1. Spirit Fanfics >
  2. Destined To You (Imagine Kim Taehyung - BTS) >
  3. Sem saída

História Destined To You (Imagine Kim Taehyung - BTS) - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


hey hey, cá estou! 🌸
voltei pessoal, tô tendo ead e fazendo de tudo pra conseguir dividir minha rotina de estudo.

consegui um tempinho e agora estou aqui com capítulo novinho pra vocês, em compensação a demora, trouxe um capítulo beeeem longo pra vocês aproveitarem!

sem enrolação, tenham uma boa leitura. 💜

Capítulo 8 - Sem saída


Capítulo 8 — Chapter Eight. 

No outro dia, 8:00 da manhã. 

18°C

Na noite passada o jantar se estendeu por um longo tempo, Joseph nos contou grandes histórias e nos fez rir contando sobre suas aventuras com meu pai, hoje Lauren irá participar de uma reunião na companhia do Ministro e de Joseph, eles fechariam acordos e trabalhariam juntos em algumas questões, ele agora trabalharia com a filha de seu melhor amigo, Lauren carregava um grande legado em suas costas, ela fazia questão de honrar isso. 

— Princesa? — Jin me despertou de meus pensamentos, estávamos a caminho do salão, eu teria aula de equitação hoje, a competição estava chegando e eu devia estar preparada para competir com os príncipes de outros reinos, essa competição era voltada apenas para membros da nobreza, eu deveria estar pronta para representar Arcádia, da mesma maneira que os príncipes e princesas deveriam estar preparados para representar o nome de seus reinos.

— Uh? — O olhei reprimindo os lábios.

— Você ouviu o que eu lhe disse? — Arqueou as sobrancelhas. 

— Ah... — Cocei a nuca rindo soprado. — Não? 

— Eu estava dizendo que não poderei lhe acompanhar para a aula de hoje. 

— De novo? — Perguntei distraída enquanto descia as escadas. 

— Bom, eu preciso resolver algumas coisas, mas os outros seguranças lhe acompanharão para lhe manter segura por lá. — Explicou assim que chegamos em meio ao salão. — Na próxima semana eu voltarei a lhe acompanhar normalmente, só estou ocupado demais ultimamente. 

— Caso não seja um problema, eu poderia acompanhar a princesa. — Ouvi uma voz atrás de mim, me virando e me deparando com Jimin, ele sorriu para mim assim que eu o encarei. 

— Ah... — Olhei para Jin meio desconcertada, mas torcendo para ele recusar a oferta e me deixar apenas com os seguranças. 

— Uh, seria ótimo! — Seokjin exclamou me fazendo respirar fundo.

— Não se preocupe quanto a princesa, Park Jimin. — Outra voz ecoou, dessa vez era Taehyung, que se aproximou com uma expressão séria. — Eu prometi fazer outra visita a escola de equitação e como não tenho nenhum compromisso, eu posso acompanhar a princesa. — Ele me encarou, com seu sorriso de lado que por algum motivo, me fazia tremer. — E Joseph gostaria que você o acompanhasse para a reunião de agora. — Encarou o príncipe a nossa frente fechando a cara em questão de segundos.

— Certo... — Jimin ditou, encarando Kim seriamente, logo se virando para mim e sorrindo. — Nos vemos depois, alteza. — Fez reverência, se retirando em seguida.

— Então, é melhor vocês irem logo, a princesa já está atrasada. — Seokjin falou e nós assentimos, ele nos acompanhou até a frente do palácio, se despedindo assim que o carro estacionou ali na frente. 

Eu e Kim entramos no carro, seus seguranças nos seguiam no carro detrás, assim como da última vez. Alguns segundos na estrada e Taehyung sequer puxou algum assunto, ele parecia sério, e pensativo ao mesmo tempo, vez ou outra eu o olhava de relance, vendo-o distraído com a paisagem da janela. A janelinha que revelava os bancos da frente estava fechada, fazendo com que eu e Kim ficássemos apenas na presença um do outro, já que o motorista estava concentrado do outro lado. 

