1. Spirit Fanfics >
  2. Destinado a Matar - Izuku Midoriya >
  3. Nova aliança

História Destinado a Matar - Izuku Midoriya - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Nova aliança


A noite havia se passado lentamente e o silêncio do prédio fazia parecer que eu estava sozinho no mundo. Apenas a goteira da pia do banheiro ecoava pelo cômodo.

As notícias escandalosas sobre mim na TV já estavam dando espaço para outras menores, o que me deixa um pouco incomodado pelo pouco caso que fazem de mim. 

Mas tudo bem, eu vou fazer com que se lembrem de Izuku Midoriya.

Estava deitado no sofá quando escutei batidas suaves na porta de manhã cedo. Ainda estava com sono, mas levantei rapidamente e, com cautela, abri uma fresta na porta. O que vi foram dois olhos claros me encarando fixamente.

- Agradeço pelo cuidado, mas pode abrir e me deixar passar agora.

Eu não sabia que Dabi chegaria tão cedo assim e hesito um pouco, mas o deixo entrar. Ele deu alguns passos com as mãos nos bolsos e olhou ao redor novamente antes de falar:

- Shigaraki quer te ver. Está preparado?

Dabi se vira para mim e eu cruzo os braços mantendo a postura séria.

- Claro que estou. Nós vamos agora ou há algo a mais para conversar?

Ele para um pouco para pensar e balança a cabeça.

- Se importaria se eu analisasse esse cômodo?

Ergo uma sobrancelha ciente do que ele quer fazer.

- Está falando em revistá-lo? Sinta-se à vontade, apenas saiba que tem alguns insetos por aí.

- Sei disso.

Dabi arregaça as mangas e começa a procurar algo entre os vãos do sofá, embaixo da TV, da caixa, no banheiro; Eu continuo parado de frente para a porta fechada o observando. Dou um sorrisinho de lado e viro o rosto para escondê-lo. Se eu quisesse esconder alguma coisa, definitivamente não seria aqui. De qualquer maneira, não faço ideia do que ele procura, mas o deixo continuar apenas para não causar problemas.

Depois de alguns minutos, Dabi volta limpando as mãos na calça sem ter encontrado nada e solta um suspiro.

- Desculpe, mas precisava ver se não tinha algo da UA aqui - Em seguida ele completa com um sorrisinho e um olhar acusatório - Mas não estaria aqui se tivesse alguma coisa, certo?

- Talvez sim, talvez não.

Devolvo o sorriso e o olhar e abro a porta para ele passar, que sai um pouco contrariado. Dou uma última olhada pelo quarto, pensando se ele colocou algo escondido e fecho a porta seguindo-o. Vou dar uma checada quando voltar. 

Saímos pelos fundos através de uma janela discreta e quebrada com um chute meu. O trajeto foi feito em silêncio, nós dois prestando atenção se havia alguém nos observando e percorrendo ruas vazias e sujas até chegar em outro prédio mais moderno. Era bem cuidado e melhor que o meu, parecido com um edifício normal. 

Fico parado observando a fachada até Dabi chamar minha atenção e entrarmos pelo portão. O térreo era comum; um balcão vazio que seria do segurança, plantas vivas pelos cantos, luzes acesas, carpete vermelho... 

Atravessando o corredor estava o elevador e um tipo de sala de espera ao redor no mesmo estilo da entrada. Havia algumas pessoas sentadas lá que pararam de conversar e me encaravam sérios e curiosos. Sustento o olhar e continuo andando ao lado de Dabi até entrarmos no elevador. Ele apertou o botão do décimo andar, a porta se fechou e a máquina começou a subir lentamente.

- Vai ser uma longa subida...

Dabi diz suspirando enquanto se encosta na parede um pouco suja e eu faço o mesmo. Depois de alguns minutos em um silêncio um tanto constrangedor, ele limpa a garganta e fala:

- O que te fez vir para a Liga? 

Eu cruzo os braços novamente e respondo:

- Muita coisa... - Em seguida completo para mudar de assunto - Algo que eu deva saber antes de chegar até lá?

- Bom, você vai encontrar duas outras pessoas além de Shigaraki e eu. Mas não se preocupe tanto com isso.

- O que ele vai me falar?

- Apenas responda adequadamente as perguntas e lembre-se: Shigaraki é o líder aqui. Pode conquistar a confiança de todo mundo, se ele não acreditar em você, já era.

- Certo...

Sendo sincero, não estou me importando muito com ele. Sei que o One For All vai ser importante para a Liga e me tornar indispensável. Apenas preciso fazer Shigaraki perceber isso.

Depois do que pareceu ser meia hora no elevador, as portas se abrem e vejo uma mudança brusca de decoração. O décimo andar não tinha paredes ou divisórias, havia um mini bar ao lado esquerdo, uma sala de espera ao lado direito; o fundo era escuro, mas era possível ver algumas mesas de escritório, planilhas, mapas pendurados nas paredes e uma lousa branca com rabiscos de canetão preto. Essa área abrangia boa parte do andar e estava bagunçada, mas vazia.

Dabi me direcionou para a sala de espera e senti um leve arrepio quando vi Shigaraki e dois outros vilões bem familiares sentados no sofá e poltronas do lugar. A UA deve ter falado algo deles para os alunos.

