História Destinados - ABO - Imagine Na Jaemin - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Doyoung, Haechan, Jaemin, Jeno, Jisung, Jungwoo, Kun, Mark, RenJun, Taeyong, Winwin, YangYang, Yuta
Tags Abo, Jaemin, Jaemin Alfa Lúpus, Você, Você Ômega Pura
Visualizações 98
Palavras 3.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem sz
boa leitura ^^
>>>Na Jaemin é o amor da minha vida é isto.<<<

Capítulo 3 - Chapter three


Fanfic / Fanfiction Destinados - ABO - Imagine Na Jaemin - Capítulo 3 - Chapter three

[...]

Acordei e ainda estava meio escuro.

Procurei por meu celular, ligando-o e vendo que este marcavam quatro e quarenta da manhã.

Suspirei.

Ainda faltava bastante tempo para que nossos despertadores tocassem, já que estes estavam configurados para despertar à seis e dez da manhã.

Virei para o outro lado e como esperado, os dois garotos ainda dormiam.

Levantei da minha cama seguindo em direção ao banheiro, eu aproveitaria que tenho bastante tempo antes que os mais velhos acordem, e também usaria esse tempo para me arrumar sem pressa.

Fiz minhas higienes matinais. Fiquei indecisa sobre lavar meu cabelo ou não.

Eu normalmente não lavava meu cabelo de manhã.

Mas hoje eu tinha tempo.

Mas eu teria que secá-lo com um secador de cabelos, porque deixá-lo secar naturalmente estava fora de cogitação pois além de ser de manhã cedo, ficar com o cabelo molhado poderia me causar um resfriado, o que eu com certeza não quero.

E eu também não tenho secador de cabelos aqui e se eu tivesse um, faria muito barulho e a última coisa que eu queria era acordar dois garotos.

Após alguns minutos refletindo sobre os prós e contras de lavar o cabelo, cheguei a decisão final que não o lavaria já que, obtive mais contras do que prós.

Depois de um banho um tanto quanto demorado, vesti devidamente o uniforme.

Esse consistia em uma blusa branca social, uma gravata preta e uma saia igualmente preta. O uniforme também possuía um blazer vermelho porém este era opcional usar, e por hora eu não usaria. Optei por colocar meias já que geralmente costumo sentir frio nas pernas. Optei por uma meia 7/8 que ia até um pouco mais acima do meu joelho, de cor preta. Por fim, calcei meu allstar.

Peguei o meu celular no intuito de olhar as horas e esse agora marcava cinco e vinte da manhã. Ainda faltava bastante tempo.

Direcionei meu olhar para janela entre-aberta ao lado da cama de Jaemin. Apesar de ter a cortina fechada por cima desta, já era visível a claridade, entregando o fato de que já havia amanhecido.

Caminhei até a mesma com a intenção de fechá-la. Abri um pouco a cortina para que pudesse fechá-la corretamente, arrepiando-me um pouco ao sentir o vento gélido bater em meu rosto.

Estava frio.

Fitei a pasagem. A neblina tomava conta desta, indicando que o dia seria nublado. Fechei-a por comoleto logo em seguida fechando a cortina novamente.

De relance, olhei para o alfa dormindo ao lado. Jaemin dormia de forma serena.

Lembranças da noite passada voltaram a minha cabeça, eu realmente não entendi aquilo e sinceramente, prefiro não entender, eu morreria de vergonha.

Voltei meu olhar para o alfa sentindo minhas bochechas antes gélidas, um pouco quentes. Uma coisa eu tinha que admitir:

Jaemin era lindo.

Talvez o garoto mais lindo que eu já vi. Não, não é exagero. O maxilar do garoto era muito bem marcado assim como os traços masculinos que adornavam seu rosto, sua pele naturalmente bronzeada, parecia ser filho de Afrodite ou se não, á própria reencarnação dela.

Balancei a cabeça voltando para a realidade.

Eu precisava acabar de me arrumar apesar de ser muito cedo ainda.

Fui em direção da minha penteadeira. Pentiei meu cabelo, em seguida passando apenas uma base, rímel e um hidratante labial, logo já estava pronta.

Apanhei meu celular mais uma vez e este indicava que faltavam vinte minutos para as seis da manhã.

Arrumei minha cama devidamente, sentei de forma confortável, iria destrair-me com o celular para esperar o tempo passar.



