1. Spirit Fanfics >
  2. Despertar do amor da bruxa >
  3. Buscando respostas

História Despertar do amor da bruxa - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Hey meus raios de Saturno,como estão?
Sim,sumi mas voltei hehe 😗✌️

Antes de começar um pequeno recado : ao decorrer dessa história,as palavras ou frases que estiverem entre "*" explicarei o significado nas notas finais,okay?

É isso... Desejo uma boa leitura à todos ♡

Capítulo 2 - Buscando respostas


Fanfic / Fanfiction Despertar do amor da bruxa - Capítulo 2 - Buscando respostas

  Alguns dias depois no outro lado da cidade...

- "Oh céus,onde eu estou? E por que... viva?” – Num beco escuro apenas uma voz fraca e confusa com um belo toque de sotaque escocês era ouvida pelo único ser que estava lá,uma gata com pelagem negra como o céu da noite com seus olhos na cor púrpura vibrante que chamaria a atenção de qualquer um que à encontrasse.A pequena gata levanta se espreguiçando quase surtando gritando com seus miados – “O QUE? PELOS? NÃO,NÃO,NÃO,ESSA NÃO SOU EU? Eu não morri para virar um *gato familiar*,tem algo errado...” – Antes mesmo que ela pudesse prosseguir com suas palavras,passos foram ouvidos pela gata,o que fez sua pelagem se arrepiar e ficar atenta.

- Ah... Você está aí! – Uma voz feminina ecoou pelo beco – E eu posso ouvi-lá... Bem,seus pensamentos para falar a verdade... Não... Deixe para lá – A dona da voz vai ao encontro da felina,a mesma com os pelos completamente arrepiados

- “Quem é você?”

- Oh querida,como posso explicar... Bom,eu sou uma espécie de “mensageira” – Com dificuldade o animal vê através do capuz escuro um sorriso se formando

- “Mensageira? Hum,que interessante... Então qual é sua mensagem?”

- Pensei que já tinha descoberto... Acho que não especificaram a maldição em seus livros de conhecimentos de bruxa – A mulher misteriosa tira metade do capuz em sua cabeça revelando um pouco do seu rosto

- "Diz logo quem é você e por que estou aqui!”

- Realmente não colocaram as informações necessárias nos livros de bruxaria... Mas bem,não sei se percebeu,mas você agora é um gato – O felino no mesmo instante se recua preparando suas garras para atacar – Ou ouu calma aí escocesa,eu irei explicar tudo... História simples e fácil,a alma que desce ao inferno como um sacrifício para fechar os seus portões,fica presa em um felino e sua alma será liberta e terá paz apenas quando encontrar o alguém que um dia amou... Viu? Rápido e fácil não é?

- “A maldição do gato... MAS QUE INFERNOS!”

- Literalmente que infernos! Eu ainda me pergunto,como foi capaz de dar a sua vida para salvar a humanidade? Foi completamente tolo... Principalmente vindo de você Macleod,uma mulher que fazia de tudo para conseguir o que queria,que não amava ninguém,que abandonou o próprio filho quando ainda ele era criança...

- “Quem você pensa que é para falar comigo deste jeito? E como de todas essas informações?”

- Oh querida acho que você ainda não entendeu.Eu sou uma mensageira,braço direito da morte e podemos dizer que também posso ser uma ceifeira

- “Quer dizer então que você é a ceifeira que mandaram me ceifar? Que maravilha”

- Talvez? Mas não posso ceifar você... Está pagando um preço de um feitiço através de uma maldição e eu não me meto nisso senhorita.

- “O que devo fazer agora Sr. Mensageira?”

- Cuidado com a língua Macleod... Sua ignorância não lhe levará a lugar algum! Está bem óbvio o que você deve fazer.Terá que encontrar sua pessoa amada meu bem.

- “E se eu nunca estiver amado alguém?”

- Aí as coisas já complicam para você.Se não encontrar,sua alma para sempre será um... Gato... – a mulher diz com desdém – E seu sacrifício não irá valer.. ou seja,no final de tudo,sua morte foi em vão – com suas últimas palavras a mulher logo desaparece ao escuro do beco deixando a gata sozinha.

- “Eu deveria ter escutado minha intuição e ter ficado em Paris com aqueles digníssimos SPAs ao invés de ter ido para aquela cripta”

Durante toda aquela noite,a pequena gata vagueou na chuva em uma estrada que parecia nunca ter fim.Já cansada e quase desistindo,avistou a poucos metros um bunker,no qual lhe parecia familiar.

- “Espero que não seja ilusão,abençoado seja!”

A gata caminha mais rápido chegando até a grande porta daquele lugar.

- “Certo Rowena,vamos fazer o que um gato faria para chamar a atenção.”

Miados e mais miados eram produzidos pela escocesa,mas não adiantava... Então logo começou a arranhar a grande porta feita de ferro,que fazia um enorme barulho.Longos minutos depois ela pode ouvir passos e uma voz que lhe trazia paz naquele momento,era a voz de Sam.Não demorou muito para que o homem abrisse a porta se deparando com o animal em sua frente.

- Ok,um gato...

“Ah fala sério” – a gata miava ainda mais alto.

- O que faz aqui amiguinho? Está perdido?

- “Vai me deixar entrar ou me deixar aqui fora na chuva gigante?”

Sam se recua para atrás dando um pequeno pulo pelo susto

- Ótimo Sam,você está tomando remédios demais... Está ouvindo até um gato falar – ele dá uma pequena risada logo pegando o gato em suas mãos – Venha! É muita crueldade deixar você aí fora com o tempo ass... ATCHIM.

“Perfeito! Para completar minha desgraça,lembrei que você tem alergia a pelagem de gatos... Obrigada destino... Obrigada mesmo”

      

                                                                           CONTINUA...


Notas Finais


* Gato Familiar * : Familiares são espíritos de companhia ou animais que acompanham as bruxas.Acredita-se que se tratar de animais que servem como companheiros nos trabalhos mágicos das bruxas devido à sua sensibilidade com relação às energias.Há a existência de três tipos de familiares,um deles (que está presente na nossa história acima) seria o espírito de um humano já falecido (um humano desencarnado).


Sam alérgico a gatos? Só tenho uma coisa a dizer : "vish kk"
Até o próximo capítulo... Não esqueçam de beber água,lavar bem as mãos e usarem álcool em gel (não excessivamente porque tá difícil de comprar e deixa pro amiguinho usar também oras)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...