— Tudo bem com você? — Perguntei depois de um tempo, tendo o olhar do rei voltado para mim. 

— Sim, e com você? — Eu apenas assenti, ele me encarou por uns segundos. — Percebi que você estava incomodada na presença do príncipe, desde o momento que ele chegou até agora... — Comentou, sem tirar os olhos de mim. 

— Ah.... Foi impressão sua. — Fingi sorrindo levemente, ele arqueou uma das sobrancelhas me encarando debochadamente, me fazendo rir. 

— Você não sabe mentir, alteza. — Murmurou, voltando a olhar para a janela. — Ele é mais uma de suas paixões roubadas por Katherine? 

— Não... — Sussurrei olhando para baixo. — Park é um amigo de infância. 

— E por que ele parece incomodar tanto você? 

— É uma longa história... — Olhei para ele. 

— E eu não tenho nada para fazer agora, além de ouvir você contando. — Sorriu voltando a me encarar, eu ri baixo e pensei se era uma boa ideia, ou se estaria falando demais sobre coisas que sequer lhe importavam. — Pode contar, finja que sou um amigo seu. 

E eu contei, sim, o meu eu tagarelo falou mais alto, e quando vi, já estava terminando de contar toda a história para Kim. 

— Então, ele ignorou o fato de você estar apaixonada por ele? — Perguntou enquanto descíamos do carro e nos direcionávamos para a entrada da escola. 

— Ele não foi muito diferente de outros garotos que eu me apaixonei. — Murmurei meio cabisbaixa, passando pela entrada e sendo seguida pelo mais velho. 

— Eles eram idiotas... — Ouvi Kim sussurrar, me fazendo rir por um instante. 

— Mas isso é passado, éramos apenas duas crianças. — Cocei a nuca. 

— E você acha que ele mudou agora? — Taehyung perguntou rindo irônico. 

— Mas por que não teria mudado? — Arqueei as sobrancelhas confusa. 

— Park Jimin não é tão diferente de outros príncipes, na verdade, ele é o pior de todos. — Falou enquanto se afastava de mim, caminhando até as arquibancadas para se sentar. — Pensei que seu macbook fosse para te deixar mais atualizada. 

— Como você sabe que eu tenho um macbook? — Perguntei confusa, já que eu o escondia da maioria das pessoas, o único que sabia da existência daquele aparelho era Seokjin.

— Acabei de descobrir. — Ele respondeu, sorrindo maliciosamente para mim, só então percebi que aquilo foi um de seus truques, eu não era a única princesa a ter um desses aparelhos, talvez por isso ele citou, apenas para saber sobre mim. 

Eu apenas revirei os olhos e ri soprado, caminhando para longe dali. Namjoon estava mais sério hoje, concentrado devido a aproximação do grande dia, ele ditou várias coisas antes de eu iniciar meu treino, Spartacus seria treinado para saltos mais altos hoje, admito que senti certo receio, mas ele foi perfeito em todos os saltos, vez ou outra relinchava e recuava, mas tudo isso seria arrumado com o tempo. A tranquilidade vinha à medida que meu cavalo perdia o medo. 

— Vinte minutos de pausa. — Namjoon ditou enquanto caminhava para a recepção, dessa vez não sai de cima de meu alazão, ele estava energético e com certeza não queria dar uma pausa. 

— Eu acho que já lhe disse que essa não é a postura de um rei. — Falei me aproximando de Taehyung junto de Spartacus. 

— Sim, você já disse. — Kim falou sorrindo levemente, saindo da arquibancada e vindo até nós, passando a mão na clina de Spartacus. — Seu cavalo é dócil demais. — Falou rindo baixo, já que o animal aproveitava do carinho do rei.

— Ele não costuma ser tão amigável, até demorou algum tempo para eu conquistar a confiança dele. — Disse estranhando a calmaria do animal. 

— Já posso me nomear um encantador de animais? — Perguntou convencido, me fazendo rir. 

