sangue.

- Está falando que a criança precisa cravar os dentes em algo? – Jake o olhou com nojo. De fato, não era algo bonito de se ver.

A cena de um vampiro com os caninos fincados em sua presa é grotesca e nada sensual como costumam passar. Isabella ainda passaria por todas essas etapas, caso sobrevivesse se tornando uma vampira. Pergunto-me como ela reagiria se visse como realmente é a vida de um ser imortal sem todo o romantismo de Edward Cullen.

 


Notas Finais


Gostaram?!
Ao menos uma notícia boa para o nosso casal, né?! Ou será que não?
Obrigada a todos pelo carinho, pelos comentários e pelos favoritos. Obrigada mesmo! ^_^
Espero vocês no próximo.
Bjinhoss e até lá!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...