História Destination, África ( HIATUS) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Marco Asensio, Mateo Kovacic
Personagens Marco Asensio, Personagens Originais
Tags Futebol!, Romance
Visualizações 64
Palavras 849
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Ele é uma tentação



ARETA BUHARI

ÁFRICA- CONGO

21 DE JANEIRO, 2018.





— Acho melhor pararmos por aqui. - me afasto e o deixo na pista de dança. 


MEU DEUS

O QUE EU QUASE ACABEI DE FAZER? 


Eu quase beijei o Marco fudido Asensio

O que o álcool fez comigo?  Primeiro o desculpo e agora quase beijo ele. 

 nunca mais vou chegar perto dessa porra de novo. 


— EITA PORRA, TA PEGANDO FOGO BICHO. - Marcelo chega acompanhado do Ramos.

— Onde.- Começo a olhar pra todo lado. 

— Entre você e o Asensio ali na pista. - Eles riem. 

— Ah não, não me lembra quase da merda que eu fiz agora. - bati a mão na testa. 

— Qual é cara, até que vocês ficam fofinhos juntos. - Ramos apertou minhas bochechas fazendo um biquinho. 

— Vocês dois são muito bestas. - dou um tapa na cabeça de cada um. 

— Vamos dançar seus cuzões. -Vásquez chega acompanhado dos outros inclusive vocês sabem quem. 

Começou a tocar  Taste do Tyga 

Marcelo começou a fazer uns passos muito loucos e sem noção, estava muito engraçado, todos entraram no embalo inclusive eu.

Me segurei para não começar a dançar Twerk e ser muito imprópria, mais que se dane vou me divertir. 


— Chega ai. - disse para os meninos. — Vou ensinar vocês a dançar Twerk. 

— Twe...  O que?.- Isco perguntou. 

— Só segue os meus movimentos. - Coloquei uma mão em cada perna dando impulso para minha bunda mecher. — vai gente, só seguir o embalo. 

— É pra dançar e não me sarrar Vásquez. - isco diz e todos riem. 

Olhei pro lado e o Marcelo e o Ramos estavam no ritmo certo. 

O Kroos estava todo perdido e decidi ir ajudá-lo. 

— Assim Kroos. - peguei na cintura dele e o comecei a o levar conforme a dança. — Agora. - demos um toque com a bunda. 

— Onde você aprendeu a dançar assim. - Ramos perguntou. 

— Eu fazia dança quando era pequena. - sorri e olhei ao redor e o Marco estava me encarando e resolvi o encarar. 

Ele resolveu vim na minha direção. 

— Fecha a boca se não a baba cai. - falou no ouvido pois a música está muito alta. 

— Você é tão engraçado, já pensou em abandonar o futebol e entrar para o circo. - zombei. 

— Se você for a dona, quem sabe. - levantou os ombros. 

— Eu não te contrataria, você é péssimo. - ri. 

— Eu não diria isso. - me encarou. 

— Diria o que? - Perguntei. 

— Que eu sou péssimo. - ele se aproximou. 

— Mais você é pessi.. - Ele tomou meus lábios para ele, no começo eu não cedi, mais depois que sua língua entrou em batalha com a minha não consigui parar, estávamos em perfeita sincronia, ninguém podia acabar com ela, não agora. 

Paramos de nôs beijar e sua respiração batia na minha cara — Agora terminei o que eu começei. - me selou. 

— Eu não lembro de ter deixado você me beijar. - digo. 

— Mas também não reclamou. - sorriu e que sorriso fudido. 

— É muito legal sem ser grosso ou ignorate,tenta ser assim até ir embora,vou amar - ri o deixando ali. 

— Falei que tava pegando fogo e correu pra queimar esse cú né safada. - Marcelo diz. 

— Eu apoio viu. - Kroos diz. 

— Quem não apoia. - Isco diz. 

— Não apoia o que.? - Ruraki chegou. 

— A sua irmã ela.. - Apertei a mão do Ramos. 

— Apoiam a gente ir ver um jgo do real na final da champions league. - sorri falsamente. 

— Não precisa nem falar, sonho está no Barnabéu em plena final da champions. - Vejo os olhos de Ruraki brilhar. 

— Que custa sonhar né. - Marcelo zuou. 

— Quando eu estiver dando tchauzinho na primeira filheira você me acorda. - Ruraki diz e todos riem. — Vou pegar uma bebida, alguém quer? 

— Não, obrigado. - todos dizem.

— Essa foi por pouco. - suspirei.— vamos manter aquilo em segredo pelo amor de Deus. 

— Somos um túmulo. - rimos 

— Oi pessoal, vocês viram o Marco. - Senhor Asensio aparece com Igor. 

— Ele estava ali no bar. - Mateo diz. 

— Muito obrigado filho, se me deem licença. - diz e sai.

— Que cara são essas. - Igor diz e eu não entendo mais logo me viro e vejo Marco beijando uma loira na pista de dança.

Nem um pouco abalada, afinal não temos nada. 

E outra quem não beijaria Marco Asensio, ele é uma tentação. 

— Sinto muito gatinha. - Marcelo me abraça de lado. 

— Pelo amor de Deus eu não tenho nada com ele, deixem o garoto se divertir. - ri. 

— Se ela não está incomodada quem somos nós para estar. - Isco diz. 

— Bom eu vou beber mais um pouco, alguém vem. - Perguntei e todos negaram. 

Segui para o bar quando ouço alguém chamar. 

— Areta você pode me explicar o que está acontecendo aqui?. - viro e dou de cara com meu pai. 


Fudeu. 

















Notas Finais


Mais um capítulo para vocês, espero que gostem ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...