— Não, ele se tornou dócil por passar tanto tempo comigo. — Brinquei. 

— Então, se eu passar muito tempo com você, irei deixar de ser tão sério? — Perguntou me olhando com um sorriso no rosto. 

— Você já deixou de ser a muito tempo. — Murmurei pensativa por uns instantes.  

— Só sou assim perto de você, alteza. — Falou sorrindo levemente, voltando a atenção para Spartacus. — Não consigo usar minha outra personalidade com você. 

Eu o fitei por uns instantes, pensando se aquilo realmente era verdade, e o porquê de todo meu efeito sobre ele. Ainda não sabia identificar quando Kim estava mentindo e quando estava falando a verdade, mas a simplicidade em ditar aquilo não me pareceu falsa. 

— Taehyung... — O chamei.

— Sim? — Ele se afastou de Spartacus e caminhou até meu lado, parando ali e olhando para cima, admirando todo meu rosto, esperando que eu continuasse. 

— Você não acha melhor esquecermos o que aconteceu ontem de manhã? — Perguntei receosa. — Isso parece tão errado... — Murmurei. Ele me encarou por mais algum tempo, rindo soprado enquanto balançava a cabeça, voltando a me olhar em seguida. 

— Você conseguiria esquecer? — Perguntou num tom sério, sem tirar seu sorriso de lado. Eu sabia que a resposta era não, e ele também, apenas pelo meu silêncio. — É, foi o que imaginei. — Mordeu os lábios. — Eu também não conseguiria. 

— Mas deveríamos tentar. — Engoli seco, olhando para baixo e voltando a encara-lo. — É perigoso...

— Eu adoro a adrenalina do perigo, você não? — Pendeu a cabeça para o lado, eu não soube o responder, apenas respirei fundo, tentando entender no que eu estava me metendo. — Princesa, nem que eu tente, meu interesse por você continuaria o mesmo, eu sinto vontade de toca-la sempre que lhe vejo, e posso ver em seus olhos que você sente o mesmo. — Sorriu, me dando as costas e caminhando de volta para onde estava sentado. 

Eu suspirei, estava perdida, só então percebi que minha respiração estava descompassada devido a sua aproximação, o que esse homem está fazendo comigo? Eu não tinha a menor ideia. 

— Eu estava esperando você negar tudo que eu acabei de dizer, ou tentar se defender.... Mas o seu silêncio fala mais por você... — Olhei novamente para ele, vendo-o me encarar com um sorriso de lado, lambendo seus lábios provocantemente. Por que diabos eu me arrepiava com isso? O que há de errado com você garota? São tantas perguntas... 

Eu engoli seco, desviando meu olhar do seu e segurando as rédeas do cavalo, nos tirando dali e voltando para o meio do campo. 

[...] 

Horas depois, 20°C

Já havíamos voltado para o palácio a algumas horas, no caminho de volta poucas palavras foram trocadas, Kim estava pensativo e sério durante todo o caminho, talvez pensando na conversa de mais cedo. Eu também não puxei tanto assunto, estava confusa e não queria manter contato naquele momento. 

O almoço foi solitário, Lauren não estava presente, Taehyung mal havia chegado e já havia saído para seus compromissos, e eu estava sozinha, sem tantas tarefas. 

— Lauren nem pode imaginar uma coisa dessas. — Olivia disse nervosamente. 

— Eu só estou varrendo o que eu sujei, qual o problema? — Perguntei terminando de varrer o pote de vidro que eu havia derrubado, péssima hora em que decidi comer biscoitos escondida na cozinha. 

— Pensei que você havia se machucado, princesa. — Anika falou sentada no balcão, Olivia abanava ela com um leque já que a mesma estava nervosa, eu apenas ria da cara delas. 

— O barulho foi alto, pensei que a estante havia caído sobre ela. — Amy falou rindo junto de mim. 

— Foi o pote, eu só queria uma sobremesa... — Murmurei fazendo bico. 

— Faz tempo que você não vem conversar com a gente, nem as novidades conta mais. — Olivia falou sorrindo levemente. 