Shigaraki me encarava fixamente em silêncio e a mão em seu rosto seguia meus passos até que eu me sentasse na poltrona à sua frente. Ele parecia absorver toda a energia do lugar e me deixava um pouco ansioso.

- É um prazer conhecê-lo pessoalmente, Midoriya.

Sua voz era rouca e firme, ecoando pelo silêncio do prédio. Dabi estava de pé atrás de mim, o sujeito mascarado ao lado de Shigaraki e a garota com um olhar obsessivo na poltrona. Eu sabia que, a partir de agora, estaria andando entre minas explosivas. Precisava seguir com cautela.

- Digo o mesmo para você.

Dobro a perna direita sobre o joelho e me esforço para manter contato visual com seu único olho aparente no momento. Aquilo parecia não ter vida e me fazia querer ir embora, mas precisava continuar o meu plano. E para isso, eu deveria entrar na Liga.

- Você parece um pouco... Diferente, Midoriya. Algum motivo para ter mudado tanto?

Solto a respiração presa lentamente e me obrigo a relaxar os músculos.

- Apenas me sinto melhor depois de ter feito isso.

Me refiro ao uniforme preto um pouco desbotado, ao meu cabelo despenteado e à minha personalidade. Shigaraki concorda com a cabeça e olha ao redor antes de continuar falando:

- Espero que sua pequena viagem tenha sido boa. Tivemos que mudar de esconderijo depois do que aconteceu com All Might e os outros.

Ele praticamente cuspiu as últimas palavras por nojo e não consegui evitar uma expressão de nojo também. All Might sempre atrapalhava tudo.

- Já deve me conhecer, sou Shigaraki, o líder daqui. Estes são Twice e Toga, membros da Liga.

Ele disse apontando para os dois. Twice acenou animadamente para mim e Toga dava um sorriso longo. Logo desviei o olhar deles e foquei no líder de novo. Poderia conquistar confiança mais tarde. Aceno com a cabeça dando a entender que ele pode continuar.

- Bom, Midoriya, o que faz você querer entrar na Liga?

A resposta veio rápida como um reflexo e me ajeitei na poltrona cinza.

- Simples, há vários caminhos para cada um e eu tentava seguir como futuro herói - Estalei a língua - Mas pelo visto, eu não tinha o que era necessário... Então pensei: Hum, o que mais posso fazer além de chorar e ficar com raiva da sociedade? Meu raciocínio me levou até aqui.

Aponto ao redor para destacar minha fala. Claro que eu estava apenas simplificando tudo, mas acredito que era um bom começo. Shigaraki respondeu:

- O que te faz pensar que entrou na Liga?

A pergunta era ríspida e me pegou de surpresa, já que o próprio Dabi falou que Shigaraki havia me aceitado. Ou apenas deu a entender. Mas logo assumo minha postura neutra de sempre e respondo:

- Bom, acredito que estou pelo menos sendo considerado para estar aqui. E também, sei que posso ser útil para você.

Tento analisar alguma mudança na sua linguagem corporal caso o tenha irritado, mas não percebo nada de diferente.

- Mesmo depois de estar ao lado dos heróis por tanto tempo? Não acha... Estranho? Não me leve a mal, mas preciso ter certeza da honestidade de todos na Liga.

Me pergunto se ele mesmo está sendo honesto, mas não falo nada e estralo os dedos da mão por um hábito que criei recentemente. Penso um pouco e respondo devagar:

- Eu precisava treinar do lado deles, só All Might podia me ensinar o que faltava por causa da minha individualidade - Dou um sorriso sombrio - Mas agora não preciso mais dele. Sinceramente? Ter que aguentá-los todos os dias era um saco, mas valeu a pena.

- Entendo... - Shigaraki fica em silêncio por alguns segundos e continua - O que pode me dizer da sua individualidade?

Eu não iria revelar os segredos do One For All agora, então decido falar apenas o básico. 

- Resumindo a maior parte, minha individualidade foi passada para mim. Ela me permite aumentar todas as minhas habilidades físicas... Como o All Might. - Me atrevo a dizer e penso se não iria me arrepender depois - Entretanto, há um certo limite de poder que preciso respeitar, se não acabo destruindo meu próprio corpo. Até porque eu uso técnicas de corpo a corpo para lutar.

A atmosfera negativa que senti nos primeiros minutos já havia se tornado muito mais agradável e agora eu conseguia relaxar normalmente. Não que ela houvesse sumido, mas acabei gostando do clima pesado do lugar. Shigaraki balançou a cabeça e coçou o pescoço.

- Certo, entendi... Posso usar você para alguns trabalhos... É, vamos ver se é útil mesmo... 

Ele me olha profundamente como se me analisasse uma última vez e então se levanta na minha direção. Ergui os olhos para a sombra que se formava em seu rosto e Shigaraki estendeu sua mão direita.

- Prove que pode ser um de nós, Izuku Midoriya.

Sinto um sorriso sombrio subindo em meu rosto e me levanto para apertar sua mão fria e cheia de cicatrizes. É agora que começa meu teste e preciso me sair perfeitamente bem nele. 

- Não vou te desapontar, Shigaraki.

- Esperamos que não... Criança.

Esse momento marcava o início da aliança e do terror que cairia sobre essa cidade. E eu garantiria que todos soubessem o nome e sobrenome daquele que tem suas vidas na palma da mão.

Até porque, convenhamos, não ficarei atrás de Shigaraki para sempre.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...