História Destined To You - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Tags Caius Volturi
Visualizações 135
Palavras 1.050
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ain, amores chegamos os 100 favoritos 💗💗💗 Vocês me deixaram muito feliz 💗
Obrigado de verdade 💗💗💗
Boa leitura amores 💗

Capítulo 26 - Ela morre ou vocês morrem


Fanfic / Fanfiction Destined To You - Capítulo 26 - Ela morre ou vocês morrem

P.V. Isabella Swan

 

O anoitecer havia chegado.

Andar por Volterra me faz ter recordações, como por exemplo, ter arriscado minha vida humana por Edward.

Ele me deixou sozinha naquela floresta, desprotegida, no frio e sem direção. Minha inocência não me deu a chance de perceber que tudo aquilo não era amor.

Nunca foi amor.

Porque se fosse amor ele não teria me abandonado aquele dia.

Olho para frente e vejo um casal de mãos dadas, sorrindo. O rapaz segura o guarda-chuva para a jovem moça, olhando para o guarda-chuva, finalmente percebo que está chovendo.

Esse casal que passou por mim me deu a lembrança de meu casamento, outro erro da minha vida humana.

Lembro-me da frase que disse ao meu pai.

“Só não me deixe cair pai”

Agora, mais do que nunca, eu desejei que ele tivesse me deixado cair.

Eu só preciso de um abraço de pai agora, infelizmente eu não tenho mais o calor humano, ele sentiria somente o mármore frio de minha pele.

Talvez, meu único acerto tenha sido Katherine e Nessie.

 

Ambas nasceram de um erro.

Ambas me deram poder e imortalidade.

Ambas me deram á liberdade de corrigir meus erros.

 

Escuto gritos vindos de um beco sem saída, sinceramente esses gritos doem meus tímpanos.

Quando entrei naquele beco, tive a visão de tortura psíquica sobre o humano, a responsável por isso? Jane Volturi.

Usei meu dom sobre o humano e Jane me olhou com raiva, o homem saiu correndo apavorado.

-Estraga prazeres – Se aproximou com seu manto negro – Você me fez perder minha refeição – Prensou-me na parede – Agora eu terei de devorar você.

 Quando ela proferiu suas últimas palavras, fiquei imóvel, eu apenas senti suas prezas perfurando meu pescoço e sugando com força meu veneno.

Suas mãos percorriam por meu corpo.

Seus toques me sucumbiam á luxúria.

 

P.V. Autora

Em Volterra

E foi naquele beco que duas vampiras chegaram ao ápice do prazer, talvez, quem sabe, poderia ser apenas um momento ou algo mais? Um começo ou final?

Jane ainda nua recolheu suas roupas e ás vestiu novamente, olhou para Isabella tocou-lhe o rosto marmorizado e acariciou.

-Até algum dia Isabella – Correu, desapareceu do campo de visão da vampira de olhos dourados.

Isabella sorriu, as últimas palavras de Jane foram marcantes e lhe deram á resposta que desejava.

Ela voltaria.

Algum dia, mas voltaria e Isabella iria esperar sua volta.

 

Em Volterra – Palazzo Del Priori

Em uma das torres mais altas se encontrava o quarto da futura rainha, Katherine.

A híbrida já havia se despedido de Caius e agora estava se preparando para aprender a lutar com Daemon. Estava ansiosa, contava os minutos.

Katherine gostava do poder que Daemon obtém.

Ser um Clarividente é como ver tudo com clareza, o que ele prevê é o que acontece e não se pode mudar.

Quebra de tempo

Ao ouvir o alarme de seu celular, Katherine se levantou em um pulo, teria de correr para chegar á ala norte, só faltavam cinco minutos.

Ouviu alguém bater na porta, revirou seus olhos verdes e foi ver quem era.

Daemon

Ele tocou sua mão e em segundos estavam na ala Norte. Katherine se impressionava com os poderes do loiro.

-Esses são Dementor e Auror – Apresentou os garotos á híbrida – Não tenha pena deles, eles não terão pena de você.

-Prazer, Katherine Hale – Disse seu nome e os garotos sorriram.

Após as explicações que Daemon deu, os três se posicionaram para entrar em combate, mas o Hérege tinha planos em sua mente.

-Vou ser bem claro – Chamou atenção dos três mais novos – Ela morre ou vocês dois morrem.

Os garotos encararam Katherine como se fosse a pior criatura, e a garota os encarava com medo.

Nunca lutou em sua vida e agora teria de lutar por sua vida.

-Comecem – Daemon ordenou.

Auror foi o primeiro a ir atacar a híbrida, que logo de início deu três socos na híbrida, o quarto soco foi segurado e Katherine usou sua perna esquerda para derruba-lo no chão, enquanto estava caído, Dementor se aproximou e quando foi chuta-la, a hibrida deu um mortal para trás antes de ser atingida.

Ela usou sua pouca velocidade sobrenatural e agarrou Dementor pelo pescoço e o jogou no chão, uma rachadura da morte se fez presente, ela sabia que era a hora de mata-lo, arrancou sua cabeça.

E ela o matou.

-Sua maldita – Auror gritou.

Ele puxou os cabelos de Katherine, desferiu sete socos em seu rosto e a rachadura da morte se fez presente no rosto da híbrida.

-Você vai morrer – Disse em tom psicótico.

-N...Nunca – Respondeu com dificuldade.

Ela chutou em sua região mais sensível, e isso deu fragilidade ao moreno, seu olhar foi ao encontro de um isqueiro, ela correu para pega-lo, infelizmente foi derrubada no chão, Auror.

Ela entrou em sua mente e o desconcentrou, correu para pegar o isqueiro novamente.

Ela matou seu segundo adversário, e recebeu diversas palmas de Daemon, ele sorria como uma criança.

-Está pronta agora – Disse se aproximando da híbrida.

-Pronta para que? – Perguntou tentando manter-se de pé.

-Ir á missões – Arqueou a sobrancelha – Você é forte – Tocou a mão da híbrida.

E em segundos, estavam no quarto de Katherine novamente, despediram-se e Daemon desapareceu.

 

P.V. Katherine Hale

 

Olho-me no espelho e vejo meu estado deplorável, preciso de um banho urgentemente, meu olhar vai até a porta e Caius está lá, me olhando com sobrancelha arqueada.

-Você poderia ter morrido – Disse vendo o sangue escorrer pelo machucado em meu rosto.

-Mas eu estou de pé ainda – Digo e ele sorri – Preciso de um banho agora – Vou em direção ao banheiro e vejo a banheira pronta para me receber.

-Eu preparei tudo – Sua voz rouca me arrepiou – A senhorita Hale está pensando coisas indecentes? – Maldito.

-Talvez – Digo e então me dou conta do que falei e sinto meu rosto ruborizar.

-Interessante – Ele percorre suas mãos pelas minhas costas e ás desce até minha bunda, apertando a mesma, me vira de frente e faz uma trilha de beijos, começando pelos meus lábios, finalizando em meu pescoço – Boa noite amor – Se retira me deixando sem reação.

Cretino

Me despi e entrei na banheira, sinto meu corpo relaxar e então noto a presença de Caius me olhando.

-Mudei de idéia – Ele se retira suas roupas ficando seminu.

 

E então, continua?


Notas Finais


Ain, amores chegamos os 100 favoritos 💗💗💗 Vocês me deixaram muito feliz 💗
Obrigado de verdade 💗💗💗
Obrigado por ler 💗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...