— Eu estava meio ocupada, me perdoem. — Falei me sentando junto delas. — O que vocês fizeram nesse meio tempo? 

— Uh, Amy está namorando agora! — Anika falou empolgada, me fazendo rir, Amy apenas sorriu, parecendo envergonhada. 

— Com quem? — Perguntei curiosa. 

— Com o Thomás, óbvio, ela estava apaixonada por ele. — Anika parecia mais animada que a própria Amy, mas ela sempre foi empolgada e alegre demais.

— Que sorte, você está namorando com alguém que você ama. — Murmurei pensativa, sorrindo levemente. 

— Por que essa cara? Você também vai ter essa sorte! — Olivia falou apertando minha bochecha. 

— Não falo por mim, mas por Lauren. — Todas elas se encararam, como se soubessem de alguma coisa. — O que estão escondendo? — Perguntei rindo em seguida. 

— Ah, nada, tá frio né? Alguém acende a lareira! — Amy falou rapidamente, elas começaram a se movimentar e cada uma se distraiu com algo. 

— Vocês não vão mesmo me falar nada? — Fiz bico. 

— Se você não fosse tão distraída, já saberia mais que nós. — Anika falou rindo de mim. 

— E o que vocês perceberam que eu não percebi? — Arqueei as sobrancelhas. 

— Onde está o Akira? — Amy perguntou do nada, parecendo trocar de assunto propositalmente. 

— Com a rainha, óbvio, ele está super atarefado. — Olivia falou, elas estavam me ignorando. 

— Vocês são más! — Exclamei fingindo estar zangada. 

— Vai descansar, princesa, eu sei que você adora um cochilo depois do almoço. — Amy falou e eu suspirei, me rendendo ao fato de que elas não me contariam sobre suas fofocas. 

— Ok, mas eu lembrarei disso viu? — Falei e elas apenas riram, eu ri soprado, saindo dali em seguida, subir todas aquelas escadas até o andar de cima era cansativo, já que a cozinha parecia ser o mais longe possível da área do palácio. 

Caminhei por uns minutos até finalmente chegar em meu quarto, me jogando na cama e suspirando entediada, eu não tinha simplesmente nada para fazer, mas acabei por lembrar que queria fazer uma coisa. A conversa com Kim relacionada a Park Jimin entrou em minha cabeça e permaneceu por algumas horas, o que ele quis dizer com o fato do príncipe ser o pior de todos? Bom.... Eu descobriria agora. 

Bastava uma única pesquisa por seu nome, Park era nomeado como um príncipe rebelde, affairs com famosas, eventos secretos, tudo que um membro da realeza deve evitar. Taehyung parecia certo quanto a Jimin, ele não era um príncipe inocente, mas mostrava claramente o quanto adorava holofotes.

— Acho que alguém ficou preso à mente de quinze anos... — Murmurei, respirando fundo e desligando meu notebook. Ele não mudou em nada, sou só uma idiota para acreditar em alguma mudança dele... 

Mas eu não estava tão interessada em pensar em Park Jimin, mas sim, em Taehyung. Aquele diálogo não saía de minha cabeça, aqueles olhares principalmente, ele estava convicto a me provocar, e eu não sei o que achar disso, eu poderia muito bem denunciar suas provocações a minha irmã ou até mesmo a Jin, mas eu não queria. Sequer me imaginava o fazendo... 

[...] 

Horas depois, 9:10 da noite. 

Eu acabei cochilando por um tempo, ou horas, ou pela tarde toda, nem mesmo sei, só acordei quando Jin bateu em minha porta, me despertando de meu sono pesado. Seokjin ditou várias coisas que eu teria que fazer amanhã, mas eu estava inerte demais para prestar atenção em qualquer coisa que ele dizia, assim que o mais velho se retirou de meu quarto, eu arrumei minha cama e fui tomar um banho para me preparar para o jantar, já que eu havia dormido mais do que imaginei, acordando em cima da hora. Depois de banhada e vestida devidamente, caminhei pelos corredores em busca de paz e silêncio, mas assim que cheguei à sala de jantar, percebi que isso seria impossível com a presença de Jimin e Katherine, apenas eles estavam ali, e agora eu esperava por minha irmã e os outros enquanto ouvia os assuntos dos outros dois. 

