1. Spirit Fanfics >
  2. Destino - Got7 >
  3. Capítulo 4

História Destino - Got7 - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Ola meus quarentenados, como vocês estão? Espero que bem.
Já vou avisando logo que tá sendo um sacrifício danado escrever esses capítulos e postar tudo bonitinho no dia certo, cês não tem noção kkk mas é preciso né.

Capítulo 4 - Capítulo 4


 

Capítulo 4 


 

Já haviam se passado algumas semanas depois do dia da mudança de YoungJae, ele já havia se instalado no apartamento depois de três dias. Começou a sentir uma aproximação estranha entre ele e JaeBeom, que agora se vêem com muita frequência, pararam essa tal implicância sem motivo aparente e talvez dado lugar ao começo de uma boa convivência.

 No primeiro dia do novo ambiente, JaeBeom que havia dito a sua avó sobre YoungJae, foi obrigado pela mesma a convidá-lo para jantar em sua casa, ela dizia que seria um presente de boas vindas para o garoto que JaeBeom não parava de falar um segundo sequer. De início ele não aprovou a ideia, sua avó era uma desbocada e acabaria dizendo o que não deveria e acabar ferrando com toda a sua vida para YoungJae, mas houve tanta insistência da parte da mais velha que nem quer teve tempo de protestado.

 

_ Já falar com seu amigo, diga que esperamos ele aqui no fim da tarde - ela empurrava o neto para porta que seguia por muito contra gosto.

_ Tem certeza disso vó? Ele é só um garoto chato da minha escola que, por muita coincidência, veio morar aqui. Não preciso disso tudo.

_ Sei que não precisa, mas eu quero - contradiz. - Nós sempre fizemos isso, lembra quando a Yeji e a mão dela viram morar aqui e fizemos um jantarzinho.

_ Vó, a tia Hwang é sua filha e a Yeji sua neta, claro que a gente ia fazer um jantar - disse tedioso.

_ JaeBeom para de ser implicante e vai chamar o YoungJae - empurrou o garoto de vez para fora do apartamento e fechou a porta antes que pudesse dizer mais alguma coisa.

 

 E o garoto bufou e esperneou pelo corredor todo até o elevador, de repente um mau humor havia tomado conta da sua áurea até dois metros de distância.

 Chegou a porta e tocou a campainha algumas vezes, logo ouvindo os passos de dentro do cômodo.

 

_ Oi! - YoungJae cumprimentou sorridente e outro.

 

 JaeBeom encarou os olhinhos brilhosos e as bochechas saltadas de YoungJae, e sentiu o gelo do seu coração quebrar um pouquinho por aquela visão tão delicada e fofa, mas só um pouquinho.

 

_ Oi... YoungJae - ele disse um pouco sem jeito. - Preciso falar com você.

_ Vem. Entra - pediu abrindo mais espaço e o recebendo. - Eu estava limpando algumas coisas por aqui, eu nunca imaginei que tudo ficava empoeirado tão rápido.

 

 Sorria entre as palavras e lá se foi mais um pouquinho de gelo do coração de JaeBeom.

 Tentou parar de prestar atenção em tudo que o mais novo fazia e focar no que viera fazer de verdade.

 

_ O quê aconteceu? - YoungJae perguntou.

_ Nada de mais, é que a minha avó pediu para convidar você para um jantar lá em casa - começou. - Como um jantar de boas vindas.

_ Uau sério? - assentiu. - E muito legal parte dela, mas eu não posso aceitar.

_ YoungJae você não conhece a minha avó, ela é implicante e provavelmente subiria aqui para falar com você pessoalmente - riu.

_ Tudo bem - sorriu. - Diga a ela que eu apareço, qual dia?

_ Hoje, mais tarde.

_ Okay, obrigado pelo convite.

 

 JaeBeom maneou a cabeça assentindo e seguiu para a porta novamente.

 

_ A gente se vê mais tarde então - disse por fim saindo.

