História Destinada - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Sesshoumaru
Visualizações 13
Palavras 626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Barganha



_Nigen estúpida... Você acha que isso é um acordo?
Sesshoumaru a olhava furioso.
_Não mesmo. Mas isso não me impede de barganhar.
Valentina levantou o queixo decidida.
_E o que você vai fazer se eu não concordar?
O yokai vestido de terno preto e camisa branca a olhou com escárnio.
_Morrer. – Valentina sequer titubeou para dizer. Afinal foi quase uma semana se preparando para essa conversa.
_Corrija-me se eu estiver errado. Mas a idéia não é exatamente essa? – Seshoumaru tinha um olhar frio e inflexível.
_Minha morte apenas o beneficia se acontecer de determinada forma. Não se engane yokai. – desafiou-o.
Sesshoumaru sentiu-se irar com a arrogância da garota.
_Você não teria coragem. – sibilou furioso entredentes.
_Não se engane Sesshoumaru. Minha vida já está por um fio. Morrer agora ou quando for mais conveniente para você não faz diferença nenhuma para mim.
_Você não ousaria... Sua família... – ameaçou.
_Sim Sesshoumaru, minha família. É exatamente por eles que estamos tendo essa conversa. Se eu tenho que morrer, planejo deixá-los pelo menos seguros financeiramente.
_E se eu...
_Matá-los? Ora Sesshoumaru... Eu já estarei morta de qualquer forma. Não fará diferença.
Era uma terrível mentira. Mas o futuro de sua família dependia disso. Ela sabia que seus amorosos pais e irmã ficariam devastados com sua morte. Mas ela planejava deixá-los ao menos estáveis financeiramente e com algo com que se ocuparem. 
_Vamos lá Sesshoumaru. É simplesmente uma hospedaria. Não é como se fosse te deixar mais pobre com apenas isso. Para você não é nada. Mas é importante para mim... E será quase tudo para eles quando eu... – sua voz se quebrou antes que conseguisse pronunciar.
Sesshoumaru observou a humana a sua frente. Ele conseguia ver que ela resistia com o máximo que podia, mas que não agüentaria muito mais. Analisou o pedido da jovem. Os pedidos na verdade. Ela queria um pequeno hotel para si, para sua família na verdade. No momento seus pais trabalhavam em um famoso hotel no interior e a humana gostaria que eles pudessem ter seu próprio negócio. Também pedira-lhe tempo. Para que pudesse se preparar e também preparar sua família. Inventaria alguma doença, as vezes um acidente... Qualquer coisa assim para que sua familia tivesse a mínima chance de paz quando partisse. Não era tanto assim, o yokai pensou. Ele podia concordar com isso. Afinal já esperara 500 anos para ter seu herdeiro. Não é como se não pudesse esperar um ou dois anos.
_Tudo bem humana. Você tem...
_Espere – ela o interrompeu – Tem mais uma coisa.
Ela o olhava sem medo. O yokai via apenas determinação em seus olhos. Em silêncio indicou que ela deveria continuar.
_Sua palavra Sesshoumaru. Eu quero sua palavra que vai protegê-los de você, outros yokais, humanos e qualquer coisa que possa lhes fazer mal.
_Eu não sou um deus humana. Não posso evitar a morte.
A humana o olhou como se soubesse que ele mentia. Ele podia afinal. O yokai revidou o olhar como se a desafiasse a lhe dizer a palavra.
Ela não disse. Ou pelo menos não da forma que ele esperava.
_Não estou pedindo pela Tenseiga Sesshoumaru. Eu quero apenas que prometa que irá protegê-los de qualquer mal que possa ser evitado, principalmente de qualquer problema causado pela sua presença na minha vida.
Justo, pensou o yokai.
_Você tem a minha palavra. Eu, Taisho Sesshoumaru, senhor das terras do Oeste, prometo cumprir com as promessas que lhe fiz hoje. Comprometendo-me a proteger não somente os seus pais e irmã, como também todos seus descendentes até o fim da minha vida.
_Obrigada.
De repente, Valentina estava muito cansada. Sua discussão com yokai lhe roubara as forças. Mas ao mesmo tempo estava satisfeita. Sabia que poderia confiar nas palavras daquele yokai. Apesar de tudo ele era honrado.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...