— E você, __________? — Kath me despertou de meus devaneios, tomando minha atenção para si, ela e Jimin estavam sentados um ao lado do outro, bem em minha frente. 

— Hm? — Indaguei os observando confusa, coçando a nuca. 

— Com quais famosos você já teve algum relacionamento? — Ela perguntou sorrindo debochadamente, ela sabia minha resposta, mas fez tal pergunta apenas para me constranger, Katherine adorava isso. 

— Ela não precisa lhe responder isso, Katherine. — Ouvi a voz de Kim ecoar pela sala, o olhei rapidamente, notando seu olhar sério sobre a duquesa. Ele estava acompanhado de Lauren e Joseph, ambos se sentaram à mesa e dessa vez, Taehyung sentou bem ao meu lado. 

— Tudo bem por aqui? — Lauren perguntou seriamente, encarando nossa prima e eu.

— Sim, tudo bem. — Respondi, sorrindo para ela, Lauren fez o mesmo, voltando a conversar com Joseph. Respirei fundo, aliviada por não ter que responder Katherine em frente a Jimin, não que os pensamentos dele me importassem, mas não queria me sentir inferior aos dois. — Obrigada... — Sussurrei para Taehyung, o qual me olhou e sorriu. 

— Não precisa agradecer, alteza. — Sussurrou de volta, o jantar estava sendo servido, portanto, não mantemos tanto diálogo, para não chamar a atenção dos outros para nós.

Alguns minutos depois, todos já haviam acabado, eles apenas conversavam sobre assuntos reais, sobre o novo acordo e benefícios. Eu apenas refletia, como sempre fazia após cada refeição, não conseguia me concentrar nos assuntos já que minha mente estava longe, totalmente voltada a hoje mais cedo. 

— Não é, ________? — Lauren, que estava sentada a minha frente, me encarava curiosa, e ao perceber que eu estava no mundo da lua, acabou rindo junto de Joseph. — Deixe pra lá... — Voltou a conversar. Respirei fundo e me encostei no encosto da cadeira, me distraindo com um dos talheres da mesa, sem me preocupar com minha postura.

— No que você tanto pensa? — Taehyung perguntou, baixo o suficiente para que apenas eu ouvisse, eu o olhei de canto, vendo que ele fazia o mesmo. Maldito... Ele sabe muito bem no que tanto penso. 

Eu apenas o ignorei, voltando a olhar para frente. Katherine e Jimin conversavam entre si, rindo animadamente um com o outro, parecendo até ter uma boa relação a bastante tempo, nada havia mudado, pelo menos não para eles. 

— Eu lhe fiz uma pergunta, __________... — Taehyung falou mais uma vez, no mesmo tom de voz anterior, eu o encarei novamente, percebendo que seu olhar ainda estava sobre mim. Todos estavam distraídos demais para perceber o clima suspeito entre nós dois. 

— Eu preciso mesmo lhe responder? — Perguntei num tom que apenas ele ouvisse. Kim deu um sorriso ladino, tão chamativo e sedutor que me arrepiava da cabeça aos pés. 

— Acho que sei exatamente o que está pensando... — Senti sua mão encostar na minha, que estava pousada sobre minha perna. Olhei para frente vendo que todos continuavam distraídos em suas conversas, em seguida olhando para nossas mãos juntas, ele entrelaçou nossos dedos e eu engoli seco. 

Meu coração acelerou e eu tentava controlar minhas pernas que insistiam em tremer, o que está acontecendo? Ele apenas pegou em minha mão e todo o meu corpo reagiu ao seu simples toque. Senti minhas bochechas esquentarem e decidi que eu deveria sair daqui, antes que ele percebesse que eu estava quase cedendo. 