 

 Já no corredor o garoto se condenava eternamente, ele poderia muito bem aceitar as desculpas de YoungJae de não querer ou poder ir, mas não, algo dentro dele dizia que deveria insistir, queria poder desfrutar da presença do mais novo. Não que isso significasse algo, não mesmo.

 Mais tarde naquele dia YoungJae chegou a casa de JaeBeom e se encantou com o ambiente, era caloroso pela pela mais velha, bonito e aconchegante. Não demorou muito para se dar bem com a mulher e puxarem uma conversa que durou por horas, enquanto JaeBeom se emburrada por ter sido deixado de lado apenas ouvindo os dois rirem como se conhecessem a anos. A Lim não perdeu a oportunidade de queimar um pouquinho o filme do neto, mostrou fotinhas antigas guardadas, contar histórias constrangedoras e como o garoto era encantador.

 No final do encontro eles se despediram já marcando um outro, alegres por terem se dado tão bem. Mas por outro lado JaeBeom se arrependia de não ter ficado em casa quando pediu que o convidasse.

 

_ JaeBeom leva seu amigo até em casa - ela pediu.

_ Ele mora no andar de cima, não no outro lada da cidade - respondeu.

_ Tudo bem Noona, ele tem razão - riu.

 

 A mais velha não quis contestar, mas JaeBeom disse logo:

 

_ Okay, eu levo ele - respondeu por impulso e seguiram para porta.

_ Ótimo, até mais YoungJae, estou te esperando para a próxima visita.

_ Tchau Noona - disse por fim e saíram do apartamento.

 

 Subiram o elevador em silêncio e estavam de frente a porta quando YoungJae resolveu dizer:

 

_ Eu não sabia que você gostava de BDance - comentou. - Eu vi alguns retratos seus pela casa e algumas medalhas.

_ Ah sim - riu. - ela gosta de ficar expondo essas coisas.

_ A sua avó é uma graça.

_ Ela é sim, muito engraçada - revirou os olhos e riram.

_ Bem, eu preciso entrar - disse buscando as chaves no bolso. - Obrigado pela noite, foi muito legal.

_ Não precisa me agradecer.

_ Claro que preciso a casa também é sua - riu. - Enfim, boa noite.

 

 JaeBeom sentiu muito rápido os braços do mais novo envolverem seu pescoço num abraço apertado. Sentiu como se o tempo estivesse parado e seu mundo era apenas aquele instante, sentiu o cheirinho de YoungJae e como se corpo era quente macio.

 Mas não durou mais que poucos segundos. YoungJae soltou uma risadinha e abriu a porta.

 

_ Boa noite - JaeBeom respondeu num sopro de voz, e a porta se fechou.

 

 No fim daquele dia ele sentiu seu coração quentinho, e todo aquele gelo derretido.

 

 Depois daquele diz os dois passaram a rir para escola juntos, voltar juntos, conversar e se conhecerem.


 

***

 

 

 Era uma manhã de sexta feira, quando todos os quatro garotos se encontravam no pátio da escola, as aulas estavam no intervalo e conversavam entre si sobre alguns planos para o final de semana.

 

_ O que vocês vão fazer amanhã e depois? - YoungJae perguntou.

_ Eu vou ficar em casa - JaeBeom e JackSon disseram.

_ E eu pretendo estudar um pouco, porque? - Mark quis saber.

_ Não sei, a gente pedia sair, nós quatro. - sugeriu. - Ir no shopping...

_ Por mim não tem problema - disse o mais velho entre os quatro. - E nem para o Jae, não é JaeBeom.

 

 Mark virou o rosto para encarar o amigo que o olhou surpreso, mas ele o olhou como se pedisse para apenas concordar consigo.

 

_ É... sim, por mim tudo bem, também - respondeu sem muito interesse.

_ E você, Jack? - YoungJae cutucou o amigo.

_ Se vocês todos vão... - sorriu.

