História Destino - Imagine Stray Kids (Hyunjin) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Stray Kids
Personagens Bang Chan, Han Ji-sung, Hwang Hyun-jin, Personagens Originais
Tags Drama, Romance, Stray Kids
Visualizações 1.276
Palavras 1.599
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meu povo lindo, como estão?

Hoje eu vim com um capítulo longo e com um flashback grande dessa vez.

Mas antes de lerem, um pequeno aviso!
No flashback (S/N) tem 8 anos e Jisung/Chan tem entre 10 e 11 anos, só para não haver confusão com a cena.

Acharam que não teria os meninos nessa playlist?
Sintonizem seus celulares ou no Youtube nos meninos, pois a música tema de hoje é... "Hellevator".

Espero que gostem e tenham uma boa leitura...

Capítulo 7 - 7


Fanfic / Fanfiction Destino - Imagine Stray Kids (Hyunjin) - Capítulo 7 - 7

Stray Kids - Hellevator

Capítulo 7

POV Chan

  Vejo Hyunjin levar (S/N) para longe de mim, o meu coração começou a acelerar como um louco com aquela imagem.

- Ele parece ser um ótimo rapaz – Disse Jisung me olhando com desdém – Ela parece gostar dele.

 Olho para Jisung, que estava sorrindo o tempo todo.

- Ela não vai ficar com ele – Digo sério – Se for preciso eu o mato, mas com ela o Hyunjin não fica.

Jisung me olha meio assustado. O mesmo achava que eu estava apenas falando da boca para fora, mas os dois não duraram muito.

- Digo o mesmo para você – Digo me levantando e me aproximando do mesmo – Você pode ser o meu amigo, mas não queira roubar o que é meu!

- Ela não é sua, não é sua propriedade – Disse Jisung me empurrando – Ela não te pertence e...

- PERTENCE SIM! – Grito com o mesmo, que me olha entediado.

Jisung começa a caminhar para fora do corredor, rindo como um psicótico.

- Vamos ver com quem ela ficara no final – Disse o mesmo sorrindo – Um pequeno spoiler: Não vai com você.

 Jisung some do corredor, me deixando sozinho e irritado. Fico sentado ao chão, gritando com os meus pensamentos obscuros.

- Filho? O que houve com você? – Disse minha mãe se aproximando rapidamente – Vim o mais rápido que pude e...

- Fique quieta e apenas me tire daqui – Digo grosseiramente para a minha mãe, que fica quieta e me retira da escola.

 A mesma me olha surpresa, me ajuda a me levantar e me tira daquela maldita escola de gente porca e imunda.

 Entro em seu carro e o silêncio se prolonga.

- Não vai me contar o que aconteceu? – Disse minha mãe a me olhar de relance.

Continuo em silêncio, estava de cabeça quente e não estava querendo contar a minha mãe o que aconteceu.

- Foi por causa da (S/N), né? – Continuou minha mãe – Ela só lhe causa problemas meu filho, não percebe que ela...

- CHEGA! – Grito a olhando – Não fale dela desse jeito, entendeu?!

 Minha mãe me olha assustada com a minha atitude. Ela sempre culpava os meus problemas na (S/N) desde que descobriu o meu “problema”, que eu mesmo apelido de “mal funcionamento de fábrica”.

- Desculpe – Disse ela baixo.

 Respiro fundo e a olho meio sério.

- Eu fui grosso também – Digo baixo – Mas eu não quero a senhora acusando a (S/N).

A mesma concorda com a cabeça e me leva para casa, para descansar um pouco.

POV Jisung

 Saio daquele corredor com um sorriso no rosto, mas com um olhar de perdedor.

Perdedor pois eu sei que mesmo que (S/N) não fique com Chan, ela não irá ficar comigo, pois me vê como um “amigo”.

Ah, como eu tenho inveja de Hyunjin! O mesmo não sabe a sorte que tem em tê-la em seus braços.

 Continuo a andar pelo corredor da minha nova escola, até que sou barrado por um dos amigos imbecis de Chan.

- Porque voltou? – Olho e tento me lembrar de seu rosto. Sorrio ao ver que o mesmo não havia mudado nada desde que o vi da última vez.

- Woojin! – Digo sorrindo – Quanto tempo!

- Porque voltou? – Disse o mesmo novamente. Woojin me olhava sério, como se eu fosse matar todos naquela escola.

- Você sabe que eu nem devia ter ido – Digo o olhando – Chan precisa dos amigos ao lado e...

Woojin dá uma risada sarcástica para mim, o mesmo me olhava de cima a baixo como se estivesse com nojo.

- Conta outra Han – Disse o mesmo sério – Você foi embora quando o Chan mais precisava de você e foi por ciúmes!

 Olho para Woojin e dou uma risada debochada.

- Ok, me pegou! – Digo levantando os meus braços – Eu voltei pela (S/N), pronto, falei!

- Sabia, você só pensa em si mesmo – Disse Woojin decepcionado – Pensei que tínhamos feito um pacto de ajudar Chan.

Fico sério ao lembrar do compromisso que peguei aos 10 anos.

- Vocês fizeram o pacto sozinhos! – Digo irritado – Eu não vou entregar a (S/N) para o Chan só porque o mesmo está doente!

 Woojin me olha e abaixa a cabeça triste. O mesmo começa a ir embora, mais me olha pela última vez.

- Você é um péssimo amigo – Disse antes de ir embora.

Olho para as minhas mãos, que ainda estavam sujas de sangue.

Como na última vez em que eu havia sujado elas por inveja...

FLASHBACK ON

 Era verão na casa dos Bang.