— Princesa, você está tão calada, parece cansada. — Joseph comentou de repente. 

— A-Ah, sim... Os treinos estão sendo pesados, aliás, acho que já irei me deitar. — Soltei a mão de Taehyung disfarçadamente, enquanto me colocava de pé. 

— Estou ansioso para vê-la representando Arcádia no campeonato de equitação. — Falou com certa empolgação. 

— Será uma honra ter sua presença, majestade. — Sorri, fazendo reverência e me preparando para sair dali, conseguia sentir o olhar de Taehyung me acompanhando a cada passo, me deixando mais nervosa ainda.

 — Tenha uma boa noite, ________. — Ouvi a voz de Jimin ecoar antes que eu saísse da sala de jantar. 

— Boa noite! — Falei me virando levemente e sorrindo fraco, logo depois caminhando para longe dali. 

Passei pelo salão respirando fundo, por pouco não descobriram o porquê de eu estar tão nervosa, meu coração estava a mil e minha mente mais louca ainda, acabei percebendo que a cada toque de Kim Taehyung meu corpo reagia mais, e de formas diferentes.  

Eu saí de lá muito de repente e tinha a impressão de que ele estava me seguindo, conclui isso ao ouvir passos pesados na escada, aqueles passos não eram de SeokJin, então, era ele. Claro que ele queria terminar o que começou ontem de manhã, e só de imaginar, eu sentia meu coração acelerar cada vez mais.

Caminhei na velocidade da luz até a biblioteca, já que era o cômodo mais próximo de mim. Entrei ali apressada vendo apenas a luz da lua clareando o ambiente, que aliás, estava bem claro, tentei fechar a porta atrás de mim com a maior cautela possível, me virando rapidamente e me metendo nos corredores de livros.

Respirei fundo, a biblioteca do palácio era um ótimo lugar para se esconder, os corredores de estantes com livros, era com certeza o cômodo mais grande após o salão. Cheguei no fim de um dos corredores, me encostando na mesa que havia ali e conferindo até cem, isso me ajudava a ficar tranquila. 

Olhei para a grande janela a minha frente, que dava visão a todo o jardim, a luz da lua ultrapassava as janelas, fazendo com que o cômodo ficasse claro o tempo todo.

Eu poderia ficar ali por mais tempo, e só sair quando estivesse mais aliviada, mas ele mexeu comigo de uma forma tão profunda, que eu me sentia estranha, era como se meu corpo fervesse, eu jamais senti isso antes, então, não conseguia explicar com palavras o que eu sentia neste momento, mas estava claro que eu estava começando a deseja-lo, talvez eu estivesse tão nervosa pela ficha que estava começando a cair. 

As contagens até cem estavam quase funcionando, e funcionariam, se a porta não tivesse sido aberta de repente, sendo fechada vagarosamente em seguida.

— Eu sei que você está aqui, princesa... — Ouvi sua voz ecoar pelo cômodo, respirei fundo, me escondendo atrás de uma estante. — Quer brincar de esconde-esconde? — Riu. — Eu sei fazer isso muito bem... — Parou de falar, deixando o silêncio dominar, mas eu ainda conseguia ouvir seus passos. 

Caminhei calmamente para a frente, tentando não fazer barulho, me mantendo o mais escondida possível, ele não conseguiria me encontrar. De repente seus passos ficaram silenciosos também, e eu não ouvia mais nada, olhei para os lados, me vendo apenas em meio ao corredor de livros, cocei a nuca, meio confusa. Talvez eu esteja ficando louca... 

— Achei você.


Notas Finais


hmmmmm, parece que ficamos sem saída.... Será que o primeiro beijo vai finalmente acontecer? Nossa personagem principal claramente não consegue esconder suas emoções, mais uma característica pra lista.

E agora? O que vocês acham que vai acontecer com esses dois?
Nos vemos nos próximos capítulos, obrigada novamente por todo o carinho e apoio!
Espero que tenham gostado do capítulo de hoje.
Meu perfil ღ: @mayaszz 🌻
Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...