_ Ótimo, no final da aula a gente resolve bonitinho.

 

 E como foi sugerido eles se encontraram novamente na saída da escola do final das aulas, mas acabaram não decidindo nada e deixando para o momento.

 JaeBeom, Mark e YoungJae seguiram juntos pela rua já que agora suas casas eram para a mesma direção, enquanto JackSon seguia pelo lado oposto.

 

_ Você poderia ficar comigo até o horário de sairmos né? -  YoungJae sugeriu ao mais velho enquanto subiam ao elevador.

 

 Mark já havia ficado em casa.

 

_ Por que não pedi de uma vez para que eu passe a tarde com você? - provocou.

_ Não quis dizer isso, você quem se acha muito - rebateu.

 

 Eles riram pois nem se quer se davam conta que estavam discutindo, cada vez um motivo mais fútil que o outro. Porém, era o jeitinho deles de se entenderem.

 

_ Você não me respondeu - YoungJae o encarou.

_ Eu não posso, tenho que pegar minhas roupas e me trocar quando formos sair.

_ Não sei se você sabe, mas no meu apartamento também tem um banheiro, e funciona muito bem - riu.

_ Engraçadinho você né? - semi cerrou os olhos balançando a cabeça indignado, enquanto o outro ria.

_ Por favor hyung, eu não gosto de ficar sozinho - segurou a barra da sua blusa a balançando para os lados num ato infantil. - E a sua companhia é ótima.

_ Tudo bem, eu fingo que acredito. - revirou os olhos. - Só vou passar em casa para pegar um troca de roupa e avisar a Dona Lim.

 

 Avisou quanto o elevador parou em seu andar e  encarava YoungJae.

 

_ Tudo bem, não demore.

_ Pode deixar, pequeno.


 

 JaeBeom havia descoberto que YoungJae odiava que falassem sobre o seu tamanho, mesmo que seja um tamanho considerado normal para a sua idade ele preferia ser um pouquinho alto como JaeBeom. E ele adorava ver aquele rostinho bravo e um biquinho muito fofo nos lábios dele pela falsa raiva depois que adotou aquele apelidinho.

 A verdade era que YoungJae não se importava de verdade, fingia ficar bravo para que assim JaeBeom continuasse implicando consigo, gostava daquela atenção estranho que seu hyung lhe dava, e, sobretudo, aquele apelido era fofo e ouvir dos lábios do Lim era ainda mais previlegioso.


 

***


 

_ Mãe? - Mark chegou ao quarto da mulher assim que chegou da escola já que não havia a encontrado em nenhum outro lugar da casa. - Pensei que estivesse no trabalho.

_ Eu vou sair daqui a pouco, como foi no colégio? - a mais velha que estava concentrada em algo sobre a escrivaninha largou o que fazia e deu sua atenção ao filho sobre sua cama.

_ Foi legal...

_ Falou com o JackSon?

_ Falei sim - riu. - E tem outra coisa.

_ O quê?

_ A gente combinou de sair hoje.

_ Uau, já vão ter um encontro? As coisas estão indo rápido mesmo.

_ NÃO! - se interrompeu. - Não nós dois, só nós dois. Vamos sair em grupo, eu ele o JaeBeom e o YoungJae.

 

 Ela acabou indo do nervosismo do filho.

 

_ Na verdade eu ainda preciso saber se a senhora vai me deixar ir né? - a olhou com olhinhos inocentes para convencê-la.

_ Por mim tudo bem, contanto que você o traga aqui algum dia para que eu possa conhecer - riu.

 


Notas Finais


Esses 2jae, aí ai kkk
Espero que tenham gostado, tô me esforçando pra trazer um conteúdo legal pra vocês se distraírem um pouco :)
Não esqueçam de lavar aos mãos bonitinho, tomar banho por que ninguém aqui é o JunYoung kkk e ficar em casa, tá ok? Ficar em casa.

Beijinhos e até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...