História Destinado à você (yoonmim) - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~Sanji

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Yoomin
Visualizações 44
Palavras 1.972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shounen, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo novinho em folha Gente!! !

Capítulo 17 - Primeira mentira. Parte 2


Fanfic / Fanfiction Destinado à você (yoonmim) - Capítulo 17 - Primeira mentira. Parte 2

             Pov's Jimim 

Caraca Jin iria me matar pelo atraso mas já tenho minha justificativa. 

Chegamos em frente daquele lugar e já estava bem cheio. Adentrei tentando avista- lo mas estava difícil. Estava ansioso para não só  conhecer seus amigos, mas para que Jin também conhecesse Tae. Juro que se ele não estivesse ficando com o loiro alto eu os apresentaria com essa intenção. 

Olha eu tentando dar uma de  cupido! Eu realmente adoro essas coisas. Mesmo sabendo que Tae senti algo por mim, o meu sentimento por ele nunca passou disso. O que aconteceu foi um acidente. Sim, confesso que se tivesse me deixado levar pela fraqueza da carne  isso iria longe. O desgraçado beija muito bem e ainda por cima é atraente. 

O seu rosto infantil dizia o contrário de sua idade que era vinte sete. 

Depois que ficamos um bom tempo parado num canto a procura de Jin consegui enxerga-lo de longe e começamos a nos aproximar. Ele estava sentado conversando com o Namjoon animado. 

" oi oi gente." Disse animado.

" Nossa até que enfim Jimin  pensei  sei que não viria mais por um acaso você esqueceu que marcamos oito e meia?". Jin se levantou me abraçando. O seu olhar indo diretamente em Taehyung o que lhe fez sorrir maldosamente.  " ah já entendi". Me olhou de forma animada. 

" Aff Hyung você não entendeu nada. E para de pensar essas coisas. Ele é meu amigo que falei pra você. ". Senti vergonha naquele momento, não por ele ter dito aquilo, mas por Tae além de estar do meu lado ter escutado. 

Namjoon também nos recebeu como sempre simpático, se apresentando formalmente. 

Quando abri a boca para apresentá-lo veio chegando mais três garotos que não conhecia. 

Um era mais alto e esguio, tinha um rosto cumprido, mas que combinava consigo. Ele tinha o cabelo castanho claro e olhos pequenos. 

O médio tinha traços marcantes era realmente bonito. Tinha uns olhos puxadinho e uma boca carnuda e convidativa. Seus cabelos eram de um loiro bonito e seu nariz era afilado. Ao contrário do mais alto ele era um pouco mais forte. E o último um de cabelo preto que caia nos olhos e o nariz um pouco saliente e de sorriso tímido. O seus dentes me fez lembrar de um coelho. O que era muito fofo. 

Eu não pude entender o que aconteceu naquele momento  e muito menos o soutros.

" Baekhyun". O rapaz atraente gritou se aproximando sem ao menos perceber nas pessoas que esbarrava é muito menos sem pedir desculpas. 

Taehyung e o outro rapaz se estancaram sem perderem o contato visual nem por um momento. O que todos acharam estranho. 

Eu achei a fisionomia deles muito familiar. O mais alto que eu havia mencionado se aproximou do  rapaz como se Taehyung fosse uma ameaça. 

Aquela situação não estava das melhores. Assim como eu Jin também parecia desconfortável, pois o silêncio que durava segundos estava sendo crucial. 

Taehyung se aproximou tocando no rosto do rapaz e o mais novo fazendo o mesmo. Seus olhos anunciava uma pequena lágrima que surgia no canto do olho. 

O garoto o abraçou quebrando a distância entre eles. Não só eu como todos ali não estava entendendo nada. 

"Co- como é possível? Eu vi todos serem morto baekhyun naquela casa. A única coisa que pude fazer foi me esconder embaixo daquela mesa." Ele chorava agora sem controle. 

Perai... Baekhyun? Eu entendi bem ou bati com a cabeça?  Porque aquele garoto o chamara de baekhyun sendo que seu nome era Taehyung? Eu já não estou entendendo nada. 

Mas achei melhor não interromper. 

"Eu havia conseguido fugir a tempo. Depois que a polícia chegou no local. Todos foram  encontrados sem vida. Mas você não estava lá,  então eu mesmo deduzi que você ainda estaria vivo em algum lugar. Em hipótese alguma  jamais pensei que você estivesse morto. Sempre acreditei nessa possibilidade. Jamais perdi a esperança  de um dia poder  te encontrar.". Vi meu amigo apertar a mão daquele garoto. 

