História Destinado a te amar (Hiatus) - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 470
Palavras 1.040
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Ficção Adolescente, Lemon, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Estou de volta galera!!!
Para quem viu os alertas sabe que tem capítulo novo de uma fancition nova. Não exatamente nova, mas vocês entenderam. Então, como eu estou mal por ter feito isso com vocês e minha obrigação como escritora, se é que posso me chamar assim, tenho que fazer um capítulo mas rápido possível e resolver essas mudanças.
Eu mudei o título tambem, por que acho que combinaria com o acontecimento da história. Para quem não sabe o que tá acontecendo, eu resolver dar uma mudança geral da história, por que acredito eu que estará mais emocionante e legal, os motivos e que eu não queria fazer uma história parecida com o mangá e anime.
Por isso quebrei a cabeça e pensei a tarde inteira em uma boa fanfiction! E ai está! Acabei de escrever agorinha o prologue. Saindo fresquinho do forno! Espero que seja do agrado de vocês, e to muito mal por excluir s comentários, sério mesmo.
Sei que foi por uma coisa boa e melhor, espero os comentários e opiniões de vocês sobre a mudança. Fico grata pela compreensão de alguns. Sei que outros não ficaram, ou vão ficar, me perdoem!
Vou dar o meu melhor e me esforçar para fazer uma história de seu agrado! Então e isso gente, espero que gostem desse pequeno capítulo!
Boa leitura!
Obs: vai ser o mesmo de antes, narrada pelo Midoriya e o Shouto.

Capítulo 1 - Nossa promessa


Fanfic / Fanfiction Destinado a te amar (Hiatus) - Capítulo 1 - Nossa promessa

Desde pequeno eu nunca acreditei em heróis. Nem naqueles desenhos animados que mostram os heróis salvando as pessoas quando elas mais precisam. Isso é tudo mentira.

Por que eu digo isso? O fato e bem simples. Quando eu era menor, sempre sofria maus tratos do meu pai. Ele sempre chegava bêbado em casa, isso começou a acontecer quando ele perdeu o emprego.

Acabou que ele nos abandonou, nos deixando endividados. Como minha mãe não trabalhava para cuidar de mim, era meu pai quem colocava a comida na mesa, mas ele nos deixou e perdemos a casa por conta disso.

Meus avós nos acolheram, assim moramos por um tempo em sua casa, ate eu completar 6 anos e frequentar a escolinha do bairro. Enquanto isso minha mãe trabalhava em dois lugares ao mesmo tempo se degastando para conseguir nos sustentar, mesmo com o dinheiro dos nossos avós, não era o suficiente.

Assim, minha mãe entrou em colapso. Ela morreu quando eu tinha 8 anos de idade. Sofri muito com sua morte, e isso casou influências alimentares. Eu comecei a comer muito. Por conta disto, atingi a obesidade durante minha infância.

Sempre era alvo de piadas das crianças da sala. O único gordinho da sala, sofrendo bullying. E claro que isso me deixava triste, só que quanto mais triste eu ficava, mais eu sentia vontade de comer.

Agora eu te pergunto: cade nossos heróis quando precisamos? Quando sofremos perigos? Eles não deveriam estar sempre lá para nós? Pois bem, nunca estão. Eu os culpava por tudo, por tudo que aconteceu comigo e acontecia.

Até o dia que o conheci. Um aluno novo que acabado de ser transferido de outra escola. Seus cabelos brancos como a neve e seus olhos heterocromáticos, chamavam atenção da turma. Eu pensei que ele também seria alvo de bullying, mas ele se enturmou bem na turma.

Por fato de ser magro e ter rosto bonito, ele se destacava e era popular com as meninas. Sempre rodeados de pessoas ao seu lado, enquanto eu sempre fui solitário, quieto no meu canto. Não por que eu queira, e sim por que ninguém gostava de um gordo como amigo.

Eu não me importava com ele. Só queria que ele fosse o centro das atenções, assim as pessoas esqueceriam de mim e não implicariam mais com o meu peso.

E claro que se você e um gordo numa turma, onde só tem pessoas magras, eles nunca esqueceram de você. Principalmente aquela turma que sempre está por perto para te chatear.