BREAK OF TIME

QUEBRA DE TEMPO



Já faziam alguns minutos desde que acabei de me arrumar, em um minuto e provavelmente alguns segundos os nossos despertadores tocariam acordando os outros dois garotos que ainda dormiam.

O que não demorou para acontecer.

O barulho de dois -eu havia desligado o meu quando acordei- despertadores tocando ecoou pelo quarto fazendo um barulho extremamente irritante e alto, fazendo-me tapar os ouvidos. Enquanto os garotos acordavam de forma preguiçosa.

- Bom di... - Chenle pronunciou-se ao reparar que eu já estava acordada, mas foi impedido de terminar a fala por um bocejo. Ri com isso, fofo. - Bom dia, S/a. - Disse com a voz rouca e um embargada por ter acabado de acordar.

- Bom dia, Chenle. - Sorri para o mais velho que retribuiu sorrindo pequeno.

Olhei para o lado de relance e Jaemin, ao contrário de Chenle, levantou quieto, não disse nada. Talvez ele seja o tipo de pessoa que acorda de mal-humor, ou que não goste muito de interagir ao acordar.

Dei os ombros sobre o questionamento que fiz a mim mesma mentalmente, voltando minha atenção ao meu celular.

- Bom dia. - Pronunciou uma voz rouca que, pela intensidade desta e por ser diferente da de Chenle, estava claro que não era sua voz. Era Jaemin.

- Bom dia. - Respondi baixo.

O mais velho virou em minha direção sorrindo pequeno. Por pouco não me perdi em meus pensamentos pensando no quão lindo o garoto era.

Sorri de volta.

- Você já está pronta S/a? - A voz de Chenle soou ao que este deixou o banheiro. Assenti desligando meu celular.

Percebi que Jaemin já não se encontrava mais no quarto, com certeza estaria no banheiro.

- Hey S/n? - Chenle me chamou atraindo minha atenção para si. Encarei o garoto. - Você não estava escutando o que eu disse não é? - Pergunta fingindo estar chateado. Neguei. Quando foi que ele disse alguma coisa? Espera, ele disse alguma coisa? Observei o mais velho ajeitar a gravata devidamente em si. - Você vai tomar café conosco? -

- Ah... Me perdoe pela distração. Eu não sei Chenle-ah, talvez. -

- Tudo bem, sem problemas S/a.- Ele falou calmo. Jaemin deixou o banheiro de forma silenciosa. - Vou acabar de me arrumar e vamos para o refeitório, ok? - Perguntou e eu balancei a cabeça em confirmação.

- S/a? - A voz de Jaemin soou assustando-me um pouco.

- Sim? -

- Você dormiu bem? - Perguntou enquanto vestia o blazer que dava um ar mais sério ao garoto. O corpo de Jaemin era devidamente musculoso e aquele fardamento combinava com seu rosto jovial.

- Sim e... você? - Perguntei-o de volta.

- Sim... Eu... - Disse mas foi empedido de continuar por um Chenle eufórico saindo do banheiros aos pulos.

- Estou pronto! Vamos hyung, vamos S/a. Oh estou ancioso para o primeiro dia de aula. - Ditou animado soltando gargalhadas fofas que lembravam muito um golfinho. Realmente fofo.

Jaemin retornou ao banheiro ao que Chenle deixou o local argumentando que já a já sairíamos.

Levantei-me, arrumei minhas meias, desamassei minhas roupas e passei a mão nos fios despenteados do meu cabelo, esperando os mais velhos para que saíssemos. Logo Chenle estava parado ao meu lado enquanto aguardávamos o mais velho entre nós.

Inflei as bochechas que já eram naturalmente gordinhas em sinal de inquietação, mania de quando estou ansiosa.

Senti o olhar de Chenle pesar em mim, encarei-o e o mesmo me olhava de forma terna(?).

- Você é tão fofa S/a. - Segredou. Sorri fazendo com que meus olhos sumissem em duas pequenas meia-luas.

Aproximei-me mais do garoto e segredei em seu ouvido:

- Te garanto que você é muito mais fofo. - Cuchichei e o garoto soltou uma de suas risadas fofas.

- Vamos? - A voz de Jaemin soou.