 Jisung havia ido para mais uma vez passar o dia com o seu melhor amigo Chan, mas o mesmo não queria brincar com o menino, pois estava indo passear com o seu pai.

- Esquilinho! – Jisung olha para trás e vê (S/N).

 A menina havia crescido, seus lábios estavam mais carnudos, seu vestido branco estava molhado por causa da mangueira que a menina estava usando para regar as plantas da mansão.

 A mesma corre até Jisung sorrindo como sempre, mas havia algo estranho em Jisung, mas precisamente em seu corpo.

O menino estava achando a sua melhor amiga muito seduzente para a sua idade, que na época havia apenas 8 anos.

- Vamos ver um filme? – Disse a menina sorrindo para o mesmo, que tentava não olhar para o seu vestido branco molhado.

Jisung a olha e concorda com a cabeça. A menina começa o puxar para dentro de sua humilde e pequena casa, onde Jisung já havia ido e dormido junto com Chan quando eram crianças.

- Que filme você quer ver? – Disse a menina sorrindo para o mesmo – Eu tenho da Disney, aventura, terror... E esse aqui.

A menina  mostra a capa do DVD, onde há uma mulher atraente, que por coincidência estava de vestido branco molhado.

- Vamos assistir esse – Disse Jisung apontando para o que estava na mão da menina. A mesma coloca o filme para rodar enquanto faz a comida para os dois.

 Jisung estava estranho e sabia o porquê disso. Na sua aula de biologia, seu professor, Sr. Jeon, havia contado sobre a “puberdade” e as mudanças nos corpos das pessoas, principalmente dos meninos.

 Jisung estava passando por essa fase. Sua voz havia engrossado e naquele momento ele estava sentindo uma vontade de beijar (S/N) e sentir o corpo da menina.

- Pronto – Disse a menina sorrindo para Jisung – Agora vamos ver o filme.

O mesmo a olha meio nervoso, ela estava perto demais do corpo do menino. O filme começa, e no meio do filme eles entendem o enredo.

 Era sobre uma menina que começa a trabalhar como dançarina de cabaré para se sustentar.

 Em cada cena provocante e sensual do filme Jisung olhava para (S/N), e achava fofo quando a mesma tapada os olhos ou escondia o rosto com o balde de pipoca.

- Ahn, (S/N) – Disse Jisung. A sua voz saiu meio como um gemido, mas não estava se importando  - Você já beijou alguém?

A menina o olha envergonhada.

- N... Não – Disse meio baixo – Chan disse que eu não devo beijar.

Jisung a olha meio confuso. Porque Christopher falaria isso para ela.

- E que tal você me beijar? – Disse Jisung a olhando.

A menina o olha envergonhada. Nunca havia beijado na boca de ninguém na vida e estava com medo de errar.

 A mesma fecha os olhos, indicando que Jisung tinha o seu consentimento para beijá-la.

 O mesmo a olha sorrindo, se aproxima calmamente de seu corpo segurando a sua cintura docemente.

 Jisung segura o rosto de (S/N) e lentamente dá um selinho na menina. O mesmo dá passagem para a língua, que no começo assusta a menina, mas depois ela se acostuma com o momento.

Os lábios de Jisung eram doces e tinham o sabor da pipoca que estavam comendo. Jisung começa a se movimentar, colocando com que a menina se deite e o seu corpo fique por cima dela.

- TRAIDOR! – Jisung para o beijo ao ver Chan na porta da casa da menina, o olhando com um olhar assassino. – EU VOU TE MATAR!

 Chan se aproxima de Jisung e dá um soco em seu rosto, deixando o mais novo ao chão. Chan continua a socar o menino, que não fazia nada, apenas tentava acalmar o amigo.

- VOCÊ É UM MERDA – Disse Chan o chutando, vendo o sangue jorrar pela boca de Jisung – COMO PODE FAZER ISSO COMIGO? NÃO DEVIA TER A BEIJADO!

 Jisung se levanta, fazendo com que Chan o olhe meio assustado.

- E... Eu gosto dela – Disse Jisung tentando limpar o sangue de seu corpo, mas só sujava ainda mais as mãos –  Você não pode a proibir de nada, seu doente!

   O silêncio se mostrou presente naquela pequena sala. Jisung soube do que havia ocorrido com Chan, na verdade, ele já suspeitava dos problemas do amigo, mas havia ouvido uma conversa de um dos novos amigos de Chan, Seungmin, que o mesmo havia adquirido a doença.

- Doente, louco! – Disse Jisung olhando Chan desmoronar – Acha mesmo que ela ficará com um doente que nem você?

- JISUNG CHEGA! – Grita (S/N) correndo para socorrer Chan, que estava chorando em um canto – SAIA JÁ DA MINHA CASA!

 O menino fica surpreso com a atitude da menina, que estava tentando ajudar Chan a parar de chorar.

Jisung obedece a garota e sai de sua casa aos choros, pois sabia que havia perdido a garota que gostava.

 Depois daquele dia Jisung havia ido morar com a mãe em Itaewon, e não fez mais contato com (S/N) e Chan.

FLASHBACK OFF

 - É... Eu devo ser um péssimo amigo mesmo – Digo saindo daquele colégio.

 


Notas Finais


Aviso: A última fala foi do Jisung, pois o POV ainda é dele, ok?

Pequena explicação:

"Hellevator" está mostrando o pequeno "inferno interior" de Jisung. O problema que o levou a sair de Seul, a perda da amizade de Chan e muito mais que estar por vir.

Assim como "Missing You" do 2ne1, essa música também irá voltar em um determinado capítulo.

Até o próximo capitulo e deem views em "My Pace".


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...