História Destino - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Coragem, Lésbica, Romance
Visualizações 7
Palavras 849
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - Festa


Fanfic / Fanfiction Destino - Capítulo 7 - Festa

 

Nós nos beijamos. Aliás, nós nos beijamos muitas vezes, também conversamos sobre coisas aleatórias, eu apenas continuei sem saber o que sentia por ela, talvez passasse logo. Tive tempo suficiente para pensar quando meus pais chegaram e a levaram. 

*QUEBRA DE TEMPO*

A escola está tão cansativa agora, as coisas começaram a se tornar mais reais, trabalhos, atividades, provas... Minha cabeça dói em lembrar das coisas que me faltam fazer. De qualquer forma, o ano já está acabando, logo vou ficar livre de tudo isso, pelo menos por alguns meses. Está tudo, simplesmente tudo, errado. Começando pelos meus pais, que discutem frequentemente. Meu irmão apaixonado pela minha namorada, ou melhor ex.

Eu e Helena iniciamos um namoro, algumas semanas depois do ocorrido em casa, um namoro escondido e emocionante, íamos para o mar, mergulhávamos, andávamos pela beira mar, dormíamos juntas e fingíamos ser melhores amigas, mas era uma situação arriscada. Decidimos contar para nossos pais, a novidade maior seria para os meus, eles reagiram melhor do que o meu medo me fez imaginar. 

Ela saia com seus amigos, ficava comigo durante alguns dias na semana. Enquanto isso, meu irmão estava completamente estranho, começamos a discutir demais, um dia ele explodiu e falou sobre sua paixão: Helena. Quando eu contei, ela se afastou do meu irmão, acabou mudando de escola e parou de frequentar a minha casa. Não nos vimos, Helena continuava saindo com seus amigos, mas sua agenda estava cheia demais para me colocar em algum canto.

Helena me levou do céu ao inferno em poucos meses, nós terminamos e eu não sei se é uma má notícia. Hoje é sábado e eu decidi sair, depois de um mês de todos esses problemas. Meus pais estão melhores agora, meu irmão me pediu desculpas e disse que estava confuso em relação a Helena, estamos bem. Mas sobre Helena, nada pode mudar o que aconteceu até então. Por que não sair?

21h00

- Alô - falei ao atender o telefone

- Já estou chegando - falou - tá pronta?

(...)

Elisa estuda comigo, me ajudou, ela foi meu porto seguro, contei tudo que acontecia para ela, mas fora da escola era como se não nos conhecêssemos, até eu terminar meu namoro e ela, depois de um mês, conseguir me tirar de casa. Quando ela chegou, me despedi dos meus pais e de meu irmão, fui até o carro, o pai de Elisa nos levou até a festa. Eu não sabia exatamente onde iria, como seria ou qualquer coisa sobre essa festa. Quando cheguei no local, nos despedimos do seu pai, Elisa estava aparentemente feliz.

- Você parece tá tão animada - comentei

- É claro, você veio - falou como se fosse óbvio - a regra do dia é se divertir

Apenas sorri, tentei não demonstrar o nervosismo, temia não gostar e acabar decepcionando Elise. De qualquer forma, fomos direto escolher uma bebida, que um amigo dela compraria para nós. Ela acabou bebendo demais, eu não acompanhei, ela estava dançando com uma garota que eu já tinha visto antes, mas sequer lembrava seu nome. Fui até o banheiro, tinha pessoas se pegando em todo canto da festa, eu estava odiando a situação e tudo piorou quando a pessoa que eu vi foi Helena, mas ela estava sozinha, escorada em uma mesa, com uma bebida nas mãos, ela acabou percebendo minha presença, eu me escondi na multidão e fui até o banheiro o mais rápido que pude.

Senti uma mão, com pele macia, um toque conhecido que fez meu corpo estremecer, naquele momento eu percebi que eu estava longe de ter a esquecido. Me virei para Helena, desviando do seu olhar.

A gente pode conversar? - perguntou

- Tô ocupada - falei

Ela soltou uma risada um pouco irônica, era a mesma, aparentemente, só que ainda mais linda, eu nunca soube exatamente como reagir a ela.

- Posso me ocupar com você?

- Estou com a Elisa, com licença

- Ah, parabéns - deu de ombros

Não era nesse sentido, mas não era de todo mal. Porém, Elisa chegou abraçada em um garoto, nitidamente bêbada.

- É hoje que vocês voltam hein - aos berros - vê se valoriza ela dessa vez - deu um tapinha nas costas de Helena e saiu

Olhei para Helena, que estava com um sorriso satisfatório no rosto, ela se aproximou de um jeito que só ela tinha, me fazendo sorrir. Ela ignorou todo o acontecimento até então, acariciou me rosto e me abraçou por um bom tempo.

- Você teve todo motivo para me odiar, mas você acabou de rir de mim - falou - eu sou apaixonada por você Luna, me perdoa por demorar a enxergar - se afastou do abraço e olhou em meus olhos - estou um pouco alterada agora, isso me deixa menos orgulhosa e mais sincera, por favor, vamos tentar de novo

Ainda tinha uma parte dela em mim, eu a senti e a escutei, talvez eu estivesse sendo boba por mais uma vez, mas eu não poderia deixar de, pelo menos, beijá-la, nem que aquele fosse a última vez.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...