Assintimos. Após apanhar as chaves do meu armário, seguimos em direção a porta, a abri passando e os dois mais velhos logo em seguida.

Jaemin parecia saber exatamente para que direção andar, já que o mais velho andava a nossa frente e também era aluno veterano, diferente de eu e Chenle.

Enquanto um pouco atrás do alfa, eu e Chenle conversávamos de forma animada. Logo, não demoramos a entrar no local pouco conhecido por mim, o refeitório.

- O que vai comer? - Perguntou o beta.

- Uma vitamina e frutas, não estou com muita fome. - Respondi-o após encarar um banner grande, onde mostravam as opções de café da manhã. - E você? Não ingira nada pesado. - Conclui.

- Tudo bem, não irei. Só, coma bem para não passar mal. - Ditou concentrado pegando o que o mesmo havia escolhido.

Chenle e eu já havíamos pegado o que iríamos comer, apenas aguardávamos o garoto de fios acastanhados.

Jaemin havia acabado de pegar o seu café. Mais uma vez seguimos o mais velho que andava na frente.

- Hey S/a! - Ouvi meu nome ser pronunciado, procurando o dono da voz bastante conhecida por mim, não demorando a encontrá-lo. Era o meu irmão.

- Oi Nini, bom dia. - Pronunciei para o mais velho.

- Bom dia pequena. - Este aproximou-se selando minha testa logo em seguida. - Você não vai tomar café conosco, certo? Vejo que já fez amigos. - Disse gentil, alternando o olhar entre os dois garotos parados atrás de mim.

- Ah sim, já fiz amigos, Esses são Chenle e Jaemin, meus colegas de quarto. Meninos, esse é o meu irmão, Kai. - Apresentei-os gesticulando com as mãos.

- Olá Chenle, eu e Jaemin já nos conhecemos, não é Jaemin-ah? - Perguntou sorrindo gentil.

- Olá Kai sunbaemin. - Chenle o comprimentou de volta.

- Oi Kai hyung. - Jaemin sorriu de volta para o meu irmão. Este sorriu para os dois garotos.

Kai aproximou-se de mim e sussurrou com cuidado em meu ouvido:

- S/a se cuide por favor, se algo acontecer ou te incomodar não excite em chamar a mim ou a Lisa, sim? - Assenti. Eu amava o cuidado que meus irmãos tinham comigo, me dava a sensação de proteção.

- Ok, não se preocupe Nini. - Ditei terna para o mais velho.

- Tenham uma boa aula. - Pronunciou alto o bastante para que nós três ouvissemos, após deixar um selar em minha bochecha e murmurar um tchau, seguiu seu caminho logo sumindo no meio da multidão de alunos.

Continuamos a seguir Jaemin quando este deu continuidade ao caminho.

- Olha se não é nossa nova amiga. Bom dia crianças. - Disse o garoto do sotaque engrassado, Renjun, ao que chegamos na mesa onde os outros garotos que conheci ontem, tomavam café.

- Tsc já te disse pra parar de me chamar de criança. - Jaemin ditou deixando com cuidado a bandeja em cima da mesa e sentando-se. Sentei-me ao seu lado. - Bom dia. - Ditou começando a degustar de seu café da manhã.

- Bom dia Renjun, bom dia garotos. - Proferi gentil.

- Bom dia hyungs, bom dia Jisung-ah. - Disse Chenle.

- Eu não sabia que você tinha namorado S/n. - Haechan disse me olhando com um sorriso um tanto malicioso, eu diria. O encarei confusa.

- E eu não tenho. - Respondi bebericando minha vitamina.

- E aquele garoto que falou com você agora pouco? Vocês pareciam se conhecer bem, até cochicharam nos ouvidos um do outro. - Disse com o sorriso estranho ainda adornando seus lábios cheinhos.

- Haechan! - Antes que eu pudesse responde-lo, Jaemin repreendeu o garoto. - Ele é irmão dela, pare com isso. - O garoto disse um tanto alterado, encolhi-me por instinto.

- Oh Kai hyung é seu irmão? - Agora foi a vez de Jeno pronunciar-se.

- Espera, aquele era o Kai hyung? - Haechan voltou a perguntar.

- Sim. - Respondi olhando para Jeno em resposta da sua pergunta. - E sim. - Direcionei meu olhar a Haechan repetindo o ato de antes.