Nessa turma continha o garoto mais arrogante e estourado, por assim dizer, seu nome era Bakugou Katsuki, apelidado pela turma carinhosamente como: Kacchan.

Kacchan sempre vinha implicar comigo. Zoar meu peso, fazer piadinhas, estragar minhas coisas e tomar minha comida. Isso eu já estava acostumado, mas ele exagerou nesse dia.

Eu estava sozinho atrás da escola chorando, como todas as vezes, por conta que era o aniversario de morte da minha mãe, que por coincidência, ela morreu no dia do meu aniversario. Depois desse dia, eu não passava um aniversario feliz. Sempre chorava.

Por isso de eu chorar naquele dia, segurando o medalhão que eu havia ganhado dela um ano antes de sua morte. Esse medalhão se abria e nele tinha uma pequena foto nossa juntos. Eu sempre o carregava pra onde fosse, era de extrema importância.

O Kacchan viu e por maldade, pegou da minha mão perguntando por que de eu chorar. Eu implorando para ele me devolver, mas ele não fazia. Foi então que ele jogou na piscina da escola. Os amigos deles me seguravam rindo feito idiotas.

Sem pensar duas vezes, solte-me deles e corri pulando na piscina de roupas e tudo para pega meu medalhão de volta. Eu estava tão desesperado em recuperá-lo, que tinha esquecido de que, não sabia nadar. Eu estava me afogando.

Nenhum dos meninos me ajudaram. Estava prestes a morrer, quando eu vi silhueta de uma pessoa vindo em minha direção. Depois disso, eu acordei fora da piscina ensopado com alguém ao meu lado. Virei-me para ver, era o aluno novo. Ele havia me salvado.

Sorrindo ele me entregou o meu medalhão. Eu me sentia tão aliviado por não está morto e por ter recuperado meu precioso medalhão, chorando de felicidade eu o agradeci.

O vi em meio das lágrimas sorri gentilmente para mim. Depois ele me levou para enfermaria, onde ficou comigo ate meus avós chegarem para me buscar. Nesse dia, nós ficamos mais íntimos, melhores amigos. Onde ele ia, eu o seguia.

Sempre brincávamos juntos na escola, fora dela quando ele vinha me visitar lá em casa. Dorminhamos juntos no mesmo fuuton. Nós eramos os inseparáveis da turma. Quando eu estava com ele, ninguém me maltratava ou falava mal de mim.

Eu me sentia melhor assim. Todoroki Shouto era seu nome. Sempre foi atencioso, gentil e legal comigo. Ficamos melhores amigos, ate o dia de receber a notícia que ele se mudaria da cidade e sairia da escola.

Nesse dia eu chorei muito, ele também. Pela cara que ele fazia, não queria de jeito nenhum ir embora. Eu não perguntei o motivo, ele também não revelou, então ficamos o resto do tempo juntos novamente. Por motivo nenhum eu queria deixá-lo.

Todoroki-kun foi meu herói. Agora estava indo embora, eu ficaria só novamente. Só de pensar naquilo, batia uma forte melancolia em meu peito. Antes de ele ir embora fizemos uma promessa.

Nós prometemos que algum dia, nos veremos novamente. Para selarmos a promessa, amarramos uma fita vermelha em nossos dedinhos, selando nossa promessa para toda vida.

Dizem que o fio vermelho é do destino, com ele você sela o seu destino com a pessoa que ama. Todoroki-kun me ensinou isso, dando-me esperanças fortes de nos reencontrarmos.

Depois de sua partida, decidi mudar. Não mudaria por causa das pessoas, e sim para mim próprio. Comecei a fazer dieta e correr todos os dias, ate mesmo nos dias de chuva. Praticava esportes e toda vez que eu dava alguma recaída, sempre olhava para fita no meu dedinho sorrindo e me dando forças para continuar.

Hoje estou formado no ginasial, totalmente em forma, não sou mais aquele gordinho que sempre zombavam, hoje sou Midoriya Izuku formado e prestes a regressar no internato Yuuei de esportes!

 


Notas Finais


Gostaram?! Espero que sim! Deu maior canseira mentalmente e fisicamente!
Fico grata de coração pela compreensão! Vejo vocês no próximo capitulo!
Bjsss!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...