Ele nunca havia mencionado que tinha alguém que se importava de verdade. Até porque ele era um tipo de pessoa muito fechada para isso. Era bastante misterioso. Não sabia muita coisa dele. 

" Eu passei a procura-lo logo depois dessas evidências, mas nunca havia encontrado quaisquer pista. Até que me entregaram  uma carta anônima e sem remetente me informando que você estava vivo, que estava bem e que logo estaria vindo para Seul. O que me fez encher de esperança. Só não sabia que iria encontra-lo por essa circunstâncias.". Ele o abraçou mais uma vez. Aconteça que acontecer eu nunca mais vou te deixar.". Encostou a sua testa na dele  o que me deixou mais confuso ainda. O que eles eram afinal? O que significava aquilo? Não que eu estivesse com ciúme. 

E a minha reação era ... Eu  nao eu sabia explicar naquele  momento, apenas ponto de interrogações que apareciam em minha mente. O que me fazia questionar. Este  detalhe do nome  principalmente. 

" Taehyung quer me explicar o que tá acontecendo aqui? Aliás todos estão sem entender até agora." O mais alto pediu o olhando desconfiado se metendo no meio dos dois.

" Ele é meu irmão, mais velho."  Todos olhavam assustados. 

"Co-como assim? Você nunca havia mencionado que ele estava vivo." Jin questionou. 

" porque eu não sabia que baekhyun estava vivo". Ele disse ainda não acreditando. 

Nesse momento eu havia entendido. 

Eu não sou burro o bastante. Eu havia sido enganado. Senti meus olhos encherem d"água e enguli em seco eu não iria chorar na frente de pessoas que eu não conhecia. Eu fui traído pelo meu melhor amigo. Aquele que dizia que sempre estaria do meu lado. Aquele que sempre me apoiou. Aquele que sempre confiei, mas ele nunca confiou em mim. 

Quem era ele afinal? Porque para mim naquele momento passou a ser um desconhecido. 

Meu corpo tremia me sentia impotente pela descoberta. Balançava a cabeça pensativo tentando impedir que as lágrimas tomasse  conta . Não podia ser possível.  Por que Deus estava fazendo eu passar por este tipos de coisas . 

Se você que saber a verdade eu não estava apaixonado ainda, mas eu via em Taehyung a possibilidade dele ser um homem que me respeitaria e me amaria, não precisava de mais nada apenas isso, mesmo que  não estivesse ainda preparado para um recomeço.

Eu não poderia deixar isso passar. Eu estava tremendo,  podia  sentir o sangue subir pelo meu rosto.  Eu tinha que ouvir de sua boca, acabar com aquela farça que apenas eu fui vítima. 

Cheguei perto dos dois com o olhar duro para Taehyung. 

" Taehyung eu exijo uma explicação? O que tá acontecendo aqui? Porque  você não disse que tinha um irmão? Eu sempre te perguntava e você sempre mudava de assunto.? ". Pedi  tentando  ser calmo mas não estava conseguindo. 

Todos olhavam para mim tentando acompanhar o assunto e  Jin encostou do meu lado ainda sem entender aonde eu queria  chegar no meio daquele longo silêncio que se fez presente 

" Quê? Taehyung sou eu. Ele é baekhyun.". O menino falou sorrindo em confusão.  

" Jimim precisamos con".

" CONVERSAR TAEHYUNG OU SERÁ QUE DEVO TE CHAMAR DE BAEKHYUN?. SERÁ QUE EU NÃO SOU DE CONFIANÇA PARA VOCÊ ME DIZER QUEM VOCÊ É.? ". Estourei  fazendo o sobressaltar com o meu grito. 

" Jimim por fa-favor me escuta". Ele tocou em meu braço tentando uma reaproximação.

" ME SOLTA". arranquei meu braço de sua mão. " PRA MIM ISSO JÁ É  O BASTANTE. EU SEMPRE CONFIEI EM VOCÊ E O QUE EU GANHO DE VOCÊ?  VOCÊ ME TRAIU. NÃO  CONFIO MAIS EM VOCÊ."  minhas lágrimas rolava sem eu perceber. " VOCÊ SE PASSOU POR ALGUÉM QUE NUNCA FOI. EU TENHO NOJO DE VOCÊ. ". 