- Você lembra ele um pouco. - Jisung proferiu. Sorri pequeno. As pessoas diziam que eu lembrava Kai aparentemente, o que eu considero um elogio pois cá entre nós: Kai é realmente muito lindo.

Continuamos a tomar o nosso café silenciosamente.

- Bom, precisamos ir para a aula, não podemos chegar atrasados em nosso primeiro dia, certo S/a? - Chenle pronunciou-se quebrando o silêncio torturante que havia se instalado no local. Balancei a cabeça em confirmação. - Jisung-ah você já acabou seu café? - Perguntou direcionando o olhar para o alfa que assentiu.

- Tudo bem, nós também já vamos indo. - Renjun disse.

Levantei-me pegando minha bandeja, Chenle e Jisung repetiram minha ação.

- Sabem onde fica sua sala, certo? - Jaemin perguntou enquanto levantava logo em seguida apanhando sua bandeja.

- Sim, quer dizer, eu sei. - Jisung respondo-o.

- Ok então.- Jaemin disse sorrindo terno para nós. 

- Mas vocês não vão com a gente? - Chenle perguntou ao que caminhávamos em direção a bancada da cantina, onde deixamos as bandejas.

- Não, nossa sala fica em outra ala da escola. - Jeno explicou-se. Chenle assentiu.

- Nós já  vamos indo, tenham uma boa aula. - Renjun disse passando o braço em volta dos ombros de Jeno.

- Tchau hyungs. - Os garotos que me acompanhariam disseram.

- Tenham uma boa aula, tchau meninos. - Acenei para os mais velhos.

Senti meu braço ser levemente puxado até que eu estivesse minimamente afastada dos outros garotos. Não precisei olhar para saber quem era, seu cheiro amadeirado de chocolate com um toque de menta.  

- Me desculpe se te assustei S/a, eu só queria dizer o que eu não consegui dizer mais cedo... eu... S/a me desculpe por invadir seu espaço pessoal abraçando você de forma tão íntima... eu só... - Sua voz soou em um tom arrependido. Cortei sua fala o impedindo de continuar.

- Hey não precisa se desculpar, e você não invadiu meu espaço pessoal... - Sussurrei - Está tudo bem Nana. - Conclui encarando o mais alto que ao ouvir seu apelido ser pronunciado por mim sorriu. 

Antes que pudéssemos voltar para onde os garotos estavam, em um ato rápido estiquei-me minimamente, visto que o alfa era alguns centímetros mais alto, abrecei-o passando meus braços por seus largos ombros, este correspondeu passando seus semelhantes em volta da minha cintura trazendo-me para si. Relaxei os músculos deitando minha cabeça em seu peitoral fazendo com que seu pomo-de-Adão ficasse a altura dos meus olhos, enquanto sentia o nariz do mais velho passar pelos fios da minha franja. Uma sensação de familiaridaade se fez presente e foi como se esse abraço formasse uma bolha protetora que impediria qualquer mal e de repente foi se tivéssemos apenas eu o alfa no local.

- S/a? Vamos? - Ouvi a voz de alguém soar atrás de mim. Os braços que me circulavam afroxaram o abraço e a bolha protetora se desfez. Separamos o abraço. Sorri pequeno para o garoto a minha frente.

- Vamos. - Virei-me em direção a Chenle e Jisung e seguimos a trajetória que daria em nossa sala.


No cominho para a sala senti olhares nada discretos sobre mim, porém não liguei.

De repente, tive a sensação de estar sendo observada, mas não por olhares de outros alunos, sentia olhares de alguém que estava por perto. Olhei para Chenle que andava ao meu lado direito mas esse estava distraído admirando o lugar por onde passávamos. Fofo.

Discretamente, encarei Jisung que caminhava do meu lado esquerdo com alguns poucos centímetros de distância, descobrindo que quem tanto me fitava era ele.

Ele parecia hipnotizado, apenas piscava algumas vezes e me olhava de uma forma intensa, como se tentasse enxergar algo além do que se é possível ver.

Ele estava estranho.

Passei a encará-lo de volta em pergunta muda do que exatamente ele fazendo, sem prestar atenção por onde andava.

- Com licença! - Ouvi uma voz deaconhecida gritar, mas não sei muita atenção porque além de que pode não ter sido comigo as orbes castanho escuro prediam toda a minha atenção.

Após uma luta interna quebrei o contato visual com Jisung, para que pudesse olhar por onde passávamos. Mas ao que parece acordei do meu transe tarde demias, pois apenas senti o impacto de outro corpo.

E pela segunda vez em dois dias eu esbarrei em alguém. E dessa vez eu não consegui evitar a queda.

- Oh céus! Me perdoe. - A voz calma se fez presente. Era um garoto. Outro garoto.

Levantei-me arrumando meu uniforme.

- Você está bem? Perdão, eu realmente não estava prestando atenção. - O garoto perguntou preocupado, passando a encarar-me.

Levantei o meu olhar para este, o garoto tinha uma aparência jovial. 

- Me desculpe eu também não estava prestando muita atenção por onde ia... - Abaixei a cabeça. - Estou bem, você se machucou? -

- Estou bem, não se preocupe - Pronunciou enquanto conferia se não tinha adquirido alguma sujeira na farda.

- Porque você estava correndo? - A voz de Jisung soou atrás de mim.

- Ah, eu estava a procura da minha sala. Sou novo aqui e não conheço nada. - Respondeu coçandoa a parte de trás do seu pescoço.

- Não podemos te oferecer muita ajuda, já que também somos novos aqui. Mas, que sala você é? - Chenle disse gentil.

- An... sou de primeiro ano... - Olhou o papel que estava a sua mão. - Primeiro ano A. Isso. Aqui. - Estendeu a pequena folha para Chenle que pegou e sorriu.

- Você estudará conosco. - Disse sorridente. - Vamos lá, antes que a gente se atrase. - Chenle ditou e logo seguimos caminho para a sala.



POVS JISUNG ( Point Of View- Ponto de visão)


Chenle e o garoto desastrado andavam conversando um pouco a frente. Enquanto eu e S/n andávamos mais atrás.

- Você se machucou? - Perguntei a garota até agora estava calada.

- Não. - Disse baixo.

Suspirei.

Eu já havia notado que ela ficava um tanto acanhada perto de mim. Dirigia poucas palavras a mim e não mantinha muito contato visual. Isso é tão frustrante, ela chamou minha atenção e eu nem disfarcei.


Andamos mais um pouco, e logo já estávamos em frente a nossa sala. Adentramos o local.

Como éramos o primeiro ano, éramos todos alunos novos, desconhecidos aos olhos dos outros.

Seguimos para as carteiras perto da janela, sentei-me atrás de S/n, Chenle atrás de mim, e atrás de Chenle o garoto desastrado, que eu nem mesmo sabia o nome.

Fitei as pessoas desconhecidas. Tinham cheiros diferentes. A mistura desses cheiros me causavam enjoo, uns muito doce, outros muito cítricos, outros exageradamente amadairados, cheiros variados.

Direcionei meu olhar para a mesa a minha frente, onde S/n brincava com seu cabelo. Fofa.

O barulho do sinal tocando soou anunciando o início das aulas.

A primeira aula iniciou, logo o regente responsável pela primeira aula adentrou a sala.

Após apresentar-se de maneira formal, ele pediu para os alunos se apresentassem devidamente, e assim fizemos.

Seguindo a ordem das fileiras de carteiras, logo seria a vez de S/n e sucessivamente eu.


BREAK OF TIME

QUEBRA DE TEMPO


- Muito bem, sejam todos bem-vindos! Espero nos darmos bem. - Pronunciou o peofessor, ao que todos os alunos já haviam se apresentado. - Bom alunos até nossa próxima aula. Aguardem o próximo professor na sala. Sem bagunça. Tenham um bom dia. - Apanhou seus pertences, logo deixando a sala.


BREAK OF TIME 

QUEBRA DE TEMPO

(MAIS UMA VEZ)


Nosso primeiro dia de aula havia se findado.

Levantei da minha cadeira acompanhando S/a, sendo acompanhado por Chenle, e o garoto desastrado, que descobri se chamar Yangyang, e que ele é chinês, motivo pelo qual ele e Chenle se identificaram tanto.


[...]


Notas Finais


obrigado por lerem sz
me desculpem pelos erros, cap não corrigido/verificado.
me desculpem por mais um cap flopado.
e é só, bjo na bunda e bebam água sz
(talvez eu poste outro cap mais tarde *-*)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...