" Jimim por favor me escuta eu precisei fazer isso. " Ele falava triste. 

"A PARTIR DE HOJE FIQUE LONGE DE MIM." O olhei pela última vez saindo daquele barzinho descontroladamente correndo, só o que conseguia naquele momento era chorar. 

Porquê  Taehyung? Porquê ??. 

Mesmo quando saí Jin não tentou me impedir ele sabia que seria pior se me segurasse e deixou que eu fosse. 

Mas eu sabia que o cara que antes eu conhecia chamado Taehyung agora chamado Baekhyun viria atrás de mim. 

Eu corri o máximo que pude pra deixar tudo aquilo pra trás inclusive ele para que não me alcançasse. Comecei a atravessar a rua sem olhar para os lado só  o que queria era logo chegar em  casa e tentar esquecer tudo aquilo. Mas   sem perceber vinha um carro em alta velocidade. Seria tarde demais. Fechei os olhos para apenas sentir o impacto. 

A morte veio em meu encontro sem ao menos esperar. 

        

          Pov's   min yoongi 

Depois que jantei e apreciei  aquela paisagem da cidade que tanto me agradava   a noite. Estava realmente curioso para saber o que os meninos faziam lá. E aqueles pateta nem se quer me chamaram. Ah!  fodasse irei que qualquer forma ou outra mesmo nem que seja para irritar Jin. 

Eu não sabia dizer se estava agindo por curiosidade, mas é como se uma força maior  incontrolável me empurrasse para aquele local. 

Parecia divertido pelo que eu estava vendo. Após pagar a  conta no restaurante sai andando em direção do bar. 

 Quando estava entrando pela porta vi um garoto  com a idade próxima de Jungkook  correndo  como um louco de cabeça  baixa, por pouco não batemos de frente. O que não impedisse que eu desse um xingo. 

Eu  o segui com os olhos para ver para onde ele iria, mas quando ele estava atravessando a rua vi que vinha de longe um carro preto em alta velocidade, devia estar a mais de 180km/h. 

Merda! Como o imbecil não prestava atenção. 

Não consegui explicar era como se  meu corpo se mechesse sozinho. Comecei a correr o mais rápido possível. A vida dele dependia de mim agora. Mas porque eu ia tentar salvá- lo? Porque me importei com alguém que não conhecia? 

Consegui alcancá-lo no momento que ele ia sair da calçada para atravessar pousando o pé mas sendo impedido por mim após segurá-lo pela cintura impedindo que ele atravessasse. 

Ele virou para ver quem o havia segurado. Eu não sei dizer se foi pelo susto mas ele acabou desmaiando nos meus braços após dizer um nome de uma pessoa. 

Eu pude reconhecê-lo pela foto. Era o primo de Jin. Mas o que havia acontecido.? 

Meu coração pulsava descompassado ao ver aquela rosto inconsciente em meus braços. 

O que tava acontecendo comigo.? Porque agora tão de repente ?

            

                   Pov's Jimin

Quando percebi era tarde demais. Fechei os olhos apenas para espera o impacto. Mas do nada senti meu corpo sendo puxado para trás com uma certa rapidez e brutalidade. 

E do nada senti aquele perfume  que tanto conhecia, que me deixava embriagado .  Não era possível. 

Abaixei a cabeça para olhar o braço que me segurava não desejando que fosse Taehyung, e porque diabos continuava o chamando assim se esse não era o seu nome. Mas não era. Era um braço com tatuagens muito bem traçadas. Ele era mais branco que o normal o que fazia a sua tatuagem saltar como se estivesse viva. Não era de alguém que conhecia. Comecei a subir o meu olhar lentamente por seu braço e olhando para o lado quando vi seu cordão. 

Eu estava ficando louco. Senti minha perna tremer  e meu coração disparar ao ver aquele símbolo Y&W. Subi meu olhos mais um pouco chegando finalmente no rosto da pessoa. O que fez meus olhos saltarem e encherem de lágrimas. Eu queria falar mas não conseguia. Só o que consegui dizer foi seu nome falhando miserávelmente. 

O seu cabelo estava loiro e caía pelas laterais  ,  ele foi  alguém que passasse anos jamais o esqueceria porque o amava. 

Depois disso não vi mais  nada. Minhas pernas enfraqueceram e minhas vistas escureceram. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...